Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
25
Fev 16

manchete_banner_240220162226-723-MuseuRegional.jpg

Já foi assinado o Protocolo de Colaboração Técnica e Científica para a Valorização do Museu Regional de Beja e o Acordo de Colaboração Mecenática para a valorização deste espaço. São 27 mil euros da Fundação Millenium BCP que permitem, requalificar o edifício, assim como conservar e valorizar o seu acervo e que significam um “momento de viragem para o Museu Regional de Beja”.
Ler e ouvir AQUI.

publicado por Zé LG às 18:55
Apesar de tudo o homem vai resolvendo com aparente facilidade o que os intelectuais que passaram pela câmara sempre complicaram, depois não se admirem!
anomimo a 25 de Fevereiro de 2016 às 19:32
Resumindo, para si os intelectuais, como lhes chama pensavam e falavam. O homem, mesmo pimba, faz. É essa a sua ideia? E para si, será que Beja merece um pimba como presidente?
Anónimo a 25 de Fevereiro de 2016 às 20:01
Parece que anda por aqui um certo revivalismo do panfletarismo "esquerdista radical": a visão de que o mundo e as pessoas se dividem em más e boas consoante são ou não letradas. Daí serem maus e burgueses os intelectuais, e bons os proletas pimbas. Não há pachorra para essa parvoíce!
Anónimo a 25 de Fevereiro de 2016 às 22:31
Deixem-me ver se percebi bem: € 27.000,00 divididos por 2 anos para, e cito... "requalificar o edifício, assim como conservar e valorizar o seu acervo"? Ou seja cerca de € 1.050,00/mês? Para requalificar o edifício e valorizar o acervo???
Isso dá para arranjar 1 porta por mês sequer?
Melhor do que nada, concordo em absoluto, mas não "um momento de viragem".
Não se queiram transformar € 1.000,00 por mês num investimento transformador do museu. É falso.
Tenhamos noção - de preferência não estratosférica -, da dimensão das coisas.
Anónimo a 25 de Fevereiro de 2016 às 23:23
O comentário mais lúcido e objetivo de todos. É sempre melhor 1.000 por mês do que nada, mas tendo em conta as coisas, 1.000 acabam por ser quase nada uma vez q ainda la vai caber a bolsa para um ou dois amiguitos. Pelo que talvez por mês não sobre para arranjar a tal porta.
Anónimo a 26 de Fevereiro de 2016 às 09:32
Resolvendo? O quê? O que é que resolveu aqui? Deixe-se de panfletarismos demagógicos. E já agora veja quem não ajudou nadinha a resolver as coisas no mandato anterior. Haja decência!
Anónimo a 26 de Fevereiro de 2016 às 09:33
Por pouco que seja é sempre melhor que nada, mas é bom que se pergunte:
Para quando a intervenção estrutural no edifício, no espólio e na organização do Museu? O anterior executivo da CMB avançou internamente com os projetos de recuperação e propôs que a Cimbal assumisse o museu, tendo sido na altura muito criticado por tudo isso é porque exigiam que a autarquia disponibilizasse para as obras recursos financeiros que não tinha.
Até agora o que temos? 27000 euros para estudos e recuperação parcial de uma única peça do espólio. Melhor que nada! Mas será so isto o que vão fazer pelo Museu depois de promoverem tanta contestação no mandato anterior? Afinal a Cimbal está a pensar fazer o que com o Museu? Todos temos o direito de saber o que se passa e o que é que está previsto no futuro. Ou será que mudou tudo para ficar tudo na mesma?
Alentejo dos pequenitos a 28 de Fevereiro de 2016 às 16:49
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Isto é o lado perverso.
A tradição já não é o que foi...
Temos deputado.O PCP depois candidata-o à Câmara ...
E não será assim sempre? Os anteriores e anteriore...
“ISTO É O ALVITRANDO”
Pobreza e torpeza.
Aí que pobreza de comentarios!É o conhecimento bej...
O Coxo até vai começar a andar melhor quando se ap...
Esse velho agora comenta os post's dos outros no f...
A pouca vergonha que se passou na Cooperativa do P...
"Pode nascer um país do ventre de uma chaimite." (...
A chaimite era peça fundamental para o desenvolvim...
Sei o que se passa mas não digo.
Corrijam aí o "gato", senhores da RVP, não é "Inte...
Brindemos à saúde dos amigos!
blogs SAPO