Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
09
Ago 17

«… deve ou não a autarquia assumir uma parceria com a Unidade Local de Saúde de modo a contribuir sinergicamente para os objetivos de promoção de estilos de vida mais saudáveis, coordenando e racionalizando a utilização dos recursos?

(Uma questão a fazer a todas as autarquias do distrito...)

Anónimo a 8 de Agosto de 2017 às 21:32, AQUI.

publicado por Zé LG às 13:50
02
Ago 17

2048_incendio-alto-s-bento-18-07-2016-33.jpg

Através da Comissão de Trabalho de Fisiopatologia Respiratória e DPOC, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) divulgou um conjunto de medidas que ajudam a minimizar os riscos de complicações respiratórias, especialmente dirigida às pessoas que sofrem de patologias crónicas.

“A exposição prolongada a temperaturas elevadas é prejudicial à saúde, em geral, e, em particular, ao aparecimento ou descompensação das doenças respiratórias. A agudização de doenças respiratórias crónicas é frequente neste período, constatando-se também o aparecimento de doenças agudas, como as broncopneumonias, que não acontecem somente no Inverno”, esclarece a coordenação da Comissão de Trabalho de Fisiopatologia Respiratória e DPOC.

Leia as RECOMENDAÇÕES.

publicado por Zé LG às 17:46
tags: ,
29
Jul 17

Bem, e para os que não têm saúde, e são muitos, e ou em determinado momento a perdem ou precisam de cuidados para voltarem a ter a tal saúde, e ainda os que tendo a dita saúde a precisam de manter, está a ULSBA à altura de uma resposta adequada?
O SNS responde localmente com uma resposta ajustada às necessidades de todos? Nada de críticas que está tudo bem, é assim? Ou vamos, os que podem ou fazem para poder, à privada das redondezas, que já são alargadas a Lisboa e ao Algarve? Sim, só se não for emergente!

Comentário de Anónimo a 28 de Julho de 2017 às 14:37, AQUI.
publicado por Zé LG às 19:20
28
Jul 17

270720171749-259-CmaradeMoura.jpg

A Câmara Municipal de Moura e a Subcomissão de Coordenação Regional do Alentejo para o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância assinam hoje um protocolo de colaboração.

A intervenção precoce é dirigida a crianças até aos 6 anos de idade, “com alterações ou em risco de apresentar alterações nas estruturas ou funções do corpo”.

O Sistema tem como missão garantir a Intervenção Precoce na Infância através de um conjunto de medidas de apoio integrado centradas na criança e na família.  As acções desenvolvidas situam-se na prevenção  e reabilitação.

publicado por Zé LG às 08:48
27
Jul 17

imgLoader.ashx.jpg

O Instituto Nacional de Emergência Médica-INEM e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Alvito assinam protocolo, no próximo dia 28,  para constituição de um Posto de Emergência Médica.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alvito em breve passará a dispor de uma nova Ambulância de Socorro, que integra o PEM (Posto de Emergência Médica) de Alvito, que será tripulada por elementos formados em técnicas de emergência, certificada pelo INEM.

Este veículo permitirá uma deslocação mais rápida e eficiente ao local da ocorrência, possibilitando auxílio mais célere e, eventualmente, um transporte mais rápido da vítima para as unidades de saúde.

O presidente da autarquia destaca o reforço da segurança das comunidades com este serviço que constitui uma melhoria no socorro que os bombeiros prestam no concelho.

publicado por Zé LG às 13:52
15
Jul 17

É do conhecimento público que integro um grupo de pessoas de esquerda que lança um manifesto sobre a política de saúde, criticando a falta de medidas governativas para o desenvolvimento do Serviço Nacional de Saúde. 
Abracei a causa do SNS ainda antes de ser médico e vim para Beja com esse espírito de missão. Exerço em exclusivo para o serviço público e tenho lutado pela sua qualidade. 
Apesar de ser apoiante da atual solução governativa, tenho constatado que a ação do atual ministério da Saúde não se distingue no essencial da do governo anterior.
Conforme já foi noticiado pela imprensa escrita, estamos a realizar reuniões, com o PS, PCP, BE e centrais sindicais. O nosso documento já foi alvo de referências na Assembleia da República, aquando do recente debate sobre o Estado da Nação. 
Enquanto cidadão de pleno direito e utente, exijo o reforço e melhoria do SNS. 
Apelo aos meus concidadãos que visitem a nossa página no facebook, denominada "Pela nossa saúde, pelo SNS", onde está acessível o nosso Manifesto.
(que pode ser lido AQUI)

Munhoz Frade a 14 de Julho de 2017 às 15:11, AQUI.

publicado por Zé LG às 15:30
14
Jul 17

130720171713-818-ARISdaPlancie.jpg

A ARIS da Planície – Associação de Reabilitação e Integração Social da Pessoa com Experiência de Doença Mental de Beja apresentou uma candidatura ao programa de financiamento nacional, na área da literacia para a saúde, luta contra o estigma e prevenção da depressão e do suicídio e viu a mesma aprovada. O projeto candidatado, o ARIS, tem a duração de um ano e incidência no concelho de Beja e foi financiado com 30 mil euros.

O projeto ARIS, que conta com as parcerias do Serviço de Psiquiatria da ULSBA, da autarquia bejense e da Santa Casa da Misericórdia de Beja, terá início depois da formalização do contrato de financiamento e vai permitir a recolha de dados epidemiológicos, que em muito poderão contribuir para a aplicação de programas concretos nos problemas identificados, frisou Ana Matos Pires.

 

publicado por Zé LG às 08:46
12
Jul 17

Ana_Matos_Pires-1837.jpg

Burnout. Queimado, se traduzido à letra. Exausto, se associado à saúde. Burnout é uma síndrome, e não uma doença, que foi descrita em 1974 por um psicólogo alemão, radicado nos Estados Unidos, de nome Herbert Freudenberger, que ligava a fadiga ao modo de vida. Quarenta e dois anos depois foi apresentado um estudo, sob a chancela da Ordem dos Médicos, realizado pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, sobre precisamente a síndrome de Burnout entre a classe médica. Falamos de uma condição que, além de estar a afetar um grande parte desta classe profissional, está já a ter reflexos na vida de muitos portugueses, cujo ritmo de vida acaba por se tornar insuportável.
Texto Natacha Lemos Foto José Ferrolho, in: Diário do Alentejo.

publicado por Zé LG às 17:44
27
Jun 17

19437787_1550168128391984_4495131984827335135_n.jp

publicado por Zé LG às 19:00
27
Jun 17

imgLoader.ashx.jpg

 

A Câmara Municipal de Alvito assegura Sessões Gratuitas de Hidroginástica na Piscina Municipal de Alvito, durante os meses de Julho e Agosto, às Terças e Quintas-Feiras, entre as 19 e as 20 horas.

 

Este desporto ajuda a circulação sanguínea, que retoma ao coração mais facilmente. Para além disto, como o peso corporal diminui em cerca de 90% dentro da água, há uma redução da sobrecarga das articulações, facilitando os movimentos.

publicado por Zé LG às 13:50
13
Jun 17

img27.jpg

Durante três dias, Évora será a capital nacional da Angiologia e Cirurgia Vascular. Entre 15 e 17 de junho, o Hotel Vila Galé Évora recebe o XVII Congresso da Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular, um momento de atualização de conhecimento e troca de experiência clínica para os profissionais de saúde, em que se discute também o futuro da prática desta especialidade.

0001.jpg

 

Com uma programação abrangente, ao longo dos três dias do congresso, vão ser discutidas diferentes áreas que preocupam os cirurgiões vasculares e analisados os resultados clínicos das atuais estratégias de atuação em algumas delas, destacando as: Doença Venosa, Cerebrovascular, Arterial Periférica e da Aorta.

Relativamente à primeira e última das acima referidas e durante o Congresso, serão efetuadas campanhas de divulgação, sensibilização e rastreio da população, chamadas “A Aorta não avisa” e “Alerta Doença Venosa”, dada a sua importância e, ao mesmo tempo, o seu subdiagnóstico. 

publicado por Zé LG às 13:50
28
Mai 17

"É negativo que, em ministérios chave, como o da saúde, se sigam orientações de continuidade com o que vinha do tempo do PSD/CDS e se acentue, na prestação de cuidados de saúde, o retrocesso do Serviço Nacional de Saúde a favor de um capitalismo avassalador. 

Ao eleger o austeritarismo como eixo de orientação na saúde, na ideia de fazer do sector o campeão do controle do défice, de resto objeto de reparo no relatório do Observatório Europeu de Sistemas e Políticas de Saúde, o ministério está a devastar a qualidade dos serviços públicos e a restringir o acesso e os direitos da população, ao mesmo tempo que crescem ofertas privadas, viradas para um consumismo enganador. 

Leia o resto desta posição da Renovação Comunista, AQUI.

publicado por Zé LG às 11:54
27
Mai 17

Neste momento, na área da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Ulsba), existem 12 médicos a cumprirem o internato na especialidade de Medicina Geral e Familiar. Segundo números disponibilizados pela Ulsba, dos 90 médicos a exercerem nos vários centros de saúde do distrito (exceto Odemira), 34 são estrangeiros (24 de Cuba, três do Brasil e um da Rússia, Moldávia, Moçambique, Espanha, Holanda, Peru, Colômbia e Holanda).

Vasconcelos1-1830.jpg

Cada um dos clínicos é responsável por uma lista de 1 400 doentes, sendo que, “neste momento, há só uma lista [de utentes] no Centro de Saúde de Beja sem médico de família”. No resto do distrito a cobertura é completa, assegura a Ulsba.
Mas para Pedro Vasconcelos, “uma coisa é ter médico, outra é ter médico de família, alguém especializado em Medicina Familiar”. O presidente da Ordem dos Médicos em Beja lembra que “os médicos estrangeiros a exercer em Portugal têm a possibilidade de requerer a especialidade à Ordem dos Médicos. Têm é que fazer as provas exigidas, como já aconteceu, pelo menos, com uma”, mas tal não tem sido prática.

Leia todo o artigo de Aníbal Fernandes AQUI.

publicado por Zé LG às 15:05
19
Mai 17

180520172206-626-DiaMundialMdicoFamilia.jpg

Assinala-se nesta sexta-feira, o Dia Mundial do Médico de Família, uma data para destacar o papel e o contributo destes profissionais, nos sistemas de saúde em todo o mundo e celebrar os progressos em medicina familiar. O lema escolhido, pela Organização Mundial de Médicos de Família, para a celebração deste dia foi “Vencer o sedentarismo... Adeus depressão!”.

A depressão é um problema que afeta cada vez mais as sociedades ditas desenvolvidas e em Portugal, a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar recorda que a par deste problema convive, muitas vezes e na mesma pessoa, o sedentarismo, pelo que faz todo o sentido ajudar os portugueses a encontrar um futuro mais saudável e ativo.

publicado por Zé LG às 08:45
15
Abr 17

O deputado do PS eleito por Beja, Pedro do Carmo, congratula-se com o anuncio feito pelo Governo, na semana passada, sobre a instalação nos municípios de Alvito, de Barrancos e de Cuba de ambulâncias do Instituto Nacional de Emergência Médica

Pedro do Carmo considera que a emergência médica e o acesso a cuidados de saúde fundamentais para a salvaguarda da vida humana assumem uma importância acrescida num território extenso como o do distrito de Beja.
O deputado socialista congratula-se com o reforço dos meios de emergência médica no distrito de Beja e com a eliminação da injustiça que persistia em Alvito, Barrancos e Cuba, três dos vinte concelhos em que não existia esta valência fundamental do Serviço Nacional de Saúde e da Protecção Civil.
Pedro do Carmo afirma que era uma lacuna grave o facto daqueles três concelhos não terem ambulâncias do INEM.

publicado por Zé LG às 15:45
09
Abr 17

Beja recebeu no último fim de semana o III Encontro de Famílias Dravet, uma iniciativa de âmbito nacional que teve a sua primeira edição em 2015, com o objetivo “de promover o convívio entre famílias, o acolhimento aos que ainda não se conheciam e o encontro entre as crianças” com a síndrome rara, classificada como “uma encefalopatia epilética de origem genética, grave, resistente ao tratamento”, que se manifesta no primeiro ano de vida “com o surgimento das primeiras convulsões”. O número de convulsões “pode variar muito de criança para criança e cerca de 15 por cento morrem antes de chegarem à adolescência”.

274.JPG

Neste terceiro encontro, que foi organizado pelas famílias de Beja, foi introduzida a componente de informação/formação, explica ao “Diário do Alentejo” Sofia Monteiro, mãe de um menino com Dravet e uma das organizadoras do evento. “Tivemos palestras com informação atualizada e muito importante para nós”, diz, adiantando que o encontro “correu muito bem”, sendo que estes eventos “implicam uma logística enorme”, como, por exemplo, “hospital e INEM de prevenção” e “um grupo de pessoas com capacidade de reconhecer e lidar com uma convulsão, para acompanhar as crianças nas suas atividades”. O encontro contou com o apoio de várias entidades e voluntários, frisa a organizadora.
A finalizar, Sofia Monteiro salienta que “para além das dificuldades que advêm de uma doença desta natureza que implicam uma vigilância de 24/24 horas, com consequências enormes na qualidade de vida da família”, há outras que estão relacionadas “com a inclusão das pessoas com Dravet na vida diária”: “É preciso que a vida escolar das crianças e jovens com Dravet seja enriquecida; que passem a integrar as turmas às quais pertencem em vez de ficarem remetidos às unidades de apoio à multideficiência; que sejam encarados como pessoas capazes de escolher, de aprender e de se desenvolver; que frequentem campos de férias com os seus pares; que estejam inseridos em atividades desportivas, de lazer e de cultura; que adquiram competências e saberes nas comunidades em que estão e que sejam acolhidos como membros dessa comunidade como efetivamente o são”, diz. 
No distrito de Beja são quatro os casos conhecidos, “três dos quais na cidade, uma frequência demasiado alta para a nossa dimensão”, frisa Sofia Monteiro. “É importante referir que estamos a falar de uma doença rara, com uma incidência estimada de 1/22 000 pessoas”.

NP, in Diário do Alentejo: Foto ZéLG 

publicado por Zé LG às 11:51
03
Abr 17

001 (2).bmp

publicado por Zé LG às 08:47
31
Mar 17

001.bmp

 Amanhã, esperamo-las na Herdade da Diabrória.

publicado por Zé LG às 14:00
28
Mar 17

Diabetes-1822.jpg

Mais de 40 por cento dos portugueses têm diabetes ou estão em risco de contrair a doença. De acordo com dados divulgados na passada semana pelo Observatório Nacional da Diabetes, mais de três milhões de portugueses têm alterações nas análises ao nível da glicémia e estão em risco de vir a sofrer as consequências desta doença. No Baixo Alentejo os dados são ainda mais assustadores, com o registo de mais de 12 mil doentes seguidos na unidade local de saúde. Uma população envelhecida, muito sedentarismo e o excesso de peso, incluindo entre jovens e crianças, estão a ditar um futuro negro para esta população. Mas há pequenos avanços e, a partir do próximo mês de abril, a consulta de diabetes juvenil do hospital de Beja contará com o apoio de um psicólogo clínico com experiência na área da diabetes.

Leia reportagem com texto de Natacha Lemos e foto de José Serrano, no Diário do Alentejo.

publicado por Zé LG às 18:14
27
Mar 17

Atualmente fala-se muito da saúde financeira das empresas e muito pouco da saúde das pessoas. Mas manter os colaboradores saudáveis é uma componente crucial para o sucesso dos negócios. A legislação obriga as empresas e colaboradores a cumprirem regras mas, muitas vezes, por desconhecimento, falta de sensibilização ou foco de uma equipa especializada, os acidentes de trabalho e doenças profissionais acontecem quando poderiam ser evitados.

E, quando se pensa em acidentes, não se trata apenas de ocorrências em profissões conhecidas por comportarem maior risco. Mesmo ao nível de um escritório, há cuidados a ter ao nível da Segurança e Saúde no Trabalho (SST). Medição da intensidade das luzes, ar condicionado ou circulação de ar são apenas alguns dos factores a ter em conta quando um técnico realiza a análise ao espaço, para definir as medidas a tomar com vista à melhoria das condições de trabalho.

O foco dos gestores de uma empresa está, obviamente, na produção e, também por isso, muitos têm dificuldade em gerir a componente de Segurança e Saúde no Trabalho. Em parte porque se trata de uma área específica que implica pessoal especializado e um conhecimento profundo das reais necessidades.

"A Segurança e Saúde no Trabalho atua na prevenção primária dos riscos ocupacionais e promove o desenvolvimento de locais de trabalho saudáveis."

publicado por Zé LG às 00:05
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Muito grave. Circula no facebook um texto de revol...
eu até acho que o Partido Ecologista "Os Verdes" p...
A ULSBA tem um técnico ambiental. Porque não solic...
E como é que poderiam falar? Há por acaso algum en...
Estão a ser pensadas e trabalhadas, essas e outras...
@atenta - Curioso. E preocupante. Ninguém fala dis...
Obrigado pela correcção! Já corrigi dois dos erros...
Como se isto e outras más gestões feitas e acompan...
Olha , e não mudou,como refere o anónimo anterior....
E a minha agua este mês duplicou de valor.Pago de ...
Há muito que defendo a integração dos cuidados de ...
Recomendamos a leitura ,por ser recente e se enqua...
ó Sr Lopes Guerreiro...não leve a mal o que vou di...
Então as novidades? Já passou da hora de almoço, e...
Um ratinho de algibeira! 😂😂😂😂😂
blogs SAPO