Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
11
Out 17

IMG_2098.JPG

Alguns dos que não levaram BEJA A SÉRIO optaram por uma CIDADE ABERTA.

Muitos dos que não viram A DIFERENÇA de CONSTRUIR O FUTURO de BEJA COM RUMO e pretendem UM CONCELHO INCLUSIVO optaram por FAZER DIFERENTE! FAZER MELHOR! RECUPERAR, VALORIZAR e PROMOVER A NOSSA CIDADE.

publicado por Zé LG às 13:51
01
Out 17

- A DIFERENÇA QUE SE VÊ. BEJA COM RUMO. CONSTRUIR O FUTURO.

 

- SOMOS BEJA. FAZER DIFERENTE! FAZER MELHOR! RECUPERAR – VALORIZAR - PROMOVER.

 

- BEJA A SÉRIO, A NOSSA CIDADE.

 

- BEJA, CIDADE ABERTA.

 

- FAZ A DIFERENÇA. BEJA UM CONCELHO INCLUSIVO.

publicado por Zé LG às 00:30
29
Set 17

Para além do que cada candidatura propõe fazer, deve tanbém dizer como propõe fazer. Há quatro anos, a candidatura POR BEJA COM TODOS disse. Nestas eleições, nenhuma candidatura o fez e sobre quase todas as questões apresentadas a seguir nada disseram.

 

COMO FAZER: Um Município participativo, facilitador, congregador e cooperante

1506595_606253139469483_1729830225_n.png

O programa eleitoral que se apresenta e que sustenta a candidatura do movimento independente e plural “Por Beja Com Todos”, às eleições dos diferentes órgãos autárquicos, assenta na clara assunção do princípio da participação, que se materializa no crescente envolvimento de TODOS na construção do futuro de TODOS, valorizando, em todas as dimensões, a transparência e o direito à informação. Exatamente por partilharmos destes pressupostos, consideramos que deverão ser transversais a todas as áreas da execução política, configurando um novo modelo institucional.

 

 

publicado por Zé LG às 13:47
28
Set 17

Arruamento.jpgNum concelho com as dificuldades como o de Beja é natural que as diversas candidaturas à Câmara Municipal coloquem como objectivo fundamental o desenvolvimento. Mas para que esse objectivo seja mais do que uma miragem importa avaliar o que tem estado a ser feito e o que e como pretendem fazer para o alcançar.

Duas questões essenciais devem ser esclarecidas: 1) Que terrenos existem disponívéis e quais as condições de cedência às empresas que se pretendam instalar; 2) Que medidas existem e que se propõem aplicar no sentido de agilizar e desburocratizar os processos conducentes à cedência dos terrenos e, principalmente, aos licenciamentos.

No passado dia 19 e depois de tentar sem sucesso obtê-las através do portal da Câmara Municipal, solicitei um conjunto de informações (ver em baixo) até ao dia 25, não tendo obtido qualquer resposta. Por outro lado, consta que uma empresa recentemente instalada ainda não conseguiu concluir o processo de licenciamento, devido a, entre outras razões, não ter sido ainda assinada a escritura de cedência do terreno.

 

publicado por Zé LG às 15:02
26
Set 17

"Fui ali ver aquele Centro Unesco e fiquei maravilhado, apesar de não ter nada por dentro. Mas está belíssimo. Mas, a par destas coisas boas, há uma espécie de não-pensamento."

castanho-1845.jpg

 

"Mas a ideia que tenho é que não existe aqui uma representação de artistas. O Alentejo tem uma cultura muito forte e deveria haver um qualquer lugar onde se pudesse ver a obra de todo e qualquer artista da região, vivo ou morto. Um sítio onde tivesse também os livros dos escritores, a poesia dos poetas… Há uma identidade muito marcada entre as pessoas, nós não divergimos muito. Divergimos mais por coisas pessoais… temos aí excelentes artistas. Onde é que hoje se pode ver uma pintura do Relógio? O Carlos Montes, um artista que não era letrado, tinha uma pintura muito interessante ao nível da abstração e era necessário ter essa obra exposta, uma vez que hoje não pode ser vista em lado nenhum. Os artistas que vão morrendo, como o [Leonel]Borrela… era necessário ter desenhos que mostrassem as preocupações gráficas que ele deixou…"

 

"Agora faz mais sentido fazer alguma coisa com artistas regionais. Naquele tempo, Portugal tinha muito pouca coisa em termos de arte contemporânea. Agora os tempos são diferentes. Temos de nos pensar como região, porque também é dessa forma que a Europa nos vê. Trabalharmos esta cultura mais enraizada, embora em diálogo com a contemporaneidade, com mais tecnologia e menos obra de instalação, com outros protagonistas… O mundo mudou."

 

Extratos da entrevista de Jorge Castanho ao Diário do Alentejo, com Texto Paulo Barriga e foto Rui Cambraia

publicado por Zé LG às 19:30
19
Set 17

180920172216-961-CDUBejaPrograma.jpg

João Rocha referiu que as linhas de orientação traçadas em 2013 para o concelho foram alcançadas, nomeadamente no que se refere ao seu desenvolvimento e à aposta no centro histórico. Neste contexto referiu que a “CDU tem uma estratégia para Beja, situação que na Câmara anterior não havia”. O desenvolvimento económico é o ponto chave da sua atuação no próximo mandato e a autarquia pretende investir 2 milhões de euros na zona de expansão empresarial da Horta de S. Miguel, no sentido de criar melhores condições para a instalação de empresas. João Rocha disse ainda, que no dia 21 deste mês sai, em Diário da República, o despacho que dita a instalação da empresa Aeroneo, no Aeroporto de Beja.

O centro histórico de Beja tem sido uma prioridade e vai continuar a ser, avançou, igualmente, João Rocha, indicando o que está em andamento e perspetivado para o futuro.

 

publicado por Zé LG às 08:51
06
Set 17

Uma contribuição pessoal (apresentada em 16 de junho de 2015):
"(...)
• reduzir desigualdades de acesso aos cuidados
• desenvolver mecanismos participativos na gestão do SNS
• aumentar o número de Médicos de Família
• fazer uma reforma hospitalar
• aumentar a capacidade dos Cuidados Continuados
• incentivar a motivação dos profissionais
• reforçar a autonomia das unidades e a responsabilidade dos seus gestores.
(...) importa a nível local contribuir com propostas decorrentes das nossas especificidades, o que implica a articulação entre os programas eleitorais dos distritos, que não podem estar em contradição. Este princípio é especialmente pertinente para distritos que fazem parte de uma mesma Região Administrativa.
Uma vez aprovado pelo escrutínio eleitoral, passando subsequentemente a integrar o Programa de Governo, o trabalho de definição das medidas concretas não acaba.
Utilizando empenhadamente as estruturas de participação democrática teremos de procurar “enriquecer” o conteúdo programático, no dia-a-dia da futura prática governativa, com medidas dirigidas às necessidades loco-regionais, dentro de uma estratégia coerente de desenvolvimento sustentado."

Munhoz Frade a 5 de Setembro de 2017 às 17:56

link do comentário | responder

 

Aproveito ... para lançar um repto às candidaturas dos partidos que dão suporte político ao Governo. Consultem os respectivos programas eleitorais e expressem aqui o que defendem para a Saúde no distrito de Beja.

Munhoz Frade a 5 de Setembro de 2017 às 17:47

link do comentário | responder

publicado por Zé LG às 19:36
29
Ago 17

É muito significativo o facto de nenhuma das forças políticas em condições de disputar as autarquias no distrito de Beja ter abordado com a devida seriedade, a importante matéria que é a Saúde. Por que nível de cuidados se irão bater, que responsabilidades estarão dispostas a assumir. Até parece que fogem do assunto. Estamos em 2017, meus senhores! Ainda vêem as tarefas das autarquias como há quarenta anos?

Anónimo a 28 de Agosto de 2017 às 22:50, AQUI.

publicado por Zé LG às 22:43
22
Ago 17

151120152319-777-CMBeja.jpg

«Infelizmente de casos e casinhos se continua a fazer a política em Beja, o que é óptimo para quem está no poder, porque assim se alimentam as conversas e se distraem as pessoas dos problemas e das coisas verdadeiramente importantes.
Visão, estratégia, projecto, objectivos, prioridades para o desenvolvimento de Beja e melhoria da qualidade de vida das populações? Ninguém fala ou apresenta projectos!
Beja integra o Cluster aeronáutico do Alentejo, quem fala sobre as áreas em que deve apostar especificamente para se diferenciar e distinguir dos outros polos?
Beja está no centro do EFMA, quem reflecte e discute qual a estratégia para que seja um investimento sustentável e potenciador doutras áreas de negócio ?
A requalificação urbana da cidade é fundamental para a qualidade de vida dos seus habitantes e daqueles que nos procuram, quem apresenta ideias e discute as soluções?
Os problemas sociais, nomeadamente da exclusão das minorias étnicas e dos mais pobres, aumentaram e aumentam preocupantemente, quem fala sobre eles e propõe intervenções ?
A falta de habitação em Beja é cada vez mais um problema sem solução à vista, quem se preocupa e debate o assunto?
Podia continuar com uma lista interminável, e ta,vez o faça ainda antes das autárquicas, à espera que as candidaturas no terreno, acordem para o preocupante cenário que Beja tem pela frente, se não houver um projecto mobilizador, coerente, sustentável e com visão estratégica. 10 anos é o tempo que uma estratégia de desenvolvimento demora a produzir resultados visíveis ... Quando é que Beja começa?

Alentejo dos pequenitos a 19 de Agosto de 2017 às 20:04», AQUI.

publicado por Zé LG às 08:50
19
Ago 17

150500_364499860311480_1508364405_n.png

Acho que devemos fazer uma campanha eleitoral austera, sem folclores nem grandes despesas, privilegiando o contacto com as pessoas à exposição pública / visibilidade.

Acho que esse tipo de campanha será melhor compreendida e aceite pelas pessoas e, eventualmente, reconhecida pela comunicação social.

Acho que não nos devemos endividar / empenhar, mesmo que tenhamos a certeza de podermos vir a ser financiados.

Acho que não devemos gastar dinheiro em painéis, mupis e coisas do género.

Esta poderá ser também uma imagem de marca do Movimento, que nos distingue dos outros – privilegiamos o contacto directo com as pessoas, a política com conteúdo, o debate político à política espectáculo, sem conteúdo e embrutecedora.

 

publicado por Zé LG às 00:00
14
Ago 17

IMG_2704.JPG

O estado em que se encontra a Estação Arqueológica de Pisões e a estrada que lhe dá acesso mostra bem o abandono a que foi votada.

IMG_2708.JPG

O estado da estrada que, além de dar acesso à referida Estação Arqueológica, dá igualmente acesso a uma zona agrícola rica e onde estão a ser feitos diversos investimentos no regadio para aproveitar a água de Alqueva, não facilita o desenvolvimento de um e outros projectos.

IMG_2716.JPG

Será de fundamental importância para o esclarecimento dos eleitores que as diversas candidaturas ao Município de Beja esclareçam se a Estação Arqueológica de Pisões e o apoio à agricultura e ao mundo rural integram a sua estratégia para o desenvolvimento do Concelho de Beja e que propostas têm para pôr cobro à situação que se arrasta há demasiado tempo.

A aposta (ou não) na recuperação e valorização de Pisões e na agricultura como motor do desenvolvimento do Concelho e factor determinante da sua ruralidade será, só por si, talvez o que melhor distinguirá a bondade das candidaturas em presença.IMG_2718.JPG

publicado por Zé LG às 08:46
12
Ago 17

A propósito das Festas em Honra de Santa Maria, retomo uma proposta apresentada em de 13 de Agosto de 2013, “POR BEJA COM TODOS” :

"Este evento poder-se-á chamar (NOVA) FEIRA DE AGOSTO, realizar por altura de 15 de Agosto, no Parque de Feiras e Exposições de Beja e assumir o formato de Feira/Exposição, Festa/Festival, Encontro/Convívio, Informação/Formação e integrar Exposição de Projectos, Produtos e Serviços; Encontros de Emigrantes/Ausentes de Beja e de Imigrantes; Gala/Prémio para os mais destacados; Tasquinhas; Espectáculos; Divertimentos, Colóquios, Seminários e outras reuniões de informação." Ler AQUI todo o texto da proposta.

1959 Feira anual Beja_2blog.jpg

 

publicado por Zé LG às 14:46
07
Ago 17

Em Agosto de 2014, o movimento independente e plural “Por Beja Com Todos” apresentou ao presidente da Câmara de Beja uma proposta intituladaLINHAS ESTRATÉGICAS PARA O INCREMENTO DA ATIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA NAS FREGUESIAS - CONCELHO DE BEJA “… com o objetivo primordial de aumentar a participação das populações em atividades que privilegiem uma vida mais saudável e participativa ao nível da sua comunidade, … para além de contribuir para o reforço do movimento associativo do concelho através do aumento significativo de praticantes desportivos, tendo reflexos igualmente ao nível do aparecimento de novos dirigentes.

img144.jpg

O presidente da Câmara mostrou desinteresse pela proposta e afirmou que o que a Câmara ia fazer era organizar os Jogos Concelhios e construir um novo Pavilhão Desportivo. Em Setembro do ano passado, aquando da reunião obrigatória com o Movimento para tratar do Plano de Actividades para este ano, afirmou que ia avançar ainda antes do final do ano com a construção do Pavilhão Desportivo.

Ora três anos depois da apresentação daquela proposta e um ano depois desta última garantia, questionamos se aqueles objectivos foram alcançados, quando se realizam os Jogos Concelhios e para quando está previsto o início do novo Pavilhão Desportivo.

publicado por Zé LG às 08:46
01
Ago 17

280720171152-739-Desligue.jpg

A Entidade Regional de Turismo iniciou uma ação de marketing direto que, integrada na campanha “Desligue”, vai passar nos principais pontos de atração turística do Alentejo e do Ribatejo.

A iniciativa que está a decorrer durante o verão, pretende promover o contacto direto com os turistas, tentar perceber as suas motivações de visita, dar a conhecer a diversidade da oferta de destinos onde é possível “desligar” e agradecer o fato de terem escolhido as regiões para passar férias ou uns dias de lazer, como afirma Ceia da Silva, presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo.

Hoje, dia 1 de agosto, às 10.00 horas, os turistas têm a possibilidade de provar vários produtos regionais e contar com a presença do presidente e técnicos da Turismo do Alentejo/ Ribatejo, na Praça da República de Beja.

publicado por Zé LG às 08:46
10
Jul 17

IMG_2501.JPG

Beja tem boas zonas verdes e muitas ruas com árvores, que ajudam a atenuar a canícula que se faz sentir no Verão. No entanto, existem ruas ou troços onde não foram plantadas as tão necessárias árvores. É o caso da Rua Cidade de S. Paulo, que, desde a Rodoviária até à Escola Mário Beirão, tem árvores frondosas de um lado e de outro e que no troço desta Escola até à Rotunda do Pastor nem uma tem para amostra. As fotografias que apresento mostram bem como necessário e urgente é a plantação de árvores neste troço da Rua Cidade de S. Paulo.

IMG_2502.JPG

Fica a sugestão à Câmara Municipal de Beja, que, estou certo, não a deixará de atender, a não ser que exista alguma justificação forte que a impeça de concretizar, o que não vislumbro.

publicado por Zé LG às 14:32
07
Jul 17

O debate pré-eleitoral está a revelar-se, mais uma vez, pouco atractivo, porque se discute pouco as políticas e as propostas para atacar os problemas e tentar inverter o processo de despovoamento e, nalguns casos, já de desertificação que afecta gravemente os nossos territórios. Em vez da afirmação das candidaturas em presença pela positiva, parece privilegiar o ataque às outras, denegrindo a imagem dos candidatos adversários e achincalhando tudo o que aparece ao arrepio do estabelecido.

Ainda faltam oitenta e alguns dias até à data das eleições, talvez haja ainda tempo para alterar a situação e passar-se ao que interessa – à apresentação das políticas e das propostas que cada candidatura apresenta e de como pretende fazer para as concretizar -, de forma a evitar-se o aumento ainda mais significativo da abstenção, pelo desinteresse que o debate pré-eleitoral está a gerar.

É apenas uma constatação que faço, com o objectivo de alertar para o risco do aumento da abstenção, que pode baralhar os resultados eleitorais. Parece-me que esse risco está a ser subestimado por parte de algumas candidaturas que demasiado precocemente estão a embandeirar em arco, dando como mera formalidade a cumprir a campanha eleitoral, por considerarem que as suas vitórias “são favas contadas”. Um pouco mais de humildade e respeito democrático pelos eleitores não lhes fará mal...

publicado por Zé LG às 08:45
05
Jul 17

3f5444_4ec9c08d73b845a4bcdb0170709ff0a3~mv2.png

Ver em: https://www.mundopatrimonio.com/ferias-no-patrimonio

 

publicado por Zé LG às 13:44
01
Jan 17

dl beja.jpg

Há 55 anos que foi o assalto ao Quartel de Beja. Tratou-se de uma tentativa (falhada) de derrubar o regime fascista que então vigorava em Portugal, levada a cabo por um punhado de militares e civis, comandados pelo Capitão Varela Gomes, que foi gravemente ferido.

Há uns anos atrás, o Município de Beja, de forma a evocar aquela acção anti-fascista, descerrou uma lápide sobre um pedregulho colocado no centro da Avenida Miguel Fernandes. Mais tarde, aquando das obras de construção do parque de estacionamento subterrâneo, foi retirada a referida placa, não tendo voltado a ser colocada naquele nem moutro qualquer local. 

Porque as razões que levaram ao descerramento de uma placa evocativa da Revolta de Beja certamente se mantêm, sugiro que o Município a coloque da mesma forma (num pedregulho) na rotunda próxima do Quartel de Beja. Para que a memória não se perca.

publicado por Zé LG às 19:03
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Pagou o ex-presidente Dr. João Rocha
A “remoção é da responsabilidade das entidades que...
A lei geral não estipula prazo para a remoção da p...
A máquina está "montada" e o caminho será dificil ...
Continuam ressabiados e mesquinhos disparando em t...
E os cartazes e outdoors d campanha...ficam até qd...
Chama-se a isto a "dança das cadeiras", que na Pro...
E fez muito bem! Ia ficar com o Gabinete de JR ora...
Esta cidade sempre foi assim de gostar de queimar ...
As que rodeavam o PA eram todas giras. Agora as qu...
O que marca efectivamente o mandato de JR foi a at...
Tanta língua venenosa... Não se mordam, senão morr...
Substituem as do jr!
Não é muito difícil adivinhar quem pagou?
blogs SAPO