Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
24
Fev 17

010220172259-685-PauloRibeiroConcerto.jpg

Paulo Ribeiro faz neste sábado, dia 25, a apresentação do seu mais recente álbum, “O Céu como teto e o vento como lençóis”, um trabalho composto, na íntegra, a partir da poesia de Manuel da Fonseca, no Pax Julia -Teatro Municipal de Beja, a partir das 21.30 horas.

publicado por Zé LG às 21:30
24
Fev 17

230220171018-110-livrofranciscoceia.jpg

A apresentação, integrada na iniciativa “Sextas com livros”, vai decorrer, a partir das 21.30 horas, na Biblioteca Municipal José Saramago.
Esta é a 3ª obra publicada pelo autor, antecedida de Jogo de janelas, em 2012 e Terra da paciência, 2013. Francisco Ceia, natural de Portalegre, é escritor, actor e cantautor.

publicado por Zé LG às 00:45
21
Fev 17

Copiado DAQUI:

20170215_181545.jpg

“Como sabemos os monumentos não escrevem mas falam da história de um povo, de uma cidade. São o cartão de visita, são a sala de entrada, neste caso literalmente, pois a Ermida de São Pedro localiza-se à entrada de Beja junto à estrada que vem de Espanha e de toda a margem esquerda. É visível por qualquer dos caminhos que a cercam e além disso fica perto do Bairro da Conceição onde vive uma importante comunidade de Bejenses. Quem entra em Beja depois de passar pela Ermida que fica à esquerda de quem vem de Espanha, ou em frente de quem vem de Lisboa e Évora e se dirige quer para a margem esquerda ou para Espanha (Rosal), depara-se com um monumento negro, escuro, descuidado com um envolvimento lamacento, árvores secas e um piso irregular e ainda local de entulho, como as fotos documentam. Não é com certeza um bom cartão de visita para quem nos visita ou simplesmente quem faz os percursos atrás referidos. Quanto ao título, "Lavem-me e pintem-me porra!!!" embora emprestado aos sloganes escritos nos paredões de uma ponte perto da barragem do Alqueva, que levou umas dezenas de anos a ser concretizada, não acreditamos que a ermida continue por muito mais tempo assim abandonada até porque as eleições estão próximas. Para bem da cidade, dos nossos olhos, dos habitantes do bairro próximo e de quem nos visita esperamos que a espera não seja longa. Ah!!! e para bem do Património da Cidade de Beja urge uma intervenção rápida e completa.

Publicada por José Janeiro

publicado por Zé LG às 08:56
20
Fev 17

16864566_1831411306885212_6882465709711613514_n.jp

Évora perdeu o seu Homem do Cante. Joaquim Soares, homem de Beja que deu destaque ao cante por cá. Fundou com outros companheiros do baixo Alentejo o grupo de Cante do Cat da Siemens que depois se transformou no Grupo de Cantares de Évora. Isto num tempo em que o Cante não era moda, num tempo onde cantar à alentejana era coisa de gente do campo e do Baixo Alentejo. Mas a sua paixão por esta forma de cantar, por esta marca cultural de um povo deu-lhe coragem para iniciar um caminho duro, difícil e muitas vezes mal tratado. 

publicado por Zé LG às 01:31
17
Fev 17

“Baixo nível é o daqueles lambe botas ou lambe cús que bajulam autarcas, chefes, conselhos de administração e que usam os poucos blogues que ainda restam como símbolo da liberdade de expressão, para vomitar os seus ódios de estimação, as suas frustrações pessoais e os insultos anónimos a quem dão palmadinhas nas costas no outro dia.
Continuem, autores do Alvitrando e do Praça da República. Os bejenses e a democracia agradecem. Os que têm medo da liberdade de expressão gostariam de vê-los silenciados, mas não têm essa sorte e ainda bem.

Anónimo a 16 de Fevereiro de 2017 às 23:48”, AQUI.

publicado por Zé LG às 00:10
16
Fev 17

Embora com algum atraso, mas quer pela análise bem humorada, quer pelos comentários que suscitou, decidi transcrever aqui este texto de João Espinho Autárquicas 2017 – Bar Aberto!, publicado, no seu Praça da República.

 

bar-aberto.jpg

"As peças para o próximo acto eleitoral começam a dispôr-se nos diversos tabuleiros:
Beja – Conhecido o nome do cabeça de lista do PS à CMB, aguardam-se os nomes dos restantes socialistas que acompanham Paulo Arsénio.
O PCP, como habitualmente, gere os seus tempos, para ganhar tempo, coisa que costuma fazer com mestria. Desta vez tem um problema: João Rocha não faz o pleno das hostes comunistas. Cada vez mais isolado, socorre-se do que tem mais à mão para garantir a sua reeleição. Para um decano das autarquias, deverá ser difícil estar a sentir-se só. Arranjará forma de se impôr. E aqui o Bar tem estado bem aberto: os boatos são esclarecedores – que Rocha concorre como independente, que Vitor Picado será a escolha da CDU para cabeça de lista à CMB. Boatos. Como o bar está aberto, cada um serve-se do que quiser e nas quantidades que entender.
PSD – aparentemente está escolhido o cabeça de lista. No entanto, Pinela Fernandes terá que fechar rapidamente o bar, sob pena de João Araújo, Fernanda Caimoto e mesmo Mário Simões, lhe esgotarem os stocks. Com a entrada do CDS nas listas, a repartição de lugares torna-se mais complicada. E o PSD quer garantir uma ou duas centenas de votos centristas para poder dizer, no dia seguinte, que a derrota não foi humilhante.
Bloco já deve ter a máquina a olear e Alberto Matos será sempre um dos nomes para dar a cara na corrida à Câmara ou à AM. A história de o BE poder vir a apoiar (ou integrar) uma lista de independentes parece, neste momento, afastada.
Por fim: aparecerá alguém para abrir o Bar dos Independentes? Lopes Guerreiro ainda estará disponível para mais uma batalha? E quem o acompanhará na ida a jogo?
O Bar está aberto. Sirvam-se."

 

publicado por Zé LG às 13:47
10
Fev 17

090220171705-117-helder.JPG

vice-presidente da Câmara de Odemira foi ontem nomeado como vogal da comissão directiva da Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Alentejo.

Hélder Guerreiro vai ocupar um cargo que estava vago desde 2015.

O Governo pretende com esta designação “assegurar o regular e normal funcionamento da Autoridade de Gestão”.

Hélder Guerreiro junta-se na CCDR Alentejo a dois nomes do distrito de Beja com cargos de chefia: Jorge Pulido Valente (Vice-presidente) e Filipe Palma (representante dos municípios alentejanos no Programa Operacional).

publicado por Zé LG às 12:46
04
Fev 17

018.JPG

Há dias no meu trajeto habitual para Beja, dei conta que algumas culturas estavam a ser regadas com “pivots” em pleno Inverno, o que significa que a humidade e retenção de água no solo é diminuta, logo, comprometedora para a normal germinação das plantas semeadas e plantadas. O ano de 2016 já foi um ano considerado de pouca pluviosidade e agora entrámos no atual com uma situação semelhante. Esta constatação provoca a recorrente discussão pública sobre a gestão dos recursos hídricos, a qual deverá de ser feita de acordo com os princípios da racionalidade. São desoladoras as imagens das albufeiras da nossa região com o registo das suas escassas reservas, perigando a qualidade no abastecimento público de água às populações e também para o normal funcionamento de alguns perímetros de rega.
Os efeitos nefastos das alterações climáticas são sintomáticos e começam a fazer-se sentir, paralelamente, começam a haver registos deveras preocupantes.

...

Concluiremos que este tema merece uma atenção redobrada, porque se enquadra de forma muito nítida, na própria sobrevivência da raça humana.
No Alentejo, apesar do cenário de penúria hidrológica (leia-se seca), existe um instrumento infraestrutural estratégico que pode nestas circunstâncias amenizar os efeitos gravosos que a seca impõe. Essa infraestrutura é a Albufeira de Alqueva, que possibilita municiar os outros reservatórios disponíveis e com operacionalidade para cumprir a sua missão. Para tal, importa que as diferentes entidades intervenientes na gestão da água pública na região, se entendam e definam com sentido de responsabilidade as formas mais eficazes para que, sobretudo a agricultura e o abastecimento público de água às populações não sofram os indesejáveis constrangimentos que a mãe natureza ciclicamente impõe.

Manuel Camacho, in: Diário do Alenejo, edição de ontem.

publicado por Zé LG às 12:33
02
Fev 17

010220171725-2-JoseVelez.JPG

O vereador do PS na Câmara de Beja está em funções desde ontem.

Ouvido pela Rádio Pax, José Velez afirmou que foi convidado pelo Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, a dar o seu contributo num sector apontado como estratégico para a região. José Velez espera dar resposta aos problemas do sector. Para já está a inteirar-se das diferentes pastas.

publicado por Zé LG às 00:38
31
Jan 17

Uma das formas de combater a discriminação é a integração dos "guetos" nas cidades, criando emprego, casas e acessos viáveis para que se movam e convivam sem obstáculos. Quem vive no Bairro da Esperança, tem obstáculos, uma vez que a única forma de vir ao centro da cidade, a pé, é atravessando a estrada N260, que liga Beja a Serpa e Espanha. Nesta estrada circulam centenas de carros e camiões a grande velocidade, assistindo-se diariamente à presença de crianças e adultos a atravessar a estrada com grande risco de segurança para as próprias e automobilistas.

No passado, esse problema, foi em parte resolvido com a colocação de uma passagem aérea, que foi removida, com a justificação de a renovar e colocar noutro local mais acessível ao longo da estrada N260. Passado vários anos, o passadiço não foi reposto.

A imagem, em baixo, é do ano de 2009, e se por lá passarmos hoje, não vemos a infra-estrutura:

20203669_gymqA.png

É indispensável e urgente a recolocação da passagem aérea pedonal por parte das entidades responsáveis, a Câmara Municipal de Beja e a Estradas de Portugal, para aumentar a segurança dos cidadãos e condutores, e aumentar a ligação entre e o Bairro da Esperança e o resto da cidade.

publicado por Zé LG às 12:40
29
Jan 17

Partilhas teu pão

de hoje,

com alguém

que o não tem.

Na incerteza ficas,

se amanhã para ti o terás.

Sobre o Alentejo dizes:

Alentejo é... sol imenso,

sobre infinito campo de trigo.

Alentejo é... calor sufocante

em tarde de ceifa...

... é manhã fria

de azeitona, ...

... é correr calmo

dos seus rios e a solidão do pastor.

Alentejo é... a força que segura,

o arado com mão firme, a nostalgia dos seus cantores,

o canto dos seus poetas,

a prosa dos seus escritores.

... ...

Alentejo foi...

torna a ser, já ninguém ralha, miséria na mesa de quem trabalha.

 

Silvestre Raposo, in "Nas margens do sonho"

publicado por Zé LG às 00:34
28
Jan 17

261020151823-8-CENTRODEARQUEOLOGIA.jpg

Mas, para já, os arqueólogos estão intrigados com a recente descoberta de uma cisterna que veio à luz do dia após a polémica remoção do depósito da água. “Não deixa de ser curioso”, assinala Conceição Lopes, “que mais de dois mil anos antes da construção do equipamento que agora foi demolido já aqui estava um depósito para distribuir água pública à cidade”. Trata-se de “um tanque ao nível da rua” que terá sido construído entre os anos 70 e 30 a.C. e que culminava “com uma espécie de abóbadas que podiam rematar numa grande fonte monumental que dava para a atual rua dos Escudeiros”.

Para além da importância do edifício em si, principalmente ao nível da datação, esta descoberta vem igualmente colocar na ordem do dia da comunidade científica a questão do abastecimento de água à cidade. “Normalmente a água de abastecimento público chegava por intermédio de um aqueduto. Mas Beja não tem esse equipamento, o que nos faz supor que este depósito e outras mães-de-água que poderiam existir nesta zona eram abastecidos recorrendo a poços e à água da chuva”. PB, AQUI

Foto DAQUI.

publicado por Zé LG às 16:24
28
Jan 17

250120171518-717-ASSESTA.jpg

É assinado neste sábado, dia 28, nas instalações da Direção Regional de Cultura do Alentejo, entre esta entidade e a Direção da ASSESTA, o protocolo de colaboração que visa a criação/apresentação do Prémio Literário da Associação de Escritores do Alentejo que vai adotar o nome de Prémio Joaquim Mestre.

Este Prémio é instituído pela ASSESTA com o objetivo de promover, defender e valorizar a língua portuguesa e a identidade e diversidade cultural da região Alentejo, suas tradições, de promover e incentivar a criação literária nas modalidades de conto e romance, o gosto pela leitura e pela escrita e ainda, simultaneamente, homenagear o romancista e contista alentejano Joaquim Mestre.

O Prémio será lançado em 2017 e é instituído em parceria com a Direção Regional de Cultura do Alentejo, que irá assegurar o montante financeiro atribuído ao vencedor, e com apoio do Município de Beja.

A sessão decorre em Évora, na sede da Direção Regional de Cultura do Alentejo, pelas 16 horas e conta com a participação de Joaninha Duarte, Contadora de histórias, Napoleão Mira e a sua performance de Spoken work, Marta d'Almeida e o seu Jazz Alentejano, e de Fernando Évora, com leitura de um texto de Joaquim Mestre.

publicado por Zé LG às 00:59
26
Jan 17

convite_livro_ CM.jpg

publicado por Zé LG às 17:47
24
Jan 17

Manuel_Maria_Barroso-1813.jpg

O delegado regional de Educação do Alentejo considera que “mais do que se procurar hierarquizar escolas pelos resultados objetivos de algumas das provas escolares, importa pensar na qualidade e sentido de responsabilidade com que cada uma delas funciona”. Em entrevista ao “Diário do Alentejo”, Manuel Maria Barroso afirma, no entanto, que “alegra-nos que duas escolas da nossa região alentejana figurem” nos primeiros lugares dos rankings elaborados em dezembro último pela comunicação social. O responsável diz ainda que, “de uma forma geral, as escolas da região Alentejo estão a funcionar regularmente”, frisando, contudo, que, “como se sabe, há situações pontuais onde são necessárias intervenções, umas com maior relevância que outras”.

 

O Alentejo é uma região que vem registando uma significativa mudança nos fatores de desenvolvimento, razões suficientes para que o futuro seja tomado com otimismo. Serão esses fatores que influenciarão a nossa demografia escolar, as nossas escolas, os nossos equipamentos e as ofertas educativas e formadoras. Os resultados do ranking atrás referido são mais um sinal desta mudança que se vem notando.

Leia a

entrevista com texto Nélia Pedrosa e fotos José Ferrolho, no Diário do Alentejo.

publicado por Zé LG às 21:39
24
Jan 17

200120171716-117-ORDEMEDICOS.jpg

O Conselho Sub-Regional de Beja da Ordem dos Médicos denuncia a existência de “problemas recorrentes e frequentemente graves” com a climatização do Centro de Saúde de Beja.

Em causa está a “inactividade” dos sistemas de ar condicionado “o que só não se torna mais dramático pelo facto de em alguns espaços haver uns (poucos) aquecedores, alguns dos quais comprados por profissionais do Centro de Saúde do seu próprio bolso, em anteriores anos”.

A Ordem fala “de más condições de espera e atendimento dos utentes e de trabalho para os profissionais, ora sujeitos ao calor, ora ao frio, sem qualquer respeito pelo conforto e dignidade de uns e de outros”.

Numa altura em que se multiplicam alertas, torna-se “verdadeiramente caricato que num Serviço de Saúde se divulguem tais alertas, e simultaneamente seja aí que as mesmas medidas sejam negligenciadas, ano após ano”.

publicado por Zé LG às 08:47
24
Jan 17

ArturTrindade.jpg

O antigo secretário-geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) Artur Trindade morreu ontem.

Artur José Pontevianne Homem da Trindade, de 70 anos, que foi também presidente da Câmara de Porto de Mós, distrito de Leiria, entre 1978 e 1985, desempenhou o cargo de secretário-geral da ANMP entre 1986 e 2013.

O antigo autarca, eleito pelo PSD, tinha sido homenageado, recentemente, em Porto de Mós, e recebeu, em 2016, o Prémio do Poder Local instituído pelos Autarcas Social-democratas.

O corpo do Eng. Artur Trindade encontra-se em câmara ardente na Capela Velório de Mira de Aire, tendo a cerimónia fúnebre lugar hoje, terça-feira, às 16h00, na Igreja Matriz de Mira de Aire, seguindo para o cemitério local, onde ficará depositado.

À família apresento as minhas condolências.

publicado por Zé LG às 00:10
23
Jan 17

16143191_1245668705525273_4416617261053729397_n.jp

publicado por Zé LG às 21:30
21
Jan 17

580px_85ff14848360828771ae40.JPG

A Câmara Municipal de Beja fez um louvor municipal ao Comandante cessante dos Bombeiros Voluntários de Beja, Manuel António Baganha, como reconhecimento pelo serviço prestado, no comando da Associação Humanitária dos BVB. 

Na cerimónia de homenagem foram reconhecidas as suas qualidades humanas e profissionais, que forma distinta e competente que revelou no exercício das suas funções, mesmo em momentos muito exigentes.

In: B NEWSLETTER | 20 de janeiro de 2017 | Câmara Municipal de Beja

publicado por Zé LG às 14:26
20
Jan 17

580px_cdb7148483608288598275.jpg

publicado por Zé LG às 14:00
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
25
26
27
28
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
E ninguém põe mão nestes verdadeiros crimes urbaní...
Não tenho certezas nenhumas.A única que tenho é qu...
Como é que Vocês têm acesso a informação confidenc...
Se ele fizer na ULSBA o mesmo que tem feito na CIM...
Dinheiro bem gasto? Tem a certeza disso? Não havia...
Há sempre quem rapidamente se disponha a ir ao bei...
São estreantes que passam na cresap pelo reconheci...
Tanto dinheiro bem gasto e gerador de valor para a...
Não,não vai arder pode crer.Estao todos sem forças...
O Rocha vai preparar o comando da saúde.Viva a des...
Não se percebe a confusão do seu ponto de vista!.....
Não acredito!...Ou as ideias dentro do PCP estarão...
Neste dia é que o PCP vai anunciar Pos de mina com...
Parece que o circo vai continuar a arder e o Alvit...
"DOIS REGRESSOS E DUAS ESTRELAS".Os regressos sao...
blogs SAPO