Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
21
Mai 17

Em tempo de eleições autárquicas muito se fala das personalidades dos presidentes de câmara. Mas isso é apenas um aspecto da questão. O mais importante órgão, em que as escolhas dos munícipes estão representadas, é a Assembleia Municipal. Ora, tem-se visto que o potencial valor político desse órgão autárquico é subestimado e reduzido a um mero papel ratificatório das decisões do executivo. Na nossa região as AAMM não têm tido papel de relevância nem iniciativa própria. Até as comissões específicas criadas com objetivos de acompanhamento e trabalho morrem sem deixar rasto.

Comentário de Anónimo a 19 de Maio de 2017 às 09:24, AQUI.

publicado por Zé LG às 10:19
18
Mai 17

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, sobre o ponto de situação das obras de Requalificação do IP2, nomeadamente da requalificação e obras da via no concelho de Castro Verde e acessos à freguesia de Entradas, pois são vários os locais existentes com as passagens para caminhos e estradas rurais simplesmente cortados, por decisão da concessionária, impedindo o acesso dos proprietários aos seus terrenos, condicionando de forma grave as atividades agrícolas e económicas da região.

publicado por Zé LG às 00:17
tags: , , ,
17
Mai 17

… olhe-se para a cidade e faça-se uma comparação, fale-se com os comerciantes da zona histórica, fale-se com as associações, fale-se com as empresas de Beja e perguntem se acham que vai tudo para as empresas do norte... O que conta é a resposta que as pessoas vão dar no dia das eleições, elas é que vão decidir se querem um presidente que embora seja rotulado de (porque não é) arrogante, antipático, mas que fez mais obra em 4 anos que os anteriores 8 anos, e não quer saber de cores políticas...

Comentário de Anónimo a 16 de Maio de 2017 às 09:36, AQUI.

publicado por Zé LG às 13:49
15
Mai 17

Defendo que o debate político se deve fazer com base em ideias, projectos, programas, políticas.

Sem ignorar a importância que as pessoas têm na concretização das ideias, dos projectos, dos programas e das políticas, parece-me que uma excessiva concentração do debate político nos protagonistas pode contaminar o debate.

A argumentação, tão frequentemente usada, de que o que defendemos pode não ser o melhor mas porque os outros defendem algo ainda pior não nos devem criticar, parece-me que não tem outro objectivo que não o de travar ou impedir o debate.

A crítica e a autocrítica são fundamentais para uma melhor avaliação e correcção do que defendemos. Nem todos e nem sempre estamos preparados e disponíveis para uma e outra. E disso ressente-se muito o debate político, que deveria ser mais elevado e construtivo.

publicado por Zé LG às 08:44
09
Mai 17

Não conheço o funcionamento institucional dos órgãos autárquicos por estas terras mas qualquer postura do tipo "não tomei conhecimento, que se lixem" ou "eu é que sou o presidente da junta e não tenho de dar cavaco" me parece muito pequeno, eticamente reprovável e antagónico daquilo que é o poder local democraticamente eleito, que se arvora - e bem - no principal representante das populações junto do poder central e que, por isso, tem um dever acrescido de prestar contas a quem o elege.
Fico zangada e, sobretudo, muito triste com este tipo de exercício de poder que, como todos os exercícios de poder pq sim, é medíocre.
Em ano de eleições autárquicas, mesmo não sendo eleitora por aqui, julgo que estas questões assumem particular importância.

Ana Matos Pires a 8 de Maio de 2017 às 15:28, AQUI.

publicado por Zé LG às 08:44
08
Mai 17

C_QlAsvXkAA5qmY.jpg

Foi uma vitória - esta, na segunda volta -, que não surpreendeu. Pessoalmente, esperava um pouco menos de Marine Le Pen. Não surpreendeu, nem entusiasma, principalmente à Esquerda.

Os franceses deixaram claro que estão fartos do que têm tido. Mas não sei se sabem bem o que querem. Nas eleições legislativas do mês que vem vão ter opotunidade de manifestarem melhor o que querem.

publicado por Zé LG às 00:12
07
Mai 17

Pela pertinência e com a devida vénia, transcrevo aqui um post do Blogue Mais Beja:

Boletim municipal de Abril 2017 - Trabalho realizado ou eleitoralismo?

14619350_QEz2B.gif

Este mês, os bejenses, receberam em suas casas o boletim municipal, "BEJA INFORMAÇÃO", onde a câmara divulga os seus projetos, eventos ou obras. Lendo as suas 28 páginas, fico na dúvida se é um boletim informativo sobre o que foi realizado ou um boletim eleitoralista, promovendo o programa para o mandato 2017-2021 do actual executivo.

Nele, é possível ver vários anúncios de arruamentos, edifícios e requalificações um pouco por toda a cidade. Mas quais encontram-se realmente concluídos ou prestes a concluir visto que o atual mandato termina daqui 5 meses? Para entender melhor, irei dividir a propaganda, perdão, a informação contida no boletim em 2 grupos: "obras concluídas ou prestes a concluir" e "obras não iniciadas".

 

 

 

publicado por Zé LG às 17:37
06
Mai 17

18058094_10211114452689790_3889576017923442499_n(2

Divórcio consumado...

Vinte anos depois de entrar pela porta da política enquanto autarca de freguesia sempre pela mesma força política, chegou hoje o dia de romper com um casamento de fachada. Nestes vinte anos, ligados principalmente à causa pública na Junta de Freguesia de Vila de Frades e em todos os órgãos inerentemente ligados, sempre ajudei e liderei as equipas que deram o nome e o rosto pelas vitórias, valorizadas por uns e desvalorizadas por outros, mas tenho a certeza que a política é nobre e o poder local ainda está acima da política e dos partidos políticos, e mais, a política é nobre para aqueles que a utilizam para as comunidades, pelo seu desenvolvimento. Hoje divorciei-me e estou aliviado, porque aqui, em Vila de Frades, onde todos os dias trabalhamos, nunca permiti a influência daqueles que se derem a cara para ganhar votos, perderiam sempre e mais, no dia 25 de Abril disse à minha população que estou farto de políticas e políticos e daqueles que mandam nisto escondidos. A política é nobre mas está descredibilizada e as pessoas têm razão, tal como eu, estão fartas de farsas, de casamentos políticos por conveniência, amanhã serei o mesmo de hoje, com a mesma vontade, com o mesmo empenho, mas amanhã, nos corredores do conversio, lá vêm a terreno aqueles que me vêm apontar o dedo, como se de um judas me tratasse, é assim, sou imperfeito, cometi erros, mas tenho a consciência que a minha decisão vem de encontro aquilo que acho melhor para mim, para a minha família e para as pessoas para quem sempre trabalhei. Quanto àqueles que jogam sujo, mais tarde falamos, não vou jogar com o mesmo jogo, mas não me vou esquecer deles, nem que seja para os pendurar como porcos acabados de matar. Hoje, como amanhã continuarei a desempenhar as minhas funções e quanto ao futuro, pois, aí reservo para outros episódios.
Viva a democracia, viva a liberdade e vivam os corajosos.
NN.

Luís Amado, in: https://www.facebook.com/luis.amado.92?fref=ts

publicado por Zé LG às 17:35
02
Mai 17

O ALENTEJO REFORÇA APOSTA NA INTERNACIONALIZAÇÃO DA AGRICULTURA

"A afirmação e o reconhecimento da importância da internacionalização do Alentejo agroalimentar, quer por parte do poder político, quer por todos os que estão direta ou indiretamente ligados ao setor e à região", é a grande marca da feira deste ano, afirmou Rui Garrido, presidente da ACOS, a entidade organizadora.

IMG_0032.JPG

Maior procura de espaços de participação na OVIBEJA 2017 por parte de novas empresas e participantes, continuando a contar com os que fazem esta feira desde as suas primeiras edições, é outro registo destacado pela entidade organizadora.

As melhorias no Parque e no Campo da Feira foram investimentos também reconhecidos pelos visitantes e expositores.

IMG_0228.JPG

As exposições temáticas que nesta OVIBEJA evidenciaram a Internacionalização da Agricultura mas também o "Saber Fazer no Alentejo" e o "Saber Ser Alentejano", apresentados no Pavilhão do Cante das Artes e dos Ofícios, foram outras apostas ganhas.

"A diversidade, enquanto característica fundadora da OVIBEJA, saíu reforçada na edição deste ano. O Alentejo projeta-se neste grande espaço com tecnologias avançadas em várias àreas. Aposta-se aqui em mais e melhor produção, na comercialização, na investigação e desenvolvimento experimental da Agricultura" garante Claudino Matos, girector-geral da ACOS.

IMG_0054.JPG

Nesta senda, o tema da Internacionalização deverá continuar a concentar as atenções no próximo ano. Toda a produção agrícola, e nomeadamente a agro florestal, são focos que antecipam a próxima edição da feira que começa a preparar-se já nos próximos dias.

A 35ª edição da OVIBEJA vai decorrer entre 27 de Abril e 1 de Maio de 2018.

publicado por Zé LG às 17:48
02
Mai 17

photo.jpg

A decisão de não continuar, comunicada em carta ao PCP no passado dia 2 de março, coloca ponto final neste percurso político. 

 

A ligação a Moura continuará. Disso não tenho dúvidas.

publicado por Zé LG às 08:49
25
Abr 17

010.JPGMais um ano se passa sobre a gloriosa gesta de Abril de 1974 que tantas e tão profundas mudanças propiciou a um País e um Povo que se encontrava prisioneiro da mais duradoura ditadura que a Europa tinha conhecido.

Quase meio século que nos fez parar no tempo, sem esperança nem direção.

“Dão-nos um bolo que é a história
da nossa historia sem enredo
e não nos soa na memória
outra palavra que o medo”

Assim caracterizava Natália Correia a ditadura, num poema superiormente cantado por José Mário Branco.

Quarenta e três anos passados, a mudança é, felizmente, evidente.

Mudança visível na qualidade de vida alcançada (em 1970 mais de metade das habitações em Portugal não tinham água canalizada!), na saúde, na educação, na segurança social, no emprego…

Mas também, nos níveis de exigência!

Queremos cada vez mais e melhor, porque sentimos que a isso temos direito!

E, sobretudo, queremos generalizar esses direitos.

006.JPG

 

 

publicado por Zé LG às 22:18
24
Abr 17

970403_10151528547808192_641956133_n.jpg

João Espinho, militante do PSD, desde 1979 da Secção de Beja e que desempenhou funções de vogal da CP de Secção e deputado municipal eleito na Assembleia Municipal e numa Assembleia de Freguesia, na cidade de Beja, escreveu ao Secretário-Geral do PSD um e-mail onde manifesta a sua “indignação perante o facto consumado da homologação pela CPN do nome do candidato pelo PSD à Câmara Municipal de Beja”, porque “não foi cumprido o que está estipulado nos estatutos, onde se prevê : “2. Compete à Assembleia de Secção: f) Dar parecer sobre as candidaturas aos órgãos das Autarquias Locais e aprovar o Programa Eleitoral, sob proposta da Comissão Política (…)”.

publicado por Zé LG às 08:47
20
Abr 17

A Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP acusa o Governo de usar as verbas comunitárias para “impor” a agregação dos sistemas no abastecimento de água e saneamento.

Em causa está um Aviso publicado pelo POSEUR- Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos que não permite aos municípios usarem verbas para beneficiarem sistemas de abastecimento de água em baixa e saneamento.
A DRA do PCP, depois de analisar o conteúdo do referido “Aviso”, considera que o mesmo, pretende dar cobertura financeira aos objectivos políticos do Governo PS, que na linha do anterior governo do PSD/CDS visa impor a agregação dos sistemas em “Baixa”, no abastecimento de água e no saneamento de águas residuais, sob a responsabilidade dos municípios.

Considera a DRA do PCP, que esta é uma medida discriminatória dos Municípios e das Associações de Municípios, na medida em que são afastados e impedidos de candidatarem os seus projectos, pois não surgem como Beneficiários dos 75 milhões de euros que são disponíveis para apoiar projectos nas áreas das Águas e do Saneamento.

210520131951-361-JosMariaPsdeMina.jpg

José Maria Pós-de-Mina, da DRA do PCP, afirma que aquilo que se exige é que o governo altere esta situação e que sejam disponibilizados fundos comunitários para dar resposta às necessidades de financiamento dos municípios da região, respeitando a sua autonomia e valorizando a gestão pública.

publicado por Zé LG às 08:58
13
Abr 17

Muitos foram os comentários à prestação dos participantes no debate, na RTP, sobre o Aeroporto de Beja. Muitos criticaram a prestação do presidente da Câmara de Beja pela falta de eloquência. Embora isso, como tudo, possa ser objecto de crítica, não me parece ser o essencial. O que me parece que devia ter ficado demonstrado era que, para além das principais responsabilidades pela falta de actividade do Aeroporto de Beja poderem ser assacadas ao(s) governo(s), a Câmara de Beja está a fazer tudo para o Aeroporto de Beja desempenhe as funções para que foi construído. E, que por isso mesmo, já contactou com a companhia de aviação que ameaça deixar de operar no aeroporto. Tal como devia ter ficado mais claro que os "elefantes brancos" foram "criados" noutras regiões e não aqui, onde tudo o que puder deve ser feito para estancar o despovoamento e a desertificação. Dizer e insistir em que a responsabilidade é apenas do governo, é redutor e pouco mobilizador da opinião pública... 

publicado por Zé LG às 08:48
12
Abr 17

Este é um modelo que representa o “modus faciendi” das sociedades de advogados. Usam a sua posição de comentadores nas televisões a seu bel-prazer para defender os interesses dos seus clientes e camuflar a informação negativa.
 

IRMANDADES. SECRETAS E PERVERSAS.

image.png

Uma das mais poderosas sociedades de advogados nacional, a PLMJ, foi recentemente investigada no caso da “Máfia do Sangue”. Um dos seus sócios foi mesmo constituído arguido. Dois dos seus mais proeminentes representantes são José Miguel Júdice e Nuno Morais Sarmento, ambos advogados, políticos e comentadores televisivos, na RTP e na TVI. Nos seus programas semanais, ambos fugiram ao tema escaldante da corrupção nos negócios do sangue, com a cumplicidade dos jornalistas que, embevecidos, os entrevistavam.

Este é um modelo que representa o “modus faciendi” das sociedades de advogados. Usam a sua posição de comentadores nas televisões a seu bel-prazer para defender os interesses dos seus clientes e camuflar a informação negativa.

 

publicado por Zé LG às 18:14
12
Abr 17

IMG_4372.JPG

“Gostaríamos que a OVIBEJA 2017 fosse a mesma de sempre, mas com um cariz mais agrícola” afirma Rui Garrido, o presidente da direcção da ACOS -Agricultores do Sul, entidade responsável pela realização da OVIBEJA, a pouco menos de um mês da abertura oficial da grande feira do Sul. Com início marcado para 27 de Abril, a OVIBEJA prolonga-se até 1 de Maio, tendo nesta 34ª edição como tema principal a internacionalização dos produtos agro-alimentares de origem animal, tais como os queijos, os enchidos e os presuntos tradicionais do Alentejo. Para Rui Garrido “ainda há muito caminho a percorrer na internacionalização” dos produtos alentejanos, que “é incipiente”, mas o exemplo do azeite ou do vinho “mostra que é possível”.

 

 

publicado por Zé LG às 08:49
10
Abr 17

Não me parece útil a personalização da crítica mas, na verdade, as capacidades de comunicação de João Rocha foram uma menos valia na discussão.

De qualquer modo, mais importante que isso, para mim, foi a conclusão da diminuta força de lobbying político da região em grande parte devida à desunião das diferentes forças políticas e dos seus agentes locais.

Estou em Beja parcialmente e há muito pouco tempo mas essa constatação tem sido das piores coisas que por aqui encontrei. Uma região extensa, com baixa densidade populacional e de acessos muito difíceis tem sempre muito mais dificuldade em se fazer ouvir, se a isso juntarmos a presença de um caciquismo local poderoso e um precário exercício de cidadania a tendência é piorar. Iniciar e manter querelas de pequena política não é um meio razoável e eficaz para melhorar o estado das coisas. E ó se Beja - cidade e distrito - merece e precisa.

PS: Gosto desta terra, gosto das gentes desta terra que tão bem me têm tratado.

Ana Matos Pires a 9 de Abril de 2017 às 13:11, AQUI.

publicado por Zé LG às 12:41
07
Abr 17

Os parquímetros deviam ter por função principal disciplinar a utilização dos espaços disponíveis para estacionamento de veículos automóveis, impedindo ou dificultando a ocupação desses espaços durante muito tempo pelos mesmos veículos e permitindo, dessa forma, a sua utilização por mais pessoas.

IMG_1729.JPG

Entretanto, o que vamos assistindo é a um desvirtuamento dessa lógica, tendo passado estes aparelhos a servir fundamentalmente de mealheiros das autarquias e empresas que os gerem. A fotografia (uma entre tantas que podia ter tirado) mostra espaços com parquímetros praticamente vazios, próximos de um parque subterrâneo no mesmo estado.

Então para que servem estes parquímetros senão para sacar dinheiro ao pessoal? Não seria já tempo das autarquias - neste caso a de Beja -, reverem a colocação destes saca-moedas apenas nos locais em que a necessidade de maior rotação do estacionamento os imponha como o meio adequado para alcançar esse objectivo?

publicado por Zé LG às 08:50
01
Abr 17

190220141826-736-feiradaguacorte.jpg

Na sequência do êxito das edições anteriores, realizou-se mais uma Feira da Água, no último fim-de-semana, no Parque de Feiras e Exposições de Beja, que contou com a visita de milhares pessoas.

O saldo positivo do certame não se mede apenas pelo número de visitantes. Manuel Oliveira, vereador da Câmara Municipal de Beja, refere como aspeto muito positivo o número de empresas do setor agrícola representadas na Feira da Água.

Nas declarações de balanço, o vereador Manuel Oliveira disse ainda que estão reunidas todas as condições para que a Feira da Água possa vir a ter futuras edições e com objetivos mais ambiciosos.

16742104_tduHU.jpeg

 

Esta é mais uma aposta ganha pelo actual Executivo Camarário, que definiu como um dos seu grandes objectivos a realização de grandes Feiras em Beja, como forma de promover a economia da região.

A finalidade da Feira da Água é, através dela, introduzir dinâmica empresarial na actividade económica e agrícola, decorrente da viragem a que o território está a assistir com a introdução do regadio e a receptividade que o evento teve “condenou-a” ao sucesso, frisou também o vereador Manuel Oliveira.

 

ESCLARECIMENTO: Como espero tenham reparado, esta foi a minha mentirita do 1 de Abril - Dia das Mentiras.

publicado por Zé LG às 16:38
28
Mar 17

Diabetes-1822.jpg

Mais de 40 por cento dos portugueses têm diabetes ou estão em risco de contrair a doença. De acordo com dados divulgados na passada semana pelo Observatório Nacional da Diabetes, mais de três milhões de portugueses têm alterações nas análises ao nível da glicémia e estão em risco de vir a sofrer as consequências desta doença. No Baixo Alentejo os dados são ainda mais assustadores, com o registo de mais de 12 mil doentes seguidos na unidade local de saúde. Uma população envelhecida, muito sedentarismo e o excesso de peso, incluindo entre jovens e crianças, estão a ditar um futuro negro para esta população. Mas há pequenos avanços e, a partir do próximo mês de abril, a consulta de diabetes juvenil do hospital de Beja contará com o apoio de um psicólogo clínico com experiência na área da diabetes.

Leia reportagem com texto de Natacha Lemos e foto de José Serrano, no Diário do Alentejo.

publicado por Zé LG às 18:14
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Pois com certeza que sim!...Nem é preciso fazer ca...
A "esquerda festiva" e a "ortodoxa" continuam a ac...
Não me parecem mal de todos estes considerandos.At...
Quando alguém se refere à imagem, apenas exemplifi...
Os comentários anteriores são de facto pertinentes...
Meu caro anónimo, pois e disso que se trata, enten...
Tudo ao contrário do deputado João Ramos o deputad...
Imagem de marca: camisa à pescador, barba de radic...
Mas fama onde?
A de Beja e a de Cuba estão no papo.
O Paulo Arsénio ainda vai dar que falar com a vota...
Bom bom era o Paulo Arsenio retirar a candidatura ...
Há pessoas que só para terem 2 minutos de fama dão...
Como se pode dizer tantos disparates? Há quem trab...
Está tudo bem quer lá agora saber de conversas!O ...
blogs SAPO