Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
25
Abr 17

010.JPGMais um ano se passa sobre a gloriosa gesta de Abril de 1974 que tantas e tão profundas mudanças propiciou a um País e um Povo que se encontrava prisioneiro da mais duradoura ditadura que a Europa tinha conhecido.

Quase meio século que nos fez parar no tempo, sem esperança nem direção.

“Dão-nos um bolo que é a história
da nossa historia sem enredo
e não nos soa na memória
outra palavra que o medo”

Assim caracterizava Natália Correia a ditadura, num poema superiormente cantado por José Mário Branco.

Quarenta e três anos passados, a mudança é, felizmente, evidente.

Mudança visível na qualidade de vida alcançada (em 1970 mais de metade das habitações em Portugal não tinham água canalizada!), na saúde, na educação, na segurança social, no emprego…

Mas também, nos níveis de exigência!

Queremos cada vez mais e melhor, porque sentimos que a isso temos direito!

E, sobretudo, queremos generalizar esses direitos.

006.JPG

 

 

publicado por Zé LG às 22:18
24
Abr 17

970403_10151528547808192_641956133_n.jpg

João Espinho, militante do PSD, desde 1979 da Secção de Beja e que desempenhou funções de vogal da CP de Secção e deputado municipal eleito na Assembleia Municipal e numa Assembleia de Freguesia, na cidade de Beja, escreveu ao Secretário-Geral do PSD um e-mail onde manifesta a sua “indignação perante o facto consumado da homologação pela CPN do nome do candidato pelo PSD à Câmara Municipal de Beja”, porque “não foi cumprido o que está estipulado nos estatutos, onde se prevê : “2. Compete à Assembleia de Secção: f) Dar parecer sobre as candidaturas aos órgãos das Autarquias Locais e aprovar o Programa Eleitoral, sob proposta da Comissão Política (…)”.

publicado por Zé LG às 08:47
20
Abr 17

A Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP acusa o Governo de usar as verbas comunitárias para “impor” a agregação dos sistemas no abastecimento de água e saneamento.

Em causa está um Aviso publicado pelo POSEUR- Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos que não permite aos municípios usarem verbas para beneficiarem sistemas de abastecimento de água em baixa e saneamento.
A DRA do PCP, depois de analisar o conteúdo do referido “Aviso”, considera que o mesmo, pretende dar cobertura financeira aos objectivos políticos do Governo PS, que na linha do anterior governo do PSD/CDS visa impor a agregação dos sistemas em “Baixa”, no abastecimento de água e no saneamento de águas residuais, sob a responsabilidade dos municípios.

Considera a DRA do PCP, que esta é uma medida discriminatória dos Municípios e das Associações de Municípios, na medida em que são afastados e impedidos de candidatarem os seus projectos, pois não surgem como Beneficiários dos 75 milhões de euros que são disponíveis para apoiar projectos nas áreas das Águas e do Saneamento.

210520131951-361-JosMariaPsdeMina.jpg

José Maria Pós-de-Mina, da DRA do PCP, afirma que aquilo que se exige é que o governo altere esta situação e que sejam disponibilizados fundos comunitários para dar resposta às necessidades de financiamento dos municípios da região, respeitando a sua autonomia e valorizando a gestão pública.

publicado por Zé LG às 08:58
13
Abr 17

Muitos foram os comentários à prestação dos participantes no debate, na RTP, sobre o Aeroporto de Beja. Muitos criticaram a prestação do presidente da Câmara de Beja pela falta de eloquência. Embora isso, como tudo, possa ser objecto de crítica, não me parece ser o essencial. O que me parece que devia ter ficado demonstrado era que, para além das principais responsabilidades pela falta de actividade do Aeroporto de Beja poderem ser assacadas ao(s) governo(s), a Câmara de Beja está a fazer tudo para o Aeroporto de Beja desempenhe as funções para que foi construído. E, que por isso mesmo, já contactou com a companhia de aviação que ameaça deixar de operar no aeroporto. Tal como devia ter ficado mais claro que os "elefantes brancos" foram "criados" noutras regiões e não aqui, onde tudo o que puder deve ser feito para estancar o despovoamento e a desertificação. Dizer e insistir em que a responsabilidade é apenas do governo, é redutor e pouco mobilizador da opinião pública... 

publicado por Zé LG às 08:48
12
Abr 17

Este é um modelo que representa o “modus faciendi” das sociedades de advogados. Usam a sua posição de comentadores nas televisões a seu bel-prazer para defender os interesses dos seus clientes e camuflar a informação negativa.
 

IRMANDADES. SECRETAS E PERVERSAS.

image.png

Uma das mais poderosas sociedades de advogados nacional, a PLMJ, foi recentemente investigada no caso da “Máfia do Sangue”. Um dos seus sócios foi mesmo constituído arguido. Dois dos seus mais proeminentes representantes são José Miguel Júdice e Nuno Morais Sarmento, ambos advogados, políticos e comentadores televisivos, na RTP e na TVI. Nos seus programas semanais, ambos fugiram ao tema escaldante da corrupção nos negócios do sangue, com a cumplicidade dos jornalistas que, embevecidos, os entrevistavam.

Este é um modelo que representa o “modus faciendi” das sociedades de advogados. Usam a sua posição de comentadores nas televisões a seu bel-prazer para defender os interesses dos seus clientes e camuflar a informação negativa.

 

publicado por Zé LG às 18:14
12
Abr 17

IMG_4372.JPG

“Gostaríamos que a OVIBEJA 2017 fosse a mesma de sempre, mas com um cariz mais agrícola” afirma Rui Garrido, o presidente da direcção da ACOS -Agricultores do Sul, entidade responsável pela realização da OVIBEJA, a pouco menos de um mês da abertura oficial da grande feira do Sul. Com início marcado para 27 de Abril, a OVIBEJA prolonga-se até 1 de Maio, tendo nesta 34ª edição como tema principal a internacionalização dos produtos agro-alimentares de origem animal, tais como os queijos, os enchidos e os presuntos tradicionais do Alentejo. Para Rui Garrido “ainda há muito caminho a percorrer na internacionalização” dos produtos alentejanos, que “é incipiente”, mas o exemplo do azeite ou do vinho “mostra que é possível”.

 

 

publicado por Zé LG às 08:49
10
Abr 17

Não me parece útil a personalização da crítica mas, na verdade, as capacidades de comunicação de João Rocha foram uma menos valia na discussão.

De qualquer modo, mais importante que isso, para mim, foi a conclusão da diminuta força de lobbying político da região em grande parte devida à desunião das diferentes forças políticas e dos seus agentes locais.

Estou em Beja parcialmente e há muito pouco tempo mas essa constatação tem sido das piores coisas que por aqui encontrei. Uma região extensa, com baixa densidade populacional e de acessos muito difíceis tem sempre muito mais dificuldade em se fazer ouvir, se a isso juntarmos a presença de um caciquismo local poderoso e um precário exercício de cidadania a tendência é piorar. Iniciar e manter querelas de pequena política não é um meio razoável e eficaz para melhorar o estado das coisas. E ó se Beja - cidade e distrito - merece e precisa.

PS: Gosto desta terra, gosto das gentes desta terra que tão bem me têm tratado.

Ana Matos Pires a 9 de Abril de 2017 às 13:11, AQUI.

publicado por Zé LG às 12:41
07
Abr 17

Os parquímetros deviam ter por função principal disciplinar a utilização dos espaços disponíveis para estacionamento de veículos automóveis, impedindo ou dificultando a ocupação desses espaços durante muito tempo pelos mesmos veículos e permitindo, dessa forma, a sua utilização por mais pessoas.

IMG_1729.JPG

Entretanto, o que vamos assistindo é a um desvirtuamento dessa lógica, tendo passado estes aparelhos a servir fundamentalmente de mealheiros das autarquias e empresas que os gerem. A fotografia (uma entre tantas que podia ter tirado) mostra espaços com parquímetros praticamente vazios, próximos de um parque subterrâneo no mesmo estado.

Então para que servem estes parquímetros senão para sacar dinheiro ao pessoal? Não seria já tempo das autarquias - neste caso a de Beja -, reverem a colocação destes saca-moedas apenas nos locais em que a necessidade de maior rotação do estacionamento os imponha como o meio adequado para alcançar esse objectivo?

publicado por Zé LG às 08:50
01
Abr 17

190220141826-736-feiradaguacorte.jpg

Na sequência do êxito das edições anteriores, realizou-se mais uma Feira da Água, no último fim-de-semana, no Parque de Feiras e Exposições de Beja, que contou com a visita de milhares pessoas.

O saldo positivo do certame não se mede apenas pelo número de visitantes. Manuel Oliveira, vereador da Câmara Municipal de Beja, refere como aspeto muito positivo o número de empresas do setor agrícola representadas na Feira da Água.

Nas declarações de balanço, o vereador Manuel Oliveira disse ainda que estão reunidas todas as condições para que a Feira da Água possa vir a ter futuras edições e com objetivos mais ambiciosos.

16742104_tduHU.jpeg

 

Esta é mais uma aposta ganha pelo actual Executivo Camarário, que definiu como um dos seu grandes objectivos a realização de grandes Feiras em Beja, como forma de promover a economia da região.

A finalidade da Feira da Água é, através dela, introduzir dinâmica empresarial na actividade económica e agrícola, decorrente da viragem a que o território está a assistir com a introdução do regadio e a receptividade que o evento teve “condenou-a” ao sucesso, frisou também o vereador Manuel Oliveira.

 

ESCLARECIMENTO: Como espero tenham reparado, esta foi a minha mentirita do 1 de Abril - Dia das Mentiras.

publicado por Zé LG às 16:38
28
Mar 17

Diabetes-1822.jpg

Mais de 40 por cento dos portugueses têm diabetes ou estão em risco de contrair a doença. De acordo com dados divulgados na passada semana pelo Observatório Nacional da Diabetes, mais de três milhões de portugueses têm alterações nas análises ao nível da glicémia e estão em risco de vir a sofrer as consequências desta doença. No Baixo Alentejo os dados são ainda mais assustadores, com o registo de mais de 12 mil doentes seguidos na unidade local de saúde. Uma população envelhecida, muito sedentarismo e o excesso de peso, incluindo entre jovens e crianças, estão a ditar um futuro negro para esta população. Mas há pequenos avanços e, a partir do próximo mês de abril, a consulta de diabetes juvenil do hospital de Beja contará com o apoio de um psicólogo clínico com experiência na área da diabetes.

Leia reportagem com texto de Natacha Lemos e foto de José Serrano, no Diário do Alentejo.

publicado por Zé LG às 18:14
23
Mar 17

por: Joana Marques

Amigo de longa data.
Conheço-o há mais de 20 anos.
Trabalhava numa empresa há 17 anos. Uma média empresa.
Era diretor de um departamento.
Trabalhava de dia e de noite. Não tinha férias como deve ser. Feriados só às vezes. Fins de semana só quando calhava
Tinha um horário de trabalho. 8 horas por dia. Nunca era cumprido. Dava todos os dias mais horas à empresa.
Dedicado. Muito dedicado.

Este meu amigo é casado e tem dois filhos.
O Afonso tem 13 anos e o António tem 5.
Os fins de semana, feriados e férias que dedicou à empresa tirou-os à família. Aos filhos.

Um dos poucos fins de semana que não trabalhou foi passá-lo com a família.
Escolheu a casa que herdou dos pais.
Perto da barragem de Montargil.

Não tinha rede de telemóvel.
Na empresa houve um stress qualquer.
Ligaram-lhe. Não atendeu. Porque não tinha rede.

Quando se apresentou na segunda-feira para trabalhar foi despedido.


Deixado por Anónimo a 22 de Março de 2017 às 13:40, AQUI.
publicado por Zé LG às 08:50
15
Mar 17

Deputados eleitos por Beja reuniram-se com Comissão de Acompanhamento das Obras do IP2.

Esta acção surgiu, na sequência de um pedido de audiência que tinha sido feito pela Comissão para apresentação das preocupações quanto à solução encontrada pelas Infraestruturas de Portugal, relativamente aos dois nós existentes, no IP2, junto à vila de Entradas. A Comissão considera que a solução causa constrangimentos ao tecido económico e empresarial daquela localidade, designadamente à agricultura, ao comércio e ao turismo, e origina problemas muito significativos que podem colocar em risco a segurança rodoviária de todos os seus utilizadores.

140320171641-856-A26_.jpg

Aníbal Costa teme nova paragem nas obras da A26.

Aníbal Costa reconhece que “segundo as informações informais" que têm chegado à autarquia existe risco das obras na A26 voltarem a parar.

publicado por Zé LG às 13:50
14
Mar 17

061.JPG

Esta fotografia mostra três abandonos no Alentejo (Beja): Linha do Caminho de Ferro do Sul; Casões da antiga EPAC, que armazenavam os cereais; Antiga Cerâmica do Mte do Outeiro. Três em uma - uma importante infraestrutura de ligação da região ao Algarve; a agricultura de sequeiro e a substituição dos cereais por outras culturas; uma indústria substituída pela importação dos produtos que produzia. É futo dos tempos, mas não me parece que tenha contribuído para o desenvolvimento da região...

publicado por Zé LG às 22:15
06
Mar 17

"Ontem, na FCG, protegido pelo omnipresente e inefável anjo da guarda, MRS, a tutela da Saúde deu conta dos sucessos da sua governação. A saber. O primeiro sucesso foi a defesa da "continuidade das políticas", significando que o que vinha de trás, do governo de Passos Coelho era bom, e que o melhor era ir pelo mesmo caminho. O segundo sucesso foi o grande investimento em hospitais e centros de saúde. O terceiro sucesso foi a contratação de 4 000 profissionais para os serviços de saúde. O quarto sucesso foram os 14 milhões de visitas ao portal da saúde, durante 2016. O quinto sucesso foi o elevado volume de transplantações e doações de órgãos. O sexto sucesso foi o facto de este ter sido "o inverno que melhor correu nos últimos anos", cujo volume de excesso de óbitos em Dezembro e Janeiro, e ainda sem se conhecer a mortalidade de Fevereiro, foi o maior da década 2007-2016. Faltou referir-se ao grande sucesso que constiuiu a inusitada procura das urgências hospitalares, e de no ano de 2016 se ter verificado a maior mortalidade geral desde os anos 50 do século passado. Começam a faltar as palavras para descrever o sonambulismo de um sector que tinha todas as condições políticas para mostrar trabalho inovador mas que está reduzido à apagada e vil tristeza de continuar na continuidade, com um reboco na parede aqui, uma pintura ali, e mais um sofá acolá."
Cipriano Justo

Deixado AQUI, por Anónimo a 5 de Março de 2017 às 15:25

publicado por Zé LG às 17:48
06
Mar 17

Vila Nova da Baronia sem LUZ por período superior a 1 hora pela 2ª vez no espaço de 1 semana.
A EDP por não querer investir nas nossas linhas, deixa a população sem energia desde as 6:00horas da manhã até às 9:15horas. E isto é um facto, derivado à não reestruturação das linhas e constantes avarias.
Estes cortes frequentes privam assim a população de um serviço que é um direito pelo qual todos pagamos.
Ainda há portugueses de 1ª e de 2ª.

Comentário de João Carvalho a 5 de Março de 2017 às 09:44, AQUI.

publicado por Zé LG às 13:54
04
Mar 17

As organizações são instrumentos destinados a alcançar os objectivos para que foram criadas. São meios para alcançar fins. Quando são consideradas fins em si mesmas, tendem a perder de vista os objectivos, a burocratizar-se e a esgotar-se em si mesmas. Infelizmente acontece com muitas...

publicado por Zé LG às 20:56
tags:
03
Mar 17

O Hospital passou a ter apenas um serviço de medicina.

O esvaziamento já começou há muito. Em 2013 fecharam as camas dos oncológicos e só houve um médico que protestou alto e bom som.

E daqui a 4 ou 5 anos como será a Cirurgia? Inexistente.

Mais um fator para fuga das novas gerações...

Ficaremos com um Centro de Saúde que acolherá idosos doentes nos corredores da Urgencia e no Internamento da Medicina.

Não basta que os habituais "atores" se mobilizem. Era preciso que as pessoas do público em geral, utentes e familiares, deixassem a sua tradicional passividade. Se não se incomodarem um pouco agora, quando derem por nada ter já é demasiado tarde.

Comentários deixados AQUI.

publicado por Zé LG às 10:43
02
Mar 17

010320171017-293-loffjooramos.jpg

Da audição pública realizada em Beja pelo PCP, no âmbito da campanha de defesa do Serviço Nacional de Saúde, saíram inúmeras preocupações.

De acordo com a Direcção da Organização Regional de Beja (DORBE) do PCP, a municipalização da saúde foi um dos temas abordados e mereceu “recusa generalizada” dos presentes.

A necessidade de atrair profissionais para a região, as desigualdades nas carreiras, o financiamento dos corpos de Bombeiros, a requalificação de equipamentos e a acessibilidade aos cuidados de saúde foram outras das preocupações expressas na sessão, disse à Rádio Pax João Ramos, deputado do PCP eleito por Beja.

Nos trabalhos foi ainda levantada a preocupação com o efeito que o hospital central a construir no Alentejo possa ter. Há quem tema o “esvaziamento de serviços do hospital de Beja”.
Ainda segundo, João Ramos o PCP vai intervir tendo em vista a resolução destes problemas mas, ainda assim, pede que haja uma mobilização dos diversos "actores" em torno das questões da saúde.

publicado por Zé LG às 13:56
02
Mar 17

Bruno-Martins_1-360x360.jpg

"As pessoas com deficiência constituem a maior minoria no mundo e em Portugal. Falamos de pessoas que se veem constantemente privadas de escolher onde viver, com quem viver, o que comer, o que vestir, com quem sair ou o que fazer com o seu tempo livre. Pessoas que não são donas da sua vida, que apenas encontram nas instituições particulares uma resposta, que culmina na inevitável institucionalização. O Estado há muito delegou nestas instituições um papel que deveria ser seu: o de proteger e garantir os direitos constitucionais a estes cidadãos e cidadãs.

Ainda que muitas instituições tenham um papel meritório, a necessidade de outro tipo de respostas é urgente. Um dos aspectos mais prementes é a possibilidade das pessoas com deficiência poderem contratar assistentes pessoais que lhes garantam a possibilidade de viver em verdadeira liberdade."

Trecho de uma crónica de Bruno Martins na radio diana, que pode ler AQUI.

publicado por Zé LG às 00:22
28
Fev 17

jose_socrates_e_cavaco_silva_foto_lusa1680a9bc_bas

Ouvimos e lemos e não podemos ignorar o nível a que chegaram, com o que têm dito e escito, estes dois importantes protagonistas da nossa política e da governação do nosso país. Um foi indiciado como tendo cometido crimes graves e até esteve preso mas apesar de terem decorrido três anos e meio ainda não foi a julgamento. O outro, numa postura que o carateriza, resolveu publicar as suas memórias fazendo um ajuste de contas com o outro, que se encontra na "mó de baixo". Qual deles é mais sério? Ou, qual deles é mais aldrabão? É caso para dizermos: Tem Portugal andado bem entregue...

publicado por Zé LG às 00:09
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
26
27
28
29
30
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Pode ser que caso ganhe o Paulo Arsenio ele a auto...
Não entendo a atitude de J. Espinho.Pois em princi...
Se cumprindo deu isto, imagine-se a inversa.Depois...
Peço desculpa. Às 02h00, a senha (ou contra senha)...
Mas esse Miguel Gois é conselheiro do novo Conselh...
Os Estatutos? Sim cumpriu. Goste-se ou não da deci...
Uma boa ideia, e não só para confraternizar.Deveri...
Sem dúvida, Drª Mariana Raposo, façamos cada um os...
Um trabalho que vale a pena ler http://www.apenasf...
Devastou a instituição em termos de clima organiza...
A Guidinha assim como o conde já fazem parte do pa...
Se o Miguel Góis for tão bom a aconselhar o novo C...
A rir-se a Guidinha não sei porquê! acha que fez a...
Quando as trevas se dissipam antecedendo a manhã e...
25 DE ABRIL SEMPRE!(pssst, Lopes Guerreiro, a prim...
blogs SAPO