Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
17
Fev 17

“Baixo nível é o daqueles lambe botas ou lambe cús que bajulam autarcas, chefes, conselhos de administração e que usam os poucos blogues que ainda restam como símbolo da liberdade de expressão, para vomitar os seus ódios de estimação, as suas frustrações pessoais e os insultos anónimos a quem dão palmadinhas nas costas no outro dia.
Continuem, autores do Alvitrando e do Praça da República. Os bejenses e a democracia agradecem. Os que têm medo da liberdade de expressão gostariam de vê-los silenciados, mas não têm essa sorte e ainda bem.

Anónimo a 16 de Fevereiro de 2017 às 23:48”, AQUI.

publicado por Zé LG às 00:10
16
Nov 16

Já aqui escrevi um dia que o mundo virtual, como o real, tem regras, algumas até são coincidentes - como a possibilidade de defender o bom nome e de não nos apetecer contemporizar com delitos de injúria, difamação ou ameaça. 

...
Estes sítios são locais de conversa, tertúlia, discussão, são até locais de graçolas, picardias (algumas acesas) e insultos, mas não se pode tudo e, sobretudo, tem que se assumir as consequências do que dizemos ou escrevemos, sempre. Eu assumo, sempre. 

Sim, fiz queixa ao Ministério Público.

PS: nada tenho contra o anonimato, como também já referi por aqui, acho legítimo e despoluidor de discussão, é conversa de "cabeça contra cabeça", só dá mais responsabilidade ainda.

Ana Matos Pires

 

Puxa! Se eu fui infeliz (vou enviar o teu post aos Amigos do PNR aqui em beja, vão-te fazer a folha "dra”) você está a ser precipitada, não foi mais que uma saida infeliz, irrefletida, apenas para a " provocar" se imaginasse que poderia levar a coisa tão a sério não o teria feito garantidamente, desculpe a parvoice.

Anónimo

 

Espero sinceramente que a destinatária da ameaça tenha feito queixa à polícia. É muito fácil descobrir a identidade do autor do comentário através do IP (e todos os blogs guardam o IP dos comentadores). A maioria das pessoas tende a esquecer que o quadro legislativo português - e uma ameaça destas é um crime - também se aplica online.

Anónimo

 

AQUI

publicado por Zé LG às 12:45
21
Abr 16

Convite Fórum copy.jpg

publicado por Zé LG às 00:08
17
Mai 15

"...os comentários em causa devem ser vistos como a percepção que alguns cidadãos tinham do exercício do cargo pelo autor. Ora a publicação destas percepções, ainda que levem a questionar o bom nome e a reputação dos visados, não pode deixar de estar garantida pela liberdade de expressão”, defendem os desembargadores. “Se retirássemos aos cidadãos o direito de expressar livremente a sua percepção sobre a forma como são exercidos os cargos públicos, estaríamos a prejudicar seriamente a melhoria e o desenvolvimento da sociedade”, concluem." 

publicado por Zé LG às 13:55
17
Abr 15

Convite João honrado.jpg

A Biblioteca Municipal José Saramago, em Beja, recebe no sábado, às 18.00 horas, a sessão “João Honrado por ele próprio”.
A iniciativa centra-se na projecção de excertos de entrevistas biográficas de Maria João Ramos e Ana de Freitas, realizadas em 2008/2009 por vontade do próprio João Honrado.
Seguem-se as intervenções de Cláudio Torres, Sérgio Ribeiro e Rosa Honrado Calado, abrindo-se de seguida um espaço para contributos dos participantes na sessão que conta também com a presença de familiares de João Honrado.
O grupo de amigos de João Honrado que organizou a iniciativa deste sábado considera que tem o dever de dar continuidade ao legado que ele deixou. Aquilo que se pretende é que o evento venha a ter realização anual sempre no mês Abril, pelo simbolismo que o mês representa de associação entre as comemorações do 25 de Abril e a figura incontornável de João Honrado.

publicado por Zé LG às 13:53
15
Abr 15

25abril_2015.jpgNo ano em que se comemoram 41 anos de liberdade, Alvito celebra a efeméride de 15 a 27 de abril, com iniciativas culturais e desportivas:
Exposições, Pinturas de Abril, Animação Musical, Almoços-Convívio, Cante Alentejano, Arruadas ao som da Banda dos Bombeiros Voluntários, e ainda a parte desportiva que conta com Torneios de Sueca, Snooker, Bilhar, Caminhadas, Futebol e Artes Marciais.
Salientamos o dia 23, dia mundial do livro, e um conjunto de atividades dinamizadas nas Bibliotecas do concelho, Centro Cultural e Mercado Municipal.
À Conversa com Mariana Mortágua é o destaque do dia 26 de abril, na Biblioteca Municipal.
O programa encerra no dia 27 com “conversas com Mariana Mortágua” e os alunos da EBI e da Escola Profissional de Alvito.
Ver programa completo aqui

 

publicado por Zé LG às 08:50
20
Jan 15

cjulio-1708.jpgA “Imenso Sul” faz 20 anos. O que se conseguiu com este projeto jornalístico alentejano e o que ficou depois dele?
Na altura conseguiu-se juntar dúzia e meia de profissionais da comunicação social de todo o Alentejo, que aqui residiam e trabalhavam, num projeto editorial para criar fluxos de comunicação entre as várias parcelas do território e dar a conhecer, a cada uma delas, o que se fazia nas outras. Vivia-se, então, um momento que se pensava poder desembocar na regionalização e este conhecimento da região enquanto um todo parecia-nos duma grande importância, uma vez que todos os órgãos de comunicação social existentes tinham um horizonte concelhio ou, quanto muito, distrital. Ficou essa experiência e a ideia de um órgão de comunicação social que pusesse todo o território alentejano a dialogar entre si.

Nos dias de hoje, com toda a crise que afeta a comunicação social, seria possível erguer de novo um projeto como este?
Hoje é mais fácil trabalhar-se em conjunto, apesar de fisicamente não se partilhar o mesmo espaço. Mas hoje falta sobretudo apoio institucional. Um projeto destes tem que ser considerado relevante pelas instituições regionais – como, em certa medida, o “Imenso Sul” foi – e por elas apoiado publicitariamente.

Como jornalista veterano, como encara os acontecimentos de 7 de janeiro, em Paris?
Penso que, para além de em causa estarem questões específicas ligadas ao fundamentalismo islâmico, tratou-se também de um profundo ataque à liberdade de expressão. Ficou a mensagem: se eu não gostar do que ficou expresso mato o mensageiro. Mas isto não é nada de novo. O poder e os poderes não têm feito outra coisa: através de censura direta ou indireta, têm sempre tentado cercear e limitar a liberdade de expressão, através de leis repressivas, do cerco económico, e da perseguição aos jornais e jornalistas que não lhes sejam afectos. E o número de jornalistas mortos todos os anos (61 em 2014), mesmo em situações que não são de combate, mas em atentados e em ajuste de contas, é bem o exemplo disso. A conclusão é que não nos podemos amedrontar, seja pelas ameaças do vizinho do lado, do político do bairro ou pelo industrial da cidade. Ou pelo fundamentalista que brame uma verdade que julga única. A todos é preciso dizer, citando José Régio, “Não! Não, não vou por aí! Só vou por onde/Me levam meus próprios passos...”.
Carla Ferreira, in: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=7052

publicado por Zé LG às 20:08
19
Jan 15

 

 

2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_2_

...

Mesmo o mais pequeno jornal de província, ou principalmente esse, sofre diariamente as mais vis sevícias contra a sua autonomia editorial. Não nos iludamos do contrário. A dependência crónica dos meios de comunicação social face aos poderes económicos e políticos cria um tipo de terrorismo invisível e indizível que chega a ser sufocante. Confrangedor. Manhoso. É triste constatá-lo, mas a liberdade de imprensa não tombou a 7 de janeiro de 2015, em Paris. Como agora a choramos. A liberdade de imprensa, se é que alguma vez tenha existido em toda a sua plenitude, há muito que estava enterrada. E agora, pela violência dos factos, apenas foi feito um elogio póstumo à sua memória. Mais nada. Desde o dia em que as notícias passaram a ser simples produtos de mercearia. Desde a altura em que os jornalistas mais “incómodos” foram afastados e as redações se encheram de estagiários e de trabalhadores precários. Desde o preciso instante em que as direções dos meios de comunicação passaram a ser meros fantoches nos dedos das administrações, a liberdade de imprensa sucumbiu. E esse instante, esse dia e essa altura aconteceu há muito tempo atrás. Sem ser necessário disparar um único tiro de metralhadora. Hoje impera no jornalismo a teoria do “respeitinho”. Da dependência. Do medo. Do terror. Da autocensura.
Paulo Barriga, in: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=7051

publicado por Zé LG às 08:45
10
Jan 15

Torre Tombo.jpgO auditório da Torre do Tombo, Lisboa, encheu esta tarde/noite para assistir ao documentário "Los Refugiados de Barrancos", das Producciones Morrimer. No final do documentário seguiu-se um debate muito participado, moderado por António Tereno, Paula Godinho e Dulce Simões, que não conseguiu esconder a emoção na introdução do tema, aliás como muitos dos presentes.
Entre o público, para além de barranquenhos e amigos de Barrancos, residentes na zona de Lisboa, havia muitos professores, investigadores e jornalistas interessados na temática da história e da memória. Na sala estavam também dois netos do tenente Augusto Seixas, o herói da história.
A passagem do documentário e o debate estavam integrados no âmbito da exposição "Entre margens: 150 anos do Tratado de Limites Portugal-Espanha (1864)", que em breve poderá ser vista em Barrancos, com o apoio do diretor do Torre do Tombo, segundo o próprio fez questão de dizer ao presidente da câmara de Barrancos, António Tereno, momentos antes do início do evento.
Publicada por Jacinto Saramago à(s) 9.1.15, em: http://estadodebarrancos.blogspot.pt/2015/01/los-refugiados-de-barrancos-enchem.html

publicado por Zé LG às 00:21
07
Jan 15

10896980_852415651446266_7118431722016388219_n.jpgCopiada de: https://www.facebook.com/196085773745927/photos/a.361448507209652.83025.196085773745927/852415651446266/?type=1&theater

 

Massacre na sede de jornal que publicou caricaturas de Maomé faz pelo menos 12 mortos

Três homens vestidos de negro invadiram o hall da sede do semanário "Charlie Hebdo", em Paris, com lança-foguetes e kalachnikovs. Há pelo menos 12 mortos, dois dos quais polícias, o diretor da publicação e três ilustradores. Presidente francês apelou à "união do país" na luta contra o terrorismo: "Este ato bárbaro nunca vai extinguir a liberdade de imprensa. Nós somos um país unido que vai reagir e não bloquear".

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/massacre-na-sede-de-jornal-que-publicou-caricaturas-de-maome-faz-pelo-menos-12-mortos=f905151#ixzz3OBQVp5qq
publicado por Zé LG às 23:59
14
Out 13

publicado por Zé LG às 19:30
24
Ago 13

Foi atribuído o nome de Urbano Tavares Rodrigues à Biblioteca Municipal de Moura.  

A autarquia aprovou, por unanimidade, em reunião da Câmara, a proposta apresentada por José Maria Pós-de-Mina, presidente do município, para homenagear o escritor.

A proposta justifica que “o escritor e professor universitário Urbano Tavares Rodrigues, recentemente desaparecido, está profundamente ligado a Moura e ao Alentejo, foi um destacado democrata e é uma figura cimeira da intelectualidade portuguesa”. A Câmara de Moura diz ainda que Urbano Tavares Rodrigues “passou a infância e parte da juventude no concelho de Moura, sua terra adoptiva, pelo que o Alentejo está muito presente na sua vasta obra literária”.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=1718

publicado por Zé LG às 15:51
10
Ago 13

Morreu, ontem, Urbano Tavares Rodrigues. O escritor de raiz alentejana - a família era de Moura e ali fez a escola primária - faria 90 anos em Dezembro. Militante do PCP, escreveu dezenas de livros em que o tema da liberdade foi sempre algo recorrente. É mais um nome grande das letras que o Alentejo e o país perdem.

Carlos Júlio

publicado por Zé LG às 00:11
05
Mai 13

É com satisfação que vou vendo o Alvitrando reconhecido como um espaço aberto ao livre debate.

Basta ver os debates que aqui se travam sobre diversos temas, tais como: Alvito, que são sempre os mais participados, Saúde / Hospital de Beja; Centro de Paralisia Cerebral, Ensino / Escolas de Beja, Câmara de Beja.

Como podem verificar, não só pouco intervenho nesses debates como raramente apago algum comentário.

Talvez devesse limitar mais os comentários que criticam pessoas mais do que as suas ideias, designadamente os não o fazem da forma mais correcta.

Não o tenho feito para que ninguém se sinta inibido de aqui expressar livremente as suas opiniões e ideias.

Gostava que o fizessem assumindo a responsabilidade pelo que dizem, sem se esconderem atrás do anonimato, e evitando expressões que podem ofender ou melindrar os visados.

O exercício da cidadania implica a participação responsável, usando todos os direitos e cumprindo todos os deveres.  

publicado por Zé LG às 23:24
06
Fev 13

A forma como exercemos o nosso direito à liberdade de expressão é talvez o melhor indicador do estado da democracia que vivemos.
É, por isso, fundamental que reflictamos sobre a forma como estamos a exercer essa liberdade individual, consagrada na Constituição da República Portuguesa.
Algumas pessoas têm-se recusado a participar em iniciativas do movimento “Por Beja com todos”, para que foram convidadas para falar sobre as áreas em que trabalham, para não terem problemas com os partidos de que são militantes ou com as entidades para que trabalham. Isto apesar dessas iniciativas não serem públicas nem publicada a sua realização nem de as comprometerem, de qualquer forma, com o Movimento.
Embora não creia que dessa sua participação pudesse resultar qualquer penalização, imposta pelos seus partidos ou entidades empregadoras, o certo é que elas a receiam.
Tal como a autocensura, a antecipação do medo de eventuais represálias pelo exercício de direitos individuais, como o da liberdade de expressão, é sintomático de que a democracia que estamos a viver não goza de boa saúde.
Se quisesse ser mauzinho, podia dizer que afinal de contas o facto do PS / Beja Capital ter feito chegar, finalmente, como anunciou há pouco mais de três anos, a liberdade a Beja esta ainda não pegou… Infelizmente, os problemas da democracia são muito mais complexos e graves e “se não nos pomos a pau” o futuro pode-nos reservar “coisas” bem piores.

Texto que publiquei no blogue do movimento “Por Beja com todos”.

publicado por Zé LG às 12:35
16
Jun 12

A Associação Abril e a Sociedade Portuguesa de Autores gostariam muito de contar com a sua presença numa sessão inserida no Ciclo de Conferências "Memória e Resistência", sobre o tema "Católicos Progressistas", em que vamos lembrar este movimento, refletindo sobre o seu papel renovador que ajudou a criar uma nova consciência política e desafiou não só o sistema ditatorial como a própria Igreja.

Serão evocados, em jeito de homenagem, António Jorge Martins e Sereno Regis, destacando ainda o papel do líder principal deste processo, Nuno Teotónio Pereira.

Com esta iniciativa pretende-se ainda alargar o debate para a atualidade, no sentido de desenvolver ideias e apontar propostas de ação e de intervenção relativamente à atual conjuntura política.

Comunicações ou testemunhos de Ana Vicente, António Correia, Francisco Fanhais, Joana Lopes, João Medina, Manuela Braz Jorge, Maria da Conceição Moita, Maria Vitória Vaz Pato, Mário Brochado Coelho, Nani Sallio e Paulo Fontes.

18 de Junho - 18.30h - SPA – Sociedade Portuguesa de Autores, Auditório Maestro Frederico de Freitas, Av. Duque de Loulé, n.º 31

publicado por Zé LG às 09:43
13
Jun 12

O livro de Jaime Serra “12 Fugas das Prisões de Salazar”, que reúne um conjunto de relatos emocionantes das mais célebres evasões das prisões salazaristas, vai ser apresentado, esta tarde, a partir das 18.00 horas, no auditório da Biblioteca Municipal José Saramago em Beja.

A obra de Jaime Serra apresenta ao leitor uma descrição viva das principais fugas de presos políticos e revela o papel fundamental do PCP na sua organização, criando as condições necessárias às evasões de presos políticos num trabalho clandestino, perigoso e exigente dentro e fora das prisões.

publicado por Zé LG às 12:30
21
Mai 12

publicado por Zé LG às 19:00
10
Mai 12

Copiado daqui.

publicado por Zé LG às 23:31
28
Abr 12

publicado por Zé LG às 00:37
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
27
28
29
30
31
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
Alvitres mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ora, que enjoadinha!
Que falta de pachorra para este tipo de conversa, ...
O 18/17 ainda é revogado pelo Tribunal Constitucio...
Novo CA, ainda não há.
Agora já não é preciso falar mais do conde ou até ...
Tá mal.Então e para o IPB não vai nenhuma responsa...
Deixe-me informá-lo(a) que há novidades sobre este...
Que curioso ninguém falar aqui do Conde come tudo ...
Adora esta Grande Senhora!!!!!!Não estou presente ...
Sem duvida alguma! Um exemplo é o tom, a falta de ...
É uma capacidade inata que a malta xuxa tem, que é...
A Sra. Dra. Isabel Sevinate não faz parte da turma...
A Dra. Isabel Sevinate não faz parte da turma de l...
Então o senhor/ senhora diz que sou mal criado por...
Isto dos falsos PS so se resolve com polícia, não ...
blogs SAPO