Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
22
Nov 17

manchete_text_311020171052-183-aljustrelmina.jpg

O protesto que surge, por melhores salários, horários e condições de segurança no trabalho, abrange todos os trabalhadores nomeadamente os da empresa concessionária das minas, a Almina-Minas do Alentejo, e das outras duas empresas que prestam serviços no complexo mineiro, a EPDM-Empresa de Perfuração e Desenvolvimento Mineiro e Urmáquinas.

Jacinto Anacleto, dirigente do STIM-Sindicato dos Trabalhadores da Industria Mineira, critica o facto de grande parte dos trabalhadores terem um vencimento mensal de 600 euros, com horários diários de 10 horas. Jacinto Anacleto, aponta ainda o dedo às administrações das três empresas porque até agora têm recusado dialogar com o sindicato que representa os trabalhadores.
A realização da greve foi decidida no plenário geral de trabalhadores das minas, que decorreu no dia 18 de Outubro.

publicado por Zé LG às 00:10
15
Nov 17

greve.jpg

publicado por Zé LG às 00:19
09
Nov 17

201711080755241.jpg

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) critica a presença da GNR na mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, nos últimos dois dias, acusando-a de estar a "interferir na greve em curso na Somincor" e a Unidade de Intervenção da GNR de se colocar "do lado patronal e contra a luta dos mineiros". "Trata-se de uma inaceitável interferência, que tem como propósito limitar o normal funcionamento do piquete de greve. Mas o recurso à força policial é também revelador de uma postura anti-democrática da administração da Somincor e da multinacional Lundin Mining".
O sindicato acrescenta ainda que "os mineiros contribuem com o seu árduo trabalho para a riqueza nacional e para os lucros da multinacional". "São trabalhadores e não podem ser tratados como criminosos".
O STIM anunciou que na sexta-feira, 10, os trabalhadores de Neves-Corvo vão deslocar-se a Lisboa, para manifestar o seu descontentamento face à situação na Somincor junto do Ministério do Trabalho.

publicado por Zé LG às 08:45
08
Nov 17

060520141742-108-mdicos.jpg

Os médicos cumprem hoje, um dia nacional de greve, convocado pelo SIM e pela FNAM. Os médicos queixam-se de estarem há praticamente um ano em negociações com o Governo e das suas reivindicações não serem atendidas.

Este dia nacional de greve foi decretado pelos dois sindicatos médicos, SIM – Sindicato Independentes dos Médicos e FNAM – Federação Nacional dos Médicos, que se juntam pela quarta vez numa paralisação conjunta contra políticas governamentais, sendo também, a segunda que este Governo enfrenta.

A greve dos médicos deve afetar sobretudo, consultas e cirurgias. Os serviços mínimos estão garantidos e abrangem urgências, tratamentos oncológicos ou cuidados intensivos.

publicado por Zé LG às 01:56
06
Nov 17

201711031222261.jpg

Os trabalhadores da Somincor, empresa concessionária da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, iniciam às 6h00 desta segunda-feira, 6 de Novembro, uma nova greve de cinco dias.
A paralisação vai prolongar-se até ao dia 11 de Novembro e segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) tem por base o facto de a administração da empresa não dar resposta às revindicações dos trabalhadores.
Segundo o STIM, as greves servem para os trabalhadores reivindicarem o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina, a "humanização" dos horários de trabalho, a antecipação da idade da reforma para os funcionários das lavarias, a progressão nas carreiras, a revogação das alterações unilaterais na política de prémios e o "fim da pressão e da repressão sobre os trabalhadores".

publicado por Zé LG às 00:13
27
Out 17

171003_GreveFC_STAL_ac8ed.jpg

 Veja AQUI as razões para a marcação da greve.

publicado por Zé LG às 00:05
03
Out 17

Minas.jpg

Os trabalhadores exigem o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina, a humanização dos horários de trabalho, a antecipação da idade de reforma dos trabalhadores adstritos às lavarias, a progressão nas carreiras e a revogação das alterações na política de prémios.

Luís Cavaco, coordenador da Direcção do Sindicato dos Trabalhadores da Industria Mineira (STIM), afirma que os mineiros não aceitam os horários da laboração continua que prevêem 3 dias de descanso a cada 17 dias de trabalho.

De acordo com o Sindicato, os mineiros das lavarias trabalham em regime de laboração continua, estão sujeitos a uma actividade de elevada penosidade, mas têm direitos inferiores aos trabalhadores do fundo da mina.

Os trabalhadores decidiram ainda que, caso as respostas da administração continuem a não ser favoráveis, realizarão mais cinco dias de greve no mês de Novembro e outros cinco dias de greve no mês de Dezembro, em datas a definir.

publicado por Zé LG às 12:41
25
Set 17

151020131317-398-NevesCorvo.jpg

Os trabalhadores das minas de Neves-Corvo vão estar em greve entre 3 e 7 de Outubro.

A realização deste protesto, para reivindicar o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina e pela humanização dos horários de trabalho, foi decidido pelos trabalhadores que reuniram em plenário.
A greve surge depois de analisadas as respostas que a administração da Somincor apresentou ao Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, em meados deste mês, sobre os horários de trabalho no fundo mina, a antecipação da idade da reforma dos trabalhadores das lavarias, a progressão nas carreiras, a política de prémios e ainda a “pressão e repressão” sobre os trabalhadores.

publicado por Zé LG às 08:48
21
Jun 17

261120131825-157-Professoresemluta.jpg

Mesmo depois do encontro de ontem, com o Ministério da Educação, a FNE decidiu manter a greve decretada para esta quarta-feira.

A Federação Nacional da Educação (FNE) decidiu manter a greve dos professores marcada para hoje, quarta-feira, dia de exames nacionais, depois da reunião realizada ontem, no Ministério da Educação, dizendo que a mesma não correspondeu às expectativas da estrutura sindical. 

A FNE diz que foram feitas oito sugestões, que o Ministério só aceitou uma, rejeitando cinco e acolhendo parcialmente duas, factos que não conduziram a um acordo e por isso, a decisão de manter a greve.

publicado por Zé LG às 08:31
26
Mai 17

greve-nacional-fp-26-maio.jpg

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais anunciou a realização de uma greve nacional de 24 horas para o dia 26 de maio para reivindicar aumentos salariais e 35 horas de trabalho semanais. 

publicado por Zé LG às 00:01
03
Fev 17

020220171124-332-grevepessoalnodocente.jpg

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, a Federação dos Sindicatos da Administração Pública e a FNE-Federação Nacional da Educação, marcaram para, hoje, uma greve dos trabalhadores não docentes das escolas e jardins-de-infância em protesto contra a precariedade laboral.

O protesto surge para reivindicar o fim da precariedade e a dignificação dos direitos dos trabalhadores. Uma dignificação que passa por colocar os trabalhadores sem termos nos locais de trabalho, por dar uma especificidade às suas funções e pela valorização dos seus salários.

As Juntas de Freguesia da cidade de Beja e três Associações de Pais reuniram esta semana com a DGEstE – Direcção Geral dos Estabelecimentos Escolares, a quem foi exposta a necessidade de pessoal não docente nas escolas da cidade.

Miguel Ramalho, presidente da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Baptista, lamenta a falta de resultados práticos saídos da reunião com a DGEstE, pelo que as freguesias da cidade vão solicitar agora reuniões com as direcções dos Agrupamentos de Escolas.

publicado por Zé LG às 08:45
09
Set 16

110820151545-133-enfermeirosdescontentes.jpg

Integrado no Plano Nacional de Lutas promovido pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, os enfermeiros da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, EPE, estão hoje em greve durante os turnos da manhã e da tarde.

Em causa está, designadamente, a discriminação negativa por parte do Ministério da Saúde/ Conselho de Administração que teima em manter 40 horas semanais de trabalho aos enfermeiros com contrato de trabalho para funções públicas (vulgo contrato individual de trabalho).

Para além deste são ainda motivos para a greve:

A acumulação de horas trabalhadas além das 140 ou 160 horas, que deveriam ser pagas como trabalho extraordinário;

Os feriados acumulados e dos quais exigimos o seu gozo (apenas no serviço de Medicina existem 164 por gozar);

A sobrecarga por ausência do número de enfermeiros suficientes e a pouca disponibilidade para os admitir;

A reposição do valor integral das “Horas de Qualidade” (DL 62/79)

A Direção Regional do Alentejo do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses promove hoje pelas 11 horas junto à entrada principal do Hospital de Beja uma conferência de imprensa para explicar as razões e fazer o balanço da greve.

Ler e ouvir declarações do dirigente sindical Edgar Santos AQUI.

publicado por Zé LG às 08:27
09
Fev 16

Os trabalhadores de Neves Corvo decidiram suspender a greve agendada para hoje dia 9 e para o próximo dia 12.
A decisão foi tomada depois da Administração da Somincor ter aceitado algumas das reivindicações do Sindicato.

publicado por Zé LG às 18:20
04
Fev 16

030220161746-286-310820151739-845-Minas.jpgOs trabalhadores da mina de Neves-Corvo, em Castro Verde, têm agendada uma paralisação para o próximo dia 9, terça-feira.
Os mineiros da Somincor estão “indignados com as imposições implementadas pela administração” sem que existam negociações com os trabalhadores, revela o dirigente do Sindicato da Industria Mineira, Luís Cavaco.
A desvalorização dos salários, a diminuição dos prémios e os horários excessivos são algumas das reivindicações.

publicado por Zé LG às 19:41
11
Ago 15

201120141234-46-concentraoenfermeirosII.jpgO SEP-Sindicato dos Enfermeiros Portugueses decretou greve a partir de hoje e até 5ª feira. Um protesto que vai ser feito de forma faseada, hoje, na região de Lisboa, amanhã, no Alentejo e no último dia, no Algarve.
Este protesto surge porque na última ronda negocial o Ministério da Saúde, mais uma vez, não apresentou nenhuma contra proposta às reivindicações dos enfermeiros, neste caso relativa à revisão salarial.

publicado por Zé LG às 00:32
03
Ago 15

310720151733-799-Resialentejo.jpgA Comissão de Greve dos trabalhadores da Resialentejo desconvocou mais uma vez a greve que tinha agendado para os dias 3, 4 e 5 de Agosto.
Já no mês de Junho, a anunciada greve de três dias acabou por ser desconvocada no final do primeiro dia de paralisação.

A Comissão de Greve esteve reunida, na última sexta-feira, e decidiu desconvocar o protesto porque afirma que não estavam “reunidas as condições necessárias para garantir um impacto relevante da greve, devido ao facto de estarem vários trabalhadores de férias e pelo efeito de dissuasão exercido junto de alguns trabalhadores”.

publicado por Zé LG às 00:20
17
Jul 15

201507161055261.jpgOs trabalhadores da empresa inter-municipal Resialentejo, sediada no concelho de Beja, convocaram uma nova greve para os dias 3, 4 e 5 do próximo mês de Agosto.
Depois da paralisação realizada no passado dia 22 de Junho (nos dias 23 e 24 a greve acabou por ser desconvocada), a Comissão de Greve da Resialentejo aprovou em assembleia, no passado dia 14 de Julho, uma nova paragem.
O objectivo da greve é reivindicar a extinção do cargo de director-executivo “como um cargo político” e a abertura de concurso público para a seleção e recrutamento do director-executivo, “não condicionado à duração dos mandatos do órgão executivo” e “com a participação e parecer vinculativo” dos trabalhadores.
A Comissão de Greve da Resialentejo explica que esta decisão de nova paralisação surge depois de “várias reuniões de trabalho” com a administração da empresa, onde “não foi possível encontrar soluções para todas as reivindicações dos trabalhadores”.

publicado por Zé LG às 00:30
23
Jun 15

201506221518301.jpgOs trabalhadores da empresa municipal Resialentejo não vão continuar a greve de três dias iniciada esta segunda-feira, 22, e que contou uma adesão a rondar os 90%.
A Comissão de Greve revela que após ter reunido esta manhã com o conselho de administração da empresa, liderado pelo autarca de Serpa Tomé Pires, os trabalhadores promoveram uma assembleia onde decidiram desconvocar a paralisação prevista para os dois dias seguintes.
De acordo com a mesma fonte, a tomada de decisão dos trabalhadores tem por base “os compromissos assumidos nessa reunião”.

publicado por Zé LG às 01:18
08
Nov 13

publicado por Zé LG às 00:51
27
Jun 13

Leia todo o MANIFESTO em:

http://www.cgtp.pt/images/images/2013/06/greve-geral/manifesto-greve-geral.pdf

 

 

Hoje, a União de Sindicatos do Distrito de Beja promove uma concentração nas Portas de Mértola, pelas 15h30. In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=1246

publicado por Zé LG às 00:19
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
25
26
27
28
29
30
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Mandou fazer o tubinho e comprou caixas de Rennie!...
A morte de uma cidade! Só não vê quem não quer!
Já tem um tubo e uma máquina de alcatrão não chega...
os tubinhos foi onde os outros gastaram o dinheiro...
Que boa noticia para os colaboradores da EMAS. Já ...
Já se começa a notar a mão do Eng.º Rui Marreiros....
Em Beja já aconteceu e ê só descer degraus.Nao vee...
Sempre tem a asfaltadeira do Rocha para ir tapando...
Meninos mimados e guerrilhas há em todo o lado, se...
O que se passa aqui e um reflexo de tudo o resto, ...
Tudo bem, mas por favor não misture com o que se p...
Parvoíce é o silêncio de que devia de andar indign...
Querer comparar o que se passa a nível autárquico,...
Pelo menos,já devia ter organizado uma festinha te...
... E assim é esta a forma cordial entre eles que ...
blogs SAPO