Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
17
Mar 17

encontro_soeira-720x430.jpg

A Câmara de Évora e a União das Freguesias de Bacelo e Senhora da Saúde apresentaram aos moradores da Quinta da Soeira o projeto de requalificação da Praceta Dr.ª Josette Cardoso Silva.

Os arquitetos Jorge Silva e Sofia Silva elaboraram a proposta do projeto, na sequência de encontros anteriores com os moradores.

O proposta de projeto prevê a instalação de espaços de fruição pública, vegetação e a requalificação de alguns equipamentos.

No encontro, os moradores apresentaram sugestões para melhorar a proposto de projeto e sobre a manutenção do espaço após a sua requalificação.

publicado por Zé LG às 08:48
21
Jan 17

003.jpg

003 - Cópia.jpg

 

 

O Executivo da CDU da Câmara de Beja realizou uma visita às instalações e obras do Município, apresentando alguns projectos a eleitos e técnicos municipais e a associações sindicais e empresariais, gestores de empresas e directores de serviços da administração central.

 

Esta, a par de outras inciativas, era uma prática corrente da gestão da CDU de então (anos oitenta do século passado).

 

publicado por Zé LG às 21:12
10
Jan 17

APRESENTA_CUBA_ALERTA_1.PNG

Ler mais AQUI.

publicado por Zé LG às 08:45
23
Nov 16

221120160016-23-PraadaRepublica1.jpg

João Rocha revelou ontem, na apresentação da estratégia para Beja a curto médio prazo, que a Praça da República voltará a ser como antigamente, depois da intervenção que a autarquia tem programada para este espaço. 

 

Lemos esta notícia e temos dificuldade em acreditar. Então agora cada Executivo Autárquico - mesmo da mesma força política -, faz intervenções nos espaços públicos não porque sejam necessárias mas apenas em função do gosto dos seus responsáveis? Não há intervenções prioritárias onde deva ser investido o dinheiro público? E esta intervenção também não justifica uma discussão pública?

publicado por Zé LG às 08:50
07
Nov 16

Castro Verde 2.jpg

O PERU (Programa Estratégico de Reabilitação Urbanasurge na sequência da definição e delimitação da Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Castro Verde e é tido como um instrumento de política urbanística, orientado para resolver as principais necessidades, desafios e oportunidades que se colocam à vila de Castro Verde, e foca-se na reabilitação de edifícios, e consequentemente, na responsabilidade pública de qualificar e modernizar o espaço, os equipamentos e infraestruturas das áreas urbanas a reabilitar.

Os respetivos documentos podem ser consultados neste site, no menu Atividade Municipal » Planeamento e Urbanismo » Programa Estratégico de Reabilitação Urbana (PERU), ou no Gabinete de Apoio à Presidência, na Divisão de Obras, Gestão Urbanística e Ambiental, nos Paços do Município, durante o horário de expediente. 

 

Um exemplo que deveria ser seguido por outras autarquias.

publicado por Zé LG às 12:44
26
Out 16

OP2017.jpg

publicado por Zé LG às 13:12
04
Out 16

031020161637-860-OP.jpg

O processo do Orçamento Participativo de Odemira entrou numa nova fase, com as propostas apresentadas a votação durante os meses de Outubro e Novembro.

A votos estão 14 propostas para investimentos públicos das quais, as mais votadas, num montante global de 500 mil euros, vão integrar o próximo Orçamento Municipal.

As votações decorrem de forma online, no balcão único do município e na mesa de voto itinerante que já começou a circular pelas freguesias. Hoje está em Vale de Santiago. Ainda está semana estão agendadas passagens por Colos (quinta-feira) e Relíquias (sexta-feira).

publicado por Zé LG às 08:42
29
Set 16

001.JPG

18290089_QHUB0.jpeg

 

publicado por Zé LG às 08:54
26
Set 16

022.JPG

Na sessão pública de auscultação da população do Penedo Gordo para recolha de contributos, pela Câmara Municipal, para o Plano de Actividades do Município de Beja, coloquei as seguiuntes questões: 

- Qual o prazo previsto de conclusão da pavimentação da Estrada do Penedo Gordo - Boavista? 

- Para quando - se está prevista -, a reparação da estrada do Penedo Gordo a Beringel, passando pelos Pisões, tantas vezes prometida? 

- Que diligências têm sido feitas e que perspectivas tem a Câmara Municipal de conseguir da Universidade de Évora um acordo para intervir em Pisões e integrar o Sítio na promoção do Concelho?

- Que plano de reparação de arruamentos tem a Câmara Municipal para o Penedo Gordo?

- É preciso fazer alguma coisa para melhorar a iluminação pública nalguns locais e pôr fim aos frequentes cortes que se verificam quando chove.

- É preciso fazer alguma coisa para acabar com as frequentes roturas na conduta de água.

- Deve ser revista a tabela de tarifas de saneamento básico, de forma a adequá-la melhor às diversas realidades e a a tenuar algumas injustiças.  

Outros presentes insistiram nalgumas destas questões e colocaram outras:

- Caixas de esgotos próximas da ETAR drenam para fora quando chove mais.

- Existem algumas situações de cães a circularem sem qualquer controlo dos donos, que ameaçam a segurança das pessoas.

- Proliferam os depósitos de entulhos na Canada e junto do Cemitério. Sugeri que se criassem condições para a recolha de pequenas quantidades.

- É urgente que seja reparada uma depressão na Estrada Penedo Gordo - Beja, que tem vindo a aumentar e põe em causa a segurança de quem por ela circula. 

publicado por Zé LG às 00:05
23
Set 16

001.jpg

publicado por Zé LG às 13:52
11
Set 16

IMG_6952.JPG

publicado por Zé LG às 00:44
19
Ago 16

A actividade dos autarcas nunca foi tão complexa como agora. Têm-lhe sido atribuídas mais competências, enquanto lhes têm reduzido os meios disponíveis para as executar. Têm-lhe reduzido a autonomia e tornado cada vez mais complexo o emaranhado legislativo que são obrigados a respeitar, enquanto o escrutínio público das populações aumenta, designadamente através das redes sociais.

Hoje, como nunca antes, os autarcas são confrontados com as as promessas que fizeram e não cumpriram e questionados acerca das decisões que tomam e como as tomam.

Ignorar esta nova realidade e pretender que as autarquias funcionem como antes, sem ligar às críticas que são feitas, é tão grave quanto governar apenas em função das críticas feitas e procurar agradar a todos.

Uma actividade tão complexa como esta será tão melhor exercida quanto mais informada e participada for. Ou seja, quanto mais os autarcas cumprirem o seu dieito / dever de informar as populações da sua actividade e de as ouvirem sobre as decisões de maior impacto para o seu futuro colectivo, designadamente quanto se trate de assuntos que não foram explicitados no seu programa eleitoral ou contrariem decisões anteriores, maior será a empatia gerada com as populações e maiores serão as perspectivas de sucesso.

publicado por Zé LG às 08:44
01
Ago 16

"Era inédito uma governação camarária ser feita a partir dos consensos tomados nas várias opiniões anônimas emitidadas num blogue."

Comentário de Anónimo a 31 de Julho de 2016 às 12:43.

 

 

"Confundir debate com tomada de decisão é uma estratégia para evitar aquele e decidir autoritariamente. Ninguém pretende substituir no processo de decisão quem foi eleito para decidir, apenas se quer que esse acto seja o mais esclarecido possível e tenha em conta o maior consenso possível dentro da maior diversidade de opiniões.

Democracia é participação, reflexão, debate colectivo, antes da tomada de decisão final, essa sim individual, de quem foi eleito para nos representar.
Os que têm medo e fogem ao debate são arrogantes e incompetentes."
Trechos de um comentário de Alentejo dos pequenitos a 31 de Julho de 2016 às 17:06. 

 

Ambos AQUI.

publicado por Zé LG às 08:47
25
Jul 16

Um esclarecimento necessário, ou a desmontagem de uma "narrativa" a caminhar para a mentira.

 

2 março 2013.jpg

"O Senhor Presidente da Câmara (...) infelizmente sabe que os mais atarefados nesta matéria são aqueles que queriam ter um tacho ou ser eleitos na Câmara...". Excerto do ponto 2.2. ( Projeto de demolição do depósito de água da Praça da República, em Beja) da Ata da Reunião de Câmara de 15 de junho de 2016.

A isto, respondo apenas com duas citações : "Uma mentira mil vezes repetida torna-se verdade." (Joseph Goebbels); "Quem não se sente não é filho de boa gente" (provérbio popular); daí a resposta que segue, porque há duas coisas de que nunca irei abdicar, a minha dignidade e a postura que sempre tive na vida : de coluna direita e cabeça erguida.

Leia todo o esclarecimento que José Filipe Murteira publicou em: http://notasaesquerda.blogspot.pt/2016/07/um-esclarecimento-ou-desmontagem-de-uma.html

publicado por Zé LG às 08:46
04
Jul 16

Independentemente da decisão de relocalização do parque de campismo de Beja (assunto que se desconhece como todos os outros) poder ser acertada ou não, persiste a atitude arrogante de uma liderança autárquica que não só ignora a participação dos cidadãos como reforça - com gozo aparente - o fosso entre a realidade e a vontade pessoal. Este modelo de "one man power" terá custos irrecuperáveis no futuro da nossa terra. Alguns podem não o querer reconhecer - mas reconheço eu que para alguns levar no peito as militâncias é mais forte que o bem comum - mas esse caminho está aí e tem o vislumbre da provocação paroquial. Tem sido assim com o derrube do depósito de água, com a localização de um palácio de justiça em zona periférica e residencial e com tantos outros pormenores que soam como alertas. E a esta relocalização da política paroquial junta-se descaradamente o PSD local num processo que dentro de alguns meses não deixará dúvidas sobre as motivações do presente. 
É o todo do menos a funcionar... 

Jorge Barnabé

 

… e ainda pode ler o que mais se vai discutindo por AQUI sobre o assunto.

publicado por Zé LG às 23:36
04
Jul 16

Declaração de Voto do PBCT sobre a PRIVATIZAÇÃO DA GESTÃO

E A DESLOCALIZAÇÃO DO PARQUE DE CAMPISMO

 

A gestão participada deve começar num planeamento participado. Ou seja, as propostas e os projectos com maior impacto no nosso futuro colectivo, designadamente os que mais podem alterar o nosso concelho e as nossas localidades, principalmente a nossa cidade, devem ser objecto de ampla discussão pública, antes da tomada de decisão de aprovação.

E se essas propostas e esses projectos alteram ou contrariam mesmo decisões anteriores e não integraram o programa eleitoral de quem gere a autarquia muito mais se justifica – por questões éticas, políticas e de legitimidade democrática -, submetê-los a debate público, tão amplo quanto possível.

Mesmo os melhores projetos terão um impacto mais positivo se forem acolhidos pela população como seus e, para isso, é necessário o debate público esclarecedor da bondade dos mesmos.

Ora, o que verificamos é que, neste caso como noutros, a decisão é tomada sem que tenha havido uma prévia informação, discussão e consulta públicas. 

 

publicado por Zé LG às 12:39
29
Jun 16

... e deslocalizá-lo para a Mata Municipal, junto da ESTIG. 

pc.jpg

É esta a proposta que vai ser discutida na reunião da Assembleia Municipal, que se realiza logo às 18h00, na Biblioteca Municipal. 

Mais uma vez, o Executivo Camarário prepara-se para impor uma decisão, sem debate público, que pudesse esclarecer a bondade da decisão e todas as dúvidas que a mesma levanta.  

publicado por Zé LG às 08:49
07
Mar 16

Programa Câmara Aberta Concelho de Moura, concelh

Em Moura começou hoje a 5ª Câmara Aberta, dedicada à agricultura. Quatro dias de debates, de reuniões com investidores, de visitas a infraestruturas e de contactos e mais contactos, de cujo PROGRAMA, se destacam:

- O Fórum em Safara, com a presença dos deputados Pedro do Carmo (PS) e João Ramos (PCP), de Ana Caiero (CNA) e de António Miguel Rosado (AJAM) - dia 7, às 21 horas (na Casa da Moagem);

- O Encontro sobre regadio - dia 8, às 18 horas (Póvoa de S. Miguel: Junta de Freguesia);

- O Encontro sobre o aproveitamento agro-pecuário da Contenda - dia 10, às 18 horas (Santo Aleixo: na Sociedade).

publicado por Zé LG às 17:53
08
Fev 16

030220161549-228-cubaexecutivo.jpgO município recorda que desde o início do mandato, em Outubro de 2013, foi dando conta do trabalho efectuado através dos órgãos oficiais do município, nomeadamente na sua página da Internet, do facebook, do Boletim Municipal, através de reuniões de Câmara, Assembleia Municipal ou de Freguesia públicas, ou mesmo através de reuniões de presidência aberta ou da apresentação pública do 1º ano de mandato.

Considera o município que este esforço de comunicação, de prestação de informação e de transparência, enquadra-se num quadro ético que defende, e que se apresenta reforçado com a elaboração do Boletim que distribuiu à população.

publicado por Zé LG às 08:51
02
Fev 16

010220161819-457-EMASPELAME.jpg

A sessão conta com as participações de João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Beja e de Alexandre Leal, diretor técnico da EMAS e da presidente da Junta de Freguesia de Salvador e Santa Maria da Feira.
O diretor técnico da EMAS de Beja referiu que nesta sessão se vai explicar às pessoas que tipo de intervenção vai ser realizada, assim como os constrangimentos que vão condicionar o dia-a-dia dos moradores.

publicado por Zé LG às 13:44
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
31
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Evitem dar ideias ao Sr. Rocha. Ainda muda a Torre...
Nojo é certas pessoas serem umas ressabiadas e jul...
Porra que os comunas, querem os louros todos de tu...
Tudo isto é um nojo.
Trabalho? Que trabalho? De quem??? ... " Trata-se...
Sra. Dra. Marta!
A conversa aqui é chove no molhado.
É uma autêntica vergonha, eles comem tudo, eles co...
Terá outros Gasparzinhos, ou é daqueles que acha q...
E será que numa proxima oportunidade não voltará a...
O certo é que ele já recebeu as férias com o orden...
Então os papagaios não dizem nada? Sabem a diferen...
Então ainda não reparou no nome da criatura? Admin...
Parece a crónica de uma morte anunciada...
O que devemos ou podemos esperar do novo CA que aí...
blogs SAPO