Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
24
Nov 17

578px_9c5c150911915325733449.png

220720151035-773-stal2.jpg

O STAL informa que o reposicionamento remuneratório foi exigido por si à administração anterior, e que o mesmo “resulta da aplicação das medidas inseridas na Lei do Orçamento de Estado para 2017 e do respectivo Decreto-Lei de Execução Orçamental, conforme foi amplamente divulgado aos trabalhadores nos plenários realizados na empresa”, e que “estas medidas foram aplicadas em todas as empresas públicas onde existem Acordos Colectivos de trabalho em vigor, como é o caso da EMAS”.

Rui Marreiros afirma que os aumentos feitos pela anterior administração são “ilegais”. A nova administração sustenta a decisão num parecer da CCDR Alentejo.  O administrador executivo da EMAS, adianta que “era uma situação insustentável (…) para os trabalhadores porque não tardaria até que a decisão [de revisão dos salários] fosse imposta pela via dos Tribunais” com prejuízos para os trabalhadores que teriam, eventualmente, de repor as verbas recebidas.

Ler e ouvir AQUI e AQUI.

publicado por Zé LG às 08:48
23
Nov 17

23795625_10212030281491442_5101411087400629299_n.j

publicado por Zé LG às 12:45
21
Nov 17

EMAS-Beja.jpg

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento de Beja (EMAS) anuncia que está a ultimar, “com carácter de urgência”, a contratação de um empréstimo de médio e longo prazo no valor de 2,5 milhões de euros, para solucionar problemas a curto prazo.

Em causa está o pagamento de vários empréstimos de curto prazo contraídos de forma sucessiva nos últimos dois anos, pela anterior administração, “sem uma previsão relativamente à forma como seriam liquidados, nem uma expectativa sólida quanto ao acesso a financiamentos comunitários”.

Acrescem ainda “elevados valores de facturação que foram e estão a ser apresentados por diversos empreiteiros, empresas de fiscalização, entre outros”, que estão a provocar “rotura completa de tesouraria, criando uma situação insustentável para muitos empreiteiros, prestadores de serviços, fornecedores e também para a própria empresa pela pressão que causa sobre os serviços”.

Rui Marreiros, administrador executivo da EMAS, não esconde as suas preocupações, AQUI e AQUI.

publicado por Zé LG às 08:47
10
Nov 17

EMAS-OBRA.jpg

A EMAS está a substituir um troço de colector de águas residuais junto à ciclovia da cidade, devido ao seu elevado estado de degradação. O colector em causa recebe grande parte das águas residuais da cidade.

Rui Marreiros, administrador executivo da EMAS, diz “que se trata de uma intervenção com alguma urgência” e que “Se esta intervenção não tivesse sido feita rápida e atempadamente poderíamos ter situações muito graves, com a drenagem de águas residuais da cidade”.

De acordo com a EMAS a substituição do colector de águas residuais estará concluída até ao final da semana.

publicado por Zé LG às 17:50
29
Out 17

578px_9c5c150911915325733449.png

A EMAS de Beja foi distinguida com o Selo de Qualidade exemplar de água para consumo humano, uma distinção relativa à prestação dos serviços de abastecimento público de água. A atribuição da entrega dos “Selos de Qualidade” irá decorrer no dia 8 de novembro, durante a 12.ª Expo Conferência da Água, que se realiza em Lisboa.
In: B NEWSLETTER | 27 de outubro de 2017 | Câmara Municipal de Beja

publicado por Zé LG às 00:33
21
Ago 17

369.JPG

Praticamente todas as semanas, como já referi noutras vezes, têm sido remendadas roturas na rede de água desta rua, surgindo novas roturas logo a seguir. Certamente que o que é necessário fazer é uma reparação na rede, mas a EMAS insiste em remendar... e quem paga a água desperdiçada é o Zé Consumidor... e como se isso não bastasse, paga também as tarifas de tratamento de esgotos e de lixos que lhe são acrescentadas. 

Depois recomendam que poupemos água... E se dessem o exemplo?

publicado por Zé LG às 14:20
05
Mai 17

IMG_1796.JPG

publicado por Zé LG às 13:53
09
Abr 17

060420171745-966-EMAS_.jpg

A Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja (EMAS) tem em fase de conclusão várias intervenções na rede pública.

Na cidade de Beja está em curso a 1ª fase de remodelação na zona circundante ao Jardim das Alcaçarias, nomeadamente a Rua Tenente Valadim, Rua Sanches de Miranda e parte da Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque. O investimento ascende a 224 mil euros.

Na freguesia de Trigaches, está em fase de preparação a remodelação das redes num investimento orçado em 83 mil euros.

Para Mombeja está prevista uma empreitada na ordem dos 86 mil euros.

As intervenções inserem-se no plano estratégico de requalificação global das redes de águas.

Até final do mês de Maio deverão ficar concluídas intervenções de “maior expressão” no Bairro da Esperança, no Bairro Social, no Bairro da Apariça, em Albernoa e Cabeça Gorda, refere Alexandre Leal. O administrador da EMAS assegura que os trabalhos decorrem a “bom ritmo”.

publicado por Zé LG às 18:10
30
Ago 16

emas - factª 001.jpgNão faz sentido que um consumidor (ver foto da factura) que consumiu 29m3 de água pague por esse consumo 49,83 € e 30,67 € de Tarifa de Água Residuais e 30,09 € de Tarifa de Resíduos Sólidos. 

Neste caso concreto como em tantos outros, quase 2/3 desse consumo de água foi gasto em rega e, por conseguinte, não foi para a rede de Águas Residuais e todos os resíduos degradáveis foram deitados num compostor.

O que está em causa não é tanto o preço da água, apesar de ser uma das mais caras do país, mas sim os das outras tarifas, pelas razões apontadas. Ou seja, não é aceitável que um consumidor cujas águas residuais representem apenas 1/3 da água consumida e proceda à reciclagem de uma boa parte dos resíduos sólidos - a totalidade dos resíduos orgânicos são reciclados num compostor -, pague mais de tarifas de Águas Residuais e de Resíduos Sólidos do que da água que consome...

Sei que não é fácil de encontrar um modelo óptimo de aplicação destas tarifas, mas também sei que o modelo em vigor é muito injusto, pelo que urge que seja revisto, depois de uma ampla discussão pública feita com base em estudos técnicos credíveis.

publicado por Zé LG às 08:54
18
Jul 16

150720161115-289-EMASCabeaGorda.jpg

Esta intervenção, que surge com o objectivo de melhorar a qualidade do serviço prestado aos consumidores e tendo como base um diagnóstico de necessidades (Plano Estratégico da EMAS), vai abranger as redes públicas de distribuição de água, águas residuais domésticas e pluviais da aldeia.
Trata-se de um investimento que ronda os 420 mil euros, as obras têm inicio previsto para o mês de Setembro e o prazo de execução é de 150 dias como afirma, Alexandre Leal, Administrador da EMAS.

publicado por Zé LG às 01:42
01
Jul 16

582px_72e81467302710699375a4.jpg

A EMAS de Beja abriu esta semana um procedimento público para a execução da Empreitada de Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água, Águas Residuais Domésticas e Pluviais de Albernoa.

Um investimento que rondará os 500 000,00€ e que têm como objetivo melhorar os serviços prestados aos consumidores.
Recorde-se que esta importante intervenção já tinha sido anunciada, no âmbito do plano estratégico de renovação das redes de águas do concelho de Beja. 
A intervenção terá início no de mês agosto e um prazo de execução de 120 dias. 

In: B NEWSLETTER | 30 de junho de 2016 | Câmara Municipal de Beja

publicado por Zé LG às 08:48
31
Mai 16

A EMAS vai proceder à remodelação da rede pública de abastecimento de água, e de drenagem de águas residuais domésticas e pluviais do Bairro da Apariça e do Bairro Social de Beja.

Esta intervenção, que faz parte do plano estratégico de renovação das redes de águas do concelho de Beja, tem como principal objectivo melhorar os serviços prestados aos consumidores e dar resposta a alguns problemas que foram identificados naqueles dois bairros.
Trata-se de uma empreitada representa um investimento aproximado de 422 mil euros e um prazo de execução de 180 dias.

publicado por Zé LG às 12:43
12
Abr 16

Flyer-A5-png-1593.png

DAQUI. Ler e ouvir AQUI.

publicado por Zé LG às 08:56
22
Mar 16

210320161720-310-EMAS_.jpg

 Ver AQUI.

publicado por Zé LG às 08:44
13
Fev 16

110220161732-773-EMAS.jpgA EMAS de Beja vai proceder à remodelação da rede pública de abastecimento de água, e de drenagem de águas residuais domésticas e pluviais do Bairro da Apariça e do Bairro Social, em Beja.
As redes a intervencionar apresentam vários sinais de degradação e um funcionamento desajustado a nível de configurações urbanísticas.
A obra em questão faz parte do plano estratégico de renovação das redes de águas do concelho de Beja que a empresa está a desenvolver desde o início do ano.

publicado por Zé LG às 23:33
02
Fev 16

010220161819-457-EMASPELAME.jpg

A sessão conta com as participações de João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Beja e de Alexandre Leal, diretor técnico da EMAS e da presidente da Junta de Freguesia de Salvador e Santa Maria da Feira.
O diretor técnico da EMAS de Beja referiu que nesta sessão se vai explicar às pessoas que tipo de intervenção vai ser realizada, assim como os constrangimentos que vão condicionar o dia-a-dia dos moradores.

publicado por Zé LG às 13:44
20
Jan 16

190120161654-816-BairrodasFlores.jpg

A EMAS - Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja iniciou hoje os trabalhos de ligação da rede pública do Bairro das Flores à rede pública de abastecimento de água da cidade.
Esta intervenção vai melhorar a qualidade do serviço de fornecimento de água aos munícipes, uma vez que o actual abastecimento tem origem numa captação subterrânea pouco profunda, o que em períodos de seca poderá provocar constrangimentos.
A EMAS vai construir uma nova conduta de ligação entre o Bairro dos Coitos e o Bairro das Flores, inserida no Plano Estratégico de intervenções até 2020. 

Leia e oiça mais AQUI e AQUI.

publicado por Zé LG às 23:09
03
Jan 16

A EMAS - Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja, no decorrer do presente mês, abriu quatro procedimentos relativos à renovação/remodelação de infraestruturas de distribuição de água e de drenagem de águas residuais do Concelho.

Neste sentido, o Bairro do Pelame, será alvo de uma intervenção integral ao nível da rede de distribuição de água e a rede de águas residuais domésticas será sujeita a uma reabilitação dos seus componentes que se encontram degradados, quanto à rede pluvial, esta será ampliada e serão corrigidas as situações anómalas que apresenta.

Com vista à efetivação da sectorização da rede distribuição de água da cidade foram lançados 2 procedimentos, um relativo à ZB3 (zona baixa 3) na Rua Fernando Namora e outro para a ZA4 (zona alta 4), que abrange a renovação da rede de distribuição de água e reabilitação de parte das redes de drenagem de águas residuais no polígono definido grosso modo pelas artérias rua de Angola, 5 de Outubro, 25 de Abril e António Sardinha. Com a concretização destes projetos ficará por executar a ligação do Bairro da Força Aérea para a qual o procedimento será lançado brevemente.

A rua Nova do Paço, na Salvada, foi também objeto de um procedimento que, visa a instalação da rede de drenagem pluvial, bem como a renovação das restantes redes.

Estas intervenções, integradas no plano estratégico de renovação das redes de águas do concelho de Beja, têm como objetivo comum a melhoria dos serviços prestados aos consumidores por parte da EMAS, estando os procedimentos disponíveis para consulta através endereço, www.emas-beja.pt/pt/empresa/contratacao-publica.

publicado por Zé LG às 10:22
19
Out 15

2015101712134513.jpgEsta manhã fui surpreendido a notícia do seu funeral, que se realizou no dia 18. Nem queria acreditar…Desconhecia que estava doente há cerca de dois anos.
Manuel Claudino Martins Gomes, de 55 anos, natural de Cabeça Gorda, era funcionário da EMAS, onde o conheci quando fui presidente dos então Serviços Municipalizados de Beja. O Gomes era um bom Homem e um bom profissional. Tinha estima por ele.
Apresento os meus sentidos pêsames à sua família.

publicado por Zé LG às 21:45
30
Set 15

João Rocha, presidente da EMAS, e membros do STAL - Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, em representação dos trabalhadores, assinaram esta semana as alterações ao acordo de empresa da EMAS - Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja.
A alteração resulta de um processo negocial “que visa regular as relações laborais entre a empresa e os trabalhadores, de forma a assegurar os direitos, os deveres e as obrigações entre as partes, tendo como base a Lei Geral do Trabalho”, revela a EMAS.

O presente AE entra em vigor cinco dias após a data da distribuição do Boletim do Trabalho e Emprego em que for publicado.

publicado por Zé LG às 13:08
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
25
26
27
28
29
30
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Mandou fazer o tubinho e comprou caixas de Rennie!...
A morte de uma cidade! Só não vê quem não quer!
Já tem um tubo e uma máquina de alcatrão não chega...
os tubinhos foi onde os outros gastaram o dinheiro...
Que boa noticia para os colaboradores da EMAS. Já ...
Já se começa a notar a mão do Eng.º Rui Marreiros....
Em Beja já aconteceu e ê só descer degraus.Nao vee...
Sempre tem a asfaltadeira do Rocha para ir tapando...
Meninos mimados e guerrilhas há em todo o lado, se...
O que se passa aqui e um reflexo de tudo o resto, ...
Tudo bem, mas por favor não misture com o que se p...
Parvoíce é o silêncio de que devia de andar indign...
Querer comparar o que se passa a nível autárquico,...
Pelo menos,já devia ter organizado uma festinha te...
... E assim é esta a forma cordial entre eles que ...
blogs SAPO