Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
23
Set 17

Não sei se foram encostados ou despedidos. Como no tempo do Pulido algumas pessoas também não sei se foi encostada ou despedida, exemplo a esposa dum antigo vereador da CDU. Não defendo nem a CDU nem o PS nestas matérias, o que defendo é que todas as pessoas devem encarar o seu emprego com rigor, e isenção. A política é para ser feita fora do trabalho. Se alguém andar a minar o trabalho um dos outros, deve evidentemente ser punido por isso. Se recebe um salário, é para retribuir com trabalho e dedicação. É assim que acontece nas empresas privadas, mas as pessoas ainda não se mentalizaram que o tempo de trabalhar para o estado, e ter o emprego garantido para a vida, já acabou há muito tempo. Não defendo partido nenhum, e nem sequer vou votar. Defendo só que os descontos que faço todos os meses, para outros receberem os seus salários deverão servir para aumentar a produtividade. ... Funcionários Públicos: os horários de trabalho são para cumprir com profissionalismo, não são para brincar em facebook e blogues, nem para andar a minar o trabalho de quem está no poder!

Anónimo a 22 de Setembro de 2017 às 19:55, AQUI.

publicado por Zé LG às 18:03
E os vereadores da CMB também podem comentar no facebook durante o horário de trabalho? Faz parte das suas funções? É para isso que têm isenção de horário?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 18:05
A economia expande-se para chamada realidade virtual. Muitos já perceberam que é uma tendência crescente. Por isso já muitas empresas têm sítio na internet ou página no facebook. Querem meter palas nos olhos de quem?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 18:27
Porque razão o autor desse comentário presume que os tais picos de frequência do blogue do Espinho são provenientes de funcionários públicos, extrapolando a sua generalização aos frequentadores de todos os blogues? Não sabe que muitos blogues são a extensão da atividade profissional (veja-se o caso dos professores)?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 18:12
Porque em muitas empresas o acesso a facebook está bloqueado. E porque nas empresas privadas se os prevaricadores foram apanhados muitas vezes a brincar, vão para a rua. Nao ha castigos, de ficar sem fazer nada e a receber salário.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 19:19
Há empresas em que não se pode sequer abrir o mail pessoal! Parece que gostariam de proibir também as chamadas telefónicas. Já agora, proibir idas à casa-de-banho.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:45
Esta é uma crítica bafienta. Ver televisão nos locais trabalho, ler jornais e revistas, ficar horas no paleio ou fumando com os colegas de trabalho, não deixa rasto... Afinal, tudo isso faz parte do trabalho, internet e blogues é que não?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 18:16
Sim internet faz parte do trabalho... mas para trabalhar, não para brincar.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 19:20
Então acha que as pessoas na internet só brincam?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:08
Falei em facebook e blogues
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:20
Há blogues para os mais variados temas, e o facebook também serve para coisas sérias. Você deve ser um bota-de-elástico que acha que são tudo joguinhos, brincadeira.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:39
E você deve ser algum funcionário público que leva os dias a coçar os tomates ou a rola, á espera que chegue a hora da saída para se pirar para casa.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 21:03
Ao contrário de você não tenho chatos.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 21:09
É habitual ver-se um certo funcionário da ULSBA de computador pessoal aberto, a ferver mails, durante as horas de serviço. Terá de ter um PIDE a espreitar por cima do ombro?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:59
O Lopes Guerreiro podia ter comentado o comentário que transformou em post com uma análise mais profunda. Então o salário paga o trabalho ou apenas parte dele? De onde nasce a mais-valia explorada?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:48
A dedicação de um trabalhador não se compra. É uma condição subjectiva que acontece quando o contratado entende ter interesse na empresa além do ressarcimento do seu trabalho nela. É o que se chama estar motivado, vestir a camisola. Depende acima de tudo da atitude dos empregadores e gestores para com os colaboradores.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:51
Que comentário tão estúpido. A realidade virtual é, passo o pleonasmo, uma realidade que faz parte das nossas vidas nos tempos que correm, as diferentes redes sociais são uma mais valia importantes, mesmo em termos de trabalho. A posição manifestada é de uma tacanhez que impressiona. Quer exemplos da importância real dos blogues, do FB e do twitter? Veja os órgãos de comunicação social e como todos os importantes alimentam, e se alimentam, de blogues, relembre-se da notícia mundial que foi a investida que matou Osama bin Laden, dada em primeira mão no twitter. Esta posição de velho do Restelo é patética e iletrada.
Ana Matos Pires a 23 de Setembro de 2017 às 21:20

Estupida es tu oh cabra
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 22:10
Estúpido e boca suja.
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 22:35
mééééeééé
Ana Matos Pires a 24 de Setembro de 2017 às 07:01
PS: Momento pedagógico número não sei quantinhos - achar uma opinião (ou algo) estúpida não é sinónimo de achar estúpido quem a profere. Não chamei estúpido a ninguém. De nada, mande sempre Anónimo das 22:10 de ontem.
Ana Matos Pires a 24 de Setembro de 2017 às 07:06
Os descontos que diz fazer todos os meses são PARA A SUA PENSÃO DE REFORMA! Não pagam salários nenhuns! Os salários dos funcionários públicos são pagos com o dinheiro proveniente dos IMPOSTOS. IVA, IRS, etc., etc.. Percebeu?
Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 23:33
"(...)o que defendo é que todas as pessoas devem encarar o seu emprego com rigor, e isenção. A política é para ser feita fora do trabalho. Se alguém andar a minar o trabalho um dos outros, deve evidentemente ser punido por isso. Se recebe um salário, é para retribuir com trabalho e dedicação."

Então que se dê oportunidade para isso mesmo. Há dezenas e dezenas de funcionários na autarquia e na EMAS encostados, sem trabalho (ou apenas em auto gestão), sem objectivos, sem chefia ou metas para cumprir. Não lhes é dado nada para fazer. Estupidificam as pessoas, substituindo-as por ajustes directos devido a "ausência de recursos próprios". E antes que digam "no tempo do JPV também era assim", julgo que o que faz de uns melhores do que outros, é precisamente não repetir a mesma asneira... ou será que os funcionários merecem este castigo?
Estamos a falar de pessoas em todos os edifícios da autarquia. Por isso é que alguns já se foram embora! É assim que se está "ao lado dos trabalhadores"? É assim que se defende os "valores de Abril"?
Demagogia pura! Só lhes interessa defender os seus próprios umbigos.
Anónimo a 25 de Setembro de 2017 às 14:43
Mas esse fenómeno não se verifica só na Câmara.É doença aguda reveladora de inteligência diminuída.
Anónimo a 25 de Setembro de 2017 às 15:59
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Oh,ainda agora a procissão vai no adro.
Pois claro!...no more comments.
Sim, felizmente há outros exemplos dignos de desta...
Sim, melhor pelos serviços de saúde prestados (ima...
Sim, é melhor irem fazendo alguma coisa.
Sempre se vai lutando e fazendo alguma coisa, cara...
Vamos vendo e assistindo .As vezes podem ,querem o...
Não sejamos injustos. Os profissionais que lá trab...
E aí de nós se precisamos de cair na Urgencia! Pod...
Então agora sigam o ditado...
Quem se dispunha foi afastado.
O pior ê que não se vê quem queira,começando pelo...
Mais vale quem quer do que quem pode.
E não tenha dúvidas que os braços caídos são mais ...
Só na cabeça de quem já desistiu!
blogs SAPO