Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
19
Ago 17

150500_364499860311480_1508364405_n.png

Acho que devemos fazer uma campanha eleitoral austera, sem folclores nem grandes despesas, privilegiando o contacto com as pessoas à exposição pública / visibilidade.

Acho que esse tipo de campanha será melhor compreendida e aceite pelas pessoas e, eventualmente, reconhecida pela comunicação social.

Acho que não nos devemos endividar / empenhar, mesmo que tenhamos a certeza de podermos vir a ser financiados.

Acho que não devemos gastar dinheiro em painéis, mupis e coisas do género.

Esta poderá ser também uma imagem de marca do Movimento, que nos distingue dos outros – privilegiamos o contacto directo com as pessoas, a política com conteúdo, o debate político à política espectáculo, sem conteúdo e embrutecedora.

 

Assim, proponho que se:

- prossiga, intensificando, a realização de reuniões temáticas e tribunas abertas (o ideal seria, pelo menos, uma por semana);

- promovam encontros com as populações, em espaços públicos ou fechados;

- façam portas-a-portas de forma a abranger o maior número de pessoas, em que se fale directamente com as pessoas; (que não sejam meras distribuição de documentos);

- elaborem diversos documentos*, atraentes e de simples leitura, que sejam distribuídos de porta-a-porta ou pelos correios;

- use de forma mais frequente, regular e preparada as redes sociais, quer na divulgação de informação, quer na animação de debates, usando os meios do Movimento e, também, os outros, de maior impacto;

- promovam espectáculos com artistas amigos, que ofereçam os seus cachés e tenham baixos custos de produção;

- promovam outras actividades culturais, desportivas ou recreativas. 

Proposta apresentada e aprovada pelo "Por Beja Com Todos", há quato anos.

publicado por Zé LG às 00:00
Isso é verdade? Vai haver candidatura?
Anónimo a 19 de Agosto de 2017 às 00:11
Atenção! Isto foi há quatro anos... mas como me parece actual e oportuna, resolvi (re)publicá-la. Compare-se com outras.
Zé LG a 19 de Agosto de 2017 às 00:57
Ok, não tinha percebido.
Anónimo a 19 de Agosto de 2017 às 01:17
Uma campanha sóbria, bem organizada, sem custos escandalosos, certamente, mas essa fobia contra os painéis e os mupis , não tem muita lógica, qualquer jantarada, ou cantor pimba para animar o pessoal , custa bem mais.

E os resultados do movimento, tão parcos, também deveriam merecer Reflecção, o povo não compreendeu as propostas ou ou o movimento não teve meios de militância nem capacidade econômica para se fazer ouvir?

O exemplo do Marcelo não serve, quem tem necessidade de gastar dinheiro ou fazer campanha, se tudo o que é televisão ou meio de comunicação social,lhe faz o frete.
Anónimo a 19 de Agosto de 2017 às 10:56
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Então o picado assume que usam a Emas para fazer r...
O vitor, se optasse pelo silêncio ganhava mais.
Estava tão bem que a dias das eleições ...
Então mas não estava tudo bem?
Por cá temos uma colecção de personagens que conse...
É a mesma pessoa! o eng.º José Velez ex-vereador d...
Excelente debate que já há bastante tempo se impun...
Por muitos ilustres que cite não apaga a força do ...
Expus os meus argumentos com a mesma honestidade q...
Para começar, ter preferências é um luxo que todos...
Já vi que tem preferência pelo consumo de azeite d...
O que o PCP pretende no desenvolvimento agricola d...
Não, não sou a favor desse tipo de culturas.O que ...
Caro anónimo, não sei se é adepto deste tipo de cu...
Não precisa do futuro para estar enganado, já o es...
blogs SAPO