Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
07
Set 16

A GUERRA COLONIAL, A CRÍTICA DA SOCIEDADE DO ESTADO NOVO, UM CORAÇÃO QUE SOFRE.

UM LIVRO ARREBATADOR.

PREFÁCIO DE FRANCISCO BELARD

 

O LIVRO

480645_492135774213958_2125339726_n.jpg

Em 1971, Portugal continuava a travar uma guerra inútil, que durava havia já uma década. Na Metrópole, a uma economia que acusava o esforço do conflito, juntava-se mais um atentado da Acção Revolucionária Armada, que destruía quase três dezenas de aviões e helicópteros da Força Aérea, em Tancos.

Do porto de Lisboa continuam a sair barcos carregados de militares. Num deles, o Niassa, com destino à Guiné, vai o narrador desta obra. E se o coração vai já apertado de saudades de Q., o seu amor, daquele território não chegavam notícias animadoras – o PAIGC estava já equipado com mísseis, fornecidos pela União Soviética, e a guerra não parecia ter um fim à vista.

Percorrendo os grandes temas de um país perdido na sua história (o salazarismo, a PIDE, o Tarrafal), os sentimentos mais genuínos (o amor, a solidariedade), mas também um quotidiano cruel, os medos e os fantasmas de uma geração, A Inscrição dos Dias – Cartas para Q. é uma obra intensa, uma descida aos infernos e, em simultâneo, um acto de libertação.

 

PEDRO MARTINS

Irremediável soixante-huitard (low profile), nasceu em Beja, em 1949. 

Estudou no Liceu da cidade natal e frequentou universidades (Bélgica, Portugal). Trabalhou na banca e no mundo dos livros.

Colaborou em inúmeras publicações, de que são exemplo os jornais Diário de Lisboa, Ponto, Notícias da Amadora, Diário do Alentejo, Notícias do Sul ou Voz do Povo (2ª Série) e na revista Alentejo.

Esteve dois anos (entre 1971 e 1973) na Guerra Colonial, na Guiné, experiência que está na génese deste livro.

Páginas: 96

Preço: 11 Euros

Editor: Edições Parsifal

ISBN: 978-989-8760-28-9

 

NAS LIVRARIAS A PARTIR DE AMANHÃ!

 

Publicada por Pedro Martins à(s) 00:06

publicado por Zé LG às 08:49
REALIZA-SE NO DIA 1º DE OUTUBRO DE 2016 A SEGUNDA EDIÇÃO DE LANÇAMENTO DE "A INSCRIÇÃO DOS DIAS- CARTAS PARA Q", DE PEDRO MARTINS.
O EVENTO TERA LUGR NA BIBLIOTECA MUNICIPAL JOSÉ SARAMAGO
O TEXTO A SUGUIR FOI EDITADO NO BLOG "A DITA E O BALDE", DO MESMO AUTOR.


O PREÁCIO QUE NUNCA ESCRVEREI

A lucidez de um jovem insurreto e "incivil" desde os seus velhos tempos do Liceu Nacional de BEJA trás, nesta obra doída, uma consciência aguda da guerra colonial assassina e não se poupa da exposição ao perigo que foram estes aerogramas que ora perfazem "CARTAS PARA Q".
Factualmente trata-se de uma obra contextualizada em tempos históricos pré liberdade politica onde não faltam os ingredientes agridoces da solidão, da morte anunciada, da camaradagem solidária, da critica antinazifascista, da ternura enraivecida, da impotência perante situações de carnificina atroz em nome de nada, quero dizer, da justa e por vezes tão malbaratada independência africana e do megalómano projecto "nacionalista" dos decrépito ditador de S. Bento e "primaveril" Caetano...
Um jacto de luz nas trevas da guerra, uma bandeira bordada com o ouro sagrado da juventude rebelde, a obra, escrita nos sertões sedentos africanos alumiados pelo estrépito das bombardas, não é revel mas presente, não é uma ficção inventada mas inventa-se em cada linha purificadora como um grito ecoante solto na e da literatura-testemunho histórica de Portugal libertado!
Em linguagem simples, intimista, directa, desataviada, rápida, nunca perde qualidades de literacia sequer embaciada fica a prosa pelo tom jocoso de uma ironia e riso cortantes que trespassam estas "CARTAS PARA Q"- é que a ironia e o riso são as formas mais elevadas de superior sabedoria que o ser humano utiliza para dizer...
"CARTAS PARA Q" é uma obra de cabeceira!!!
Anónimo a 26 de Setembro de 2016 às 20:04
DANIEL NOBBRE MENDES
Anónimo a 26 de Setembro de 2016 às 20:07
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O Oliveira foi sacudido ainda antes das eleicoes.
Só espero que tem dinheiro para receber não veja i...
O acolhimento politico e pessoal do executivo às i...
Como foi possível proceder a um aumento salarial c...
O vereador que não fazia parte do CA da EMAS é que...
P'ra parceiros até que não se dão mal!
O novo executivo tomou posse há um mês, depara-se ...
Isso foi já com a máquina do alcatrão ou essa foi ...
Então o picado assume que usam a Emas para fazer r...
O vitor, se optasse pelo silêncio ganhava mais.
Estava tão bem que a dias das eleições ...
Então mas não estava tudo bem?
Por cá temos uma colecção de personagens que conse...
É a mesma pessoa! o eng.º José Velez ex-vereador d...
Excelente debate que já há bastante tempo se impun...
blogs SAPO