Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
10
Mai 17

jose_pos_de_mina.jpgA candidatura, depois de um amplo e democrático processo de escolha, foi aprovada ontem, 8, por unanimidade, pela Comissão Concelhia de Moura do Partido Comunista Português.

Com o anúncio do cabeça de lista à Câmara Municipal de Moura, a CDU inicia a apresentação dos seus candidatos, tendo em vista as eleições autárquicas de 1 de Outubro próximo.

Com provas dadas na intervenção no Poder Local ao longo de décadas, com a justeza do seu projecto autárquico – norteado pelo lema “Trabalho, Honestidade, Competência” –, com a qualidade dos seus candidatos e com grande confiança no futuro, a CDU reúne todas as condições para novas vitórias, ao serviço do desenvolvimento do concelho de Moura e de um cada vez maior bem-estar das populações. 

publicado por Zé LG às 13:50
Rapou o bigode!
Anónimo a 10 de Maio de 2017 às 14:17
Nova imagem para um novo desafio.
Assim se vê a renovação no PC...
Depois de há quatro anos, num momento em que o poder autárquico no Alentejo lhe estava a fugir, o PCP ter apostado com êxito em "velhas glórias" como João Rocha (Beja), Pinto Sá (Évora), Vitor Proença (Alcácer) que foram obrigados a deixar as Câmaras de origem pro terem atingido o limite de mandatos, e também no "repescado" Figueira Mendes (Grândola), volta agora a usar a mesma fórmula, ainda que duma maneira ainda mais alargada.
Para além da manutenção de João Rocha, Pinto Sá, Vitor Proença e Figueira Mendes, o PCP, numa "profunda renovação de quadros" repesca das calendas antigas "velhos trunfos" como Pós de Mina (em Moura), José Filipe (Ourique), Teresa Ribeiro (Vendas Novas) e vamos a ver quantos mais e onde.
Enquanto partido altamente conservador e para quem o que apenas interessa é a vitória eleitoral (para fazer o quê não se sabe!) esta fórmula indicia, antes do mais, a falta de confiança que o PCP tem nos seus quadros mais jovens, que apenas servem para "compor o ramalhete"...
Fica uma sugestão: candidatem o vetusto e sempre celebrado Abílio Fernandes, agora que os dinossáurios contam, ao Redondo - onde possui uma casa. Pode ser que assim o PCP recupere a Câmara local onde deixou de ter qualquer tipo de representatividade desde que o movimento de independentes ganhou a autarquia, já lá vão uma série de eleições. Pode ser, se for convidado, que alinhe. E para as Câmaras em dificuldades há sempre históricos que talvez não se importassem de fazer uma perninha. Quem um dia teve o cheiro do poder (e das mordomias a ele associadas) é muito difícil largá-lo. Ó se é!
a a 10 de Maio de 2017 às 15:48
Alguém me sabe responder quem é aquele jovenzinho de nome Pita Ameixa que salvo erro é candidato em Ferreira do Alentejo?
Prá mim é tinto a 10 de Maio de 2017 às 21:32
Boa
Anónimo a 11 de Maio de 2017 às 00:03
No Redondo ?? Nem que candidatem o Jerónimo de Sousa. Levam outra goleada.
Anónimo a 16 de Maio de 2017 às 15:10
O comentário que acabo ler demonstra claramente desconhecimento do processo altamente democrático e de discussão com os seu militantes na escolha dos seus candidatos.
Sabemos qual a democracia existente nas outras forças políticas quando os nomes vêm impostos de cima em detrimento das escolhas dos organismos locais.
É só olhar para o panorama nacional e ver as polêmicas existentes com candidatos do ps e psd que não vão de encontro com as escolhas locais, a sua definição de conservadorismo é no mínimo dúbio.
Nós Por Todos a 10 de Maio de 2017 às 19:14
Se o PCP fizesse primárias entre os seus militantes para escolher o candidato à câmara havia de ser bonito.
Processo altamente democrático e de discussão? Ah Ah Ah.
Anónimo a 10 de Maio de 2017 às 19:49
Sim sim, tal como fez o PS. Tão tão democrático que ganhou o candidato que ninguém queria. Meus deus
Anónimo a 10 de Maio de 2017 às 20:56
Sim, no PS é que é democrático..atão não é! A começar logo quando o Secretário Geral determina que todos os Presidentes em exercício têm que se recandidatar!
Mula Ruça a 10 de Maio de 2017 às 21:35
Não seja ridículo, todos sabemos o que é a " democracia interna" do PCP. As decisões são da CP do CC , e os outros acatam. É o chamado centralismo " democrático"
Anónimo a 12 de Maio de 2017 às 12:01
Sim, pois claro, todos sabemos o que se passa dentro do PC. Especialmente os que lá não estão...
Anónimo a 17 de Maio de 2017 às 15:15
E os que lá estão será que sabem?
Os comunistas da Vidigueira sabem tudo sobre a trapalhada que lá se passa?
Saberão que o centralismo democrático diz que acima de todos está o Jerónimo e depois no Alentejo está a Luísa Araújo da Comissão Política e o Dias Coelho da Dra e no distrito de Beja está o Miguel Madeira da Dorbe e na Vidigueira está a controleira e que é por causa deste esquema de trabalho que vai haver uma lista independente e que se arriscam a perder as eleições?
Ou pensavam que era só nos outros partidos que estas coisas aconteciam?
Anónimo a 17 de Maio de 2017 às 15:23
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
De acordo. O Mercado Público está moribundo
Pelo menos nos ultimos 20 anos todas as candidatur...
Presidenta nova.
Isto é o lado perverso.
A tradição já não é o que foi...
Temos deputado.O PCP depois candidata-o à Câmara ...
E não será assim sempre? Os anteriores e anteriore...
“ISTO É O ALVITRANDO”
Pobreza e torpeza.
Aí que pobreza de comentarios!É o conhecimento bej...
O Coxo até vai começar a andar melhor quando se ap...
Esse velho agora comenta os post's dos outros no f...
A pouca vergonha que se passou na Cooperativa do P...
"Pode nascer um país do ventre de uma chaimite." (...
A chaimite era peça fundamental para o desenvolvim...
blogs SAPO