Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
31
Out 17

Capoulas-1060x594.jpg

Não é por ter sido o anterior governo a suspender a construção dos IP’s (ou autoestradas) 2 e 8 que este não a retoma e os mantém afunilados a 30 ou 40 kms de Beja.

Não é por ter sido construído o Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva que agora o Estado não investe mais no Baixo Alentejo. Alqueva foi construído onde foi porque é aqui que existem as condições para tal, tal como o Porto de Sines foi construído em Sines e não em Elvas… E, como sabemos, esses são projectos nacionais e não apenas locais ou regionais.

Não é por ir ser feita a ligação ferroviária de Sines ao Caia (e porque não mais a Sul?) que não se arranja a ligação de Casa Branca a Beja ou, pelo menos, se põem a circular comboios com um mínimo de condições.

publicado por Zé LG às 18:03
O ip2 foi construído.
Anónimo a 1 de Novembro de 2017 às 06:01
Um IP com rotundas e travessias por povoações?! Só perto de Beja...
Zé LG a 1 de Novembro de 2017 às 21:13
Esperemos é que o atual executivo camarário do PS não siga as pisadas do seu antecessor de JPV, e comece a ter uma atitude passiva e até de subserviência em relação a todos os membros do governo e do poder central que ignoram pura e simplesmente o Baixo Alentejo.
Anónimo a 1 de Novembro de 2017 às 07:55
A IP2, deixa de ser IP no cruzamento de Selmes e volta a ser depois do quartel. So mesmo em Beja né...
Bagaço a 2 de Novembro de 2017 às 14:36
O cúmulo da hipocrisia política é ler o que Jorge Pulido Valente escreve na sua página do Facebook.
"O caso da electrificação da linha ferroviária Casa Branca/Beja é, talvez, o mais gritante, quer porque foi deixado para trás, inexplicavelmente."
Como se não tivesse ele sido um aliado na Refer e da CP quando deixaram Beja para trás e nos mandaram umas automotoras em vez do comboio directo. Como se não tivesse ele defendido o transbordo em Casa Branca e dito que íamos até ficar melhor com 5 ligações por dia a Lisboa.
Já lá vão 6 anos mas os bejenses não se esquecem desta traição política do seu presidente da câmara da altura que só se juntou aos protestos quando viu a força dos cidadãos e do movimento que os representava.
Quer um conselho doutor Jorge? Fique por aí em Évora que aí é que está bem, com autoestrada e comboios eléctricos. E a Embraer que os seus amigos aí instalaram.
anónimo a 2 de Novembro de 2017 às 16:00
A coberto do anonimato cobarde fazem-se afirmações falsas. Ter conseguido, no imediato, mais horários de comboios de Beja para Lisboa e vice versa, mesmo com transbordo em Casa Branca, inevitável temporariamente, não me fez abdicar, na altura como agora, de manter a reinvindicacao da electrificação da linha Casa Branca/ Beja, no médio prazo, de que resultou a elaboração do projecto e a promessa nunca cumprida pelos sucessivos governos de concretização do investimento.
Jorge Pulido a 2 de Novembro de 2017 às 21:14
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Mandou fazer o tubinho e comprou caixas de Rennie!...
A morte de uma cidade! Só não vê quem não quer!
Já tem um tubo e uma máquina de alcatrão não chega...
os tubinhos foi onde os outros gastaram o dinheiro...
Que boa noticia para os colaboradores da EMAS. Já ...
Já se começa a notar a mão do Eng.º Rui Marreiros....
Em Beja já aconteceu e ê só descer degraus.Nao vee...
Sempre tem a asfaltadeira do Rocha para ir tapando...
Meninos mimados e guerrilhas há em todo o lado, se...
O que se passa aqui e um reflexo de tudo o resto, ...
Tudo bem, mas por favor não misture com o que se p...
Parvoíce é o silêncio de que devia de andar indign...
Querer comparar o que se passa a nível autárquico,...
Pelo menos,já devia ter organizado uma festinha te...
... E assim é esta a forma cordial entre eles que ...
blogs SAPO