Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
07
Jun 16

150420151722-501-BARRAGEMDOALQUEVA.jpg

A Barragem do Roxo, na próxima 5ªfeira, vai receber o primeiro transvase de água da Albufeira de Alqueva. 

Um momento histórico que vai contar com as presenças de Phil Hogan, Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural e, Capoulas Santos, ministro da Agricultura.
António Parreira, presidente da Associação de Beneficiários do Roxo, destaca o facto de, em ano de seca, ter sido possível, graças à água de Alqueva, fazer culturas de regadio, é a primeira vez que tal acontece desde que a associação foi criada. 

 

Esperamos que, com esta ligação, que há muito devia ter sido feita, terminem os problemas (de quantidade e qualidade) de abastecimento de água às populações de Beja e Aljustrel, que ainda há meses se verificaram.

publicado por Zé LG às 08:48
É mesmo caso para dizer: até que enfim.
http://notasaesquerda.blogspot.pt/2015/08/a-agua-do-nosso-descontentamento.html
José Filipe Murteira a 7 de Junho de 2016 às 09:52
Suponho que será feito o transvase da água estritamente necessária, de acordo com as solicitações dos regantes, ao preço acordado com a EDIA. Mais do que isso seria economicamente um desperdício.
Ou seja, no final da campanha de rega devemos ter a barragem tal como a temos hoje, ou ainda mais baixa (cota 128,30, cerca de 27%). No Inverno logo se vê, embora em média a barragem aumente a disponibilidade em cerca de 15 a 20% da capacidade total (96 hm3).
Situações semelhantes devem ocorrer nas barragens do circuito Alvito - Roxo, ou seja a afluência a estas será "compensada" pela chegada ao Roxo ( e a outras eventuais solicitações).
Osvaldo Lucas a 7 de Junho de 2016 às 15:23
Mas esta será ou é a solução para o problema do cheiro a mofo da água em Beja e Aljustrel?
Anónimo a 7 de Junho de 2016 às 17:29
Há pessoas que para cada solução inventam sempre um problema.
Anónimo a 7 de Junho de 2016 às 17:43
Tem toda a razão, quando não é da água é do canal, é por isso que nós temos o atraso que temos.
anomimo a 7 de Junho de 2016 às 21:20
Grande momento para o Baixo-Alentejo, sim senhor! Histórico concordo.
Não sei se resolverá plenamente a questão da qualidade da água mas deverá resolver, em verões mais secos e agrestes - e que são infelizmente muitos na nossa região -, pelo menos o problema da quantidade de água. Ainda me recordo, em tempos não tão longínquos assim, dos frequentes cortes de água na cidade em anos de seca.
Ainda que com 30 anos de atraso uma magnífica noticia que deve deixar os bejenses felizes!
Anónimo a 8 de Junho de 2016 às 23:17
eheheheheheh tanta fartura. Resta saber se haverá 17 mil pessoas dispostas a mudar-se para o alentejo ahahahahahaha
Atento a 10 de Junho de 2016 às 15:12
Se não se criarem condições é que não vão de certeza, se se criarem as probabilidades de alguém ir aumentam.
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
chega-lhes roupa, não sejes cagarolas
Esta Câmara de CABELEIREIRAS, ESTETICISTAS, PROFES...
Os "outros" prometeram, "estes" vão fazer... Esper...
A estratégia é disparar em todas as direcções! An...
Deserto de ideias e iniciativas já é.
Mais que o centro do sul esta camara de cabeleirei...
Nã leio o dalentejô. Só veijo a capa! falari, fala...
atã nã fali do que nã sabi
nã sabe leri?
E a ETAR de Vales Mortos? E as não obras na escola...
Relamente... como foram muito audaciosos!!! Só a g...
Então mas afinal quem é que fala verdade?http://ww...
A montra de uma conhecida loja no centro de Beja a...
blogs SAPO