Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
24
Jun 15

Ora aí está.... e a endoscopia que já fechou, o conselho de administração não garante a abertura?!
É já fato consumado.
Anónimo a 23 de Junho de 2015 às 12:51

 

Essa não sabia eu, ou melhor sabia que ia fechar mas não para já.
Há que chamar a comunicação social, o que estas pessoas estão a fazer ao hospital não é humano, o povo de Beja tem que se unir e fora com eles.
Anónimo a 23 de Junho de 2015 às 12:57

 

O caso da Unidade de Endoscopia é especialmente grave, justificando-se a grande preocupação aqui expressa. A redução da sua operacionalidade põe em causa o diagnóstico e tratamento de situações clínicas sérias que impõe medidas atempadas. Aguarda-se o maior empenho dos responsáveis para resolver o problema.
Munhoz Frade a 23 de Junho de 2015 às 14:37

 

Comentários deixados aqui.

publicado por Zé LG às 08:54
Meu caro LG: sejamos rigorosos. Eu não falei em encerramento, mas sim em redução da operacionalidade. No entanto, quando uma redução é significativa, essa parte que falha pode comprometer o todo. O que está em causa é a continuidade de execução de certas técnicas endoscópicas, visto não haver interesse dos seus executantes em renovar a sua contratação nos mesmos moldes que antes aceitaram. Quando dependemos da celebração de contratos individuais, seria preferível acautelarmos os custos da interioridade, compensando-os. Como isso não é habitualmente considerado, em contexto do mercado de contratação de recursos humanos mais específicos, não temos condições atrativas. Supomos que outro tipo de incentivos poderia ser desbloqueado nas instâncias superiores, caso essas instâncias da administração central se pautassem pelo princípio de que os baixo-alentejanos não são "cidadãos de segunda". Recorde-se uma vez mais que para um governo que preze cumprir o preceito constitucional que garante o acesso universal aos cuidados de saúde, esse seria um ponto de honra.
Munhoz Frade a 24 de Junho de 2015 às 13:33
Agora a administração quer fechar a boca ao povo e engana-os assim: o que antes estava aberto de segunda a sexta feira agora encerra toda a semana e abre unicamente ao sábado...tamanha ignorância e burrice, mas esperar mais o quê????!
Venha outra administrção.
Anónimo a 19 de Julho de 2015 às 21:06
A Administração do Hospital ( SILVEIRA /GASPAR/DURO) independentemente do PARTIDO deles ganhar novamente as eleições têm que ser corridos pois são de uma incapacidade doentia.
anonimo a 19 de Julho de 2015 às 21:26
Alguem comenta a demissão de um administrador da area dos recursos humanos no hjjf? Parece que as falcatruas e ingerencias sucessivas e os compadrios que se verificam diariamente estiveram na origem!
Anónimo a 19 de Julho de 2015 às 23:04
Quem foi esse que se demitiu?essa sou a mentira.
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 14:54
O que se comenta não são demissões .A psiquiatria já pode ter horários de 4 dias da semana porque as salas não chegam para todos com horários todos os dias.
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 15:10
Demissões? parecem lapas incrustadas às rochas.Estão lá tão bem! Isto até nem apoquenta muito.
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 17:00
não se façam de parvos, que de parvos vos nada tendes!
administrador não é a mesma coisa que membro do C.A. seus pacóvios, e corre que o administrador/a dos recursos humanos se terá demitido face às falcatruas que se verificam quase diariamente nas admissões de enfermeiros e auxiliares... garantidamente há por aqui quem saiba...
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 22:09
O administrador Carlos Gomes não se demitiu.Quanto muito pediu para sair, o que não foi o caso.
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 22:49
não foi um administrador, foi uma adm inistradora
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 23:11
la vem a conversa dos pss, mas quais falcatruas, antes foi porque não houve entrevistas, nem listas...agora é porque? agora houve entrevistas feitas pelo enf diretor e pelos adjuntos ao que se sabe
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 23:24
Entrevistas e classificações feitas pelo Sr. Enf. Director e pelo Administrador que pediu a demissão.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 12:01
afinal é administrador, administradora, enf dir, adjuntos, afinal quem fez as entrevistas e meteu as cunhas todas do C.A.?
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:32
Mais uma falcatrua, do senhor enfermeiro Director, desta vez contratou assistentes operacionais colocou-os nos serviços e a Drº Maria Gião nem foi vista no assunto, pois o senhor arranjou os seus amigos mais esposas de enfermeiros e colocou em bons serviços...tome vergonha e seja um homem sério, senhor director.
Mais uma vez aqui vemos que somos um país de corruptos.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:42
somos é um hospital (e pais) de cornos mansos! As reiteradas fraudes, num sistema democrático já teriam feito cair meia dúzia de C.A., mas não há quem ponha termo a isto?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:48
Então o hospital não tem um Departamento de Recursos Humanos para trabalhar ao nível do recrutamento de pessoal?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 23:00
mas desde quando com esta administração os recursos humanos fazem isso? isso tá demodé, agora tratam da papelada e qualquer dia nem isso
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 23:16
Não há ninguém que faça cair as lapas que só querem sobreviver a todo o custo.Vale já tudo naquele hospital e com aquele CÁ.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 23:05
Ouvi dizer que essa Administradora dos AOs também se demitiu.Deve ter sido também por isso.Este enfermeiro director também vai ficar bem no foto deste CA.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:55
é verdade sim, já se ouve que é a continuação das contratações anteriores, o problema está em que eles não os instruem para não falar, e as pessoas, de tão" inocentes que aparentam ser" e numa tentativa de quem sabe, marcar presença, falam de mais...e falam de como entraram... e de quem os fez entrar
Este processo está a ser tão ou mais escandaloso que o dos enfermeiros, onde está o IGAS?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 23:01
você parece saber bem pouco, para não dizer que não sabe nada, o que seria o equivalentre a chamar-lhe ignorante
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 23:21
A Administradora que pediu ao CA para ser substituída ,isto já há uns bons longos meses,nada tem a ver com a gestão dos recursos humanos ,mas sim com o Departamento de Logística.
Mas pelos vistos não foi bem sucedida no seu prefiro.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:53
Nan, nan, como diria a dona da "taberna da Ana", isso é outra história muitas vezes a qui aflorada... mas nunca aqui "contada";
há outro quadro que se parece ter fartado das "vigarices" constantes...
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 23:06
Esta é uma casa sem liderança por isso todos se fartam.Depois com a desorganização não há quadro que resista a tanto amadorismo e interesses individuais,cada vez mais manifestos.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 23:15
A Administradora do Serviço de Aprovisionamento e Logística é a Dra. Mariana Raposo .Mas ela quer sair e não há ninguém para a substituir com tantos administradores que por lá andam?
Ainda não ouvi dizer nada disso,o que se terá passado?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 23:11
não sáia do tema, isso tem pouco interesse pra população, é um + problema dela
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 23:19
Não me diga que o interesse da população é a carripana da berloquista?
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 00:13
O que percebe o anónimo disso? problema dela é que não é.Problema da organização sim!
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 16:19
Se não sabe porque é que afirma? Ora pergunte lá que quiser sobre "a psiquiatria" que eu informo-o(a), não "emprenhe" pelos ouvidos e, muito pior ainda, não papagueie aldrabices.
Esses horários de 4 dias na semana são já praticados pelos psicólogos.Nunca eles estiveram tão bem! É assim que se defende o seu povo.A Dra. do Berloque é a maior!Aprendam,Srs. Drs.que ela bem lhe dá lições
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 16:23
Sim, quando for para lá o PS tudo será diferente.
Onde não há dinheiro nem recursos humanos. Como num passe de magia, aparecerá sem se saber bem de onde.
E se fossem enganar antes as criancinhas.
Anónimo a 19 de Julho de 2015 às 22:20
não será dificil fazer melhor, o Conde e o seu séquito baixaram o nivel a valores nunca até aqui vistos
Anónimo a 20 de Julho de 2015 às 22:16
Podem ter a certeza que é muito fácil ao próximo CA fazer melhor mesmo ,muito melhor....e com menos desperdícios,para não falar já das trafulhices com o pessoal e outras mais. É que este é do piorzinho que por cá passou.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 00:17
Caro Zé LG

Cá venho eu outra vez usar o seu espaço para informar, esclarecer e fazer pedagogia. Desculpe mas parece-me importante quando a desinformação, a má fé e a cobardia aqui vêm também. Desta vez é sobre horários das psiquiatras.

Para se poder assegurar disponibilidade 24h sete dias na semana com cinco - sublinho, cinco - psiquiatras, de modo a que os doentes internados não fiquem sem cobertura permanente de um médico psiquiatra e que haja urgência externa psiquiátrica diariamente, incluindo ao fim de semana e durante o período nocturno (aqui em regime de prevenção, de acordo com o qual 12h de prevenção são contabilizadas como seis em termos de horário), e isto sem mais encargos para o SNS com horas extraordinárias, houve necessidade de organizar os horários das psiquiatras o mais racionalmente possível. Vou esclarecer.

1. Somos cinco psiquiatras, quatro com um Contrato Individual de Trabalho (CIT) de 40h/semana e uma com um contrato de Prestação de Serviços de 35h/semana.

2. Por uma acordo com o Hospital Júlio de Matos, uma das quatro que está em CIT trabalha 30h/semana na ULSBA e 10h/semana no HJM.

3. As três que estão 40h/semana na ULSBA, onde me incluo, asseguram ainda, dentro do seu horário mensal, dois fds/mês: eu um fim de semana/mês completo - 21h de sexta a 21h de domingos - e as outras duas colegas, Drª Maria Gómez e Drª Yara Martins, meio fds/mês - uma das 21h de sexta às 21h de sábado e outras das 21h de sábado às 21h de domingo - para que possa haver urgência interna e externa também nesses períodos e sem acréscimo nos custos com pessoal. Foi uma decisão discutida por TODAS nós e aceite por TODAS nós.

4. Os outros dois fds mês, entre as 21h de sesta e as 21h de domingo, são assegurados por dois colegas com quem a ULSBA fez um contrato de Prestação de Serviços de 30h/mês para cada um.

Percebem agora que os quatro dias de trabalho nada têm que ver com falta de espaço? Nenhuma de nós tem uma sala própria para fazer consulta, dividimos, e bem, o espaço de consulta entre nós e com a equipa comunitária a que pertencemos.

Mais esclarecimentos é só pedirem, não inventem. Agradecida.
Ana Matos Pires a 21 de Julho de 2015 às 10:15
Faltou-me referir que, para se conseguir assegurar o que acima referi, um dia na semana cada uma de nós as cinco trabalha 17 ou 18h. Como dizia o outro, é fazer as contas.
*sexta e não sesta no primeiro comentário
Que disparate, os horários dos médicos e escalas aqui no blog.Acho que não está correcto e nem percebo porque aparece aqui tal justificação. Já agora para todos os médicos e não médicos, encontrar-se-ia cada" coisa"!
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 14:50
ehehehehheheheheheh acho fantástico que seja um "disparate" prestar esclarecimentos públicos sobre serviço público
Olhe, Caro(a) anónimo(a), acabou por se auto-esclarecer responder: desta forma nem vexa, nem ninguém, poderá insinuar que irá encontrar "cada "coisa"" nos horários gerais das psiquiatras, estão aqui.
Aproveito para através desta conversa consigo fazer um aviso à navegação blogosférica do Alvitrando: sempre que der por aldrabices ou insinuações por aqui tentarei repor a verdade dos factos.

Se alguém quiser esclarecimentos também basta pedir, se não me passarem ao lado (não garanto que dê por todas), todas - mas todas - as questões das quais me aperceber e que digam respeito a mim ou ao SPsiquiatria serão respondidas.
puxa que a Berloqueira é convencida!
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 23:47
eheheheh gosto deste de nível de "argumentação"
E se "nem percebe porque aparece aqui" isto sugiro-lhe que leia esta cx de comentários desde o seu início, logo compreenderá.
Não está correcto que informação interna de um Serviço,no caso concreto,horários de profissionais desse serviço, sejam objecto de publicação em blog, mesmo que para defesa da sua Directora de Serviço quando entende e ou interpreta um comentário como ataque a si própria ou ao seu serviço. Não se trata de transparência,mas de documentos internos que são da responsabilidade do órgão de gestão que os autoriza,nem sequer da sua Directora que simplesmente os propõe podendo ou não ser autorizados.
Há documentos que na mais transparente das organizações , são internos e por isso só à organização ou seus superiores ou inspectores respeitam.Ha outros documentos que em prol da transparência,da ética pública,do controle público/dinheiros públicos devem ser do conhecimento dos públicos interno e externo,para que ,conhecedores dessa informação ,possam formar opinião ,debatê-la publicamente e actuarem em prol do interesse público como e com a metodologia que acharem mais conveniente.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 19:20
Não podia estar mais enganado(a).

1. Não há nenhum documento interno aqui.
2. A documentação interna relativa a este assunto, proposta e assinada por todas nós e aceite pelos orgãos de gestão competentes, está no seu devido local. Mas sempre lhe digo que pode ser pedida à instituição e tornada pública, num blogue ou onde cada uma de nós entender, desde que seja por nós permitido.
3. os horários de urgência são públicos estando, e bem, escarrapachados nas paredes.
4. As minhas colegas permitem-me o uso público desta informação.

Chama-se, de facto, transparência e servirá sempre para calar "bocarras" torpes. Sugiro, portanto, que quaisquer insinuações que decidam trazer para aqui, ou para qualquer local de que tenha conhecimento, tragam adjacentes o comprovativo, caso contrário serão tratadas como entender(mos) por bem, assumindo todas as consequências legais e outras que daí advenham. Sempre assim estive na vida e vou continuar.
A Dra. Directora de serviço está completamente enganada ,em termos de conceitos.Nao estão aqui os documentos assinados por quem tem competência para o fazer,mas está a informação que a eles respeita.
No entanto ,nada mais acrescento porque não pretendo discutir esta matéria aqui.Este é o meu entendimento e fica o reparo.Cada um tem a "sua"ética e manifesta-a , melhor representa-a, em cada momento da sua vida. Como dizia,não há muito tempo,um grande "MESTRE"que ouvi com atenção:"0 único tipo que conheço bem sou eu.Etica é aquilo que devo fazer agora,a coisa certa,no momento certo.Ética aprende-se com os exemplos,ao longo da vida ,o que faço aqui e agora".
E esta é a minha forma de vida,se outros factores não quiserem considerar.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 20:30
Ai não estou, não, nada do que aqui está é informação confidencial, está em segredo de justiça ou quebra o dever ético-deontológico a que o sigilo me obriga.

Qto à definição de Ética do seu Mestre, não podia discordar mais. A Ética existe porque vivemos uns com uns outros e não diz respeito a cada um de nós, muito menos ao momento. A Ética, ao contrário da moral, não é feita por um pequeno grupo e imposto a outros, se eu vivesse numa ilha sozinha não precisava da Ética par nada. É exactamente por princípios éticos que defendo a transparência da coisa pública, seja ela o que for, são eles que me fazem defender uma equipa que respeito e que não deixarei alguém vilipendiar ficando calada - tirem o cavalinho da chuva, não cedo neste ponto.
Ps: não é a "defesa da Directora de Serviço" que está em causa, é a defesa de um serviço.
Na verdade, em Beja não estávamos habituados a que Diretores de Serviço viessem à praça pública defender a sua dama. A tradição é ficarem caladinhos, a fingir que não se passa nada. Bem haja pela pedrada no charco.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:21
Um Serviço é a sua gente e eu faço parte de um Serviço de gente de extraordinária. A "dama", como lhe chama, será defendida sempre que for injustamente denegrida, comigo à frente pela obrigação que a responsabilidade me dá.
mas voce tem obriogações decorrentes da responsabilidade ou dos interesses subjacentes?
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 23:49
Explique lá direitinho o que são esses tais de "interesses subjacentes" a que se refere. Que "interesses" e "subjacentes" a quê? Aguardo.
Pois é. Em relação ao tema candente, o responsável do Serviço de Endoscopia ainda nada disse ao público.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:29
Mas esse Serviço tem responsável? Precisa sim de um Director como a Dra. do Berloque.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:47
podia ser um departamento de endoscospia psiquiatrica
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 23:08
Mas a encoscorai tem um Director e parece que já são feitas ao Sábado.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:10
Corrijo a palavra endoscopia.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:11
Sim as encoscopias são feitas aos sábados o resto da semana o pessoal que lá trabalha aproveita para descansar do sábado, pois estão lá mas não há trabalho, e depois dizem que há falta de pessoal, vão lá buscar a mão de obra, que está a ser paga para não fazer nada.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:30
Chama-.se a isso boa gestao de recursos humanos e eliminação de desperdícios.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:42
já passou do "coisinho" Às ameaças..., o habitual dos berloquistas...
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:19
ehehehehehehe florzinha de estufa
flozinha não ! Margarida (não Silveira)
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:35
Essa qualificação da florzinha também está bem metida!
Há para aqui um humor que não é para qualquer um! Tenha cuidado Sra. Directora ,os pintainhos já estão crescidos e não precisam de uma asa tão grande!
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:45
Vexa estará, por acaso, a chamar-me galinha?
se é galinha ou não não sei, mas que carcareja que se farta...
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 23:03
E pronto, gaja que não amocha cacareja, tão previsível que dói.
não é bem assim, gaja que é gaja, amocha
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:51
Ps: só por curiosidade, onde está a ameaça?
oh pázinho , comprem uma carripana à Drª ::)):
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:26
eheheheheh teve graça (mas olhe que a carripana não me cala nem me entorpece os dedos, vou continuar a berrar e a teclar no pós carripana)
se lhe comprar-mos a carripana a Drª cala-se? è que isto a continuar assim, melhor será criar um blog alternativo... e desde já proponho um nome "A casinha da Ana"
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:37
Boa! a casinha da Ana!
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:39
É uma proposta quiduxa
e porque não "A capoeira da Ana"?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:37
óóó já disse que não. Mas faço-lhe uma proposta de negócio, falo só uma vez por dia tudo por junto, adjudicada a carripana?

(vá lá, julguei que a proposta seria "A tasca da Ana")
nem ca gente arroube a carripana, vale o esforço! E o risco!
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 23:11
yeeeeeeeees tcim tchim
Boa ideia a de criar um novo blog só para a ULSBA,já que a matéria é tanta que o Alvitrando contribuiu para ser mais "translúcida".Mas nada de blog alternativos nem "casinhas" de alguém.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 17:38
Um novo blog específico não parece boa ideia. O Alvitrando tem uma frequência interessante e interessada.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 18:54
Pelo andar da carroça o Alvitrando e o LG,"com uma frequéncia interessante e interessada",vão ter muito trabalho só com a ULSBA,ou melhor com o hospital.Vamos esperar para ver e blogar.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 19:43
Um novo blog só se for o Munhoz Frade.Nao vai cair nessa porque já lhe fecharam um! ele agora tem mais com que se entreter,não conseguiu ser deputado...
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 19:51
O Alvitrando não corre o risco de ser encerrado por administrações manhosas...
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:01
Mas que adjectivo tão fracote!Este anónimo podia ser mais convincente, assim como a Dra.do berloque.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:23
Isto não vai com adjectivações. De resto, essa categoria já tem outra designação gramatical. Isto só irá com rigor, consistência e visão estratégica. Só assim se pode ter esperança de que o Hospital tenha um futuro, e confiança em alguém capaz para liderar o caminho.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:45
Exatamente. É fundamental definir uma visão estratégica, para que haja um futuro para o Hospital de Beja.
Munhoz Frade a 22 de Julho de 2015 às 20:55
Francamente , Sr. Dr. Frade, quem é que acha que pode ter essa visão estratégica ,nos tempos que correm?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 21:41
A estratégia tem de ser construida num contexto de alguma imponderabilidade. Uma quadratura do círculo. Em todas as épocas surgiu um ovo de Colombo. Quem não acredita nessa possibilidade, não está aberto à inovação. Toda a aposta implica um risco. Quem não arrisca, come comida requentada toda a vida.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 21:46
Não me diga que essa quadratura do círculo é uma caldeirada de PS e PSD,aproveitando alguns que lá estão.
Já por lá ouvi esses zum-zuns das portas de Mértola!E há quem se esteja já a preparar para isso!
Enganem-se quem assim pensa porque há já compromissos assumidos com pessoas que não tém essa visão.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:36
Não queremos mais comida requentada para a ULSBA. Que venha a tal quadratura do circulo mas numa
perspectiva do conhecimento e da técnica. Às vezes, sabe-se lá , pode ser coisa, senão boa , pelo menos melhor do que o que está!
Atrevo-me ,com ou sem ponderabilidade.
A propósito: será que o PS local não assumiu já algum compromisso, relativamente à gestão da saúde para o Portugal dos pequeninos?
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 15:53
Diz-se nos zum-zuns que sim. Alguém com experiência profissional na casa.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 16:14
E é esse alguém que pode fazer a quadratura do círculo? Médico? Esperemos que não seja outra PCA e outra Duro..
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 17:16
Não será...
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 22:49
Isso é quase como acreditar em "Deus".é só para alguns. Muito poucos!Bem ,mas haja ainda quem tem essa fé! A maioria está descrente.Nesse caso , o anónimo é dos crentes!
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:56
A descrença resulta do pensamento único imposto e da desilusão das práticas... Houvesse coragem para aceitar que quem pensa diferente possa experimentar um novo caminho...
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:59
É quase como acreditar num Deus maior, que por encanto chega à ULSBA e desata a fazer milagres com a gestão.
Não há mesmo pachorra para esta malta socialista.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 17:54
E para a malta oportunista que a todo o canto espreita e só quer é um poleiro para nada fazer?Poder,poder...para as cunhas meter, ser importante ,nada saber e menos ainda fazer,.Haja pachorra para assistir ...
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 18:54
A gestão meu caro anónimo,especialmente a da coisa pública e na saúde ,não é feita de milagres.Nao há milagres,há saberes,há trabalho competente e muito respeito para com os dinheiros públicos,que são de todos.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 19:14
Apoiado, anónimo das 19:14.
Munhoz Frade a 23 de Julho de 2015 às 19:28
Anda,anda, ainda vão ter surpresas e não precisamos de milagres.Forca ,não é preciso muito para fazer melhor que o Rei e a Rainha.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 19:48
Ainda o Rei manda fechar o blog alvitrando e tem uma coisinha má.Esse CA pensa que é eterno e só vê "ismos"
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 19:59
Qual Rei? O Duarte Pio ou o das Bifanas?
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 21:37
O Conde promovido a Rei.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 21:42
A seu devido tempo, a solução virá.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 22:32
Ele tem relutância em aceitar, mas mais cedo ou mais tarde terá de ser PCA, simplesmente porque é o melhor.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 23:20
Havia gente que preferia que o Dr. não fizesse "sombra" no Hospital. Ter-se-ão convencido que têm de "tirar o cavalinho da chuva"?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:06
Em deputado não fazia "sombra "cá dentro, se o PS conseguisse eleger o tal segundo , pensam muitos. Cá para mim e muitos outros a tal "sombra"faz ele agora..Sabe-se lá qual é a estratégia? Isto em política,nem tudo o que parece é!Talvez tenham muitas surpresas,assim o PS ganhe as eleições! Mas , pelo que acabou de dizer o Sr. Presidente Cavaco Silva tem que se agregar porque ele não dá posse a governos de minoria.Imagine-se o que aí vem...
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 21:15
O Hospital foi dominado por um sistema de padrinhos. Quem se atrevia a ser independente, era ostracizado, com a falsa desculpa de ter "anticorpos". Esse sistema acabou. É tempo de serem os mais capazes a protagonizar a mudança!
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 21:26
Abaixo o muito dos"anti-corpos".
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 17:18
Graças a este blogue, a ULSBA tem-se tornado o serviço público mais translúcido.
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 13:13
Pela parte que me toca agradeço ao Zé LG permitir-me usar este espaço como veículo de informação e de reposição da verdade - tantas e tão repetidas vezes adulterada no que ao Serviço de Psiquiatria diz respeito.
Translúcido? Um pouquinho melhor que opaco!
mas deve ser transparente!!!
Anónimo a 21 de Julho de 2015 às 22:30
Garganêro(a).

(diz que não, que deve ser completamente opaco e negro)
Este blog tem o papel corrosivo que os "Zum-zuns das Portas de Mértola" tiveram!...
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 20:15
Se me lembro bem desses "Zum-zuns".Abriamos o jornal só para os ler. Viva o alvitrando!
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 21:18
É espantoso! A Administração da ULSBA tolera este diálogo direto, entre uma Direção de Serviço e o "exterior"? Já dispensa que seja o órgão máximo da instituição a responder oficialmente a questões colocadas nos media? A ser seguido o "exemplo", estariam todos os responsáveis em roda livre, sem que a instituição fale a uma só voz. Esta Diretora é isenta de cumprir regras organizacionais?
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 16:49
Se tolera, é por omissão, ou alheamento. Facetas de incompetência.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 17:12
De facto a imagem da instituição,transmitida pelo órgão que a dirige,sobretudo na pessoa da sua Presidente que a representa, é péssima.Direi até que é mau demais,revelando já uma ausência total de liderança da casa.
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 17:34
Chamem a Dra. Do Berloque e ofereçam-lhe a carripanazinha!
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 19:47
Isso é que era!
enquanto eles se entretêm com a Berloquista a gente vái fazendo a nossa vidinha né minha PCA?
É sim meu Rei, deixa-los falar queles calaram-se-ão!
Anónimo a 22 de Julho de 2015 às 22:42
eheheheheheh "a Administração (...) tolera" é todo um programa politico. Coisa tão estranha 41 anos depois de abril de 1974. Quais foram as "as regras organizacionais" que não cumpri? Para além de tudo faço notar que vexa pode sempre, de modo não anónimo, avançar para denuncia judicial se achar que existe matéria de incumprimento legal.
Sempre que o Serviço de Psiquiatria for posto em causa sem razão terá a minha tomada de posição, assim eu tenha conhecimento. Como dizia o outro, habitue-se.
Mas então não deve ser a Diretora Clínica da ULSBA a falar?
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 15:38
Essa não tem pedalada...
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 16:15
Nem para isso nem para outra funções que devia desempenhar .
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 16:24
na verdade é uma pedrinha com olhos..
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 23:54
E não é única.O que não faltam é pedrinhas com olhos pela ULSBA.
Anónimo a 24 de Julho de 2015 às 18:59
E calhaus sem olhos.
Anónimo a 24 de Julho de 2015 às 19:32
Grau ZERO da gestão hospitalar.
Anónimo a 24 de Julho de 2015 às 23:18
Porquê? Onde está a determinação institucional de que deve ser a direcção clínica de uma qualquer instituição a responder a "bocarras" blogosféricas?
Não é necessário estar regulamentado. Seria natural que a DC se assumisse como a voz da instituição perante os utentes, em todos os assuntos que dissessem respeito à prestação de cuidados.
Anónimo a 24 de Julho de 2015 às 09:14
Mal seria se a função de uma direcção clínica fosse essa e mal seria se quem trabalha na instituição não pudesse, dentro das regras legais e democráticas, dizer o que entender em público.
É claro que não se reduz a ser porta-voz oficial. É muito mais do que isso. Não pode é estar ausente. Para a formação da opinião pública, não chega uma versão.
Anónimo a 25 de Julho de 2015 às 12:15
Ora então já virámos o disco, já estamos nas "versões". Chama-se deslocar.
Pegue lá mais uma tomada de posição http://jugular.blogs.sapo.pt/contributo-para-uma-discussao-sobre-3886645

(sempre o fiz e sempre o farei)
A propósito de Serviço de Psiquiatria da ULSBA http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=6406

(uma nota, as condições de idoneidade não foram avaliadas "nos últimos três dias da semana passada" mas sim ao longo do dia de sexta, dia 17)
Ana Matos Pires a 21 de Julho de 2015 às 12:25
Uma avaliação rápida!
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 10:55
Uma avaliação exactamente igual, sem tirar nem pôr, a todas as avaliações destinadas a aferir a idoneidade formativa de um qualquer serviço clínico. Um processo longo que culmina com a vistoria ao serviço que está a ser avaliado. Foi o que aconteceu.
Então foi rápida a vistoria. Vá, toca a formar Internos!
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 12:53
Por acaso mais demorada que a maioria. Assim eles escolham o serviço e garanto-lhe que serão formados, devidamente formados. Andamos por aí, falaremos daqui a uns tempos, assim se mantenha interessado(a).
Enquanto isso, a ARSA e o CA da ULSBA gastam o tempo em opíparos almoços. Ao que isto chegou!
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 17:21
Não há vergonha!
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 17:29
Não têm mais nada com que ocupar o tempo.É o poder no seu esplendor,pensam eles.
Anónimo a 23 de Julho de 2015 às 19:05
ora ai está outra bomba... desta vez é a unidade de cuidados intensivos que está quase a fechar, e também por falta de médicos..., e o Dr Munhoz não diz nada, não sabe desta (anda distraído ou por fora..) ou não lhe interessa?
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 18:48
O Dr. Munhoz e outros Drs sabem disso muito bem.Querem que as bombas rebentem todas de uma vez?ha muitas !!
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 19:34
quer você dizer que os drs vão largando as bombas ao sabor dos seus interesses corporativistas ou pessoais? é isso?
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 20:17
Nada disso! As bombas não podem ser mortíferas e os Drs também estão desagradados e não gostam de ter essas acções devastadorasa. Ao fim e ao cabo gostam da casa e tudo isto os entristece.
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 20:27
como se pode escrever isto em junho

"O caso da Unidade de Endoscopia é especialmente grave, justificando-se a grande preocupação aqui expressa. A redução da sua operacionalidade põe em causa o diagnóstico e tratamento de situações clínicas sérias que impõe medidas atempadas. Aguarda-se o maior empenho dos responsáveis para resolver o problema.
Munhoz Frade a 23 de Junho de 2015 às 14:37"

e agora estar calado que nem um ratito, quando parece estar em jogo os cuidados intensivos? Alguem que nos explique
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 20:49
O Dr. Munhoz está atento ao que se passa, mas não está sempre no Alvitrando, para responder de imediato. O que tenho a dizer é que pugnarei sempre para que o Hospital de Beja não deixe de ter Cuidados Intensivos.
Munhoz Frade a 17 de Setembro de 2015 às 21:08
Ó Dr, "pugnará" quer dizer o quê? Vai continuar a mandar bocas sozinho?
Anónimo a 18 de Setembro de 2015 às 00:22
Não estou sozinho na luta.
Munhoz Frade a 18 de Setembro de 2015 às 00:39
Ó Dr desculpe mas parece ingénuo. O Sr. não tem ligações nem interesses na economia de Beja.
Anónimo a 18 de Setembro de 2015 às 09:33
A continuidade dos Cuidados Intensivos está assegurada.
MF a 18 de Setembro de 2015 às 11:23
Parece que a estratégia desta Administração passou tão somente pela abertura do Serviço de internamento da Psiquiatria.Provavelmente para responder ao perfil do doente traçado para a região pela equipa técnica especialista e maniatada para o efeito.
Alensul a 17 de Setembro de 2015 às 19:39
Leitura recomendada para o dia de hoje:

Despacho numero 10314-B/2015 de 15 de Setembro.
E a ULSBA? Pelos vistos os esforços da PCA e do Conde valem zero em termos de credibilidade para a tutela. Ou será desta e ainda surge por aí um outro Despacho isolado e específico que acuda à Imagiologia?
Alensul a 17 de Setembro de 2015 às 21:11
O que diz esse despacho?
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 21:18
É de ler. Diário da República de ontem.
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 21:30
Zero milhões para o conde.., o ministro teve receou fossem parar à "EDAB" ..
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 21:42
A Drª Nilza vái abrir um consultório em Beja, atente-se nos resultados por obtidos (copie o código e meta no google), a sr à eqsd tá de baixa há 6 meses...

https://www.facebook.com/nilza.desena/photos/pb.375173005893975.-2207520000.1442522720./905946502816620/?type=3&src=https%3A%2F%2Fscontent-mrs1-1.xx.fbcdn.net%2Fhphotos-xpf1%2Ft31.0-8%2F11953404_905946502816620_2961736246801320391_o.jpg&smallsrc=https%3A%2F%2Fscontent-mrs1-1.xx.fbcdn.net%2Fhphotos-xla1%2Fv%2Ft1.0-9%2F11987078_905946502816620_2961736246801320391_n.jpg%3Foh%3D73bcd73788b197657f258350915759f9%26oe%3D56A03881&size=1920%2C1280&fbid=905946502816620
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 21:55
a sra sorridente é enfª e amiga do conde e do pagem, só por isso está de baixa (ao trabalho) há meses..., para festarolas tá pras curvas..
Anónimo a 18 de Setembro de 2015 às 22:40
Pode ser que ainda surja aí uma surpresa pequenina..ina...para o HJJF. Às vezes há coisas e as eleições estão aí,já que a credibilidade fica aquém do desejável e não tem ajudado nadinha.
Ritinha a 17 de Setembro de 2015 às 21:56
A ULSBA não tem financiamentos especiais enquanto não tiver boas contas.
Anónimo a 18 de Setembro de 2015 às 12:24
Graças à incompetência dos atuais gestores, os utentes tão cedo não terão os necessários novos equipamentos no Hospital.
Anónimo a 18 de Setembro de 2015 às 23:13
Se a coligação ganhar, a incompetência na gestão da ULSBA continua.
Anónimo a 19 de Setembro de 2015 às 10:19
Corrijo a palavra mandatada.
Alensul a 17 de Setembro de 2015 às 21:14
aproveite e corrija "maniatada"
Anónimo a 17 de Setembro de 2015 às 21:37
Não! Quis dizer mandatada,como corrigi.
Alensul a 17 de Setembro de 2015 às 21:47
De que "equipa técnica" fala? E mandatada para que efeito? Antecipadamente grata pelo esclarecimento
Ana Matos Pires a 18 de Setembro de 2015 às 01:42
Tanta mentirinha destabilizadora... Quem escreve tais coisas não é bem intencionado.., equipamentos como a tac não se vai comprar ali à esquina.. Sobretudo quando se deve 50 milhões de euros..
Anónimo a 19 de Setembro de 2015 às 13:53
A que mentirinhas se refere ,não percebo!
Anónimo a 19 de Setembro de 2015 às 14:05
O que "desestabiliza" não são as "mentirinhas", mas sim a má gestão, que não cria condições para um futuro sustentável para a ULSBA, que não tem visão estratégica nem sequer competência para o dia-a-dia de uma instituição dessa grandeza.
Anónimo a 20 de Setembro de 2015 às 10:48
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Muito grave. Circula no facebook um texto de revol...
eu até acho que o Partido Ecologista "Os Verdes" p...
A ULSBA tem um técnico ambiental. Porque não solic...
E como é que poderiam falar? Há por acaso algum en...
Estão a ser pensadas e trabalhadas, essas e outras...
@atenta - Curioso. E preocupante. Ninguém fala dis...
Obrigado pela correcção! Já corrigi dois dos erros...
Como se isto e outras más gestões feitas e acompan...
Olha , e não mudou,como refere o anónimo anterior....
E a minha agua este mês duplicou de valor.Pago de ...
Há muito que defendo a integração dos cuidados de ...
Recomendamos a leitura ,por ser recente e se enqua...
ó Sr Lopes Guerreiro...não leve a mal o que vou di...
Então as novidades? Já passou da hora de almoço, e...
Um ratinho de algibeira! 😂😂😂😂😂
blogs SAPO