Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
29
Set 17

290920170010-966-debate.jpg

Os cinco candidatos à Câmara de Beja, João Rocha, da CDU, Paulo Arsénio, do PS, Pinela Fernandes, do PSD, José Pedro Oliveira, do BE e Luís Dargent, do CDS-PP, esgrimiram argumentos, num debate, organizado pelas duas rádios locais, em que estiveram em cima da mesa os temas: desenvolvimento económico, património e cultura e ação social.

Leia e oiça AQUIAQUI algumas das propostas dos candidatos.

publicado por Zé LG às 08:47
Porca miséria... candidatos que lêem do papel?
Um debate realizado à porta fechada e nem sequer é possível ter acesso a todo o debate?
Assim vai a democracia em Beja. Uma vergonha!
Zé do Ferro a 29 de Setembro de 2017 às 09:52
Concordo totalmente.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 10:00
O contexto não é de um verdadeiro e vigoroso apuramento democrático da vontade dos munícipes de Beja, mas sim o de uma miserável disputa das migalhas do que resta dos eleitorados. A legitimidade construída nesse contexto torna-se minoritária, pervertida e perversa. Os cidadãos não se revêem nos políticos e estes apenas os vêem como úteis fazedores de cruzinhas em papelinhos rectangulares, que depois voltam à nulidade das suas vidinhas. A Humanidade precisa de um novo paradigma.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 10:04
Também há a guerra, a fome e o analfabetismo.
Sítios onde nem a cruzinha fazem.
Enquanto o paradigma não muda a cruzinha é o que temos de mais justo e universal.
Olha bem para a tua terra´se achas que há algo a mudar ou a continuar, contribui com a tua valiosa cruzinha.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 10:18
Eu contribuo muito mais do que fazendo cruzinhas. Faço comentários no Alvitrando, argumentando para que se melhorem as opiniões. Entre os atos eleitorais tenho tido iniciativas cívicas e políticas, no meio da indiferença e desprezo que caracteriza o meio Bejense. E quanto aos problemas mundiais que citou, até nesses um cidadão anónimo como eu pode intervir. Use a internet de modo inteligente, não apenas para mandar piadinhas.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 11:23
É como diz há muitas maneiras de contribuir, e o voto é mais uma delas.
Se sente que no meio Bejense há indiferença e desprezo, também tem de reflectir sobre as causas.
O modo como cada um pode contribuir também depende das possibilidades e capacidades de cada um, se tem boas capacidades, e acha que está a lutar por um mundo melhor, da minha parte agradeço.
Não vi nenhuma piadinha no meu primeiro comentário, mas sou daqueles que aprecio o bom humor e a ironia.
Não tenho porque ver o mundo com os seus olhos, ninguém é imune aos problemas, mas não é saudável para nós ao para outros uma atitude demasiado pessimista, revoltada, zangada com tudo e todos.
Não me parece que seja de tomar conselhos, mas lá vai, descontrai, porque tu vais morrer e o mundo com os seus problemas vão cá ficar, por muito e muito tempo.


Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 11:52
Sem dúvida, no mundo material tudo é perecível, mas a energia vai transformando tudo. O que concretamente aqui se discute é se os que agora se apresentam a escrutínio merecem que neles depositemos confiança, a tal cruzinha.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:02
Há políticos sérios, desde que não vão para o Poder!
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:08
Parece que a minha boa energia já ajudou a mudar qualquer coisa.
No que diz respeito a Beja, olhe para os candidatos e vote naquele que melhor energia lhe transmite, tenho a certeza que não se vai enganar.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:15
A energia que eles possam ter depende da que lhes transmitamos. Se estamos sempre à espera da ação enérgica que outros façam, nada acontece.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:18
Totalmente de acordo, mas faz isso, olha bem para eles, ouve-os a falar, se for ao vivo ainda melhor, as boas ou má energias são mais perceptíveis.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:24
Exato! A energia maligna de certo candidato sente-se!
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:26
Esse recebe energia maligna de certos malignos.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:29
Na verdade, não há nada de errado quando se escolhe seguindo a intuição.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 12:32
Atribuir causas mirificas à indiferença é "desculpa de mau pagador".
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 13:07
Votem, já agora no Bloco de Esquerda.
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 13:16
E o que dizer das últimas manobras da cdu, espetáculo no dia 28 set. com uma candidata sua no Pax Julia, em que iam buscar as pessoas ás freguesias rurais em transporte da Câmara, bilhetes gratuitos e que a candidata andou a distribuir bilhetes a quem ela quis.
No dia em que a CDU faz uma visita em campanha à sede da EMAS, a Administração Executiva da EMAS publica e faz circular a Comunicação de Serviço, onde diz que vai proceder a reposicionamento das carreiras no que respeita às progressões nas carreiras.
Será que isto tudo teria que ser realizado agora???
Não pode valer tudo...
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 14:33
Beja merece mais do que isto!!!
Anónimo a 29 de Setembro de 2017 às 22:56
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Mandou fazer o tubinho e comprou caixas de Rennie!...
A morte de uma cidade! Só não vê quem não quer!
Já tem um tubo e uma máquina de alcatrão não chega...
os tubinhos foi onde os outros gastaram o dinheiro...
Que boa noticia para os colaboradores da EMAS. Já ...
Já se começa a notar a mão do Eng.º Rui Marreiros....
Em Beja já aconteceu e ê só descer degraus.Nao vee...
Sempre tem a asfaltadeira do Rocha para ir tapando...
Meninos mimados e guerrilhas há em todo o lado, se...
O que se passa aqui e um reflexo de tudo o resto, ...
Tudo bem, mas por favor não misture com o que se p...
Parvoíce é o silêncio de que devia de andar indign...
Querer comparar o que se passa a nível autárquico,...
Pelo menos,já devia ter organizado uma festinha te...
... E assim é esta a forma cordial entre eles que ...
blogs SAPO