Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
09
Out 17

090120141202-939-partidoComunistaPortugus.jpg

A DORBE do PCP… considera que outras motivações poderão ter influenciado negativamente o voto em alguns casos com as consequências conhecidas, designadamente um resultado que é também inseparável, entre outros factores, das consequências, directas e indirectas que a transformação de eleições locais, em eleições de natureza nacional acarretou, não estando ainda presente a consciência de que as possibilidades de ir mais longe e seguir em frente seriam sobretudo asseguradas com o voto e o reforço da CDU e não do PS.
Ainda segundo, Miguel Madeira, o resultado das eleições autárquicas não reduz a determinação do PCP de continuar a intervir para responder aos interesses e aspirações dos trabalhadores e do povo.

publicado por Zé LG às 08:46
De que se queixa o PCP? Quando teve bons resultados nas autárquicas, sempre quis dar-lhes uma leitura nacional e um significado político para realçar a sua importância no sistema. Agora que parece ter havido uma espécie de referendo à governação cuja viabilidade ajudou, queixa-se de quê?
Anónimo a 9 de Outubro de 2017 às 09:49
Quem diria que o PCP entraria em deriva ideológica por eleitoralismo? Apontar motivações subjectivas como explicação de factos políticos representa o abandono da teoria da luta de classes. Bem-vindo!...
Anónimo a 9 de Outubro de 2017 às 09:58
"Reconhecendo, in extremis, a necessidade de uma mudança após as eleições de 2015, o PCP não o fez contudo como parte de um plano definido, nem como parte de uma de polarização de forças que promovesse a abertura, a aproximação unitária e o lançamento de reformas prementes.

Deixou isso ao Partido Socialista que conseguiu capitalizar a simpatia popular para com a nova situação (da qual o PCP é parte inalienável) e limitou-se à defesa de medidas económicas a favor dos trabalhadores, de resto muito importantes. Não se impôs todavia como força necessária que quisesse abrir as portas que as eleições de 2015 fariam pensar que seria possível abrir. O processo ficou prisioneiro da falta de audácia do PCP e da esquerda.

O resultado é que o PS tem tido a iniciativa política em reformas que importaria influenciar sensivelmente se o PCP estivesse devidamente habilitado com uma linha reformadora, como a descentralização, a educação, a ADSE. Noutras, o governo continuou políticas de direita sem a devida contestação e discussão públicas, como é o caso da saúde porque o PCP não surge como o porta-voz das mudanças necessárias. Deixa-se assim surgir o PS como a força natural da governação e o PCP como a força natural para estar fora dessa mesma governação, em mera atitude de consciência crítica. A isso chama-se dar todos os trunfos a terceiros, é jogar para o empate ou para perder por poucos."

(Paulo Fidalgo, Renovação Comunista)
Anónimo a 9 de Outubro de 2017 às 10:08
Há quem fale em cegos e ceguetas, verdadeiros doutores oftalmologistas, devem ser os mesmos que conseguem ver uma primeira Dama, e os mesmos que não vêem como um executivo sem experiência pode fazer melhor do que um com experiência, e, no instante a seguir dizem que afinal os últimos fizeram tudo mal...
Bom... douturices...
Talvez devessem ver um comentário no "Praça da Republica" sobre os destinos do dinheiros públicos.
Coisas de gente experiente, com um olho, em terra de cegos.
Ceguinho a 9 de Outubro de 2017 às 14:57
"Convicções profundas, só as têm as criaturas superficiais. Os que não reparam para as coisas quase que as vêem apenas para não esbarrar com elas, esses são sempre da mesma opinião, são os íntegros e os coerentes. A política e a religião gastam dessa lenha, e é por isso que ardem tão mal ante a Verdade e a Vida." Fernando Pessoa
Ecce homo a 9 de Outubro de 2017 às 16:53
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Camaradas vocemecês não eram para estar reunidos a...
A CIMBAL deveria fazer um esforço para sair do "se...
são mesmo uns tristes...insistem na conversa de me...
chega-lhes roupa, não sejes cagarolas
Esta Câmara de CABELEIREIRAS, ESTETICISTAS, PROFES...
Os "outros" prometeram, "estes" vão fazer... Esper...
A estratégia é disparar em todas as direcções! An...
Deserto de ideias e iniciativas já é.
Mais que o centro do sul esta camara de cabeleirei...
Nã leio o dalentejô. Só veijo a capa! falari, fala...
atã nã fali do que nã sabi
nã sabe leri?
E a ETAR de Vales Mortos? E as não obras na escola...
blogs SAPO