Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
05
Dez 17

frttt_2.jpg

O concurso de concessão a privados da Quinta do Paço de Valverde, em Évora, com fins turísticos, vai ser lançado esta semana, ao abrigo do programa governamental, Revive, que recupera velhos edifícios históricos para fins turísticos.

Com o edifício entregue ao Estado, instalou-se aí um posto agrário e, mais tarde, a Escola Prática de Agricultura e a Escola de Regentes Agrícolas, agregada até aos dias de hoje à Universidade de Évora.

O edifício é muito interessante do ponto de vista histórico e arquitetónico e está localizado a cerca de 15 quilómetros da Cidade de Évora, numa zona rural. Mais detalhes do edifício podem ser vistos aqui.

Imagem de capa de Manuelvbotelho

publicado por Zé LG às 08:54
01
Dez 17

l_3-2.jpg

A Câmara Municipal de Mértola deu início ao procedimento para a transmissão dos lotes que constituem as áreas do edificado subsidiário, vulgarmente conhecidas como anexos, da Mina de S. Domingos, de acordo com o estabelecido no regulamento.
Na primeira fase a transmissão far-se-á na Rua do Bonfim. Rua da Liberdade e Rua de S. Domingos num total de 34 lotes. Para dar início ao processo, os particulares a quem assiste a expetativa de aquisição devem preencher o requerimento, a demonstrar interesse na aquisição do lote, num prazo de 90 dias. O modelo do requerimento está disponível junto do regulamento, nas juntas de freguesia do concelho, na Casa do Mineiro e no Serviço de Atendimento e Património da Câmara Municipal de Mértola.

publicado por Zé LG às 15:15
28
Nov 17

582px_e5a180387d3e1f5231127.jpg

publicado por Zé LG às 18:00
28
Nov 17

apresentao_28.jpg

publicado por Zé LG às 13:49
19
Nov 17

SOMINCOR-1.jpg

A iniciativa é dirigida a jovens estudantes, entre os 16 e os 25 anos, dos ensinos secundário, profissional ou universitário ou jovens desempregados inscritos no Centro de Emprego e Formação Profissional de Beja. Os candidatos têm obrigatoriamente ser residentes em Castro Verde, Almodôvar, Aljustrel, Mértola ou Ourique.

“Promover a criatividade dos jovens e simultaneamente aproximarmo-nos da comunidade, abrindo novas formas de interação com todas as gerações, é um dos nossos objetivos. Queremos uma SOMINCOR cada vez mais integrada nas comunidades, e ter connosco um trabalho artístico de qualidade, criado por jovens da nossa região, será um enorme motivo de orgulho”, salienta Dina Diogo, do Departamento de Comunicação e Responsabilidade Social Empresarial da SOMINCOR.

Os jovens interessados podem candidatar o projecto de reabilitação até dia 28 de Fevereiro de 2018.

publicado por Zé LG às 16:38
19
Nov 17

O Grupo Parlamentar do PCP confrontou o ministro Adjunto, responsável político pela Unidade de Missão para a Valorização do Interior, com o modelo de desenvolvimento do interior do país, reivindicando políticas diferentes para o interior e para a situação do distrito de Beja

220720140010-383-PCPAlentejo-01.png

O PCP frisou naquela interpelação ao Governo, que no Alentejo foi feito o maior investimento hidroagrícola do país, mas o modelo associado ao desenvolvimento do projeto estimulou a concentração da propriedade, aumentou as preocupações ambientais e a destruição do património cultural, não promoveu o povoamento, não reduziu o desemprego e não dinamizou substancialmente as economias locais, a não ser alguma empresa de fornecimento de serviços e equipamentos de regadio. Neste contexto, o PCP reivindica um modelo de investimento nas infraestruturas que têm de acompanhar o aumento produtivo.

O PCP refere ainda, que o distrito de Beja aguarda desde 1985 pela construção de dois Itinerários Principais (IP2 e IP8) e desde 1998 pela construção do IC27, a ligação ferroviária tem-se vindo a degradar e o atual Governo continua sem assumir a eletrificação da linha, o aeroporto, construído para aproveitamento de uma das melhores pistas do país, não se articula nem com a rodovia nem com a ferrovia. Por tudo isto, o Grupo Parlamentar do PCP exigiu que, ao investimento e ao aumento da produção, esteja associado um modelo económico verdadeiramente orientado para o desenvolvimento regional e a coesão social e territorial.

publicado por Zé LG às 10:11
18
Nov 17

23559689_1541490159276458_6802551305931331272_n.jp

publicado por Zé LG às 16:06
17
Nov 17

23621600_1541330699292404_908782362422040177_n.jpg

A ANA Aeroportos de Portugal e a empresa de engenharia e manutenção MESA, do mesmo grupo da companhia aérea Hi Fly, assinaram formalmente uma licença de ocupação de um novo hangar no Terminal Civil de Beja, onde aquela empresa irá desenvolver e expandir a sua atividade de manutenção de aviões, anunciou a ANA. As obras para a construção desta nova infraestrutura deverão ter início em abril de 2018 e espera-se que a conclusão da primeira fase ocorra até ao final desse mesmo ano.
A ANA Aeroportos de Portugal adianta que o investimento “permitirá a construção de um novo hangar, oficinas e arranjos exteriores com uma área total de 9 500 metros quadrados e um centro técnico com capacidade para aviões de grande porte, incluindo os modelos Airbus A330, A340 e A350”.
O novo hangar servirá “para a manutenção de base da frota de aviões Airbus da companhia aérea Hi Fly”, que já utilizava Beja para estacionamento e manutenção de linha há cerca de dois anos, “bem como para outras companhias aéreas com contrato de manutenção com a MESA”.
Ainda de acordo com a ANA, o desenvolvimento e expansão desta atividade conta igualmente com um novo centro logístico de suporte às atividades acrescidas de manutenção, com cerca de 6 000 metros quadrados, “cuja localização será decidida nos próximos meses e que poderá ser em Lisboa, Palmela ou Beja”.

publicado por Zé LG às 08:47
05
Nov 17

Primeira Rota de Touring Cultural no nosso país, a Rota do Fresco agrega 15 municípios alentejanos: Alvito, Cuba, Vidigueira, Viana do Alentejo, Portel, Évora, Montemor-o-Novo, Borba, Vila Viçosa, Alandroal, Serpa, Moura, Castro Verde, Aljustrel e Beja.

600px_e59f75497d2907732431.png

A Rota do Fresco propõe a descoberta do tesouro escondido do Alentejo — a Pintura Mural a Fresco — que se guarda, por razões muito concretas e directamente relacionadas com o desenvolvimento deste território — na maior parte das igrejas, capelas e ermidas da região. A Rota do Fresco é assim uma oportunidade única de transpor estas portas, usualmente fechadas, e desvendar pinturas com 500 anos de existência, preservadas, por vezes, sem mácula, em monumentos esquecidos.

As Rotas têm duração variada (de 1/2 dia a 4 dias) e destinam-se a grupos. Poderá ainda aventurar-se num Atelier de Pintura Mural a Fresco sazonal ou num Atelier de Caiação. Todas as Rotas são acompanhadas por um Intérprete do Património, licenciado em História ou História da Arte e formado especialmente em pintura mural e cultura alentejana.

FOTOGRAFIA DO MÊS da Rota do Fresco - Ermida de S. Sebastião, Alvito

publicado por Zé LG às 10:17
04
Nov 17

"...

Quais das alternativa é que consideraria que seria mais vantajosa para o país ao longo prazo?

A) O governo gasta algum dinheiro (não muito comparado com outros projectos em outras partes do país) para eletrificar a linha de comboio e terminar a auto-estrada para depois o país beneficiar, ao longo de largos anos,de todo o potential florescimento económico que daí verá com mais exportações, em especial agrícolas e agro-industriais e potencialmente outros tipos de indústria também, como indústrias ligadas à aeronáutica.
B) O governo continua a fazer o que tem feito até agora, o distrito de Beja morre, aldeias e vilas desaparecem do mapa, e Beja torna-se numa simples vila de 8000 habitantes com um enorme deserto à sua volta. Perde-se todo o potential agrícola e económico e perde-se ainda toda uma cultura e uma região líndissima em termos de património.
Qual das opções lhe parece melhor, para os bejenses e para Portugal? E até para o próprio governo. Embora o governo obviamente já escolheu a sua opção há muito tempo.

..." 

Trecho do comentário de Eu a 3 de Novembro de 2017 às 00:49, AQUI.

publicado por Zé LG às 10:22
02
Nov 17

AljustrelEnergia.jpg

Aljustrel tem em curso o Plano Integral de Reconversão de Iluminação Pública para LED. O município assume-se como o primeiro a sul do país a avançar com a reconversão total.

O Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, que esteve na assinatura dos contractos que permitem a reconversão de luminárias com tecnologia convencional por tecnologia LED, no concelho de Aljustrel, considerou que o país “tem um potencial extraordinário na energia renovável” e afirmou que “ter medidas de eficiência energética e os municípios a liderá-las (…) é em excelente exemplo”.

O Governante lembrou que “há um conjunto significativo de medidas, quer a nível de apoios comunitários, quer ao nível de apoios do Ministério da Economia para ajudar as famílias e as empresas a fazerem melhor eficiência energética e a poupar energia”.

publicado por Zé LG às 13:48
31
Out 17

logo.png

A empresa Águas Públicas do Alentejo (APdA) adjudicou uma empreitada no valor de 2,6 milhões de euros com o objectivo de reforçar o abastecimento de água aos concelhos de Barrancos, Mértola, Moura e Serpa.

Esta empreitada, com um prazo de execução de 450 dias, é financiada a 85% pelo POSEUR-Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos e vai reforçar a continuidade do serviço de abastecimento de água ao concelho de Serpa, estender o abastecimento a partir da ETA do Enxoé aos concelhos de Moura e de Barrancos e ainda reforçar a adução de água a Mértola.
A ligação à ETA do Enxoé, para além de assegurar o abastecimento de água em quantidade aos quatro municípios alentejanos, vai também permitir melhorar a qualidade da água distribuída às populações que são actualmente servidas por captações subterrâneas, pouco produtivas e com problemas de qualidade.

publicado por Zé LG às 12:48
24
Out 17

O projecto “Unidades de Recirculação de Subprodutos de Alqueva”, desenvolvido pela EDIA, em parceria com o ISQ, foi o terceiro classificado entre 66 candidatos pelo Fundo Ambiental Português, no quadro do programa “Apoiar a Transição para uma Economia Circular”, recebendo 50 mil euros para o desenvolvimento de um Plano de Implementação.

De acordo com a empresa que gere Alqueva “visa a criação de um conjunto de unidades de recolha, tratamento e transformação de subprodutos agrícolas em fertilizante para aplicação no solo, distribuídas pelo território do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva, concretizando assim a estratégia integrada de promoção da matéria orgânica no solo”.

“Estas unidades pretendem devolver ao solo os nutrientes que são retirados através da agricultura, reduzindo deste modo as necessidades de adubação e aumentando a rentabilidade das culturas”, adianta a mesma fonte.

A EDIA acrescenta que “prossegue com o seu propósito de ir para além do fornecimento de água aos agricultores de Alqueva, reforçando o seu contributo efectivo no apoio ao sector agrícola, na promoção do uso eficiente de recursos e na protecção do solo e da água”.

publicado por Zé LG às 12:43
23
Out 17

O auditório da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora, recebe, hoje, o Evento Anual 2017 do Fundo JESSICA Portugal. 

201020170958-51-jessica.jpg

Nesta sessão vai ser feito o balanço da aplicação integral da primeira fase dos recursos e projectados os objectivos até 2021, anunciando-se as oportunidades e instrumentos de financiamento disponíveis para apoiar os promotores e as cidades nos próximos anos.
Sob o lema de “O crescimento começa nas Cidades”, o Fundo JESSICA já financiou cerca de 300 milhões de euros, em mais de 70 cidades Portuguesas, num total de mais de 190 projectos, alavancando um total de cerca de 690 milhões de euros em investimentos em desenvolvimento urbano, desde equipamentos sociais e de educação de grande dimensão até pequenos hostels de jovens empreendedores.
Trata-se de projectos económica e financeiramente sustentáveis, enquadrados nas estratégias de desenvolvimento localmente desenhadas, em que são criados empregos de base local. O número estimado de empregos permanentes a criar com os projectos financiados ultrapassa já os 3.000.

publicado por Zé LG às 12:51
22
Out 17

191020171546-731-SOMINCOR.jpg

Ler AQUI.

publicado por Zé LG às 00:07
18
Out 17

Tomam hoje posse os órgãos do Município de Beja recém-eleitos, que saúdo e a quem desejo o melhor trabalho em prol do desenvolvimento do Concelho e da melhoria da qualidade e das condições de vida das populações, designadamente das mais carenciadas.

Eixos Programáticos.jpg

Da nova gestão autárquica, do PS, espera-se que cumpra o que prometeu, através da concretização das medidas integrantes dos 7 Eixos Programáticos do seu Programa Eleitoral, subordinados ao lema de RECUPERAR – VALORIZAR – PROMOVER o Concelho.

Pela parte que me toca, vou estar atento ao cumprimento das medidas que melhor poderão contribuir para a INCLUSÃO, a PARTICIPAÇÃO e a CIDADANIA, designadamente:

> Elaborar um Plano Plano Municipal para a Igualdade.

> Elaborar um Plano Plano Municipal para a Acessibilidade e criar um Conselho Consultivo para a Inclusão.

> Participar na definição das políticas de saúde concelhias em estreita articulação com as estruturas representativas do Ministério da Saúde.

> Disponibilidade para a transferência de competências do Poder Central na área da Educação.

> Criar parcerias com associações locais para a elaboração de um Plano Municipal de Ocupação de Tempos Livres.

> Implementar o Orçamento Participativo.

> Promover discussões públicas sobre intervenções estruturais do Concelho.

> Criar a figura do Provedor do Munícipe.

> Promover sessões do “Ouvir Beja”.

> Valorizar o papel dos Conselhos Municipais e Conselhos Consultivos.

publicado por Zé LG às 08:53
26
Set 17

"Fui ali ver aquele Centro Unesco e fiquei maravilhado, apesar de não ter nada por dentro. Mas está belíssimo. Mas, a par destas coisas boas, há uma espécie de não-pensamento."

castanho-1845.jpg

 

"Mas a ideia que tenho é que não existe aqui uma representação de artistas. O Alentejo tem uma cultura muito forte e deveria haver um qualquer lugar onde se pudesse ver a obra de todo e qualquer artista da região, vivo ou morto. Um sítio onde tivesse também os livros dos escritores, a poesia dos poetas… Há uma identidade muito marcada entre as pessoas, nós não divergimos muito. Divergimos mais por coisas pessoais… temos aí excelentes artistas. Onde é que hoje se pode ver uma pintura do Relógio? O Carlos Montes, um artista que não era letrado, tinha uma pintura muito interessante ao nível da abstração e era necessário ter essa obra exposta, uma vez que hoje não pode ser vista em lado nenhum. Os artistas que vão morrendo, como o [Leonel]Borrela… era necessário ter desenhos que mostrassem as preocupações gráficas que ele deixou…"

 

"Agora faz mais sentido fazer alguma coisa com artistas regionais. Naquele tempo, Portugal tinha muito pouca coisa em termos de arte contemporânea. Agora os tempos são diferentes. Temos de nos pensar como região, porque também é dessa forma que a Europa nos vê. Trabalharmos esta cultura mais enraizada, embora em diálogo com a contemporaneidade, com mais tecnologia e menos obra de instalação, com outros protagonistas… O mundo mudou."

 

Extratos da entrevista de Jorge Castanho ao Diário do Alentejo, com Texto Paulo Barriga e foto Rui Cambraia

publicado por Zé LG às 19:30
16
Set 17

100920131331-370-CDU-ApresentaoCartaCompromissoBejA CDU apresentou, em conferência de imprensa, o “Compromisso Eleitoral” para o concelho de Beja, um documento que agora vai ser entregue a toda a população. 

Gestão Participada, Sustentabilidade e Desenvolvimento Económico e Social são os três pilares fundamentais do Compromisso Eleitoral que a CDU vai apresentar à população do concelho de Beja. Este documento revelado, em conferência de imprensa, resulta de uma auscultação que foi feita às forças vivas da região e às preocupações e anseios que manifestaram junto dos candidatos da CDU.
A CDU quer assumir a liderança autárquica em Beja consciente da necessidade de haver um novo ciclo no Poder Local com trabalho, honestidade e competência, por isso, afirma que apresenta um Compromisso Eleitoral sério e realista mas, ambicioso.
João Rocha, cabeça de lista da CDU à autarquia de Beja, afirma que a participação de todos é fundamental para o desenvolvimento do concelho…
Ler o resto da notícia AQUI

 

Isto foi há 4 anos e a CDU ainda tinha Carreira Marques como Mandatário e Manuel Oliveira como candidato a vereador, como se pode ver pela fotografia... Face ao que então foi prometido, importa agora avaliar se aqueles três pilares fundamentais do Cmpromisso Eleitoral foram alcançados ou, pelo menos, desenvolvidos.

publicado por Zé LG às 14:50
09
Set 17

be.jpg

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, que participou na apresentação dos candidatos a Beja, afirmou que Beja precisa de novas soluções, porque as velhas já provaram não conseguir dar resposta aos problemas com que se debate.

José Pedro Oliveira, o candidato do BE à presidência da Câmara de Beja, passou em revista, as principais propostas do programa do BE para o concelho, destacando as questões da inclusão, o apoio ao associativismo e a introdução da democracia participativa, incluindo os orçamentos participativos

José Pedro Oliveira disse ainda, que os funcionários da autarquia têm de ser mais valorizados e garantiu que o BE representa as pessoas, não as substituí.

publicado por Zé LG às 01:18
07
Set 17

PS.jpg

“Palavra dada é palavra honrada” foi uma expressão várias vezes repetida na apresentação do programa eleitoral do PS para o concelho de Beja.

Os socialistas apresentaram 70 medidas divididas por sete áreas. Educa, Empreende, Cuida, Habita, Vive, Descentraliza e Participa são os eixos programáticos definidos. Como já anunciado, “recuperar, valorizar e promover” são palavras-chave.

Paulo Arsénio sublinhou que o PS foi a primeira força política a apresentar candidatos à Câmara, Assembleia Municipal, Freguesias e programa eleitoral. O que no entender do candidato à Câmara é sinónimo de “vitalidade”.

Paulo Arsénio ressalvou ainda que o programa contempla medidas onde os socialistas pretendem fazer “melhor e diferente” deixando de fora políticas de continuidade, como por exemplo a promoção das “Palavras Andarilhas”.

Ler e ouvir também AQUI.

publicado por Zé LG às 08:45
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
A pouca vergonha que se passou na Cooperativa do P...
"Pode nascer um país do ventre de uma chaimite." (...
A chaimite era peça fundamental para o desenvolvim...
Sei o que se passa mas não digo.
Corrijam aí o "gato", senhores da RVP, não é "Inte...
Brindemos à saúde dos amigos!
Todo o pretexto é bom para uma roda de amigos, com...
A caça à raposa serve para convívio de caçadores?!...
Bom trabalho.
Tanta hipocrisia!
Exatamente! O Alvitrando teve um post com 83 comen...
Os comunistazoides garantem a geringonçaOs Xuxas e...
Na semana anterior ocuparia o lugar cimeiro do ran...
A pontaria anda fraca...
Fogo à peça!
blogs SAPO