Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
07
Out 17

Acredito nas pessoas, nos Alentejanos, seja o PA ou outro.
Beja é capital do Baixo Alentejo, Não tenho nada contra Évora, muito pelo contrário, mas colocar Évora como a capital de onde devem ser tomadas as decisões já representa uma visão politica que não compartilho.
Do mesmo modo que não compartilho essa imagem resignada que o Alentejo não tem importância só por não ter votantes.
Não está escrito em nenhum lado, e muito menos na constituição da republica que as regiões estão divididas por numero de votantes.
De uma coisa tenho a certeza, má língua, pessimismo, derrotismo, resignação, submissão, falsidade ideológica é que não nos leva a lado nenhum.

Alentejano de Beja a 7 de Outubro de 2017 às 00:55, AQUI.

publicado por Zé LG às 01:53
05
Out 17

template_fotos-1-1140x641.jpg

A professora Maria Graça Carvalho, antiga aluna do Técnico, foi eleita recentemente membro honorário da Academia Europaea. “Surpreendida e muito honrada”, foi assim que a também docente da escola se sentiu ao receber a notícia da distinta nomeação. A Academia Europea desenvolve a sua ação na educação e formação, sendo uma referência internacional. Da lista de membros apenas constam 12 personalidades a nível mundial, havendo apenas mais um português, além da professora Maria da Graça Carvalho, o professor Marçal Grilo.

publicado por Zé LG às 13:14
27
Set 17

260920171802-342-pises (1).jpg

A Villa Romana de Pisões recebe hoje, às 17.30 horas, uma sessão pública, que assinala a reabertura ao público deste espaço e que conta com a presença da secretária de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, precedida de uma visita ao sítio arqueológico.

A Universidade de Évora decidiu, embora ainda estejam a decorrer campanhas de estudo, a reabertura ao público deste espaço para visitas, mediante três modalidades: sem marcação, com marcação e para escolas.
A Universidade de Évora revela ainda, que para a realização destas visitas foi recuperado o Centro de Acolhimento e Interpretação, que disponibiliza ao visitante informação sobre o sítio arqueológico e que foi elaborado e sinalizado o percurso a efetuar dentro da Villa Romana de Pisões.

publicado por Zé LG às 12:38
26
Set 17

"Fui ali ver aquele Centro Unesco e fiquei maravilhado, apesar de não ter nada por dentro. Mas está belíssimo. Mas, a par destas coisas boas, há uma espécie de não-pensamento."

castanho-1845.jpg

 

"Mas a ideia que tenho é que não existe aqui uma representação de artistas. O Alentejo tem uma cultura muito forte e deveria haver um qualquer lugar onde se pudesse ver a obra de todo e qualquer artista da região, vivo ou morto. Um sítio onde tivesse também os livros dos escritores, a poesia dos poetas… Há uma identidade muito marcada entre as pessoas, nós não divergimos muito. Divergimos mais por coisas pessoais… temos aí excelentes artistas. Onde é que hoje se pode ver uma pintura do Relógio? O Carlos Montes, um artista que não era letrado, tinha uma pintura muito interessante ao nível da abstração e era necessário ter essa obra exposta, uma vez que hoje não pode ser vista em lado nenhum. Os artistas que vão morrendo, como o [Leonel]Borrela… era necessário ter desenhos que mostrassem as preocupações gráficas que ele deixou…"

 

"Agora faz mais sentido fazer alguma coisa com artistas regionais. Naquele tempo, Portugal tinha muito pouca coisa em termos de arte contemporânea. Agora os tempos são diferentes. Temos de nos pensar como região, porque também é dessa forma que a Europa nos vê. Trabalharmos esta cultura mais enraizada, embora em diálogo com a contemporaneidade, com mais tecnologia e menos obra de instalação, com outros protagonistas… O mundo mudou."

 

Extratos da entrevista de Jorge Castanho ao Diário do Alentejo, com Texto Paulo Barriga e foto Rui Cambraia

publicado por Zé LG às 19:30
25
Set 17

DA.jpg

reportagem “Quando um murro nem sempre é um murro”, da autoria do jornalista do “Diário do Alentejo” Paulo Barriga e publicada em outubro de 2016, foi distinguida com o Prémio de Jornalismo “Direitos Humanos & Integração”, na categoria de Comunicação Social Regional e Local, em ex aequo com o trabalho “Quando a história de ‘Maria’ se repete demasiadas vezes”, de Martine Rainho, semanário “Região de Leiria”.
Joana Gorjão Henriques, do “Público”, venceu na categoria de Imprensa Escrita; Ana Maria Ramos Aranha, da Antena 1, na categoria de Rádio; e Ana Leal, da TVI, na categoria de Meios Audiovisuais.

publicado por Zé LG às 23:19
24
Set 17

A dedicação de um trabalhador não se compra. É uma condição subjectiva que acontece quando o contratado entende ter interesse na empresa além do ressarcimento do seu trabalho nela. É o que se chama estar motivado, vestir a camisola. Depende acima de tudo da atitude dos empregadores e gestores para com os colaboradores.

Anónimo a 23 de Setembro de 2017 às 20:51, AQUI.

publicado por Zé LG às 01:49
21
Set 17

mariposa.jpg

 

 

 

Apresentação do Livro

"A Vida de uma Mariposa",

de Rosa Bon de Sousa

 

 

23 de SETEMBRO | 18h

Biblioteca Municipal Luís de Camões | Alvito

 

 

 

 

 

DAQUI.

publicado por Zé LG às 18:00
21
Set 17

O executivo anterior, do PS, apresentou uma estratégia para 10 anos - Beja capital e os seus sete pilares, documento construído por muitos e amplamente discutido e divulgado.
João Rocha nem programa apresentou... Está tudo dito sobre a estratégia do PCP. Foram 4 anos de festas e festarolas e obras nos três últimos meses. Nem o Alqueva nem o aeroporto souberam potenciar, no CH nem a obra de referência foram capazes de concluir em 4 anos, requalificação de espaços públicos nada, só demolição do depósito e destruição do pavimento da praça da república, ...

Alentejo dos pequenitos a 19 de Setembro de 2017 às 20:54, AQUI.

 

publicado por Zé LG às 13:52
20
Set 17

0001.jpg

Na próxima 6ª feira, dia 22/09/2012, pelas 10h00 no Campus da Universidade Lusófona, Edifício U, Sala U08, sito no Campo Grande, 376, Lisboa.

Para além da apresentação do livro, haverá oportunidade para uma breve reflexão sobre as temáticas analisadas no livro com o propósito de salientar a sua relevância para a promoção do Desenvolvimento nos territórios locais de características rurais.

publicado por Zé LG às 20:00
20
Set 17

IsabelFialho-1847.jpg

Maria Isabel Fialho, 30 anos, natural de Vila Nova da Baronia, Alvito, frequentou a Escola Secundária Diogo de Gouveia, em Beja. Em 2005 entrou para o curso de Engenharia Física Tecnológica do Instituto Superior Técnico, tendo concluído o mestrado em 2010. Nos dois anos seguintes, trabalhou no antigo Instituto Tecnológico e Nuclear, com uma bolsa de investigação, tendo obtido a bolsa de doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia, em 2012, para desenvolver trabalho de investigação. Concluiu o doutoramento em Engenharia Física Tecnológica no Instituto de Plasma e Fusão Nuclear (IPFN) do Instituto Superior Técnico, em julho deste ano.
Maria Isabel Fialho, investigadora no IPFN, venceu o Prémio de Melhor Apresentação em Poster na 20.ª Conferência Internacional sobre Modificação da Superfície de Materiais por Feixes de Iões, que decorreu em Lisboa, de 9 a 14 de julho. A conferência reuniu cientistas de todo o mundo para, segundo a organização, “trocar ideias, compartilhar novos conhecimentos e futuras tendências das tecnologias de feixe de iões”.

Leia a entrevista de José Serrano à premiada, no Diário do Alentejo.

publicado por Zé LG às 13:54
13
Set 17

bhh.jpg

Mara Isabel Santos Silva, com o pseudónimo “Miss Papelinhos”, foi a ilustradora distinguida, na Feira do Livro do Porto, no âmbito da quarta edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce. Na opinião do júri, esta foi a autora que melhor ilustrou a história vencedora “Há monstros no túnel”, da autoria do Diogo Alegria Pécurto, vencedor da categoria de texto da iniciativa.

Mara Isabel Santos Silva tem 31 anos, é licenciada em Design e mestre em Design e Cultura Visual, vive em Reguengos de Monsaraz e assina as suas ilustrações com o pseudónimo Miss Papelinhos.

publicado por Zé LG às 12:45
10
Set 17

21314747_1242957415809072_8479639960543302522_n.jp

publicado por Zé LG às 21:30
05
Set 17

21150467_1603742599677970_5844488638613543781_n.jp

publicado por Zé LG às 08:53
31
Ago 17

Centro Histórico de Beja: Decrépito, prédios a ruir e cheio de carros

CH Beja.jpeg

Será necessário criar um “gabinete” do centro histórico para saber, definir e criar um programa de requalificação de todo o centro histórico?
Um dos problemas de falta de reaproximação dos bejenses à cidadeé o desleixo e abandono a que tem sido submetido o centro histórico, baixando a autoestima e o carinho de quem cá vive tem pela cidade. Alguns projetos têm sido desenvolvidos, mas são casos pontuais, que não chegam para mudar a "cara" da zona antiga da cidade. Para tal, é fundamental um plano vigoroso e vasto de reabilitação e recuperação do centro histórico, e aproveitar o facto do turismo e o Alentejo estarem na “moda”, tornando-se ano após ano um dos grandes postais turísticos nacionais.

 

publicado por Zé LG às 08:43
18
Ago 17

2017081816175498.jpg

Francisco José Salgueiro Correia, de 78 anos, natural de Beja, faleceu hoje, vítima de doença prolongada. 

O Senhor Francisco Correia era presidente do Concelho de Administração da Caixa Agrícola de Beja e Mértola. 

Embora o conhecesse há muitos anos e tivesse com ele uma relação muito cordial e respeitosa, não o conhecia bem, porque era uma pessoa muito reservada. Do relacionamento que tive com ele fiquei com a ideia de ser um profissional competente e respeitado e um Homem Bom. 

O seu corpo encontra em câmra ardente na casa funerária da Igreja do Carmo, onde amanhã, às 10h00, terá lugar o serviço religioso, realizando-se o funeral às 10h30 para o Cemitério de Beja. 

À Família apresento as minhas condolências.

publicado por Zé LG às 17:39
09
Ago 17

080820171005-482-Ambienteministro.jpg

O Ministro do Ambiente, João Fernandes, marca presença numa acção de divulgação pública dos investimentos previstos para o concelho de Mértola na área de abastecimento de água.

A iniciativa, com inicio marcado para as 10.00 horas, é promovida pela Câmara Municipal de Mértola e vai decorrer no Cine-Teatro Marques Duque.
Os trabalhos iniciam com a apresentação dos investimentos a executar no concelho na área de abastecimento de água, no contexto do SPPIAA-Sistema de Parceria Pública Integrada de Águas do Alentejo. Em seguida, tem lugar a adjudicação da empreitada de reforço da adução ao RV6 em Mértola e o lançamento do concurso público da empreitada de Adução à Zona Noroeste de Mértola.
A sessão termina com uma visitar à ETAR de Mértola.

publicado por Zé LG às 08:46
08
Ago 17

 

0001 (3).jpg

A Distrital de Beja do Bloco de Esquerda manifesta “preocupação face aos atos de discriminação contra a comunidade cigana” no Alentejo.

O BE sublinha que é com enorme “preocupação” que “tomou conhecimento da notificação enviada pela Câmara Municipal de Beja, assinada pelo seu Presidente João Rocha, às dezenas de famílias residentes no acampamento junto ao parque nómada, intimando-as a levantarem as tendas até 10 de Agosto, sob pena de execução coerciva, numa ameaça pouco velada de intervenção policial”.

O BE “apela em tempo útil à Câmara de Beja para que suspenda estas notificações e a ação executiva marcada para 10 de Agosto”.

publicado por Zé LG às 08:51
08
Ago 17

fgvcc.jpg

A PELCOR, marca portuguesa de moda e acessórios de luxo, que utiliza a cortiça como principal matéria-prima, desafiou os alunos da Universidade de Évora a desenharem um produto inovador em cortiça para a sua linha de decoração Home. Os projectos submetidos a concurso teriam de complementar os acessórios Pelcor já existentes, recorrendo ao aglomerado de cortiça como material principal. E foram 82 as propostas apresentadas, recaindo a escolha da PELCOR no trabalho da aluna do 3.º ano do curso de design daquela universidade alentejana, Inês Gonçalves, que foi orientada pela professora Inês Secca Ruivo.

A ideia vencedora vai agora ser produzida pela Pelcor, lançada no primero semestre do próximo ano e vendida, já na sua forma final, nos diferentes canais da marca portuguesa, sendo que o nome da aluna sempre associado ao produto. E mais detalhes não são fornecidos pela empresa. Pelo menos até Setembro.

publicado por Zé LG às 00:24
30
Jul 17

ponte_albardao-360x300.jpg

A variante e a nova ponte do Albardão, na estrada entre Évora e Reguengos de Monsaraz, abre ao trânsito na próxima segunda-feira.

A obra da responsabilidade da empresa pública Infraestruturas de Portugal envolveu um investimento de três milhões de euros.

A variante tem 2,7 quilómetros de extensão e a nova ponte sobre o rio Degebe ficou com 117,5 metros de comprimento.

A inauguração está marcada para segunda-feira, as 11:00, junto à obra, na Estrada Nacional 256, com a presença do ministro das Infraestruturas, Pedro Marques.

publicado por Zé LG às 11:00
26
Jul 17

20265098_1844398655587384_4447702591939927749_n.jpVamos encolher os ombros?

Escreve Bruno Ferreira:

Em 2013 a Estradas de Portugal anunciou que a A26, entre Sines-Beja (inicialmente prevista até à fronteira com Espanha), era um “equívoco técnico”, e que os 35 milhões gastos até então, não eram significativos (?!?), e que parando as obras ainda se conseguiam poupar 60 milhões. Pelas contas do governo ficamos a saber que esta importante Auto-estrada A26 (apenas até Beja) custaria 95 milhões de euros – cerca de metade já gastos – entre outros, com expropriações (com validade de 15 anos, faltando 5 para expirarem e regressem aos seus antigos proprietários sem estes terem de indemnizar o Estado); com o abate de montado e de espécies protegidas; com material que apodrece nas bermas do IP8.

O concelho de Beja, há 10 anos exportava apenas 875 mil euros, mas depois de apostar fortemente nos sectores agrícola, agro-industrial e agro-alimentar, potenciando o investimento de Alqueva, exporta hoje mais de 113 milhões, concorrendo de sobremaneira para a competitividade do Alentejo e do todo nacional. Mas… onde está a retribuição do Estado para com este concelho? Estas condições rodoviárias conferem competitividade à economia regional? E à nacional? São seguras? Quantas pessoas ali perderam a vida? Quantos ficaram feridos? São cómodas e confortáveis? Que prejuízos provocam nos veículos? Quanto tempo faz perder no transporte de mercadorias? E para as necessidades das pessoas? Como podemos pensar no Aeroporto de Beja sem uma estrada, sequer, digna desse nome?

 

 

publicado por Zé LG às 13:51
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É a mesma pessoa! o eng.º José Velez ex-vereador d...
Excelente debate que já há bastante tempo se impun...
Por muitos ilustres que cite não apaga a força do ...
Expus os meus argumentos com a mesma honestidade q...
Para começar, ter preferências é um luxo que todos...
Já vi que tem preferência pelo consumo de azeite d...
O que o PCP pretende no desenvolvimento agricola d...
Não, não sou a favor desse tipo de culturas.O que ...
Caro anónimo, não sei se é adepto deste tipo de cu...
Não precisa do futuro para estar enganado, já o es...
Estas reivindicações do PCP não são novas, são ali...
Só que nada fizeram até agora e que o engenheiro d...
ETAR de Vales Mortos: https://www.publico.pt/2017/...
qual situação?
A situação da "ETAR" de Vale de Vargo não é notíci...
blogs SAPO