Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
11
Mar 09

Hoje já não há feiras com 9 dias, é um grande esforço, sobretudo quando são feiras que acontecem em regiões do interior. É, antes do mais, uma decisão de concentrar a feira, de tê-la em todos os dias a cem por cento, sem tempos nem dias mais «mortos». É uma solução muito racional, quer para quem organiza a Ovibeja, quer para quem a visita, quer para quem aqui expõe. O que nos interessa não é tanto a quantidade de dias, é mais a qualidade que a feira pode oferecer”, afirma Manuel Castro e Brito, o presidente da ACOS - que organiza a Ovibeja – que refere que a crise internacional, com base na especulação financeira em larga escala, “veio provar, mais uma vez, que o sector primário é o sector âncora das populações e da economia, ao contrário daquilo que se dizia”.

publicado por Zé LG às 12:28
Infelizmente ainda há quem pense , que é mais importante ser Chico Esperto, do que produtor agrícola honesto.
Quem é que os convence de que mais vale um pacotinho de farinha, do que um pacotinho de acções?
Por este andar, não demora que não comecem a bater com os dentes na mangedoura....
MANUEL ANTONIO DOMINGOS a 11 de Março de 2009 às 14:30
Quere-me parecer que o Sr. Manuel Castro e Brito não sabe propriamente do que fala. Ou então não considera que a cidade de Viseu se situe no interior. É que em Viseu a feira de São Mateus tem a duração de uns módicos 30 dias, com um grande conjunto de eventos de grande qualidade.

Um abraço
Jorge Feio a 11 de Março de 2009 às 17:31
O Sr. Castro e Brito parece que gosta muito de dizer coisas ... como a "minha irmã Jorgina" ;)
Anónimo a 12 de Março de 2009 às 00:54
Concordo a 100% com a decisão de Castro e Brito, que considero de inteligente e necessária para manter a credibilidade da Ovibeja, como feira agricola e motor de desenvolvimento desta região.

Nos últimos anos, este certame não era mais do que uma semana de concertos musicais, alguns de mau gosto e bebedeiras de caixão à cova.

O triste espectáculo de jovens e jovens embriagados que se arrastavam pelas ruas de Beja nas manhãs seguintes, ia-lhe dando o mote de OVICOPOS e relegando para último plano os seus objectivos naturais.

A maior parte das pessoas que a visitavam já nem visitavam os pavilhões agricolas. Iam logo directas para o local das bebedeiras.
As pessoas que moram na próximidade do Parque de Exposições e Feiras já temiam de ano para ano a realização desta feira.
E mesmo com a presença e em grande número da "Polícia de Choque", estava-se sempre à espera de tudo; desde destruição de património até cenas de pancadaria, devido às referidas bebedeiras.

Vamos pois todos dar o nosso contributo para que no futuro se volte aos 10 ou até 30 dias de feira, mas de modo a que esta cumpra os seus objectivos. E não isto para que descambou irremediávelmente.

Há mais anos que esta decisão devia ter sido tomada. Digo eu...
Carlos a 12 de Março de 2009 às 09:03
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
E a minha rua sem alcatrão
E gostou do que disse o Costa sobre os comboios pa...
Nem como confundi-las :)
Um homem é o resultado do conjunto das suas ações,...
Manda o bom senso que para não suscitar dúvidas e ...
Mas qual vitimizar qual quê, mas eu preciso lá dis...
Bonita festa! Tantas centenas de pessoas com o com...
Vitimiza-te agora para encobrires a monumental asn...
Pois mas quando se manipula a verdade estamos suje...
Mas não me custa ouvir. O jogo politico também viv...
Queixinhas
Se estivesse calado e nao provocasse nao tinha que...
Depois ainda há quem fique surpreendido com o epít...
Toma as capsulas e deita te. Adeus nao vale a pena...
Publico o que eu quero e quando quero, sem pseudón...
blogs SAPO