Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
13
Fev 09

O secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações afirmou que este é o governo, que “mais investimentos tem feito, em prol do desenvolvimento do concelho” de Beja.

Gostava de ver demonstrada, com números reais, esta afirmação, sob pena de achar que este governo quer distrair-nos, ao “confundir” a propaganda da renovação de promessas com investimento real. Que investimentos fez, de facto e até agora, este governo nas estradas nacionais que atravessam o concelho de Beja?

publicado por Zé LG às 14:27
LG: É verdade que há muito por fazer e promessas, deste e de outros governos, por cumprir. Mas a acção do governo actual não se resume à "propaganda de renovação de promessas": Estão muitas obras e muitos projectos em curso, como o Aeroporto, o inicio da construção do IP8 e um conjunto de iniciativas e projectos de média dimensão dos quais a CMBeja é promotora e apoiada.
Jorge Barnabé a 13 de Fevereiro de 2009 às 15:48
Isso é verdade. Mal feito que não fosse assim...
Mas a questão que coloquei tem a ver com a declaração enfática feita pelo secretário de Estado. Será que é capaz de comprovar, com dados objectivos, que o investimento feito por este governo no concelho de Beja é o maior de sempre?
Zé LG a 13 de Fevereiro de 2009 às 16:20
@ LG: Não tenho dados que confirmem as palavras do S.E., talvez o próprio ou quem o represente o possam fazer, mas não deixam de ser relevantes os investimentos públicos em Beja na última década, o que tem permitido ao concelho um potencial de desenvolvimento notável. Independentemente das paternidades e das responsabilidades penso ser necessário uma acção positiva que nos faça dar o salto.
Jorge Barnabé a 13 de Fevereiro de 2009 às 18:14
Tudo que é desenvolvimento é confusão para estas mentes, sempre que uma região se desenvolve logo vêm estas confusões e os respectivos confusos. É que para PCP e respectivos acólitos para poderem sobrevive era não se fazer nada. Como se faz, logo vêm os profetas da desgraça, ainda por cima confusos a procurar condenar tudo o que possa acabar com o combustível do PCP. O combustível do PCP e acólitos é a miséria, a desgraça e o subdesenvolvimento. Quando este se combate o PCP e seus acólitos ficam em desespero, porque assim não podem continuar a promover manifestações, protestos ,greves e mais tudo o que se sabe. Aí a clientela diminui e ficam ser saber que fazer. E este blogueiro , olha quem...Até parece que os seus modelos de regime foram um sucesso e o povo vivia feliz e farto, ah, farto estava mas deles. Tão farto que nunca mais essa planta do dito comunismo nunca mais deu flor, porque será? Dá que pensar, né
Anti - Confuso a 13 de Fevereiro de 2009 às 22:19
Esta é a cassete mais usada nos últimos tempos.
Ninguém disse que o governo não tem feito investimentos no Concelho de Beja ou retirou importância aos investimentos feitos ou às obras lançadas.
Registar e realçar isso é uma coisa. Fazer afirmações como as que foram feitas exige demonstração para que não passem de propaganda.
De futuro, não se esqueça de mudar a cassete...
Zé LG a 13 de Fevereiro de 2009 às 23:18
Vai-me desculpar mas o que é escrito e a que chama cassete é uma verdade. Não deve gostar mas é. Ao longo dos anos do PCP só vi reclamações, manifestações e greves. Protestos e mais protestos como os problemas se resolvessem dessa forma. sempre ouvi falar de direitos de tudo e de nada, mas deveres ,os deveres não devem constar do vosso dicionário. Ate veja bem umas férias decidi ir conhecer um desses paraísos terrestres por vós muito apregoado, nada mais nada menos que que Cuba do Fidel,não sei se conhece? E que vi? Um povo na maior miséria, corrupção que até era visível nos bares hotéis e restaurantes do estado,claro,tudo lá é do estado socialista de Cuba.Se eu não exigisse factura era mais barato e os servidores do regime metiam as notas ao bolso.Á noite nas ruas de Havana e Santiago ,se não eramos seguidos pela PIDE local, oque acontecia com frequencia,logo apareciam os angariadores locais para venda de charutos e oferta de prostituição geralmente juvenil. Até quem pagasse bem podia ter uma menina virgem. Acredite fiquei chocado. Imagino que o que vai responder,a culpa é do bloqueio norte americano.Mas se Cuba é socialista e contra o capitalismo sobretudo o americano,nunca entendi muito bem como evocam essa culpa.Pensei que qualquer evolução comunista era para acabar com o capitalismo,que afinal ,segundo Fidel,é a culpa de todos os males de Cuba.Coisa estranha. Greves ,manifestações ou protestos ,apesar das miseraveis condições de vida,estão proibidas desde que Fidel tomou o poder ou mesmo antes com o fascista Fulgêncio Batista. Mas onde está a diferença entre eles? Falou em cassetes,mas como sabe sabe as cassetes sempre foram conhecidas como o argumentário do seu partido,todos falavam igual,até no sotaque.Alguns roeram a corda,claro as coisas desses regimes foram sendo publicas e conhecidas.O que o ou a anterior comentador escreveu está certo. O resto são cantigas de embalar já gastas.Vá lá a crise veio dar-lhes mais uns descontentes o pão que necessitam para ir sobrevivendo mais uns tempos.
Jorge Dias a 15 de Fevereiro de 2009 às 01:14
E se fundamentasse a afirmação do secretário de Estado?
Também podia escrever o que escreveu: "O resto são cantigas de embalar já gastas." Não me parece que o que se passa no capilalismo em geral e nalguns países em particulares seja exactamente o paraíso...
Zé LG a 16 de Fevereiro de 2009 às 00:23
Já imaginava que iria responder dessa forma ou acusar-me de anticomunismo primário. É que quando deixam de ter argumentos usam esses dois truques. Não desejo polémicas, mas uma análise com verdade. Para os PCPs só há capitalismo selvagem ultra liberal ou comunismo. Falsa questão. Não sou nem uma coisa nem outra e recuso ambas. Nem acredito no paraíso, mas na democracia, no estado de direito e na Declaração Universal dos Direitos do Homem. Acredito na liberdade de expressão e no direito dos povos escolherem os seus dirigentes, através do voto livre. Mas a questão que levou a este debate é sobre os investimentos em Beja. Claro o Aeroporto e o IP8 ,só para referir os mais recentes são coisas sem importância Nada trazem de impulso ao desenvolvimento do concelho de Beja. Pudera, estão aí e são um aborrecimento e tem que levar o PCP a puxar pela imaginação sobre que irá constestar,protestar e fazer propaganda. Sabe qual é a diferença? Enquanto que em Évora a câmara tem imaginação e bate-se por investimentos aqui ficam sentados á sombra dos chaparro a olhar para o céu a ver se cai alguma estrela sempre com o velho argumento que essas coisas são com o governo. Essa história repete-se desde sempre. Quer um caso mais? O Polis,o estado deu financiamento ,algum bem aproveitado, mas outro Santo Deus. Mas claro sempre culpa dos outros. Quer números ? Sempre pensei que fosse politico mas agora parece estar mais contabilista. Mas pode apresentar os seus, já foi o Sr. . que contestou as afirmações do governante. Eu vejo projectos importantes e que muito contribuem para o desenvolvimento de Beja.
Jorge Dias a 16 de Fevereiro de 2009 às 22:09
Pelos vistos imagina muito...
Eu também acredito no que diz acreditar. Mas não é isso que está em discussão. Mas também podemos discutir isso.
Onde leu ou ouvir dizer que os projectos de que fala não têm importância para a regiâo?
Refere que os de Beja, ao contrário dos de Évora não se batem por investimentos e "ficam sentados á sombra dos chaparro a olhar para o céu a ver se cai alguma estrela" mas não será um dos que acham que os de Beja só sabem reivindicar do poder central?
Enfim, parece-me que quer ler o que não escrevi nem penso. Fazer juizos de intenções tem os seus quês...
Zé LG a 17 de Fevereiro de 2009 às 00:48
Já vi que está confuso e já não sabe o que escreveu. Como todo o ser humano tenho imaginação e convicções. Mas tenha paciência, chega de andarem a atirar areia para os olhos das pessoas. E vai-me desculpar ,mas não quero uma vida com o nível e total falta de liberdade e respeito pelos mais elementares direitos do ser humano em que vagabundam esses povos dos vossos paraísos de sonho. Aliás nem desmentiu nada do que falei sobre esse el dourado de Cuba. Então o melhor seria terem um pouco mais de dignidade e dizerem que todo o vosso projecto politico foi uma desgraça, que levou esses povos a situações de miséria e perseguição.
Jorge Dias a 17 de Fevereiro de 2009 às 22:47
Mais uma vez, insistiu em bater ao lado...
Não desmenti o que disse sobre Cuba porque comprovei algumas das situações que apontou quando lá estive de férias Há uns anos. No ano anterior tinha estado na Tunísia e, a, talvez, principal diferença que observei entre os dois países é que em Cuba não se registam as mesmas desigualdades sociais.
Já há muito que fiz a minha auto-crítica em relação ao que se passou nos países do Leste. Mas convém acompanhar o caminho que estão a seguir. Será que em muitos deles o Povo hoje vive melhor?
Em todos os países capitalistas, que parece defender, tudo está bem, como se está ver, a começar pelo principal, que tem querido ser o "dono do mundo"...
Como vê, não sou eu que tento atirar areia para os olhos das pessoas... e não gosto de falar de bogalhos quando estamos a tratar de alhos.

Zé LG a 18 de Fevereiro de 2009 às 13:05
Caro LG: ouvi hoje a noticia do pacote anti-crise do presidente da CMVidigueira. E se quisermos fazer uma leitura rigorosa do que ali anuncia trata-se da "renovação das promessas" e das coisas previstas para este mandato embrulhadas num pacote de propaganda.

Pergunto-lhe objectivamente: E agora, neste caso, é propaganda ou investimento real?

Um abraço
Jorge Barnabé a 18 de Fevereiro de 2009 às 13:39
Acho que são as duas coisas. Não pondo de parte a tentativa de tirar dividendos desta apresentação não há dúvida que se trata de uma reorientação da intervenção municipal, com um maior enfoque e reforço orçamental nas medidas de apoio às empresas, à formação profissional, às instituições sociais e às pessoas em concreto. Ou não é assim?
Zé LG a 18 de Fevereiro de 2009 às 15:42
LG: Não é assim! Não podem haver dois pesos e duas medidas. O que foi apresentado não tem a ver com isso que refere. Trata-se de um branqueamento de promessas não cumpridas. De um embelezamento de muitas medidas e projectos já anunciados e que são actos de gestão normal na acção de uma autarquia.
Mas o que referi consta do pacote e parece-me válido. O que quer dizer com branqueamento de promessas não cumpridas? Quanto ao embelezamento ou embrulho pode ter razão. Mas quanto é que isso custou?
Zé LG a 19 de Fevereiro de 2009 às 11:35
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
23
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Por acaso alguém saberá dizer o que estavam a faze...
Ja andam a apagar vestigios . Suam por todos os po...
Uma boa pergunta, onde estão os contratos dessas o...
Estratégia isto é uma anedota! 4 anos de vazio pol...
O candidato do CDS terá que intenções ao ser candi...
Caro Zé: ora aqui está um assunto de verdadeiro in...
Ridículo. Um militante do PCP, candidato à Assembl...
O hospital está morte não há mais a fazer.O Consel...
São péssimos com numeros e com pedidos de desculpa...
Deviam ter vergonha de lhe mandar bocas anónimas. ...
Mesmo no lugar onde fica intervém muitíssimo.
Mas que não irá a lado algum...
A cdu no seu melhor a jogar areia para os olhos da...
Sim. Antes deste nunca tal se viu. Ainda se fosse ...
Desculpe mas não vejo a relevância, para mim o est...
blogs SAPO