Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
27
Mai 17

Neste momento, na área da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Ulsba), existem 12 médicos a cumprirem o internato na especialidade de Medicina Geral e Familiar. Segundo números disponibilizados pela Ulsba, dos 90 médicos a exercerem nos vários centros de saúde do distrito (exceto Odemira), 34 são estrangeiros (24 de Cuba, três do Brasil e um da Rússia, Moldávia, Moçambique, Espanha, Holanda, Peru, Colômbia e Holanda).

Vasconcelos1-1830.jpg

Cada um dos clínicos é responsável por uma lista de 1 400 doentes, sendo que, “neste momento, há só uma lista [de utentes] no Centro de Saúde de Beja sem médico de família”. No resto do distrito a cobertura é completa, assegura a Ulsba.
Mas para Pedro Vasconcelos, “uma coisa é ter médico, outra é ter médico de família, alguém especializado em Medicina Familiar”. O presidente da Ordem dos Médicos em Beja lembra que “os médicos estrangeiros a exercer em Portugal têm a possibilidade de requerer a especialidade à Ordem dos Médicos. Têm é que fazer as provas exigidas, como já aconteceu, pelo menos, com uma”, mas tal não tem sido prática.

Leia todo o artigo de Aníbal Fernandes AQUI.

publicado por Zé LG às 15:05
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Camaradas vocemecês não eram para estar reunidos a...
A CIMBAL deveria fazer um esforço para sair do "se...
são mesmo uns tristes...insistem na conversa de me...
chega-lhes roupa, não sejes cagarolas
Esta Câmara de CABELEIREIRAS, ESTETICISTAS, PROFES...
Os "outros" prometeram, "estes" vão fazer... Esper...
A estratégia é disparar em todas as direcções! An...
Deserto de ideias e iniciativas já é.
Mais que o centro do sul esta camara de cabeleirei...
Nã leio o dalentejô. Só veijo a capa! falari, fala...
atã nã fali do que nã sabi
nã sabe leri?
E a ETAR de Vales Mortos? E as não obras na escola...
blogs SAPO