Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
07
Mai 12

Jorge Pulido Valente entende que é “prematuro” falar na sua recandidatura à presidência da Câmara de Beja, lembrando que, depois da alteração aos estatutos do PS, o candidato é “escolhido em primárias”.

Embora não se assumindo como “candidato a candidato”, Pulido Valente assegura que está “motivado” para se recandidatar pois o projecto que tem para Beja “é para dois mandatos ou até 10 anos”.

Pulido Valente considera que até às eleições, dentro de ano e meio, “muita água vai passar por baixo da ponte” e que “vão existir poucas pessoas, nas condições em que nos encontramos, a sentirem-se aliciadas para serem candidatos” devido à Lei dos Compromissos, à revisão da Lei das Finanças Locais e à nova Lei autárquica. A criminalização dos eleitos, prevista na Lei dos Compromissos, vai travar o aparecimento de candidaturas, sublinha.
As eleições para a concelhia de Beja do PS realizam-se em Junho.

publicado por Zé LG às 12:45
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
É uma empresa com muitas centenas de trabalhadores...
Há muito que essa casa anda sem Rei nem roque. Lam...
Não tem aval do diretor RH??Impossível, ela faz o...
E não é que está mesmo, estes comunas não brincam ...
A CDU está a deixá-los poisar...
Aval do Diretor de Recursos Humanos não tem, a dit...
Alguém sabe explicar o que se passa com as candida...
Escravos. Dos tempos modernos...por: Joana Marques...
Será que não há ninguém que meta um travão a esta ...
...que raio de alentejano és tu que que acha que u...
Se toda a gente sabe porque este dr. JOSE TADEU FR...
Trabalho no Hospital, sou enfermeira e tenho um fa...
Penso que nao a conheço.Nao me conhece e não conhe...
Esta senhora chefe de sessão, é de uma malvadez n...
Então uma chefe de secção tem o poder para recusar...
blogs SAPO