Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
07
Mar 12

A apresentação pública do projeto

de um borboletário

integrado na 2ª fase de requalificação do Jardim Publico de Beja,

terá lugar a 8 Março na casa do Lago pelas 18h30.

A existência de uma estufa de plantas

desativada no Jardim Público

gerou a ideia de criação de um Borboletário

ocupando esse espaço vazio.

No entanto, toda a zona poente do jardim carece de requalificação,

de modo a permitir a sua fruição pela população em geral,

pelo que se convidam os munícipes a dar os seus contributos para este projeto.

publicado por Zé LG às 21:04
Não tem, mas acaba por ter algo a ver com este item. Apenas se situa
um pouco mais acima do jardim Público de Beja.

Há largos meses que não ia ao coração da cidade de Beja. Ou seja, ao seu Centro Histórico. Nomeadamente à zona das Portas de Mértola, meia-laranja e as ruas que as ligam com o chamado jardim do bacalhau.
E não calculam a tristeza com que fiquei ao ver o estado de tamanha degradação em que se encontram. Isto depois de ainda há meia dúzia de anos das obras da Polis.

Não vou entrar em pormenores, apenas pedir a todos que possam, que dêm uma volta por alí com os olhos bem abertos.
Apenas saliento em jeito de relato tipo fotografico, o conjunto dos imponentes edificos do Banco de Portugal com o da Pousada de S. Francisco. Ambos encerrados e em processo de degradação bem visivel.
E em frente deste último, a escultura em homengem ao preso politico de Jorge Vieira, que não consegue ter um lugar certo e definitivo na cidade, mas que foi ali colocada, como que a dizer:
- Será que terá valido a pena ter lutado por uma democracia que deixou chegar estes edificios e estas ruas a um estado destes?
Luis D'Cunha a 7 de Março de 2012 às 23:44
É uma verdade que compartilho, a vida de hoje leva-me poucas vezes à meia laranja e arredores..., mas até dói! Como podem os anos ter feito o que fizeram..., tão triste..., triste porque é sinónomo que já lá vão os nossos anos... tal como a nossa vida, tamb~em a meia laranja vái ficando descascada :(
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:15
Ao ler as suas linhas, pensei, é bem verdade até dói!
Até dói ver a 77 fechada, até dói imaginar os engraxadores há tanto tempo desaparecidos, até dói relembrar as voltas de carro que de 5 em 5 minutos nos faziam passar pelo Luis da rocha, até dói pensar no Srº Correia e na papelaria que nos acompanhou tantos e tantos anos, até dói lembrar o de todos amigo, o Cabral Correia, sempre "bruto" mas simpático, até dói não ter mais a Topéqui para ler umas revistas à borla..., até dói lembrar o Quinhas sempre simpático (tinha dias) na sua agencia de condução, até dói ver o Cortiço transformado numa loja chinesa, onde estáo BAP? até dói, é verdade!
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:44
Parece-me uma boa ideia, que pode valorizar a cidade.
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:19
Porra, há meia duzia de meses que acabaram as obras, uma boa M..., e já vão estoirar mais eróis...f, é preciso ter estomago para aguentar
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:20
Mas é mau ter borboletas em Beja... a mim parece-me um bom projecto.
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:32
Brincando um pouco meu caro, tambem anónimo. Borboletas já temos demais por aí :):):):)
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:35
Sim claro, mas eu refiro-me a borboletas, borboletas. Borboletas de Natureza.
Anónimo a 8 de Março de 2012 às 23:39
É preciso ter cuidado quando se publicam notícias. Esse projecto foi elaborado, redigido e apresentado, por duas pessoas cidadãs de Beja, à Câmara Municipal de Beja que nesse momento manifestou o seu interesse. A memória descritiva que esta noticia se refere é da autoria de uma destas cidadãs. Será necessário noticiar ou não a possibilidade de usurpação desse projecto por terceiros. Quando noutro espaço se noticia que se pretende entregar esse projecto à Quercos, novamente, é necessário ter atenção pois o projecto é propriedade de quem o elaborou. Se a Quercos aceita viver à custa da iniciativa de outros será necessário informar-mos de que é feito a Quercos ou outras instituições, associações e pessoas individuais. Pois é disso que se trata.
Pedro a 9 de Março de 2012 às 11:27
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
31
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
chega-lhes roupa, não sejes cagarolas
Esta Câmara de CABELEIREIRAS, ESTETICISTAS, PROFES...
Os "outros" prometeram, "estes" vão fazer... Esper...
A estratégia é disparar em todas as direcções! An...
Deserto de ideias e iniciativas já é.
Mais que o centro do sul esta camara de cabeleirei...
Nã leio o dalentejô. Só veijo a capa! falari, fala...
atã nã fali do que nã sabi
nã sabe leri?
E a ETAR de Vales Mortos? E as não obras na escola...
Relamente... como foram muito audaciosos!!! Só a g...
Então mas afinal quem é que fala verdade?http://ww...
A montra de uma conhecida loja no centro de Beja a...
blogs SAPO