Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
31
Dez 17

Sou dos que entendem que Rui Vitória é o homem certo para o lugar certo e que a estratégia divulgada por Luís Filipe Vieira é a mais acertada para o Benfica, tendo em conta a situação do Clube e as suas capacidades económicas para competir com os grandes da Europa. 

YuriRibeiro_13agosto_New.jpg

Isso não me impede de observar e criticar o que me parece ser um percurso errante / ziguezaguiante que o Clube e a Equipa têm vindo a trilhar esta época, porque, ao invés do anunciado, por vezes, parecem ter-se transformado num mercado de jogadores, subordinando tudo aos resultados financeiros. 
Como é que estão a ser aproveitados os jovens jogadores formados no Clube? Quantos integram o plantel principal e quantos jogam habitualmente? Veja-se este último jogo. Quantos desses jogadores jogaram? Porque jogaram alguns dos jogadores que vão sair? Para terem mais uma janela de promoção? Não deveria ter servido para preparar o dérbi? Porque não jogaram os titulares? Estão cansados? Não tinham tempo de recuperar? Só já têm o Campeonato para jogar, ao contrário dos principais adversários... 
Espero / desejo que o Benfica entre na linha da estratégia divulgada, que aposte mais intensamente nos jovens jogadores formados no Clube (e não apenas nos comprados recentemente) e que não volte ao mercado para comprar mais uma resma de jogadores que terão o mesmo destino que as resmas adquiridas no Verão... Porque não se vai buscar alguns dos jovens jogadores emprestados e que tão boas provas estão a dar? 
Para terminar, é necessário que LFV e RV façam "bater a bota com a perdigota" e que vendam ou emprestem alguns jogadores adquiridos e que não provaram ser uma mais-valia para a equipa, que apostem mais na prata da casa e que só vão buscar algum jogador com capacidade para entrar directamente na equipa e acrescentar-lhe valor.

publicado por Zé LG às 17:04
31
Dez 17

PORTU-GALO_800x800.jpg

Portu-galo, a obra de arte criada, em 2017, por Artur Bordalo, numa fachada de uma casa em Beja, situada próxima do Centro Unesco e do Pax Julia Teatro Municipal, foi distinguida pela revista “Widewalls” que “pretende ser o principal guia de arte moderna e contemporânea para os colecionistas”. A revista, suíça, considera o “galo” da cidade de Beja como um dos cinco murais mais bonitos concebidos durante este ano por um artista. Artur Bordalo, que assina como Bordalo II, foi um dos criadores convidados no âmbito do programa da segunda edição do festival Beja na Rua e reutiliza o lixo urbano para criar instalações de rua, que representam cenas urbanas ou animais.

publicado por Zé LG às 13:12
31
Dez 17

radiogr.png

Foi lançado esta semana um concurso público, pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, no valor base de 1.036.000€, e que visa a aquisição de equipamentos de imagiologia.

Os equipamentos que melhorarão os serviços de Imagiologia da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo são: equipamento de RX convencional, RX portátil com detetor digital, um mamógrafo, equipamento para tomografia computorizada, ecógrafos e uma estação de diagnóstico de imagiologia.

publicado por Zé LG às 09:43
30
Dez 17

131020171718-648-JosAlbertoGuerreiro.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, continua a liderar a presidência do Conselho Diretivo da Associação de Municípios Alentejanos para a Gestão Regional do Ambiente (AMAGRA), com sede em Ermidas-Sado, até 2021.

Na presidência da Assembleia Geral da AMAGRA continua o Município de Ferreira do Alentejo, através do autarca Luís Pita Ameixa, do PS.

Os novos órgãos sociais da associação foram aprovados no passado dia 12 e o Conselho Diretivo da AMAGRA e conta ainda, na sua constituição com os autarcas Nelson Brito, o presidente socialista de Aljustrel, José Manuel Arsénio, o vereador do PS da Câmara de Sines, Ana Luísa Soares, vereadora da Câmara de Alcácer do Sal, da CDU e Albano Pereira, vereador da Câmara de Santiago do Cacém, também da CDU). António Viana Afonso é o secretário-geral.

publicado por Zé LG às 09:25
30
Dez 17

201712280742521.jpg

Nos dias em que chuva ameaça cair dos céus as ruas empedradas de Beja ficam mais cinzentas, entristecem. Uma tristeza que também cruza as portas da casa onde Veneranda Militão, de 80 anos, vive sozinha no centro da cidade, paredes meias com o Largo do Carmo (por sinal um dos locais mais movimentados de Beja). Viúva, o contacto com os dois filhos é quase inexistente. Os irmãos estão longe e vizinhos nem vê-los. "Tinha dias que só via as paredes de casa", conta de voz embargada e uma ponta de lágrimas a querer romper pelos olhos.
Veneranda Militão não utiliza o verbo "ter" no pretérito imperfeito por acaso. É que esta antiga trabalhadora no hospital da cidade encontrou duas novas amigas: Ana Rita Guerreiro e Marisa Carvalho, as assistentes sociais da Santa Casa da Misericórdia de Beja (SCMB) que trabalham no projecto "Ao encontro de um amigo". Uma iniciativa que permitiu a esta octogenária ter finalmente alguém com quem conversar e, sobretudo, combater a solidão que lhe consumia os dias.

publicado por Zé LG às 01:22
29
Dez 17

b8a3b42b-75ef-4006-a7d0-3135287376c3.jpg

A Câmara Municipal de Mértola inaugurou no dia 19 de dezembro, ao início da noite, a iluminação da ponte sobre o rio Guadiana. Com a iluminação da ponte, a circulação de peões entre as duas margens do Guadiana será mais fácil e mais segura para todos os que diariamente fazem este percurso. A iluminação do tabuleiro da ponte é constituída por 18 colunas e luminárias e a iluminação cénica dos sete pilares por 14 projetores e equipamentos para o controlo de variação de cor. A obra é um investimento municipal de 90 mil euros. A ponte sobre o Guadiana foi construída em 1961, com projeto da autoria do Eng.º Edgar Cardoso.

publicado por Zé LG às 18:55
29
Dez 17

Estou convicto de que a criação no Hospital de Beja de Centros de Responsabilidade Integrados - entre os quais o de Cardiologia - permitiria melhores condições de contratualização, de atração de mais especialistas, de aumentos da produção e qualidade. Defendo essa perspectiva desde o mandato em que exerci funções de Diretor Clínico (1996-2000). A legislação atual contempla essa possibilidade. Seria um caminho de desenvolvimento, contrariando o processo de definhamento em curso nos últimos anos. Mas não temos sinais visíveis de que o Conselho de Administração da ULSBA pretenda implementá-los.

Munhoz Frade a 28 de Dezembro de 2017 às 23:09, AQUI.

publicado por Zé LG às 15:30
29
Dez 17

281220171213-442-Alqueva.jpg

O projeto de alargamento da mancha de regadio do Alqueva, em 10 mil hectares, para o concelho de Moura ficou concluído recentemente e já tem financiamento garantido.

Moura vê assim chegar ao seu território o regadio de Alqueva, assim como a possibilidade de ver concretizada uma “velha” aspiração, tendo em atenção o facto, de ser o concelho com a maior área banhada pelo Grande Lago, mas que não estava incluído no seu sistema de regadio.

publicado por Zé LG às 12:40
29
Dez 17

26165288_1585974691494671_830233344839525781_n.jpg

publicado por Zé LG às 09:02
tags: , ,
28
Dez 17

26056143_1636764286385344_6913950707378414650_n.jp

 Copiado DAQUI.

publicado por Zé LG às 23:46
26
Dez 17

013.JPG

publicado por Zé LG às 16:12
25
Dez 17

039.JPG

publicado por Zé LG às 16:14
24
Dez 17

102.JPG

publicado por Zé LG às 15:57
24
Dez 17

4969_big.jpg

O Executivo da Câmara Municipal de Moura já respondeu às críticas dos vereadores da CDU, que sustentam a sua abstenção na votação do Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2018.

Álvaro Azedo, Presidente da Câmara de Moura, referiu que a tomada de posição da CDU só denota “um mau perder muito grande”, uma vez que exige ao actual executivo que faça em 2 meses, aquilo que a CDU não fez em 20 anos.

Leia a NOTÍCIA.

publicado por Zé LG às 12:42
24
Dez 17

Há muito que entre nós, comunidade Bejense, propugno uma cultura de transparência, diálogo e envolvimento cívicos, entre responsáveis pela gestão e a população. Já em agosto de 2003, num extenso artigo publicado no Diário do Alentejo, afirmava:
“Manter informados os utentes e dialogar com os seus representantes, eis uma das legítimas expectativas que os cidadãos contribuintes têm sobre a atividade dos gestores hospitalares.”
“A defesa do interesse público exige não só rigor na administração de recursos. Exige também a transparência dessa gestão perante a comunidade.”
Daí para cá muito se legislou, sendo hoje possível aceder online a muita informação pertinente. No entanto, esses dados poucas vezes chegam aos cidadãos.
Mas é outra razão que implica a necessidade de informar os utentes em “tempo real”: a de que estes possam dar força para a resolução de dificuldades com que se debatem os responsáveis nomeados no dia-a-dia. É nesse objetivo, de Unidade, que convergem as ações de intervenção pessoal, entre as quais as que um blogue como este possibilita.

Munhoz Frade a 23 de Dezembro de 2017 às 10:00, AQUI.

publicado por Zé LG às 10:00
23
Dez 17

Continuam a existir entidades que entendem que a melhor estratégia de comunicação é não responder nem esclarecer as críticas e dúvidas com que são confrontadas, principalmente nas redes sociais, porque ao fazê-lo só estariam a contribuir para valorizar esses meios de comunicação.

Parece-me que esse entendimento constitui um erro estratégico grave, de consequências bem previsíveis, como a nossa história local recente mostrou. O foco da comunicação deve ser colocado nas questões objecto da crítica ou relativamente às quais são levantadas dúvidas e não no mensageiro. O que importa é esclarecer e, através do esclarecimento, consolidar a relação de confiança com os destinatários da sua actividade. Fazê-lo apenas em função do meio de comunicação que veicula a crítica ou a dúvida é “lateralizar o jogo” e “atirar a bola para fora” e, dessa forma, “passar a condução do jogo para o adversário".

publicado por Zé LG às 13:30
23
Dez 17

Vidi-768x512.jpg

O Município de Vidigueira realiza hoje, pelas 17.00 horas, no Centro Multifacetado e de Novas Tecnologias, o Conselho da Diáspora e da Juventude (CDJ). "Uma oportunidade de trabalho em rede e de colaboração entre todos", afirma Rui Raposo, presidente da Câmara, sobre a realização deste Conselho.

Trata-se de um fórum que envolve todos os jovens até 40 anos na reflexão e discussão de temas e oportunidades que beneficiem o desenvolvimento local do concelho e a promoção de melhores políticas públicas destinadas à fixação dos jovens e à melhoria da sua qualidade de vida e bem-estar.

Este fórum é coordenado pelos presidentes da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal e é mais um veículo inovador de aproximação e abertura à população, assim como de promoção da transparência e do fomento da atividade cívica junto dos mais jovens, afirma a autarquia.

Ler mais AQUI e AQUI.

publicado por Zé LG às 10:00
23
Dez 17

25508191_2097046053856768_5285335245045939991_n.jp

publicado por Zé LG às 01:08
tags: , ,
22
Dez 17

HospitalSerpa-768x512.jpg

O deputado do PCP eleito por Beja voltou a questionar o governo sobre o Hospital de S. Paulo em Serpa. O parlamentar quer saber qual o futuro dos trabalhadores daquela unidade de saúde.

João Ramos quer saber se o ministério da Saúde garante que os direitos dos trabalhadores são respeitados no processo de extinção do acordo de cooperação; por que razão não têm sido prestados todos os esclarecimentos aos trabalhadores sobre este processo; que intenções existem relativamente aos trabalhadores que têm contracto de trabalho com a ULSBA; por que razão não está ainda resolvida a situação do pagamento das horas em divida e quando será resolvido esse problema.

Ler e ouvir também AQUI.

publicado por Zé LG às 19:17
22
Dez 17

24293982_1476722719030110_8675930937452616120_n.jp

Em 2018 a EMAS- Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja não vai aumentar as tarifas de água e saneamento em Beja.

“A decisão assenta na convicção de que não devem ser transferidas para o consumidor eventuais ineficiências decorrentes da prestação de um serviço, que deve processar-se num quadro de recuperação tendencial de custos, mas maximizando sempre a qualidade”, revela a empresa em nota de imprensa.

Rui Marreiros, administrador executivo da EMAS explica que “houve uma tentativa de redução da tarifa”, algo que se revelou “manifestamente impossível face à situação financeira da empresa”.

 

É uma boa notícia, que seria ainda melhor se incluísse o ajustamento das tarifas de resíduos às quantidades "escoadas" em vez de indexadas ao consumo de água, conforme acontece, o que gera graves injustiças.

publicado por Zé LG às 12:43
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
27
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Relamente... como foram muito audaciosos!!! Só a g...
Então mas afinal quem é que fala verdade?http://ww...
A montra de uma conhecida loja no centro de Beja a...
Já agora alguém sabe que Beja vai receber o campeo...
Vao buscar o Zandinga para adivinhar o que se vai ...
Quem será o caudilho?
Concordo.Dentro de 4 anos, se o executivo do PS nã...
A CDU nunca mais voltará a ganhar na Câmara. Acred...
De acordo. O Mercado Público está moribundo
Pelo menos nos ultimos 20 anos todas as candidatur...
Presidenta nova.
Isto é o lado perverso.
A tradição já não é o que foi...
Temos deputado.O PCP depois candidata-o à Câmara ...
blogs SAPO