Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
31
Out 17

Capoulas-1060x594.jpg

Não é por ter sido o anterior governo a suspender a construção dos IP’s (ou autoestradas) 2 e 8 que este não a retoma e os mantém afunilados a 30 ou 40 kms de Beja.

Não é por ter sido construído o Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva que agora o Estado não investe mais no Baixo Alentejo. Alqueva foi construído onde foi porque é aqui que existem as condições para tal, tal como o Porto de Sines foi construído em Sines e não em Elvas… E, como sabemos, esses são projectos nacionais e não apenas locais ou regionais.

Não é por ir ser feita a ligação ferroviária de Sines ao Caia (e porque não mais a Sul?) que não se arranja a ligação de Casa Branca a Beja ou, pelo menos, se põem a circular comboios com um mínimo de condições.

publicado por Zé LG às 18:03
31
Out 17

logo.png

A empresa Águas Públicas do Alentejo (APdA) adjudicou uma empreitada no valor de 2,6 milhões de euros com o objectivo de reforçar o abastecimento de água aos concelhos de Barrancos, Mértola, Moura e Serpa.

Esta empreitada, com um prazo de execução de 450 dias, é financiada a 85% pelo POSEUR-Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos e vai reforçar a continuidade do serviço de abastecimento de água ao concelho de Serpa, estender o abastecimento a partir da ETA do Enxoé aos concelhos de Moura e de Barrancos e ainda reforçar a adução de água a Mértola.
A ligação à ETA do Enxoé, para além de assegurar o abastecimento de água em quantidade aos quatro municípios alentejanos, vai também permitir melhorar a qualidade da água distribuída às populações que são actualmente servidas por captações subterrâneas, pouco produtivas e com problemas de qualidade.

publicado por Zé LG às 12:48
31
Out 17

O programa Prós e Contras da RTP1, realizou-se, ontem à noite, em Reguengos de Monsaraz, em torno das questões da (falta de) água, despovoamento, desertificação e esquecimento do Alentejo, em particular, e do Interior, em geral. 

A moderadora Fátima de Campos Ferreira, revelou a sua habitual falta de capacidade de moderação, ao intervir excessivamente e ao cortar frequentemente a palavra aos intervenientes, não lhes permitindo concluir o que estão a dizer. Alguns dos intervenientes também não ajudaram, falando pelos cotovelos e revelando dificuldades em falar nas coisas concretas. Deu demasiado tempo de antena ao ministro da Agricultura, chegando a parecer um debate na AR sobre o estado da Nação...

Os representantes do movimento Beja Merece + estiveram bem, conseguindo mostrar ao país como Beja tem estado a ser votada ao ostracismo pelo poder central, designadamente através da não concretização ou conclusão das acessibilidades essenciais ao desenvolvimento e as tentativas que têm vindo a ser desenvolvidas para acabar com a ligação ferroviária a Lisboa. O presidente da Câmara de Beja foi pouco veemente no apoio aquelas posições do Movimento, optando mais por transmitir uma visão optimista do futuro da região.

Apesar de tudo, parece-me que resultou clara a necessidade de uma melhor gestão da água, um maior investimento no Interior, de forma a combater o despovoamento e a desertificação e a fixar as populações, e de melhorar as acessibilades a Beja.

 

publicado por Zé LG às 08:42
30
Out 17

Feira Alvito.jpg

publicado por Zé LG às 16:49
30
Out 17

Comboio.jpg

A DORBE do PCP considera que as decisões da CP de substituir comboios por autocarros e suprimir alguns horários no trajeto Beja/Casa Branca/Beja revelam falta de consideração pelas populações dos concelhos de Alvito, Cuba e Beja e relembra que, por proposta do Grupo Parlamentar do PCP, foram aprovadas pela Assembleia da República, recomendações que propunham a “valorização da linha ferroviária do Alentejo” e que aquilo que se esperava “é que o Governo tivesse tomado as medidas necessárias desde logo e em respeito pela Resolução da Assembleia da República, em vez de deixar, com a CP, que a situação se agravasse.”

 

A deputada do PSD eleita por Beja considera “incompreensível a supressão de comboios no trajecto de Cuba para Beja”. Para Nilza de Sena é “notório o grau de degradação verificada nas carruagens que servem esta linha Beja/ Casa Branca / Beja, nos atrasos recorrentes reportados pelos diversos passageiros deste trajecto, ...”.

O Grupo parlamentar do PSD apresentou um projecto de Resolução da Assembleia da República, que “recomenda que se reponham os horários dos comboios das 8h35, 10h30 e 17 horas entre Cuba e Beja e que se acautele o estado das carruagens que transportam os passageiros, sobretudo os cuidados de higiene externa e interna das carruagens”.

publicado por Zé LG às 13:52
30
Out 17

210720171649-409-CatarinaMartins.jpg

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) esteve de visita a uma exploração, situada perto de Beja, onde uma empresa espanhola terá destruído uma ponte romana e quase duas dezenas de sítios arqueológicos assinalados no Plano Director Municipal para plantar 3 mil hectares de amendoal.
A líder do BE falou do Alqueva e da necessidade da água para “haver agricultura, emprego, desenvolvimento”, acrescentando que “o que estamos a assistir é que o terreno está todo a ser ocupado, nomeadamente o melhor terreno agrícola, por culturas intensivas”, que “não criam emprego propriamente na região, ... e têm tido danos a vários níveis, ambientais desde logo”.
Catarina Martins não tem dúvidas “que é preciso novas regras para o ordenamento dos nossos recursos hídricos, porque Portugal precisa de água, tem de a proteger, tem de a saber usar”.

publicado por Zé LG às 08:48
29
Out 17

andaremfrente.jpg

publicado por Zé LG às 21:00
29
Out 17

cartaz_exposicao_escrita.jpg

publicado por Zé LG às 14:00
29
Out 17

21150313_1919361908090793_8228194591321293404_n.jp

A Coordenadora do Bloco de Esquerda participa na Assembleia Distrital do seu partido, que se realiza hoje, às 15h00, na Casa da Cultura de Beja, para tratar do balanço das eleições autárquicas e da Situação política: OE para 2018; incêndios; saúde; educação; combate às agressões ambientais (e não só) das monoculturas;  greve na Somincor; plenário de imigrantes na Zambujeira.

A chegada de Catarina Martins está prevista para o meio-dia (12h00), com paragem na reta Beringel-Beja (junto à Diabrória) para denunciar a destruição de sítios arqueológicos numa área de 3000 hectares para plantação de amendoal pela empresa espanhola De Prado, seguindo-se um almoço no restaurante Luís da Rocha às 13h00.

publicado por Zé LG às 09:27
29
Out 17

578px_9c5c150911915325733449.png

A EMAS de Beja foi distinguida com o Selo de Qualidade exemplar de água para consumo humano, uma distinção relativa à prestação dos serviços de abastecimento público de água. A atribuição da entrega dos “Selos de Qualidade” irá decorrer no dia 8 de novembro, durante a 12.ª Expo Conferência da Água, que se realiza em Lisboa.
In: B NEWSLETTER | 27 de outubro de 2017 | Câmara Municipal de Beja

publicado por Zé LG às 00:33
28
Out 17

035.JPG

publicado por Zé LG às 23:34
28
Out 17

261020171512-852-HorriodeInverno.jpg

Às duas da madrugada deste domingo, dia 29, os relógios têm que ser atrasados 60 minutos, para a 1 hora, em Portugal Continental e na Madeira. Nos Açores a hora muda da 1h para a meia-noite.

Dá-se assim início ao horário de Inverno, em que os dias começam a ser mais pequenos e as noites maiores.

publicado por Zé LG às 21:10
28
Out 17

015.JPG

publicado por Zé LG às 17:55
28
Out 17

cartaz_outono a mesa.jpg

publicado por Zé LG às 11:47
27
Out 17

prova alvito_2017.jpg

A valorização da gastronomia tradicional e dos produtos regionais é um dos objetivos do concurso, criando-se uma oportunidade que alia a memória gastronómica à criatividade e inovação.

Nesse sentido, o desafio do Prov’ Alvito não é tanto a reprodução das receitas em relação às gerações antepassadas: apela, antes, à evocação dos sabores tradicionais e à utilização dos produtos locais e da estação introduzindo-lhes a contemporaneidade que lhes acrescenta valor, tornando-os mais atrativos.

E estamos a falar de que Frutos de Outono? Amêndoas, nozes, figos, marmelos, romãs, pinhões, avelãs, castanhas, batata-doce, dióspiros, abóboras ou mogango.

Participe! Os prémios variam entre os 50 e os 200 €.

Normas de Participação em www.cm-alvito.pt

publicado por Zé LG às 12:46
27
Out 17

DA.jpg

CA.jpg

publicado por Zé LG às 10:41
tags: , ,
27
Out 17

171003_GreveFC_STAL_ac8ed.jpg

 Veja AQUI as razões para a marcação da greve.

publicado por Zé LG às 00:05
26
Out 17

Vozes do Cante.jpg

publicado por Zé LG às 21:30
26
Out 17

Paulo-Arsénio-2.jpg

O presidente da Câmara de Beja considera que “o mais urgente neste momento é corrigir a questão do transporte de passageiros entre Beja e Casa Branca”.

Lembrando que a linha “não será electrificada nos meses mais próximos”, pois tal não está previsto pelo Governo, Paulo Arsénio considera que, para melhorar o serviço, é necessário “substituir o material circulante”, frisando que “Não podemos continuar a permitir que as pessoas do baixo Alentejo, de Beja, de Alvito e de Cuba e das estações servidas por esta linha sejam tratadas da forma como estão a ser tratadas”.

O presidente da Câmara de Beja assegurou que vai exigir junto do Governo a electrificação da linha ferroviária até Beja e defendeu que, até que a linha seja electrificada, sejam colocados novos comboios a circular na linha.

Recorde-se que o Gabinete de Comunicação da CP reconhece que a supressão de horários, a substituição do comboio por autocarros e os atrasos constantes devem-se ao facto, do trajeto Beja/Casa Branca/Beja não estar eletrificado, situação que obriga, segundo este organismo, à utilização de material circulante obsoleto, ou seja de automotoras a diesel com mais de 50 anos. O Gabinete de Comunicação da CP deixou claro, igualmente, que por tudo isto é impossível evitar supressão de horários e atrasos na circulação de comboios.

publicado por Zé LG às 12:47
26
Out 17

251020171729-512-DSC_0575.JPG

Já foram escolhidos os vereadores a tempo inteiro e fixadas as suas funções. Já foi nomeado, também, o vice-presidente da autarquia bejense.

Paulo Arsénio designou o vereador Luís Miranda, como vice-presidente da Câmara de Beja, a quem, para além de outras funções que lhe sejam atribuídas, cabe substituir o presidente da autarquia bejense, nas suas faltas, férias e impedimentos.

Relativamente aos novos elementos de administração da empresa municipal, EMAS – Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja, foi nomeado para presidente Luís Miranda, para administrador executivo, Rui Marreiros e para administradora não executiva, Helena Barbosa.

No que se refere à Alentejo XXI, associação de direito privado, a representação no Conselho Administrativo recai sobre a vereadora Marisa Saturnino.

publicado por Zé LG às 08:44
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Mandou fazer o tubinho e comprou caixas de Rennie!...
A morte de uma cidade! Só não vê quem não quer!
Já tem um tubo e uma máquina de alcatrão não chega...
os tubinhos foi onde os outros gastaram o dinheiro...
Que boa noticia para os colaboradores da EMAS. Já ...
Já se começa a notar a mão do Eng.º Rui Marreiros....
Em Beja já aconteceu e ê só descer degraus.Nao vee...
Sempre tem a asfaltadeira do Rocha para ir tapando...
Meninos mimados e guerrilhas há em todo o lado, se...
O que se passa aqui e um reflexo de tudo o resto, ...
Tudo bem, mas por favor não misture com o que se p...
Parvoíce é o silêncio de que devia de andar indign...
Querer comparar o que se passa a nível autárquico,...
Pelo menos,já devia ter organizado uma festinha te...
... E assim é esta a forma cordial entre eles que ...
blogs SAPO