Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
19
Ago 17

PAIS EM REDE é um movimento cívico, de âmbito nacional, composto por “famílias especiais” e por cidadãos solidários, cuja função é constituir-se em parceiro social, capaz de unir vozes para comunicar, discutir, organizar e propor soluções, e, em consequência, mudar as mentalidades, na mira de uma progressiva qualidade de vida das pessoas com incapacidades e das suas famílias. Uma das dificuldades dos pais com crianças especiais é encontrar programas de verão capazes de responder aos desafios que levantam estas crianças.

o_article_65342.jpg

Para este efeito desenvolveram um projeto de inclusão social em Grândola, em colaboração duas escolas artísticas de Macau, a Macau ArtFusion e a Macau no Coração, lideradas por Laura Nyogeri, artista natural de Grândola a viver em Macau, pelo município de Grândola, pela Junta de Freguesia de Grândola e Santa Margarida da Serra e pelo Casino de Tróia, para "colmatar as falhas existentes no apoio às crianças com deficiência durante as férias de verão no litoral alentejano" e que incluiu workshops de dança, música e artes plásticas, passeios e idas à praia.

O resultado deste trabalho vai ser apresentado no próximo dia 20 de agosto, no palco do Casino de Tróia, com um espectáculo inspirada na obra ‘A Maior Flor do Mundo’, de José Saramago, conta com a participação de 50 crianças e as receitas obtidas reverterão para a Associação Pais em Rede. Os bilhetes podem ser adquiridos no site da ‘Ticketline’, na Fnac, na Worten ou no Casino de Tróia.

Imagem de capa de mundoportugues.org

publicado por Zé LG às 21:00
19
Ago 17

publicado por Zé LG às 15:13
19
Ago 17

150500_364499860311480_1508364405_n.png

Acho que devemos fazer uma campanha eleitoral austera, sem folclores nem grandes despesas, privilegiando o contacto com as pessoas à exposição pública / visibilidade.

Acho que esse tipo de campanha será melhor compreendida e aceite pelas pessoas e, eventualmente, reconhecida pela comunicação social.

Acho que não nos devemos endividar / empenhar, mesmo que tenhamos a certeza de podermos vir a ser financiados.

Acho que não devemos gastar dinheiro em painéis, mupis e coisas do género.

Esta poderá ser também uma imagem de marca do Movimento, que nos distingue dos outros – privilegiamos o contacto directo com as pessoas, a política com conteúdo, o debate político à política espectáculo, sem conteúdo e embrutecedora.

 

publicado por Zé LG às 00:00
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Estúpido é que ele não é! Carreira política meteór...
Esta ganhando muito acima de chefe de divisão.E o ...
Com a ajuda de muitas bocas.
O Paulo Arsénio já conseguiu uma coisa que o Pedro...
Esse tacho já ele agarrou. Deve querer voar mais a...
Então há novidades sobre a manifestação dos Beja m...
O que esse quer é um tacho de Director de serviço ...
O PS tem que encarar a luta como luta contra a máq...
O VP pode usar os nomes que quiser e escrever o qu...
Apoio o Paulo Arsénio porque acho que ele é a pess...
Pois sim, a escrita é quase uma impressão digital....
Para quem está a tempo parcial na cidade mostra um...
E quando não lhe dão nada para fazer, nem acordam ...
O resto do tempo está lá para cima, para o norte?!...
hahahahaha, ai ai, apetecia-me escrever umas coisa...
blogs SAPO