Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
16
Abr 17

080420151121-854-ecopontoscastroverde.jpg

Segundo os dados divulgados recentemente, pela empresa intermunicipal, a autarquia castrense aparece em primeiro lugar na “Liga Intermunicipal da Reciclagem”. Castro Verde recolheu 47,8 kg de resíduos por habitante, entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2016.
O município de Castro Verde continua a pedir a colaboração da população porque para além de ajudar a reduzir a factura do valor de depósito de resíduos em aterro, está a contribuir para um concelho ambientalmente mais equilibrado, para a diminuição dos impactos ao nível do território e a preservação da biodiversidade.

António João Colaço, vereador da Câmara Municipal de Castro Verde, atribui os resultados à política de sensibilização ambiental seguida no concelho e ao empenho dos munícipes.

No ranking apresentado pela empresa de tratamento e valorização de resíduos seguem-se Ourique (37,7 quilogramas por habitante) Beja (35,2), Mértola (31,6), Serpa (31,4), Almodôvar (27,9), Moura (22,7) e Barrancos (20,5).

publicado por Zé LG às 10:34
Abril 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Sempre se vai lutando e fazendo alguma coisa, cara...
Vamos vendo e assistindo .As vezes podem ,querem o...
Não sejamos injustos. Os profissionais que lá trab...
E aí de nós se precisamos de cair na Urgencia! Pod...
Então agora sigam o ditado...
Quem se dispunha foi afastado.
O pior ê que não se vê quem queira,começando pelo...
Mais vale quem quer do que quem pode.
E não tenha dúvidas que os braços caídos são mais ...
Só na cabeça de quem já desistiu!
Ainda tem dúvidas? No hospital já muitos sabem iss...
Uma causa perdida?
Morte muitas vezes aqui anunciada.Depois de “porta...
Eles não estão lá para dar essas respostas.
Sim. Os seguros pagam e os médicos da Urgencia tam...
blogs SAPO