Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
15
Abr 12

Meu Caro Camarada
Escrevo-te na tua qualidade de responsável pelo organização de Alvito do PCP.

Os fins dos anos são sempre boas alturas para se fazerem balanços e tomarem as decisões que se julgam mais adequadas. Foi isso que fiz agora.
Desde há algum tempo que vinha questionando a razão por que  ainda me mantinha no PCP, uma vez que parecia cada vez mais evidente que a relação que com ele mantinha há mais de 36 anos fazia cada vez menos sentido. Conclui agora que se esgotou, depois de ter dado o que tinha a dar e que, por isso não fazia sentido mantê-la.
É essa decisão de renúncia à minha condição de militante do PCP que te venho transmitir, explicando-a na carta anexa, e que te peço que a transmitas à organização a que pertencia e por que és responsável.
Não renego o tempo em que militei no PCP nem renuncio à luta por uma sociedade mais justa. Apenas entendo que a minha intervenção poderá ser mais útil como independente, até porque este sistema partidário me agrada cada vez menos.

Um abraço fraterno para ti e para todos os camaradas da organização concelhia de Alvito.

Lopes Guerreiro
(04/01/2012)
15
Abr 12

Caríssimos,
Já se torna qui um hábito culpabilizar o actual elenco da Câmara de Alvito sobre estado a que o concelho chegou.
Não me parece muito correcto tal facto, assim como que sempre que venho a este blog, me depare com estes recorrentes julgamentos públicos.
Pois se é verdade que esta equipa pouco ou nada tenha feito, e pouco ou nada venha a fazer pelo concelho. O que não é menos verdade, é que mesmo que quizesse, pouco ou nada poderia fazer. Esta ou outra qualquer, venha ela de onde vier, seja independente e de que partido ou área politica for.
O estado a que o concelho chegou, os erros cometidos, o deixa andar que o dinheiro há-de vir de qulaquer lado, os seus politicos e para-politicos sabichões e incompetentes, a actual conjuntura politica e económica nacional e internaciona,l e o mais que todos sabemos e que tem sido aqui debatido até à exaustão. Levaram-no a uma situação de penúria tal, de que muito dificl conseguirá sair.
E em que talvez a única saida antes da sua falência económica ou até auto-desintegração, seja uma negociação em que sejam salvaguardados os seus interesses e logo os dos seus habitantes, dentro do ambito do processo de fusões de concelhos que aí vem.
Tal o ponto de estagnação ou mesmo de antidesenvolvimento a que chegou.
Oxalá esteja errado. O futuro bem próximo o dirá.
 
Comentário deixado, aqui, por Anónimo, a 14 de Abril de 2012 às 23:21
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
subscrever feeds
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
DEZ ANOS ALVITRANDO
10 anos de Blogs do SAPO
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Então digam lá, porque é que esta proposta que sem...
Até que enfim a oposição apresenta algo de importa...
São os chamados julgamentos populares, sobretudo d...
Resposta do CA da ULSBA:"(...)b) Não é verdade que...
Olhando para esses dados, somos inequivocamente um...
Sobre a loja social é só informar-se na rede socia...
A Drª Ana Rosa e o seu Partido são cegos , surdos ...
Afinal para que serve o dinheiro(que não é pouco) ...
Este comentario so pode vir de alguem com má fé e ...
Há um vício de por a questão ao contrário: não é a...
Se foi mesmo assim é muito grave para o utente e d...
OK
Valorizemos o SNS com os diferentes contributos.
Já aqui alguém se queixou do "mediquez". Por ser e...
Não seja malcriado Sr. Anónimo. Na asserção que us...
Outras paragens
DEZ ANOS ALVITRANDO
10 anos de Blogs do SAPO
blogs SAPO