Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
15
Abr 12

Meu Caro Camarada
Escrevo-te na tua qualidade de responsável pelo organização de Alvito do PCP.

Os fins dos anos são sempre boas alturas para se fazerem balanços e tomarem as decisões que se julgam mais adequadas. Foi isso que fiz agora.
Desde há algum tempo que vinha questionando a razão por que  ainda me mantinha no PCP, uma vez que parecia cada vez mais evidente que a relação que com ele mantinha há mais de 36 anos fazia cada vez menos sentido. Conclui agora que se esgotou, depois de ter dado o que tinha a dar e que, por isso não fazia sentido mantê-la.
É essa decisão de renúncia à minha condição de militante do PCP que te venho transmitir, explicando-a na carta anexa, e que te peço que a transmitas à organização a que pertencia e por que és responsável.
Não renego o tempo em que militei no PCP nem renuncio à luta por uma sociedade mais justa. Apenas entendo que a minha intervenção poderá ser mais útil como independente, até porque este sistema partidário me agrada cada vez menos.

Um abraço fraterno para ti e para todos os camaradas da organização concelhia de Alvito.

Lopes Guerreiro
(04/01/2012)
publicado por Zé LG às 10:53
15
Abr 12

Caríssimos,
Já se torna qui um hábito culpabilizar o actual elenco da Câmara de Alvito sobre estado a que o concelho chegou.
Não me parece muito correcto tal facto, assim como que sempre que venho a este blog, me depare com estes recorrentes julgamentos públicos.
Pois se é verdade que esta equipa pouco ou nada tenha feito, e pouco ou nada venha a fazer pelo concelho. O que não é menos verdade, é que mesmo que quizesse, pouco ou nada poderia fazer. Esta ou outra qualquer, venha ela de onde vier, seja independente e de que partido ou área politica for.
O estado a que o concelho chegou, os erros cometidos, o deixa andar que o dinheiro há-de vir de qulaquer lado, os seus politicos e para-politicos sabichões e incompetentes, a actual conjuntura politica e económica nacional e internaciona,l e o mais que todos sabemos e que tem sido aqui debatido até à exaustão. Levaram-no a uma situação de penúria tal, de que muito dificl conseguirá sair.
E em que talvez a única saida antes da sua falência económica ou até auto-desintegração, seja uma negociação em que sejam salvaguardados os seus interesses e logo os dos seus habitantes, dentro do ambito do processo de fusões de concelhos que aí vem.
Tal o ponto de estagnação ou mesmo de antidesenvolvimento a que chegou.
Oxalá esteja errado. O futuro bem próximo o dirá.
 
Comentário deixado, aqui, por Anónimo, a 14 de Abril de 2012 às 23:21
publicado por Zé LG às 00:47
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
Alvitres mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Isto que o João disse, bora lá.
Pois é...Mas é a esquerda com os seus erros que dá...
Proponho como metodologia que se comparem as medid...
Este mundo é assim. Pervertem-se as coisas criadas...
Desafio aceite.
Se as pessoas iam lá divertir-se e mandar umas boc...
Provincianos, é o que eles são!
Para os atuais gestores da ULSBA, somos todos uns ...
Graças ao empenho dos seus dedicados profissionais...
Este diálogo é mesmo de pacóvios,continuem que ocu...
Porque estão de cabeça perdida.
Desatam a atacar o homem porquê?
Outro significado de pacóvio: aquele que o sendo, ...
devia haver testes a quem compra computadores, de...
E que dizem a isto, dito pelo PS : Agostinho Molei...
Outras paragens
blogs SAPO