Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
10
Jan 12

10
Jan 12

A Câmara Municipal de Beja detetou um conjunto de irregulares no âmbito do licenciamento de obras particulares.
O Município informa que já desenvolveu os procedimentos respetivos, de acordo com as normas legais estipuladas para o efeito.

Este é o texto de uma Nota de Imprensa, que acabei de receber e-mail, do Gabinete de Comunicação Integrada da Câmara Municipal de Beja. Dado o laconismo do mesmo, ficamos a aguardar a divulgação de informação complementar deste caso, que parece ser grave.

10
Jan 12

Quem sou eu?

O que faço aqui?

Eu sou muitos. Sou todos aqueles que anseiam viver num espaço de liberdade, aberto, corajoso, capaz de se pôr em causa, de se despir de preconceitos e crescer humanamente com as diferenças que lhe dão forma e força.

Sou os que sendo velhos, sobrevivem de velhas reformas dentro dos muros de uma cidade velha, numa casa incómoda que serve apenas para tapar o incómodo abandono a que foram votados.

Sou os que começam longe a sua vida activa por não terem na sua própria terra condições para se fixarem.

Sou milhares, milhões de vozes em uníssono a gritarem basta!

Sou os sem-abrigo, os marginalizados que vivem à margem da sociedade, que percorrem toda a sua existência como sombras.

Sou as minorias sem outra expressão que não a revolta, ou o sussurro do medo.

Sou os imigrantes clandestinos, enclausurados na sua busca da liberdade.

Sou as mulheres abusadas, as crianças violentadas.

Sou todos os que não querendo são.

Porque tem de ser assim.

O que faço aqui?

Faço o caminho da revolução.

Faço a mão que derruba muros.

O dedo que aponta injustiças.

Faço da vida que habito uma viagem que não me avergonhe!

Faço a Liberdade!

 

Publicado por M. Sampaio em 16:23:00, no seu Qualquer Coisa

publicado por Zé LG às 08:51
10
Jan 12

Em muitos idiomas europeus, a palavra NOITE é formada pela letra N + o número 8 na respectiva língua.
A letra N é o símbolo matemático de infinito e o 8 deitado também simboliza infinito, ou seja, noite significa, em todas as línguas, a união do infinito!!!
Português:     noite  = n + oito
Inglês:           night   = n + eight
Alemão:         nacht  = n + acht
Espanhol:      noche = n + ocho
Francês:        nuit     = n + huit
Italiano:        notte   = n + otto

Recebido por e-mail.

publicado por Zé LG às 00:51
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
subscrever feeds
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
DEZ ANOS ALVITRANDO
10 anos de Blogs do SAPO
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Li agora noutro blogue que o João Rocha está a ret...
Uma aliança entre Opus Dei, monárquicos e stalinis...
Colaboradores ativos ou coniventes passivos, torna...
Sim, é uma vergonha para os que se bateram contra ...
Sousa, Faria, Soeiro, Serafim, queres mais nomes?
É tudo verdade .O que se passa e uma vergonha para...
Que conversa é essa oh parvalhão?
O conde aguenta-se porque tem muitos amigos do PC....
Finalmente a AD tem uma iniciativa para discutir o...
...óinhas.
e qual era o teu apelido oh parvalhão, explique la...
Começou em Porto Covo, Concelho de Sines.
Não há duvida que a democracia enferma de uma falt...
Se a piknina AH é quem eu penso digo-vos que estã...
Explique lá isso melhor de "puto de Chelas".
Outras paragens
DEZ ANOS ALVITRANDO
10 anos de Blogs do SAPO
blogs SAPO