Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
31
Jan 11

A questão que se nos coloca é a de saber como resistir e passar à ofensiva!

O combate para reerguer Portugal será um combate muito duro. Um combate que exige inteligência, coragem, flexibilidade táctica e definição clara de objectivos estratégicos e de políticas. Que aconselha a procura de entendimentos e de alianças políticas e sociais eficazes com incidência parlamentar e de governação.

Entendimentos e alianças com força suficiente para resistir ao golpe inconstitucional da direita e da extrema-direita parlamentares e dos mercados financeiros, forças animadas pela vitória do candidato que apoiaram nas eleições presidenciais de 23 de Janeiro de 2011.

Entendimentos e alianças que permitam alcançar objectivos constitucionais e patrióticos, na nova fase que os portugueses e o país estão a atravessar sob o jugo das instituições financeiras nacionais e internacionais, do directório radical da União Europeia, e do radicalismo do Fundo Monetário Internacional|FMI, cujo rotundo fracasso na Irlanda e na Grécia é já indisfarçável.

Como os últimos trinta e quatro anos mostram, e as eleições de Janeiro confirmam, nenhuma das actuais forças democráticas e de esquerda, só por si, está em condições de resolver a situação.

Sobretudo enquanto o PS continuar a ser o Cavalo de Tróia da direita e da extrema-direita parlamentares para penetrarem e destruírem por dentro a cidadela da democracia portuguesa, tal como a Constituição a acolhe.

As análises que as forças políticas, democráticas e de esquerda,  estão a fazer da situação que o país vive após as eleições presidenciais, em meu entender, são demasiados circunstanciais, não têm suficientemente em conta os dados novos da situação, não avançam nada de novo.

Nota: O artigo Dia Seguinte será publicado na Revista Alentejo de Fevereiro|Março|Abril.

António Murteira

Recebido por e-mail.

publicado por Zé LG às 23:38
31
Jan 11

 

O apoio a Manuel Alegre não foi mais do que o segundo andamento dessa cacofonia, que define uma tendência, do meu ponto de vista absolutamente oposta aos princípios fundadores. Participar em comícios com ministros de Sócrates, ouvindo-os vociferar hipocritamente pela defesa do estado social e dos serviços públicos, significa um efectivo abdicar pelo Bloco dos seus princípios ético-políticos, e uma entrada desastrosa no possibilitismo da acção inconsequente. Confunde os militantes e o povo de esquerda, coloca o Bloco em terrenos, no mínimo, dúbios. Acresce que todos sabíamos que o apoio precipitado a Alegre significava um golpe fatal nessa candidatura, só justificável por tacticismo partidário.

Ler aqui todo o texto.

 

publicado por Zé LG às 20:37
31
Jan 11

 

Os presidentes das câmaras de Alzejur, Odemira, Sines e Vila do Bispo exigiram a revogação do Plano de Ordenamento da Costa Vicentina e acusaram a tutela de ter um comportamento ”indigno, arrogante e prepotente”, pedindo a demissão do secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, a quem acusam de ser o “verdadeiro obreiro” e protagonista de “toda esta trapalhada”, apontando igualmente o dedo à ministra Dulce Pássaro por não estar “de boa fé” neste processo.
O secretário-geral da ANMP, afirmou que a associação está “totalmente solidária com a posição que os quatro municípios assumiram e com as populações que vivem nesses quatro municípios”, afirmando que “É pena se só se demitir agora, já se devia ter demitido há muito mais tempo. Só tem vindo a tomar atitudes políticas que só têm prejudicado as populações dessas áreas”.

publicado por Zé LG às 18:35
31
Jan 11

 

… gritavam esta manhã, em uníssono, cerca de duas dezenas de pessoas, à chegada de um dos comboios de passageiros à estação da aldeia da Beirã, situada perto de Valência de Alcântara (Cáceres, Espanha), indignadas com a decisão da CP em suprimir os serviços regionais no ramal ferroviário de Cáceres, a partir de terça-feira, prometendo lutar para inverter a situação, porque não têm outros meios de transporte para se deslocarem para as grandes cidades, para poderem efetuar tratamentos médicos ou para resolverem outros assuntos.

Após a supressão do serviço de passageiros, no ramal de Cáceres apenas vão circular comboios de mercadorias, principalmente espanhóis, e um comboio internacional (Lisboa-Madrid), que passa pela estação da Beirã às primeiras horas da madrugada.

 

publicado por Zé LG às 17:38
31
Jan 11

O Laboratório Nacional de Energia e Geologia criou o Centro de Estudos Geológicos e Mineiros do Alentejo (CEGMA), que será instalado no Bairro do Pelame, em Beja, num terreno com uma área superior a 3000m², que está a ser negociado com a Câmara Municipal, com um investimento de cerca de 3,5 milhões de euros e deverá estar concluído dentro de 3 anos.

Este centro, que será uma fusão das instalações que o LNEG possui actualmente em Beja, Ferreira do Alentejo, Aparis (Barrancos) e São Luís (Cercal), “contribuirá para o estabelecimento de parcerias técnico-científicas nos domínios da metalogenia e mineralogia, cartografia geológica e mineira, estudos geoquímicos e levantamentos geofísicos”, segundo Machado Leite, vogal do Conselho Directivo do LNEG, que afirma que o minério da Faixa Piritosa Ibérica “é um grande potencial e uma importante riqueza nacional”, que importa “preservar e estudar”.

publicado por Zé LG às 08:50
31
Jan 11

O Ninho de Empresas de Santo António das Areias/Marvão, que tem por finalidade promover o empreendedorismo a nível local e regional, proporcionando a novas empresas, com cerca de 750 mil euros investidos, com espaço para escritórios e para pequenas indústrias e comércio servidas por gabinetes de apoio, cafetaria e recepção, vai permitir alojar 18 empresas, existindo já sete empresas portuguesas e espanholas inscritas.

publicado por Zé LG às 00:30
30
Jan 11

O Blog Alentejano de Janeiro de 2011 é o Alvitrando. Blog existente desde 2004, generalista, que é usado para informar os leitores sobre o Alentejo: acontecimentos, problemas, sugestões, notícias, economia, curiosidades, cultura... Também aborda a política, conseguindo ser, na maior parte das vezes, objectivo.

Tem procurado dar informações sobre todo o Alentejo, se bem que, naturalmente, é as da sua região as que mais divulga.

É um blog muito visitado (entre as 300 e 400 visitas diárias), e de referência regional. Destaca-se a sua "camaradagem bloger" pelo respeito que revela e divulgação de outros blogs. Por tudo isto, e por se considerar que que não conhece o deve conhecer e visitar, que o Alvitrando é o Blog Alentejano de Janeiro de 2011.

Agradeço à Olinda Gil pela distinção, feita no seu Blogue Insónia.

publicado por Zé LG às 16:35
30
Jan 11

A Câmara e a Assembleia Municipal de Alcácer do Sal e a Junta de Freguesia do Torrão defendem a proposta de “traçado A” relativa ao projecto do Itinerário Complementar 33, no troço entre Grândola (A2) e Évora (IP2), como a única que serve este concelho do Litoral Alentejano, porque “deve ter um traçado a idêntica distância entre o IP2 e a A2, colocando os aglomerados mais próximos a cerca de dez ou 15 minutos de uma destas três vias, que apenas é consubstanciado na proposta de traçado A”, e porque a “Solução B” apresentará “maiores impactes negativos na região, a nível ambiental”, entre os quais, “as grandes movimentações de terras e o corte de diversas explorações agrícolas homogéneas”, prejudicando a emergente produção vitivinícola da zona.

Entretanto, a Quercus reclamou o chumbo da construção do lanço do IC33 entre Grândola e Évora, que envolve um investimento entre 91 e 119 milhões de euros, consoante o traçado proposto, porque vai destruir "vastas áreas" de montado de sobro e azinho e habitats de aves ameaçadas e não é necessário, devendo o Governo apostar na beneficiação das estradas já existentes.

publicado por Zé LG às 09:53
29
Jan 11

  

A confirmarem-se as expectativas do Jorge Feio, relativamente às escavações arqueológicas, que está a dirigir, no início da Estrada de São Romão, postas a descoberto pelas obras de reparação da referida estrada de acesso a Santa Luzia, São Romão pode-se constituir em patrono de Alvito, tais são as perspectivas de desenvolvimento turístico que o aproveitamento deste potencial arqueológico abre.

Jorge Feio está de parabéns, por este achado e estas escavações arqueológicas virem confirmar as teses que há muito tempo defende e têm servido de base à sua carreira académica, e merece ser melhor aproveitado pela sua terra, por que nutre uma paixão sem limites. Alvito só terá a ganhar com isso.

Veja Arqueologia Alvito.

publicado por Zé LG às 18:33
29
Jan 11

Finalmente,

o troço da Cerca do Castelo de Alvito,

caído no Inverno de 2009

em consequência da chuva intensa,

está a ser reparado.

Depois do alvitre que aqui publiquei,

é caso para dizer que

já não era sem tempo…

Mais vale tarde que nunca.

publicado por Zé LG às 15:08
29
Jan 11

Joaquim Raposo vai ser o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC) do XVII Congresso Nacional PS, a realizar no Porto, entre 8 e 10 de Abril, e o eurodeputado, presidente da Assembleia Municipal e líder da Distrital de Évora, Capoulas Santos será o director de campanha da recandidatura de José Sócrates à liderança do PS.

Capoulas Santos foi o presidente da COC dos dois últimos congressos do PS, em Espinho (2009) e em Santarém (2007), mas, por assumir agora funções executivas na liderança do PS/Évora, já não podia repetir uma terceira nomeação para este cargo.

publicado por Zé LG às 15:00
29
Jan 11

A EDAB- Empresa de Desenvolvimento do Aeroporto de Beja não cumpriu os objectivos do governo, ultrapassando em 27% a meta de crescimento de 7% do endividamento das empresas públicas não financeiras definida para 2010. Para além da EDAB, também a Refer (9,1%), a Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (7,4 %), a Transtejo (21,5%) e a Estradas de Portugal (32,7%) ultrapassaram o limite fixado pelo governo.

publicado por Zé LG às 13:06
29
Jan 11

... hoje, às 11h30, pelo ministro da Agricultura, António Serrano, a Escola Secundária de S. Lourenço, em Portalegre e pelo secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, a Escola Secundária D. Sancho II, em Elvas, construídas no âmbito das requalificações promovidas pela Parque Escolar.

 

 

publicado por Zé LG às 09:38
29
Jan 11

Faz agora meio século. A 22 de Janeiro de 1961, um grupo de antifascistas portugueses e espanhóis infiltrados entre os passageiros assaltou e tomou o paquete «Santa Maria» que navegava no Mar das Antilhas, próximo de Santa Lúcia. A Operação Dulcineia foi levada a cabo pelo denominado Directório Revolucionário de Libertação (DRIL) e comandada por Henrique Galvão, com ligações ao general Humberto Delgado, ambos opositores à ditadura salazarista. A aventura terminou a 1 de Fevereiro, quando o navio, rebaptizado «Santa Liberdade», entrou no Recife. 

Um dos protagonistas da aventura do «Santa Maria» foi Miguel Urbano Rodrigues, então exilado no Brasil. Era editorialista do «Estado de S. Paulo», estava ligado ao DRIL e foi o primeiro jornalista a subir ao navio, ainda em pleno mar, juntando-se ao comando da operação.

Veja entrevista a Miguel Urbano Rodrigues aqui.

publicado por Zé LG às 01:06
28
Jan 11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja informação aqui.

publicado por Zé LG às 23:46
28
Jan 11

 

Dormir num Barco-Casa navegando no Grande Lago de Alqueva é cada vez mais um destino turístico do Alentejo. Em 2010, a Amieira Marina, empresa que gere aquelas embarcações, viu aumentar em 21 por cento as dormidas atingindo 425 contra 351 em 2009.

O número de reservas de Barcos-Casa subiu 15,5 por cento em 2010, atingindo 446 utilizações contra 386 do ano anterior, os números da Amieira Marina têm vindo em crescendo desde 2007: 174 no ano de abertura; 316 em 2008; 386 em 2009; e 446 no ano passado.

A Amieira Marina também gere os barcos de cruzeiro, através da Gescruzeiros, que finalizou o ano com 26.950 passageiros, número inferior ao ano anterior, devido ao "Inverno chuvoso de 2010 que limitou a operação durante os meses de Inverno, tanto pelas condições climatéricas como pelo facto de que alguns cais estiveram inacessíveis durante alguns períodos e ainda à crise que se instalou em Portugal, que "terá condicionado o público-alvo desta actividade, particulares e empresas, já que estes segmentos se encontram a atravessar um período difícil quer pelo segmento de mercado quer o mercado empresarial.”

publicado por Zé LG às 12:39
28
Jan 11

... aqui:

Esta luta pela ligação ferroviária directa a Lisboa, com linha electrificada (100 milhões de euros) está mais carregada de emoção do que de razão. A proposta actual da CP, como proposta intermédia e que se adequa não só à realidade económica de um País triste e na banca rota, como ao mercado existente, concordo com ela e considero bem razoável. Futuramente com certeza mais e melhor se poderá fazer, não porque Évora tem (que argumento mais descabido) mas porque a procura assim o exige (entenda-se a procura, quer resultante do aeroporto quer do desenvolvimento regional).

Parece-me claramente que a geração ou gerações futuras que vão pagar todos os desvarios feitos e que se estão ainda a fazer (a auto estrada de 4 faixas em substituição de um IP 8 com 3 faixas, por exemplo) nos rogarão várias e lindas pragas. O tempo de fazer a ponte que a água depois aparecerá, certamente fará parte da nossa triste história de politica de desenvolvimento.

No entanto saúdo o movimento de cidadãos, e a sua autonomia clara dos partidos políticos, embora a teia em que o vão tentar enredar (e que me parece claro que já foi lançada), já no passado castrou genuínas posições reivindicativas.

 

Contra a corrente, João Paulo Ramôa levanta aqui uma questão pertinente, que é a de acredimarmos em que se “fizermos a ponte a água depois aparecerá”, ou seja, fazer grandes investimentos na expectativa de que eles só por si trazem desenvolvimento, o que nem sempre tem dado bons resultados. É uma questão importante e oportuna numa altura de crise profunda em que todos os investimentos devem ser ponderados na perspectiva da sua rentabilidade, não só económica mas também social e da coesão regional. Julgo que esta questão - a ponderação da rentabilidade, nas suas várias abordagens -, também é pertinente e deve ser ponderada, não nos ficando pela avaliação económica.

publicado por Zé LG às 08:53
28
Jan 11

 

Jorge Roque, o ‘designer’ de 33 anos, natural de Portel foi o vencedor da 4.ª edição da Operação Triunfo da RTP. No final da gala, o vencedor - premiado com uma bolsa de estudo na Berklee College of Music, em Boston, nos Estados Unidos da América (EUA) - não queria acreditar que o seu sonho se tinha tornado realidade. "Ainda não caí em mim", começou por dizer. "Sinto-me feliz, mas a viagem é longa. Espero que Portugal tenha mais oportunidades para me ouvir", frisou.

 

publicado por Zé LG às 00:12
27
Jan 11

 

Se o movimento em defesa de boas ligações ferroviárias a Beja, criado e animado pelo Florival Baiôa, através da ADPB a que preside, tem mérito - e tem muitos -, o principal é, sem dúvida, ter unido todos em torno desta causa, o que parecia impossível numa cidade em que costuma haver mais preocupação com a afirmação das diferenças do que com o que pode unir as populações.

Mobilizar centenas pessoas para assistir ao “assalto ao comboio” e a Assembleia Municipal de Beja aprovar por unanimidade uma moção onde apoia aquele movimento, em vez de o tentar controlar, merece a nossa melhor reflexão sobre o que se poderia fazer por esta região se conseguíssemos manter este espírito e esta prática em torno de outras causas.

Esperamos também que alguns que tentam tirar aproveitamento partidário da situação se integrem neste movimento mais amplo de cidadania, com os seus contributos, em vez de “correrem ao lado” dele.

Veja notícias sobre o “assalto ao comboio” aqui, aqui e aqui e sobre quem não deve persistir na “marginalidade” aqui, aqui e aqui.

 

publicado por Zé LG às 17:45
27
Jan 11

Na Comissão de Assuntos Constitucionais, o diretor-geral da Administração Interna, Paulo Machado, avançou com uma explicação técnica para o sucedido no dia 23 de Janeiro afirmando que houve uma “sobrecarga de afluxos”, aos sistemas de informação – portal do eleitor e serviço SMS – cerca das 13h20.
‘Há um disparo que fez esta concentração. Não sendo informático trabalhei muitos anos com hidráulicos que têm para isto um nome, fator de carga. Que é que aconteceu? Nós estávamos preparados para ter uma chuva intensa e tivemos uma tromba d´água’, afirmou, ressalvando que não estava a atribuir “responsabilidades a ninguém”.

Esta explicação não é convincente, porque das duas uma: Ou foi uma percentagem muito elevada (tromba d’água”) de eleitores que não pôde votar, o que o MAI tem contrariado, ou “fator de carga” foi mal calculado. Seja como for, esperemos que esta não seja uma consequência do “choque tecnológico”, que em vez de nos facilitar a vida nos cria problemas e obstáculos, que dantes eram resolvidos.

Não é por isso de admirar que os diretores-gerais da Administração Interna e da Administração Eleitoral tenham pedido a demissão, para salvarem o ministro. É caso para dizer que foram levados pela “tromba d’água”…

publicado por Zé LG às 13:52
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Bardamerda para quem não é doutor ou inginhero.
Não seja palerma, quer lá comprar o Dr. Anibal Cos...
Os anónimos que estão a criticar, quem ousa ter op...
Vejam nas folhas de presença, quem foi a assisten...
Já agora vejam lá de quem é a empresa que está a o...
Sim.Era obrigado a atender o telefone ao Domingo é...
Então esse senhor era obrigado a atender no seu te...
Então esse senhor era obrigado a atender no seu te...
Então os xuxialistas de Beja, principalmente o rui...
Então os xuxialistas de Beja, principalmente o rui...
Então os xuxialistas de Beja, principalmente o rui...
E quem consegue falar com esta senhora???Segundo ...
Já agora, quem foi essa assistente técnica?
O armazém do hospital não tem material de uso clín...
Pois não se percebe. E se ainda não percebeu que h...
blogs SAPO