Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
31
Dez 05

Cam000076.jpg

... e que traga a todos os visitantes do Alvitrando tudo o que desejarem.

Que todos tenham a disposição, a coragem e o empenhamento necessários ao trabalho e à luta por um mundo melhor!
publicado por Zé LG às 19:17
31
Dez 05

dd_lisboa_dakar.jpg

Já está a atravessar o sul do Alentejo.
publicado por Zé LG às 14:11
30
Dez 05

Gosto de escrever e, por essa forma, expressar as minhas ideias.
Mas escrever constitui para mim, quase sempre, um parto difícil. Para além das dificuldades habituais, hoje enfrento uma situação muito complicada. É dia cinco e recebi um ultimato do Director para entregar a minha crónica hoje, sem falta.
Ora, hoje é precisamente o dia do primeiro frente-a-frente dos candidatos às eleições presidenciais, nem mais nem menos que o tema que escolhi para a crónica deste mês, uma vez que será publicado na última edição antes das ditas.
Mas não é sobre as minhas idiossincrasias que pretendo escrever mas sobre as presidenciais, pelo que vou tentar pegar o tema nem que seja de cernelha.
Há muito que umas eleições presidenciais não eram tão discutidas como estas estão a ser.
Os “principais” candidatos estão em (pré-)campanha já há bastante tempo.
Já há muito que apresentaram os seus manifestos eleitorais. Já fizeram muitas iniciativas: temáticas, regionais, gastronómicas, folclóricas e tudo o mais que é usual nestes processos.
Já divulgaram os seus apoiantes. Já disputaram o apoio dos mais ilustres, alguns dos quais surpreenderam, mais ou menos, pela opção que fizeram. Houve mesmo alguns que distribuíram o seu apoio por, pelo menos, dois candidatos.
As televisões já entrevistaram os cinco “principais” candidatos, que também foram entrevistados pelas rádios e pelos jornais.
Agora vão as televisões realizar dez debates, pondo frente-a-frente dois candidatos de cada vez.
Não me lembro de alguma vez umas eleições presidenciais terem sido tão discutidas e de terem uma cobertura mediática tão grandes quanto estas.
E só depois do ano novo começa a campanha propriamente dita…
E ainda há quem diga que não tem oportunidade de se informar de forma a fazer a sua opção esclarecida. De que mais precisará?
Eu julgo que seria conveniente centrar o debate e o esclarecimento nas principais áreas em que o Presidente da República pode e deve intervir.
Dou alguns exemplos do que deveria ficar claro para que cada um pudesse decidir em consciência.
Qual o entendimento que cada candidato tem da democracia? Deve ela ser apenas política ou também económica, social e cultural?
Que Estado deve ser Portugal? Que modelo de organização político-administrativa deve ter o país? Deve continuar o centralismo do Terreiro do Paço e adiada a regionalização, que a Constituição da República impõe, ou, pelo contrário, deve ser retomado o processo de criação e instituição das regiões administrativas e reforçado o poder local democrático?
Que modelo de desenvolvimento defende cada um? Mais intervencionado ou regulado pelo Estado ou mais liberal e desregulado? Mais centralista ou mais regionalizado e equilibrado? O desenvolvimento do país deve continuar a acentuar as assimetrias regionais e sociais ou deve atenuá-las? E como o deve fazer? Privilegiando o aumento da criação de riqueza para depois melhorar a sua distribuição ou priorizando a melhoria da distribuição da riqueza para fomentar a produtividade?
Como deve evoluir a União Europeia? Para uma federação de estados com constituição e governo próprios ou, através da coesão económico-social, reforçar a união voluntária de estados, com respeito pelos respectivos povos?
Que política externa defende cada um dos candidatos? Quais as principais prioridades: Europa, Países de Língua Portuguesa, EUA? Qual o posicionamento de cada um relativamente à globalização? E aos países de economias emergentes?
Que política de defesa? Que forças armadas e para que devem servir? Em que quadros é admissível a sua intervenção noutros países? No quadro das Nações Unidas e do respeito pelo direito internacional ou em quaisquer outras?
Como garantir a segurança do Estado e, principalmente, dos cidadãos sem pôr em causa os seus direitos e garantias individuais?
Que sistema de justiça devemos ter? Continuar com o actual, que dizem não servir a ninguém mas que serve de facto a alguns, aos mais poderosos, ou alterá-lo profundamente de forma a constituir, de facto, um dos pilares do Estado de Direito?
Que modelos de segurança social, de saúde e de educação defende cada candidato? O Estado deve cumprir os princípios constitucionais previstos para esses sectores ou os mesmos devem ser encarados predominantemente numa lógica economicista?
Os compromissos que o futuro Presidente da República assumir, enquanto candidato, nestas e noutras matérias são os que deve cumprir e fazer cumprir, usando todos os poderes constitucionais e mecanismos ao seu alcance.
Os poderes do Presidente da República não são apenas de influência, embora mesmo a esse nível ele a possa exercer de forma mais activa do que fizeram os seus antecessores.
Ele não deve limitar-se a ser um moderador, um árbitro. Deve cumprir e fazer cumprir a Constituição. Não apenas nos aspectos formais mas também nos substantivos.
Por tudo isto, o próximo Presidente da República Portuguesa deve ter uma visão estratégica para o nosso país. Deve colocar sempre à frente os superiores interesses do nosso povo. Deve defender a nossa Pátria.

Texto da minha crónica publicada no último número da revista Mais Alentejo.
publicado por Zé LG às 22:23
30
Dez 05

A Assembleia Municipal teve esta noite a sua primeira reunião ordinária.

A reunião teve muitos pontos relacionados com alterações a regulamentos e eleições de representantes da Assembleia Municipal em diversas entidades.

O ponto principal foi a aprovação das Grandes Opções do Plano e do Orçamento para 2006, com os votos favoráveis do MI e da CDU e as abstenções do PS e do PSD/PP.

A discussão foi quase exclusivamente sobre aspectos formais. Pedro Trigacheiro acusou o Câmara (MI) de não ter cumprido o Estatuto da Oposição ao não ter enviado aos partidos o projecto de GOPs e Orçamento e criticou-a por não ter ouvido as entidades e populações na preparação daqueles documentos. O Presidente da Câmara reconheceu que não foi possível assegurar aquela participação, como pretendiam, mas que a promessa não está esquecida e que será posta em prática já no próximo ano.

Não foi feita qualquer apresentação das propostas pelo que não deu para perceber o que contêm em concreto. Acho que alguns projectos de que falaram - zonas de actividades económicas, urbanizações e habitação, casa mortuária, cemitério de Vila Nova da Baronia-,deveriam ser discutidos com as populações.

Esteve muito público nesta primeira reunião. Oxalá assim continue.

publicado por Zé LG às 00:49
29
Dez 05

Os candidatos presidenciais lançaram-se numa autêntica correria ao Alentejo, nesta época festiva.

Na Terça-Feira, Mário Soares visitou a barragem do Loureiro, integrada no sistema de Alqueva, e jantou no Alandroal. Dia 8 de Janeiro reune com apoiantes no NERBE, em Beja.

Ontem, Manuel Alegre inaugurou a sua sede de campanha e jantou em Portalegre.

Hoje, Jerónimo de Sousa inaugura a sua sede de campanha em Beja e janta na Cuba.

Dia 3 de Janeiro, Cavaco Silva visita Almodôvar, almoça em Beja e visita Alqueva.

publicado por Zé LG às 12:40
29
Dez 05

2006.jpg

... para começar mais uma OVIBEJA.
publicado por Zé LG às 12:29
28
Dez 05

Já saiu o nº 59 da revista Mais Alentejo, que tem como tema de capa "natal que não esquecemos".

Outros temas: "monsaraz, a belíssima vila de visita sempre renovada", "a ceia dos cardeias", IPP - "vinte anos de vida ao serviço do ensino superior", "sinistralidade rodoviária" e a grande entrevista com Francisco George.

Estes e outros temas justificam a leitura da Mais Alentejo.
publicado por Zé LG às 17:52
28
Dez 05

"Cavaco Silva propôs a criação de uma secretaria de Estado cuja única função seria acompanhar as empresas estrangeiras a operarem em Portugal, algo que poderia evitar a deslocalização de algumas firmas". in DD

Desta forma, Cavaco Silva deixou escapar a sua verdadeira intenção - voltar a governar, desta vez a partir da Presidência da República.

Sócrates que se cuide... e os portugueses também.

publicado por Zé LG às 00:40
28
Dez 05

Cam000472.jpg Desenho na areia
publicado por Zé LG às 00:33
26
Dez 05

Cam000501.jpg

Na Igreja da Misericórdia de Alvito.
publicado por Zé LG às 22:52
26
Dez 05

... o total de 10 milhões de euros que custarão as várias campanhas eleitorais às eleições presidenciais, de acordo com os respectivos orçamentos entregues no Tribunal Constitucional:

Cavaco Silva ------- 3,7 milhões de euros
Mário Soares -------- 2,9 milhões de euros
Manuel Alegre ------- 1,5 milhões de euros
Jerónimo de Sousa - 1,1 milhões de euros
Francisco Louçã ------- 550 mil euros
Garcia Pereira ---------- 22 mil euros
Carmelinda Pereira ----- 2 mil euros
Manuela Magno ------- 307 mil euros
Luís Filipe Guerra ------- 5 mil euros

Os candidatos Diamantino Maurício da Silva, Josué Gonçalves Pedro, Maria Teresa Lameiro, Luís Botelho Ribeiro não apresentaram os respectivos orçamentos de campanha.

O Tribunal Constitucional terá ainda de verificar a validade das 13 candidaturas que foram formalizadas.

publicado por Zé LG às 21:19
26
Dez 05

... quando se conduz nas estradas.

Os perigos são imensos: Estradas em mau estado, mal sinalizadas ou molhadas, veículos com deficiências ou insuficiências, condutores cansados, distraídos, embriagados ou drogados, excesso de velocidade ou lentidão em demasia nalguns locais e tantos outros.

Depois ficam as consequências: As mortes, as deficiências, os traumas.

Por tudo isso faz cada vez mais sentido a velha máxima: "Se vai para a estrada, conduza com precaução porque todo o cuidado é pouco".
publicado por Zé LG às 14:33
24
Dez 05

Cam000466.jpg
publicado por Zé LG às 17:55
23
Dez 05

moura_c.jpgFoto da Rádio Pax

O prémio “Cidades Limpas 2003-2004” foi atribuído ao Município de Moura, para além de Loures, Oeiras, Viana do Castelo, Vila do Conde, Pombal, Ílhavo, Tavira, e Alcoutim, nas oito categorias que têm em conta o número de habitantes.

O concurso pretende reconhecer os esforços das autarquias e a colaboração das populações na gestão dos resíduos urbanos.

O Município de Alvito, há uns anos atrás, também foi distinguido com este prémio. Seria bom que procurasse, em conjunto com a população, melhorar a gestão dos resíduos urbanos e se candidatasse novamente àquele prémio.
publicado por Zé LG às 22:40
23
Dez 05

47ac73f809434c3fbaae54c490d070e8.jpg Foto da SIC
Manuela Magno na altura da entrega da sua candidatura no Tribunal Constitucional


O Tribunal Constitucional recebeu treze candidaturas a Presidente da República, mas nem todas entregaram as 7500 assinaturas obrigatórias.

- Jerónimo de Sousa, apoiado pelo PCP,
- Manuel Alegre, deputado socialista,
- Francisco Louçã, apoiado pelo Bloco de Esquerda,
- Mário Soares, apoiado pelo PS,
- Cavaco Silva, apoiado pelo PSD e pelo CDS-PP,
- Garcia Pereira, apoiado pelo PCTP/MRPP,
- Carmelinda Pereira, apoiada pelo POUS (apresento 2200 assinaturas),
- Luís Filipe Guerra, apoiado pelo Partido Humanista
- Teresa Lameiro, uma funcionária pública de Gaia,
- Manuela Magno, professora auxiliar no departamento de música da Universidade de Évora,
- Josué Rodrigues Gonçalves Pedro, que se candidatou nas últimas presidenciais, em 2001,
- Diamantino Maurício da Silva, que entregou as assinaturas pelo correio
- Luís Botelho Ribeiro (apresentou apenas 200 assinaturas).

Na próxima segunda-feira é sorteada a ordem em que os nomes vão surgir nos boletins de voto.


publicado por Zé LG às 22:23
23
Dez 05

Blog - Alvitrando.JPG

publicado por Zé LG às 10:55
22
Dez 05

A AMBAAL decidiu ontem nomear uma direcção interina para o Diário do Alentejo, constituída pelo Assessor da Administração Francisco Pacheco e pelos presidentes da câmaras municipais de Cuba (PS) e de Vidigueira (CDU), e procurar um novo Director que mereça o consenso.

Foi uma decisão ponderada, que representa uma resposta acertada às especulações e juizos de intenções, entretanto feitos. O Conselho Directivo da AMBAAL mostrou estar à altura das suas responsabilidades.
publicado por Zé LG às 14:32
21
Dez 05

O Diário do Alentejo deve ser uma voz regionalista isenta.

O facto de ser propriedade de uma associação de municípios em nada deve afectar essas características, uma vez que os municípios devem defender os interesses da região e, porque os seus órgãos são eleitos pelas populações, devem respeitá-las.

Não deve, por isso, ser correia de transmissão ou órgão oficioso de propaganda de qualquer das forças políticas, mesmo que maioritária, e, muito menos, de uma parte dela.
A história mostra-nos que foram cometidos erros que não devem ser repetidos, muito menos pelos que já os cometeram, com os resultados que estão à vista.

Querer que o DA não ataque partidos e autarquias é uma visão abstrusa do que deve ser um órgão de comunicação social e só mostra que quem tal pretende não sabe ler os ensinamentos da história e da vida.

Muito se tem dito e escrito sobre o futuro do DA. Certamente que nem tudo será correcto. Mas importa reter a posição de muitos jornalistas a trabalhar no Alentejo, incluindo a maioria dos que trabalham no DA. Recordo, a propósito, que a nomeação de um director de um jornal deve merecer a posição favorável da respectiva redacção.

Hoje decide-se o futuro, pelo menos próximo, do DA. É uma decisão importante, não só para a AMBAAL e para a região mas também para a liberdade de imprensa. E também para a liberdade de quem vai decidir. Esperamos que estejam à altura das suas responsabilidades.
publicado por Zé LG às 14:17
21
Dez 05

O debate de ontem na RTP, entre Mário Soares e Cavaco Silva, mostrou-nos:

Um que, pela sua energia, vivacidade e memória, fez esquecer os seus 82 anos. Esteve sempre ao ataque desmistificando o endeusamento do outro, a quem acusou de permitir que o apresentassem como messias, o salvador da pátria, chamando a atenção para os perigos que isso encerra.

O outro que, apesar de mais solto do que é habitual, se manteve acantonado na sua torre de marfim, a falar de cátedra, não respondendo aos ataques, repetindo que não se candidata contra ningém mas apenas contra a crise, deixando admitir que não tem respostas satisfatórias para eles.

Ficou claro que a crise que Cavaco diz combater não surgiu de geração espontânea, começou ou agudizou-se quando ele foi primeiro-ministro. Soares lembrou-lhe que um seu antigo ministro das Finanças (Miguel Cadilhe), também ele economista tão bom ou melhor do que ele, o acusou de ser o pai do défice, para além de outras malfeitorias.

Ficou também claro que, ao contrário do que pretende fazer passar, Cavaco não é um invencível. Soares recordou e bem que ele fugiu quando percebeu que já não era apoiado pelos portugueses e que foi derrotado por Jorge Sampaio na sua primeira tentativa de chegar a Belém.

Soares ganhou o debate, embora não o tenha ganho por "KO", como pretendia. Cavaco levou todo o "combate" a fugir dos ataques do adversário, nostrando poder de encaixe.

publicado por Zé LG às 13:06
20
Dez 05

O primeiro-ministro tem-se mostrado satisfeito com os resultados do acordo obtido na União Europeia. Diz ele que que os fundos comunitários de que o nosso país vai beneficiar são superiores ao da proposta apresentada há seis meses. Mas não diz que são inferiores aos previstos na Estratégia de Lisboa, que o anterior governo do PS (Guterres) tanto enalteceu e por que o actual se comprometeu a bater-se, tendo mesmo nomeado Carlos Zorrinho para o efeito.

Acontece sempre isto! - o governo espalha a ideia de que as negociações estão difíceis, fazendo-as ainda pior do que realmente estão, para depois dizer que foi um bom acordo para o país, porque não foi tão mau como se chegou a recear...

Enfim, é a gestão das expectativas, de que o PS costuma ser especialista...
publicado por Zé LG às 16:43
Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
25
27
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Bardamerda para quem não é doutor ou inginhero.
Não seja palerma, quer lá comprar o Dr. Anibal Cos...
Os anónimos que estão a criticar, quem ousa ter op...
Vejam nas folhas de presença, quem foi a assisten...
Já agora vejam lá de quem é a empresa que está a o...
Sim.Era obrigado a atender o telefone ao Domingo é...
Então esse senhor era obrigado a atender no seu te...
Então esse senhor era obrigado a atender no seu te...
Então os xuxialistas de Beja, principalmente o rui...
Então os xuxialistas de Beja, principalmente o rui...
Então os xuxialistas de Beja, principalmente o rui...
E quem consegue falar com esta senhora???Segundo ...
Já agora, quem foi essa assistente técnica?
O armazém do hospital não tem material de uso clín...
Pois não se percebe. E se ainda não percebeu que h...
blogs SAPO