Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
30
Set 05

RC.jpg

... da Biblioteca Municipal de Alvito, para que foi recusado o seu nome, onde agora o Prémio Raul de Carvalho, que a actual Câmara Municipal tentou terminar, foi entregue...


publicado por Zé LG às 23:30
30
Set 05

... em Évora no próximo Verão de quem é a responsabilidade?

Se a seca do próximo ano for semelhante à deste a água disponível na albufeira do Monte Novo esgotar-se-á no próximo ano. A obra, em curso, de ligação de Alqueva ao Monte Novo só ficará concluída no final do próximo ano a não ser que seja acelada, para o que é urgente uma decisão.

O que fez o governo, o que fez a Câmara Municipal de Évora, quem fez qualquer coisa para resolver a questão e garantir que a água chega ao Monte Novo a tempo de não faltar em Évora no caso ds seca continuar?
publicado por Zé LG às 23:18
30
Set 05

O cérebro dos mentirosos é diferente do das pessoas honestas, revela um estudo de uma equipa da University of Southern California. Os cientistas concluíram que os mentirosos compulsivos têm até 26% mais matéria branca no cérebro do que outros indivíduos. A matéria branca do cérebro transmite informação enquanto a matéria cinzenta processa-a.
Retirado do diário digital
publicado por Zé LG às 19:05
29
Set 05

... que a Drª Catarina Vilaça vai abandonar o projecto Rota do Fresco, que concebeu, dinamizou e coordenou, com o sucesso reconhecido.

A sua saída criará grandes dificuldades ao Projecto, não sendo de excluir a sua próxima falência.

A substituição, de que se fala, a confirmar-se, levará à adulteração e consequente morte do Projecto.

A importância da Rota do Fresco para a Zona de Intervenção, quer em termos de projecção mediática, quer em termos educacionais, quer em termos de reabilitação patrimonial (a próxima intervenção é na Igreja Matriz de Alvito) não pode ser subestimada. Só a insensibilidade e a falta de perspectivas de decisores pode explicar este "crime", que deve ser julgado pelas populações.

Espero que, apesar de tudo, sejam criadas condições para o regresso da Drª Catarina Vilaça à coordenação do Projecto, tão depressa quanto possível.

publicado por Zé LG às 17:13
29
Set 05

Aproximam-se as eleições autárquicas. Para além das propostas dos candidatos, importa saber quais os projectos que cada um considera prioritários para a sua Terra.

Dê o seu contributo para o debate necessário, indicando aqui esses projectos.
publicado por Zé LG às 00:41
27
Set 05

A campanha eleitoral para as autárquicas arrancou oficialmente às 00h00 de hoje.

Números das eleições.

43.489 autarcas eleitos a 9 de Outubro, entre presidentes de câmara, vereadores e membros de assembleias municipais e de freguesia.

34.562 autarcas eleitos para as 4.260 Assembleias de Freguesia.

308 presidentes de câmara e 1.735 vereadores.

8.747.103 eleitores recenseados.

8.053 eleitores recenseados de outros países da União Europeia.

18.641 eleitores cidadãos de países que têm acordos de reciprocidade com Portugal.

537.357 eleitores e 17 vereadores para a câmara de Lisboa.

340 eleitores e 5 mandatos para a câmara mais pequena do país – Corvo, nos Açores.




publicado por Zé LG às 09:20
27
Set 05

O maior projecto de conservação da natureza desenvolvido em Portugal por uma organização não governamental acaba de ser premiado ("Global 100 Eco-Tech Awards") no Japão. Trata-se do programa "Castro Verde Sustentável", iniciado há mais de uma década pela Liga para a Protecção da Natureza.
in diário do Sul
publicado por Zé LG às 02:25
26
Set 05

Foi adiada, pelo governo, a Assembleia-Geral da EDIA, marcada para hoje.
A razão do adiamento parece estar ligada à forte contestação do nome de Henrique Troncho para para presidente da empresa.
publicado por Zé LG às 17:59
25
Set 05

Desde que instalei o contador, em 21 de Julho último, o Alvitrando registou 10 000 visitas.

Agradeço a todos as suas visitas, que, não constituindo o mobil da criação do Alvitrando, acabam por motivar mais quem o faz a mantê-lo com o espírito com que o criou e tem mantido.
publicado por Zé LG às 22:16
24
Set 05

A automotora que faz a ligação de Vila Nova da Baronia a Beja "raramente cumpre o horário, circulando, quase diariamente com uma hora de atraso", segundo uma carta que os representantes dos Utentes da Linha Ferroviária Regional do Alentejo do Concelho de Alvito me enviaram.

"Visto que o Sr. Presidente não teve disponibilidade para nos atender pessoalmente, agradecíamos que apresentasse este problema na próxima Assembleia Municipal", escreveram os referidos Utentes.

Será o que farei na próxima reunião de Câmara, que tem a obrigação de fazer as diligências necessárias com vista à ultrapassagem do problema.
publicado por Zé LG às 00:49
22
Set 05

A FABA marcou uma manifestação através da seguinte mensagem enviada para os telemóveis: "Pedimos solidariedade para ultrapassar a maior seca da história. Ajude as gentes do campo. Venha a Beja no dia 28 de Setembro à maior manif do mundo rural!". Os organizadores da manifestação solicitam a quem a recebeu a mensagem para reenviá-la "para toda a sua lista telefónica".

publicado por Zé LG às 10:17
18
Set 05

Nesta pré-campanha eleitoral autárquica, como acontece sempre de resto, discute-se mais o que as autarquias difícilmente poderão fazer do que o que têm obrigação de fazer.

Muito se tem falado de desenvolvimento como se este se promovesse por ilhas. Como se os problemas de todo o Interior e do Alentejo, em particular, não fossem mais ou menos comuns a todos os territórios. Como se para que ele aconteça não fosse necessário uma política nacional de desenvolvimento regional da responsabilidade do governo.

Só assim se compreende algumas promessas: "criar x postos de trabalho", "não aprovarei mais nenhum projecto de instalação de uma grande superfície", "criação de agência para a captação de investimentos", garantias sobre o desenvolvimento de projectos como os de Alqueva ou do aeroporto...

E também convém compreender que os que avançam com estas promessas têm a sua quota parte de responsabilidade nessas questões que os partidos que têm estado no governo não têm resolvido e que fogem para elas porque não têm muito a apontar no que respeita às competências das autarquias a que se candidatam...
publicado por Zé LG às 15:25
17
Set 05

No próximo dia nove vamos de novo votar, desta vez para as autarquias locais.
Desde há alguns meses que se regista a agitação própria destas alturas. Surgiram, ou acentuaram-se, as críticas aos autarcas, estabeleceram-se contactos (centenas de milhares em todo o país) para as listas de candidatos ou de apoiantes ou para se prepararem os programas eleitorais.
As eleições autárquicas são as que mexem mais com as populações e as que mais pessoas mobilizam.
Constituem, ou deviam constituir, um momento alto de cidadania, de participação popular activa porque se trata de escolher os protagonistas e as soluções para o futuro colectivo das nossas terras e populações.
Nem sempre isso acontece, quer pela forma como os candidatos são escolhidos quer pelas soluções apresentadas, que, por vezes, não passam de meras intenções irrealistas ou propostas desajustadas das verdadeiras necessidades e possibilidades. Nem sempre é feito um exercício de auscultação de entidades e pessoas e de avaliação da capacidade de concretização das propostas que se apresentam.
Já era tempo de ser dado um salto qualitativo quer no processo de escolha dos candidatos quer na elaboração dos programas eleitorais. Neste último caso, torna-se necessário o recurso a conhecimentos e meios técnicos para aprofundar as necessidades e anseios das populações e elaborar os programas eleitorais de forma a que constituam verdadeiros compromissos com as populações, transformando-se, a seguir às eleições, nos planos plurianuais que a lei obriga.
A forma como é preparada a campanha eleitoral deixa antever o tipo de gestão que cada candidatura irá exercer se sair vencedora. O valor atribuído às características (perfis) dos candidatos, a importância dada ao contacto com as populações e a sua mobilização para a participação activa, os meios utilizados na elaboração dos programas eleitorais e o tipo de compromisso que estes encerram e o tipo de campanha eleitoral realizada são bons indicadores do tipo de gestão que cada candidatura irá exercer.
Os programas eleitorais, que deveriam constituir compromissos sérios dos candidatos com os eleitores, muitas vezes não passam de mais um meio de propaganda enganosa porque são apresentados e distribuídos como qualquer outro produto e apresentam propostas irrealizáveis e são tardiamente distribuídos, não permitindo a sua apreciação pelos destinatários.
Felizmente que já vivemos numa democracia consolidada e madura em que as pessoas percebem que as eleições são importantes para a sua vida colectiva próxima mas que não são o último dia das suas vidas.
Infelizmente a nossa democracia não está ainda tão aperfeiçoada que permita a alguns eleitores perceberem que o que está em causa é o futuro próximo da sua terra e da população de que faz parte e não o seu futuro pessoal, isolado do povo que integra, e, por isso, muitos votam a troco da promessa fácil de emprego para si ou para os seus ou de poderem fazer o que a lei e os regulamentos não permitem.
Nos últimos tempos têm-se multiplicado as opiniões e as notícias sobre os cancros do poder local – desrespeito pelo ordenamento do território com impactos negativos no meio ambiente e positivos nos especuladores imobiliários, patos bravos, autarcas e técnicos que viabilizam projectos inadmissíveis; negócios escuros com ou através de clubes de futebol; enriquecimento ilegítimo de eleitos e técnicos autárquicos, falta de isenção e abuso na admissão e gestão de pessoal e outras acusações de enorme gravidade.
Já foram indiciados de crimes graves muitos autarcas, alguns considerados como autarcas modelo pelos seus partidos. Alguns voltam a candidatar-se pelos seus partidos ou em listas independentes, nalguns casos com o apoio das estruturas locais dos seus partidos. É o caciquismo na sua expressão máxima.
A maioria dos processos arrasta-se pelos tribunais e poucos ainda chegaram ao fim. E destes alguns tiveram sentenças que ninguém compreende.
Fala-se em gestão negociada de processos entre os partidos que têm estado no governo e o vice-presidente da Câmara Municipal do Porto afirmou que: “Existe promiscuidade entre diversas forças políticas, dirigentes, famosos escritórios de advogados e certos grupos empresariais”, “O urbanismo é, na maioria das câmaras, a forma sub-reptícia de transferir bens públicos para a mão de privados”, “Tive pressões ilegítimas de todos os níveis: do PSD, de outros partidos, dos mais diversos lados”.
Há milhares de autarcas sérios que têm como único objectivo servir as populações o melhor que podem e sabem. Não podem ser todos metidos no mesmo saco. Não podem sentir vergonha de serem autarcas porque alguns só querem ser autarcas para se servirem das mordomias legítimas e principalmente para se amanharem, seja através de negociatas seja através de favores obtidos para si ou concedidos a familiares, amigos ou correligionários.
Esta situação é indigna e inadmissível e tem que ser encarada como uma erva daninha que tem de ser combatida eficazmente antes que degrade ainda mais a imagem do poder local e dos que o exercem honradamente e leve eleitores, tomando a parte pelo todo, a votar em quem lhes promete mais favores pessoais.
jlopesguerreiro@sapo.pt
Alvito,28.08.05

PUBLICADO NA REVISTA MAIS ALENTEJO, Nº 56, ACABADA DE SAIR.
publicado por Zé LG às 14:53
17
Set 05

Acaba de sair a edição nº 56 da revista Mais Alentejo. O tema de capa e que ocupa quase metade da revista - TUDO SOBRE AS ELEIÇÕES - aborda as ideias e propostas dos candidatos à presidência dos 47 municípios alentejanos, quem vai ganhar, quem vai perder, algumas certezas, muitas indefinições.
Trabalho de grande fôlego, não se conhecendo nenhum outro semelhante, é de leitura obrigatória.
publicado por Zé LG às 14:49
17
Set 05

... de dualidade de critérios e boicote aos sistemas intermunicipais de abastecimento de água e saneamento do Alentejo. Esta semana, na Assembleia da República, o deputado comunista eleito por Beja, exigiu do governo um pedido de desculpas aos alentejanos pelos prejuízos causados. Em causa está o facto de ter sido dada prioridade aos projectos de abastecimento apresentados pela “Aguas de Portugal” em detrimento das candidaturas das associações de municípios.
José Soeiro considera que, se o processo não tivesse sido travado durante os últimos quatro anos, hoje a situação do Alentejo não seria tão dramática.
Notícia da Rádio Pax


publicado por Zé LG às 14:42
17
Set 05

Rondão Almeida defende uma Região de Turismo para todo o Alentejo. Em entrevista à da Renascença Elvas, o presidente da Câmara Municipal de Elvas e candidato do PS diz que só será possível quando os presidentes das Regiões de Turismo existentes abdicarem do cargo.

publicado por Zé LG às 14:25
16
Set 05

Digitalizar00011.jpg
Ermida de S. Sebastião - Rossio in "Ensaio Fotográfico -Alvito Dourado"
Foto de Izhar Perlman

Gosto de ter chegado a Alvito atrás de um sonho. Não gosto de sentir que, por vezes, a realidade é afinal distante. Gosto de pensar que ainda posso viver o tal sonho. Gosto de gostar de Alvito. Não gosto de, às vezes, ser obrigada a não gostar. Não gosto de não poder dizer o que penso. Gosto de lutar por aquilo em que acredito. Não gosto de não poder acreditar em certas pessoas. Gosto do céu muito azul das manhãs de primavera em Alvito. Gosto das cores das flores na primavera de Alvito. Gosto dos vizinhos da minha rua e também de outros de outras ruas que não a minha. Gosto de ver o Castelo da minha janela. Gosto de viver numa vila com Castelo. Não gosto de pensar que os Alvitenses vivem à sombra do Castelo. Gosto muito da lua cheia e intensa a espreitar no céu negro do meu quintal. Gosto das luzes da Matriz e de S. Sebastião. Não gosto da falta de luz de Sta. Luzia e Sto. António. Gosto de descer em passo de corrida a Rua do Salvador e atravessar o Rossio e as Alcaçarias ao ondular da brisa das manhãs. Gosto dos nomes das Ruas em Alvito. Não gosto de ver paredes com falta da cal branquinha. Gosto dos portais e janelas manuelinas. Gosto dos frescos das nossas igrejas e capelas. Não gosto que as pessoas não percebam a importância e o valor que eles têm. Não gosto de gente cheia de certezas. Gosto de gente que vê mais longe. Gosto da História de Alvito e de pessoas que fazem com que as memórias do concelho sejam revisitadas. Gosto dos velhinhos que se sentam ao pé da fonte. Não gosto quando alguém não responde aos meus bons dias. Gosto de ouvir pardais e rouxinóis a cantar e esvoaçar por cima da amoreira. Não gosto que tapem o Largo das Alcaçarias. Gosto de perceber que mesmo com o largo tapado, as pessoas nos descobrem. Gosto quando os viajantes saem de Alvito com o desejo de voltar. Não gosto das "vistas curtas" e da inércia de algumas pessoas. Gosto de muitas pessoas de cá. Não gosto que muitas se desliguem das coisas da sua terra. Gosto quando alguém me diz que se interessa. Gosto de "Água de Peixes". Não gosto de ter de dizer que a entrada é proibida. Gosto de me entusiasmar quando alguém percebe o meu gosto... por Alvito. Não gosto que não gostem de Alvito. Gosto de acreditar que Alvito vai seguir em frente. Gosto de ser uma forasteira que veio com os seus dois amores atrás do sonho... para Alvito.

Escrito em Agosto, 2002.
Revisto em Junho, 2003. (Curiosamente, quase um ano depois continuo a gostar e a não gostar das mesmas coisas... mas como se percebe pelos “gostos” o balanço é francamente positivo)!

Transformado em “Post” em Setembro, 2005. Quando tudo permanece na mesma…

TRANSCRITO, COM A DEVIDA VÉNIA, DE gastreat.blogspot.com/, ONDE PODERÁ SER LIDO NA FORMA ORIGINAL, MUITO MAIS INTERESSANTE E BONITA.

SÓ ALGUÉM QUE SE APAIXONOU POR ESTA TERRA PODE ESCREVER UM TEXTO ASSIM.




publicado por Zé LG às 19:06
16
Set 05

O Central Solar Fotovoltaica de Moura, a maior do mundo, vai começar a ser construída no segundo semestre de 2006, faltando apenas a homologação da licença de estabelecimento, anunciou esta semana a empresa gestora do projecto.
Notícia do DA


publicado por Zé LG às 18:51
15
Set 05

... vai ser muito complexo e difícil, pelo menos nos primeiros anos, porque:
- A situação política-económica internacional não vai melhorar, prevendo-se a continuação do aumento do petrólio;
- O III QCA está no fim, restando muito pouco dinheiro para financiamento de projectos;
- Não se sabe quando o próximo QCA disponibilizará dinheiro nem para que projectos;
- Os apoios financeiros do Estado às autarquias locais deverão ser mais limitados;
- O acesso ao crédito será condicionado, quer por decisão do governo quer pelo nível de endividamento das autarquias locais;
- Os encargos com a manutenção, conservação e exploração das infra-estruturas e equipamentos, entretanto construídos, exigirão um cada vez maior esforço financeiro das autarquias;
- O crescente nível de exigência quanto à qualidade dos serviços prestados pelas autarquias locais vai exigir um maior esforço financeiro por parte delas.

Estes são apenas alguns dos traços que caracterizarão o próximo mandato.

A situação deveria aconselhar a um maior cuidado na elaboração dos programas eleitorais, de forma a que estes constituíssem compromissos de quem os apresenta com as populações e não apenas listagens de boas intenções ou de promessas que nunca foram avaliadas e não serão cumpridas.

Se não houver esse cuidado, daqui a quatro anos, vão-se registar das mais baixas taxas de execução de sempre nos programas eleitorais que agora vão ser distribuidos.
publicado por Zé LG às 22:21
14
Set 05

A Câmara Municipal de Alvito aprovou, na reunião de hoje, o projecto de sinalização urbana para Alvito e Vila Nova da Baronia.

Os vereadores da CDU abstiveram-se porque o vereador do Turismo não tinha conhecimento da proposta, esta não contempla a sinalização dos monumentos e locais de interesse turístico e o presidente da Câmara não foi capaz de esclarecer as dúvidas colocadas.

O projecto foi candidatado ao programa CAL 3, ficando a aguardar financiamento para ser implementado.
publicado por Zé LG às 21:47
Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
19
20
21
23
28
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Não tenho certezas nenhumas.A única que tenho é qu...
Como é que Vocês têm acesso a informação confidenc...
Se ele fizer na ULSBA o mesmo que tem feito na CIM...
Dinheiro bem gasto? Tem a certeza disso? Não havia...
Há sempre quem rapidamente se disponha a ir ao bei...
São estreantes que passam na cresap pelo reconheci...
Tanto dinheiro bem gasto e gerador de valor para a...
Não,não vai arder pode crer.Estao todos sem forças...
O Rocha vai preparar o comando da saúde.Viva a des...
Não se percebe a confusão do seu ponto de vista!.....
Não acredito!...Ou as ideias dentro do PCP estarão...
Neste dia é que o PCP vai anunciar Pos de mina com...
Parece que o circo vai continuar a arder e o Alvit...
"DOIS REGRESSOS E DUAS ESTRELAS".Os regressos sao...
Mas isso é normal na ULSBA.Desde há muito que os P...
blogs SAPO