Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
30
Jun 05

... comentários para os 1 000 e 34 alvitres para os 500.

Os 466 alvitres escritos em menos de ano e meio (desde 14 de Janeiro de 2004) tiveram, até agora, 994 comentários, ocupando 83% da quota disponível do alvitrando.

26 artigos (6% do total) tiveram 340 comentários, ou seja, 1/3 do total.

Os artigos mais comentados foram:
"E se debatêssemos mais..." (34) - junho 20, 2005
"Simões entra na corrida" (32) - junho 14, 2005
"inacreditável" (21) - dezembro 28, 2004
"APROFUNDAR A DEMOCRACIA NO PCP" (20) - novembro 28, 2004
" Nova farmácia" (19) - março 3, 2005

Não tenho registo das visitas, porque não sei como se instala um contador.
publicado por Zé LG às 18:02
30
Jun 05

A informação nas autarquias é simultâneamente um dever - da autarquia de informar das suas actividades - e um direito - das populações de serem informadas do que a autarquia faz.

Há, no entanto, quem tenha uma visão oportunista deste dever/direito. No início do mandato corta nas despesas com informação para depois, quando se aproximam as eleições, abrir os cordões à bolsa para "informar" as populações do que vai fazer no futuro.

É isto que explica a colocação de painéis a anunciar obras que nem sequer projecto ainda têm. Isto não é informação! É propaganda!
publicado por Zé LG às 13:01
26
Jun 05

fresco.jpg

Quis o destino que Alvito se cruzasse pelo caminho de Catarina Vilaça de Sousa. Foi durante uma visita pontual a esta vila, num fim-de-semana que se previa de lazer, que a jovem historiadora de arte se deparou com todo um vasto e rico espólio de pinturas murais espalhados pelas igrejas do concelho. O fascínio deu lugar a um trabalho de investigação científica, que por sua vez deu azo àquilo que é hoje conhecido como o projecto Rota do Fresco. Um sonho que se tornou realidade, primeiro apenas em Alvito, depois em todos os cinco concelhos que compõem a Amcal.
Um projecto cujo nome foi gizado a pensar no marketing – associando a ideia de fresco por oposição ao calor que se sente no Alentejo – e que segundo Catarina Vilaça de Sousa assenta num paradigma de "revitalização patrimonial", no qual se pretende ir além dos circuitos turísticos, de modo a "voltar a dar vida a um conjunto de outras valências". "Utilizamos ao máximo a ferramenta turística para servir esses propósitos de desenvolvimento sustentado. É um projecto extremamente amplo e muito abrangente nos objectivos que pretende atingir e também por isso complexo de levar a cabo", vinca a coordenadora da Rota do Fresco.
A sensibilização da população local é outro dos "pontos de honra" do trabalho desenvolvido no âmbito do projecto, com todas as intervenções a serem realizadas "de portas abertas", por forma a que a população local possa assistir aos trabalhos e assim "evitar que se façam intervenções menos cuidadas, motivadas pela curiosidade e que a cal permite tanto".
O espólio da Rota do Fresco abrange 45 exemplares, sendo que apenas 18 integram os vários circuitos que a compõem. Uma opção que a coordenadora justifica pela necessidade de renovação constante do produto a apresentar aos visitantes, já que uma mesma pintura "renasce várias vezes", mediante o trabalho constante de investigação científica que é realizado. "Em vez de procurarmos esgotar os edifícios em muitas rotas, o que fazemos é pensar que sempre que queremos renovar temos um grande repositório doutras igrejas a mostrar", sustenta.
Um património que desde 2001 já foi visitado por 4000 interessados, na sua maioria provenientes da área da Grande Lisboa e do Centro do País, mas que segundo Catarina Vilaça de Sousa parece merecer poucos apoios por partes das instituições governamentais, apesar da obra feita no âmbito da Rota do Fresco.
"Vamos para a terceira intervenção em três anos e desafio qualquer projecto a mostrar tanto trabalho quanto o nosso. Três intervenções em três anos, todos com recurso a mecenas, penso que somos os únicos do País a poder dizer isso. E isso devia ser incentivado", assevera, embora realce o importante apoio prestado pela Região de Turismo Planície Dourada, que na sua opinião "tem sido um braço direito fortíssimo do projecto" ao longo dos anos.
Os recursos necessários acabam por vir da Amcal e do bolso de mecenas que são cativados pelo projecto. Um trabalho de persuasão que Catarina Vilaça de Sousa vinca ser de difícil concretização, mas que tem vingado pela "excelência" e "grande qualidade" da Rota do Fresco. "[Este projecto] É um bocadinho o exemplo de que é possível trabalhar a um nível de excelência aqui no Alentejo".
Relativamente ao futuro da Rota do Fresco, a coordenadora revela existirem duas ambições. Uma primeira passa pelo alargamento do projecto a algumas casas senhoriais, para se mostrar a diferença entre a pintura mural de cariz religioso e "uma pintura apenas com propósitos decorativos". Outro alvo que Catarina Vilaça de Sousa gostaria de concretizar era o de garantir a continuidade do projecto além de si. "Eu estou agora cá, mas posso não estar amanhã e o melhor trabalho, o mais importante, é sensibilizar as pessoas de cá. É a única forma de garantir que, independentemente de quem esteja à frente do projecto, aquele continue amanhã", conclui.
in DA

Esta é também uma forma de prestar homenagem a Catarina Vilaça de Sousa por tudo o que tem feito por este projecto e por esta região. Bem Haja!

publicado por Zé LG às 00:49
23
Jun 05

Caro José Lopes Guerreiro,

Já terminámos o trabalho sobre o "Alvitrando". Também já está avaliado pelo
professor. Obtivemos classificação final de 18 valores. Não é só mérito
nosso nem do nosso trabalho. Muito deste "sucesso" tem a ver com o conteúdo
intrínseco do "Alvitrando". Resumindo, um blogue muito bom deu origem a um
trabalho muito bom...
Mais uma vez, obrigadíssimo por tudo

Tiago Damião
Diogo Guerra

Nota: Trata-se de um trabalho de fim de curso destes dois alunos do curso de Jornalismo do IPPortalegre. Agradeço as suas palavras amáveis, mas o mérito é só deles.


publicado por Zé LG às 18:08
21
Jun 05

O principal problema com que se debate o Alentejo, em geral, e Alvito, em particular, é a desertificação, principalmente humana.

Combater o despovoamento é, por isso, o principal desafio que se coloca aos poderes políticos, designadamente aos novos eleitos locais.

Na década de noventa, em resultado da convergência de diversos factores, Alvito foi um dos sete concelhos alentejanos cuja população aumentou, interrompendo a tendência de décadas.

Nestes últimos anos tudo indica que o despovoamento do Concelho voltou a acentuar-se.

A estratégia seguida pela CDU assentava na valorização e promoção do património cultural, respeito e construção de um melhor ambiente e diversificação da base económica.

Qual a estratégia e que medidas devem ser tomadas para combater o despovoamento, fixar e atrair pessoas ao concelho?

Está lançado o debate. Aguardam-se contributos de quem se interessa pelo Concelho.
publicado por Zé LG às 19:40
20
Jun 05

... as ideias e dissecássemos menos as pessoas?

Sempre que aqui expresso alguma ideia poucos ou nenhuns comentários são feitos.
Sempre que aqui refiro alguma pessoa os comentários chegam às dezenas, dissecando-a nem sempre da forma mais correcta.

Claro que as pessoas são importantes (sem pessoas não há ideias) mas as ideias são fundamentais para que o mundo (e o nosso cantinho) avance.
publicado por Zé LG às 17:52
18
Jun 05

como a avestruz.jpg

... que alguns políticos reagem perante situações mais complicadas...
publicado por Zé LG às 16:07
16
Jun 05

Quando abre o novo Centro de Saúde de Alvito? - O presidente da Câmara diz que não é ele que determina a abertura por se trata de uma obra do Poder Central.

Que fez para que o Centro de Saúde já tivesse aberto? Onde está a sua capacidade de diálogo com o governo?

Recorde-se que o Centro de Saúde só foi construído depois de muitas pressões da Autarquia quando era de maioria CDU e está praticamente pronto há 3 anos.

publicado por Zé LG às 15:30
15
Jun 05

Realizou-se hoje o funeral de Álvaro Cunhal. Nele participaram dezenas de milhares de pessoas. Estive presente.
publicado por Zé LG às 23:52
14
Jun 05

A ANMP, com a colaboração da Universidade de Aveiro, está a realizar um estudo sobre a forma como o sector do turismo se encontra estruturado ao nível local e como os
municípios perspectivam a evolução do sector a médio e longo prazo.

O objectivo final deste trabalho é produzir um Guia Metodológico sobre o Turismo ao Nível Local, que servirá como instrumento de orientação para a definição e implementação de políticas locais de desenvolvimento turístico
publicado por Zé LG às 11:50
09
Jun 05

... o seu cabeça de lista à Câmara Municipal de Alvito. Falta agora a ratificação do nome para ser anunciado.
Pouco mais de uma semana depois de aqui ter escrito que não se percebia porque, a 4 meses das eleições, o PCP ainda não tinha iniciado o trabalho preparatório, eis que num ápice é escolhido o candidato...

A pré-campanha eleitoral parece começar a animar-se no Concelho:
- A lista de independentes (qual o nome?) começou mais cedo e tem o processo quase arrumado, criando instabilidade nos partidos;
- O PS divulgou cedo a recandidatura do actual presidente da Câmara mas, segundo consta, está a ter dificuldades na constituição das listas;
- O PCP só agora está a dar sinal de partida. Vamos ver como recupera o tempo perdido;
- O PSD dá sinais de desorientação e tenta colar-se aos independentes;
- O PP ainda não deu qualquer indicação de repetir a participação habitual;
- O BE, segundo se pode depreender de algumas declarações, parece não ser ainda desta que apresenta candidatura(s).
publicado por Zé LG às 21:39
08
Jun 05

alvitoumg2.jpg
foto retirada de www.cm-portel.pt

O presidente da Câmara de Alvito declarou-se muito satisfeito por o governo ter autorizado a abertura do processo de revisão do Plano de Ordenamento da Albufeira de Alvito, por este poder vir a permitir a construção de projectos turísticos e desportivos.

Ora, o actual Plano de Ordenamento já permite a construção de uma praia fluvial, um parque de campismo, um parque de caravanas e o aproveitamento das instalações actualmente existentes, hotéis, vivendas, a instalação de uma pista de canoagem e de remo e até a construção de um campo de golfe, se o respectivo estudo de impacto ambiental o permitir.

Porque nada disto foi feito até agora? O que fez a AMCAL e as câmaras municipais nela associadas para que estes projectos se concretizassem?

O presidente da Câmara de Alvito não foi capaz de, hoje na reunião de câmara, indicar quais os objectivos da revisão daquele Plano, dizendo que eles logo serão definidos quando o processo se iniciar… Vê-se bem como acompanha os processos e o de deles sabe… “Tá-se bem, tá-se…”
publicado por Zé LG às 23:35
04
Jun 05

Porque é que os militantes só hão-de ter direito a expressarem a sua opinião nos seus organismos e organizações e nas reuniões e iniciativas do partido em que participem?! Será que isto não é limitativo da liberdade do indivíduo? Será que isto não é subestimar a importância da comunicação social? Será que é isto que acontece na prática? - estas foram algumas questões que coloquei em 1990, durante a preparação do XIII Congresso.
publicado por Zé LG às 17:08
03
Jun 05

Dois alunos (Tiago Damião e Diogo Guerra) finalistas de Jornalismo e Comunicação do Instituto Politécnico de Portalegre estão a realizar um estudo a propósito dos blogues no Alentejo.

O "Alvitrando" foi um dos blogues escolhidos, segundo os autores do estudo porque um dos sub temas consiste em perceber até que ponto há blogues que se aproximam de conteúdos jornalísticos. O Alvitrando reúne uma série de características importantes: complemento gráfico, actualização, conteúdos diversificados, registos informativos ou opinativos e actualização permanente.
publicado por Zé LG às 18:12
02
Jun 05

De há algum tempo a esta parte surgiu um rectângulo novo que é necessário preencher sempre que se pretende comentar um artigo:

"Trata-se de um sistema de autenticação para impedir que tenham acesso a introduzir comentários sistemas automatizados. Ao copiar o código ao lado, o sistema verifica que está a ser introduzido um comentário "por mão humana" e não por um qualquer sistema informático, já que este não consegue, ainda, proceder a esta identificação e cópia da senha de segurança. A senha vai sendo alterada sistematicamente... por exemplo hoje pediu-me para usar "epURue"... É só perder mais alguns segundos, mas o blog ganha fiabilidade nos comentários... Enviado por Leitor em maio 21, 2005 10:29 AM "





publicado por Zé LG às 15:33
01
Jun 05

643baleizaob-365.jpgFoto do site do PCP

Mais de duzentas pessoas do concelho de Alvito assinaram um abaixo-assinado a reclamar à DORBE do PCP que iniciasse o processo eleitoral autárquico no Concelho.

A 4 meses das eleições autárquicas porque não foi ainda iniciado o processo? - Será apenas por incompetência dos responsáveis da DORBE ou será que estes se pretendem vingar da organização de Alvito por esta ter assumido posições críticas em relação à direcção do partido? Ou haverá outras razões que não conseguimos descortinar?

Dão-se alvíssaras a quem consiga e queira esclarecer.
publicado por Zé LG às 14:12
Junho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
17
19
22
24
25
27
28
29
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ser Beja, é ter como bandeira a cidade e os que cá...
A Casa da Cultura esteve à pinha!! Foi um espaço p...
Bom dia. Dizer que o João Rocha anda por cá há 40 ...
Ahahaha esperaste tu até ás 4 da manhã para me dar...
Bonito serviço não haja dúvida. Uma senhora lista ...
Eu sei que é um argumento mesquinho, mas é para as...
Senhor anónimo, no seu lugar dava mais ouvidos à "...
Pensava que iam ter o Cristiano Ronaldo, ou o Salv...
Maria, calada és uma poetisa!Paulo Arsenio, natura...
Caro anónimo:Agradecia contactasse os funcionários...
Reconheço que o Rocha não é simpático. Também por ...
A questão do ser de Évora , Beja ou Lisboa revela ...
Vergonha das vergonhas o que se passa naquela bend...
Quem? Como aquele que veio pela mão do PCP, de Lis...
Maria, e ser de Évora também não é ser de Beja
blogs SAPO