Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
04
Mai 11

Era o “inimigo número um” dos EUA e foi morto esta segunda-feira numa operação em Abbottabad, no Paquistão.

A morte de Osama Bin Laden levanta um conjunto de questões, que parece não haver muito interesse em esclarecer.

A notícia da morte de Bin Laden às mãos de um comando norte-americano foi dada pelo próprio presidente Barack Obama. Não seria mais coerente capturar um assassino e entregá-lo às instâncias e tribunais internacionais competentes?

Bin Laden foi morto no Paquistão, país com que os EUA mantêm relações de amizade, enquanto a guerra à Al-Qaeda. Como justificam este desfasamento e como vão ficar as relações dos EUA com o Paquistão?

A notícia da morte de Bin Laden foi dada de forma que levantou as mais diversas dúvidas – foi morto em condições mal esclarecidas, tendo ficado com o rosto irreconhecível e sido “sepultado” no mar. As dúvidas levantadas foram tantas que já obrigaram à divulgação do teste de ADN, também ele feito em condições que não são fáceis de compreender, e vão obrigar a novos esclarecimentos.

Mas que peso estratégico e de comando teria hoje Bin Laden no movimento terrorista islâmico, para a sua morte ser tão festejada? O Liberation escreve que com a morte de Bin Laden "cresce" a ameaça terrorista. Dossier completo aqui e aqui.

A quem interessará toda esta confusão e polémica?

publicado por Zé LG às 23:00
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
Alvitres mais comentados
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Pode ser que os fretes que têm fito ao PC tenham a...
Senão temos outra vez deputados substitutos que nã...
Então até outubro!
aonde é que o Simões , o Ze Gaspar , o Araujo e o ...
Vou mas é de férias!
Ó mana! Chega de bate-papo aqui. Vamos para outro ...
Não, a crítica não é a deputada apoiar a maioria. ...
Fraca, muito fraquinha. Ao menos tinham indicado a...
Já imaginaram um debate a cinco? O Pedro e o João ...
Estejam descansados, que a coligação não ganha. Ma...
tão convencidos que nós somos...
Óh João. Ó João Gaspar; então querias que uma depu...
Uma bonita péssima política.
Camões também se apaixonou por uma Dinamene.
A sua amiga Joana Amaral Dias não faria pior figur...
Outras paragens
blogs SAPO