Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
29
Jul 10

Defendo a renovação e rejuvenescimento das organizações em geral e do PCP em particular. Mas também defendo que tal não se deve fazer a qualquer preço e muito menos para mascarar o primeiro daqueles dois princípios. Ou seja, usar o rejuvenescimento - a substituição de quadros menos jovens por outros mais jovens -, para dar a entender que se está a renovar - ideias, princípios, programa, propostas, políticas, prática, funcionamento, organização -, mantendo tudo, mais ou menos, na mesma ou, pior ainda, acentuando tudo o que tem contribuído para dificultar uma maior afirmação da organização (PCP) e do seu desenvolvimento junto público-alvo (eleitores).

O rejuvenescimento não deve ser um fim em si mesmo mas deve contribuir para a renovação da organização (PCP). Se se substitui um quadro menos jovem, embora ainda dando provas da sua capacidade de entender, interpretar e intervir sobre a realidade com o objectivo de a melhorar, tornando-a mais consentânea com os objectivos apontados, por outro mais jovem mas menos capacitado e/ou com ideias mais retrógradas não se está a contribuir para a renovação.

Não conheço João Ramos nem ponho em causa as suas capacidades e ideias, pelo que não ponho em causa que possa vir a ser um bom deputado.

Mas conheço José Soeiro e o trabalho que desenvolveu como deputado (para além de todo o seu percurso anterior) e julgo que, partilhando a opinião de muita gente, incluindo adversários políticos, se pode afirmar que foi, senão o melhor, um dos melhores deputados pelo Distrito de Beja. Então porque foi substituído? Por ser velho, com 63 anos? Porque "vai continuar noutras frentes de luta"? Para "cumprir a vontade da Direcção Central" do PCP?

Mas nesta substituição, as dúvidas não ficam por aqui. Porque não foi chamada a substituir José Soeiro a segunda da lista de candidatos, a Maria da Fé? Não é também jovem? Não é também da DORBE? Não tem capacidade para desempenhar o cargo? Então porque integrou a lista no segundo lugar? Foi apenas para cumprir a quota?

A CDU apresentou uma lista ao eleitorado, segundo uma certa ordem. Quando os eleitores votaram nela fizeram-no no pressuposto de que, salvo motivo de força maior ou com justificação compreensível, os eleitos cumpririam o seu mandato na legislatura. E, também, no pressuposto de que se o(s) eleito(s) fosse(em) substituído(s) o seria(m) por quem estivesse a seguir na lista, salvo motivo de força maior ou com justificação compreensível.

Não tendo sido cumpridos estes pressupostos (compromissos com o eleitorado) a Direcção Central do PCP, cuja vontade, de substituir José Soeiro ao fim do primeiro ano da legislatura, foi cumprida, deve explicações e justificações ao Partido – aos seus militantes – e aos eleitores. Se não o fizer rapidamente a Direcção Central do PCP está a contribuir, uma vez mais, para quebrar a relação de confiança que deve manter com o Partido e este com os eleitores.

publicado por Zé LG às 22:04
O Alentejo ainda há-de ser nosso outra vez, porra ...
Anónimo a 29 de Julho de 2010 às 23:22
Tu também davas um bom presidente (da junta ou da assembleia de condóminos
Anónimo a 29 de Julho de 2010 às 23:24
Lopes Guerreiro;
Concordo inteiramente com a tua análise.
Manuel António Domingos a 30 de Julho de 2010 às 00:01
Desta vez o Lopes Guerreiro fez uma análise com alguma objectividade, o mercantilismo neo-liberal também integra as decisões do comité central, PCP está a entregar o ouro ao bandidos.
Anónimo a 30 de Julho de 2010 às 01:57
O engraçado nesta analise é que nem se põem a hipótese do José Soeiro ter saído por sua iniciativa e sem qualquer tipo de problema com o PCP.

Parece que foi a 1ª vez que um militante do PCP saiu de um cargo para o que foi eleito, e até parece que pela primeira vez a pessoa seguinte na lista não assumiu o cargo...

Não carreguem as vossas dores para as costas de outros.

Um facto muito importante, não é pelo facto do Soeiro ter saído da AR que perde a importância que têm, são as pessoas que "engrandecem" os cargo e não o contrario.

Fique atento, em breve irá ter novidade do Soeiro numa livraria perto de si...

Hasta
Lenin a 30 de Julho de 2010 às 10:36
Mas mesmo que José Soeiro tenha saído por sua exclusiva decisão e apesar de não ser a primeira vez que acontece e dele não perder importância por deixar a função, a Direcção não deve explicações e justificações?
A posição que aqui assumo é a mesma que assumi noutras alturas em que situações semelhantes se verificaram. O facto de não ser a primeira vez que tal acontece só agrava a situação.
Zé LG a 30 de Julho de 2010 às 12:40
Não podendo responder por todos os organismos do Partido, nem da organização das suas estruturas, posso falar sobre aquelas onde estou inserido e nessas foi prestada as informações necessárias sobre a saída do cargo de deputado da AR do Soeiro e sobre a não aceitação do cargo por parte da Maria da Fé, ambas as situações foram do foro pessoal e solicitadas pelos próprios.

Posso também afirmar que esta situação estava prevista a bastante tempo, o João esteve a acompanhar o Soeiro nos últimos meses preparando-se assim para o cargo que irá desempenhar e que eu acredito plenamente que o fará sempre em prol daqueles que depositaram a sua confiança na CDU.

Cumprimentos
Lenin a 30 de Julho de 2010 às 14:33
Já eu não posso dizer o mesmo. Soube pela comunicação social, alías, como vou sabendo da genetalidade das situações. Mas, sendo assim, pelo menos uma parte dos militantes terão sido informados.
Mas mantêm-se as dúvidas:
- porque aceitou a Maria da Fé ser candidata se não podia exercer a função? (Já há uns anos aconteceu o mesmo com o Munhoz Frade)
- porque não foi divulgada a informação?
- É correcto apresentar candidatos no pressuposto de que podem ganhar mais votos, definindo à partida que não vão exercer os cargos?
Não pus nem ponho em causa o futuro bom desempenho de João Ramos, que como disse não conheço.
Zé LG a 30 de Julho de 2010 às 14:46
Muito sinceramente não acredito que a Maria da Fé tivesse impedimentos na altura que lhe foi endereçado o convite para fazer parte das lista da CDU, alegando motivos pessoais pressuponho que tenha sido algo inesperado que aconteceu na sua vida pessoal.

Tendo esta situação ocorrido, não vejo motivos de interesse na sua divulgação para quem quer que seja.

Claro que não acho correcto, assim como não acho correcto que deputados eleitos por Beja não conheçam sequer o distrito e que após a sua eleição esqueçam que os elegeu e as razões pelas quais foram eleitos
.
Lamento que tenha tido conhecimento pela comunicação social da saída do Soeiro, não sei se está inserido em algum organismo do Partido, no caso de estar, esta situação revela uma má organização do mesmo, mas dai a tentar discutir o assunto num blog vai uma grande distância.

A critica e auto-critica interna dos organismos do Partido sempre foi e será a melhor forma de progressão dos mesmos.
lenin a 30 de Julho de 2010 às 15:37
Desde que exista espaço e oportunidade para para elas...
Pertenço a uma organização que já foi das mais dinâmicas e cumpridoras dos objectivos definidos. Agora não sei se já não é ou se ao seu estado corresponde o estado geral do Partido.
Alguém, com conhecimento de causa, que esclareça.
Zé LG a 30 de Julho de 2010 às 16:28
Caro amigo Lenin;
Diz vc, que dentro do PCP é que as coisas devem ser debatidas, e não na Blogosfera. Muito bem!
Eu desde que regresei da Suiça em 1988, ainda não faltei a uma Festa do Avante. Nos últimos anos até me sinto envergonhado pela falta de comparência e respeito que muitos autarcas demonstram , ao não comparecer para dar a cara e esclarecimentos aos camaradas, amigos e votantes anónimos. Nos últimos dois anos pergunte lá se faz favor ao presidente da Câmara de Montemor, Carlos Pinto Sá, quem é que compareceu nos debates sobre a eventual privatização das Águas de Portugal 2008, ou sobre o Pode Local Democrático em 2009?
Eu estive lá nos dois debates, nem um autarca conhecido do meu distrito lá vi. Simplesmente vergonhoso . Uma vez instalados no poder, até parece que não se sentem à vontade para comparecer e dar eplicações a eventuais dúvidas que possam existir.
Será que este ano lá volta a estar sózinho o Carlos Pinto Sá a representar os autarcas do PCP/CDU?
Manuel António Domingos a 30 de Julho de 2010 às 16:42
Entro neste debate apenas porque fui citado pelo Lopes Guerreiro, no comentário acima.
Há um equívoco a esclarecer: nas respectivas eleições para a AR, não é real a ideia de que aceitei ser candidato apesar de "não poder exercer a função".
Na verdade, não tinha na altura um forçoso impedimento para desempenhar a função de deputado. Poderia ter cumprido o mandato, em substituição da Lurdes Hespanhol. Não quis fazê-lo, por opção familiar. Segundo a vontade da Direcção do Partido, entreguei a "função" ao Murteira.
Isso foi normal. Não houve drama. Como suponho que tenha sido, normal e sem drama, o que agora se passou com o Soeiro...
Tudo dentro das conveniências, pessoais e políticas, que por vezes até é possível conjugar.
Quanto à questão da escolha dos cabeças de lista, a inegável realidade é a de que todos os partidos entram na lógica de escolhas mediáticas...
José Frade a 30 de Julho de 2010 às 20:59
Caro LG!
Independentemente da pertinência da tua análise, lamento, e acho até de gosto duvidoso, que um comunista comente este assunto na praça pública.

Enquanto homem e comunista que ainda afirmas ser, tens todo o direito de sindicares o mundo, os outros e a ti próprio.

Não se percebe muito bem é que tragas estas reflexões à praça pública.

Na verdade o mundo não é o mesmo de há 36 anos, tu não és o mesmo homem, ninguém é o que era há 36 anos.

Mas há uma coisa que ainda é a mesma, os problemas dos trabalhadores, dos mais pobres e dos mais desfavorecidos.

E o certo é que porventura com erros, quem é que não os comete? O PCP continua a estar na vanguarda, numa luta permanente e constante em prol dos trabalhadores dos mais pobres e dos mais desfavorecidos.

Por outro lado a experiência recente também nos diz que os partidos comunistas europeus que seguiram determinado rumo, se meteram na boca do lobo, e foram engolidos pelo neoliberalismo desenfreado.

Quanto à substituição do Zé Soeiro, poder-se-à até admitir que, numa perspectiva que porventura mem estas a pensar, poderá ser a melhor forma de se continuar a defender os interesses do Alentejo, dos alentejanos e do país em geral.

Saudações democráticas.
Anónimo a 30 de Julho de 2010 às 10:37
Já não é mau ser reconhecida a pertinência da análise...
Eu também gostaria de fazer estas análises e debatê-las, primeiro no Partido, como fiz de outras vezes em que situações semelhantes se verificaram, mas agora parece já não haver oportunidade para tal, tão escassas são as reuniões...
Não duvido de que "os problemas dos trabalhadores, dos mais pobres e dos mais desfavorecidos" se mantêm nem que o Partido está na linha da frente do seu combate. Por isso mesmo quero que seja mais forte, mais mobilizador e, fundamentalmente, de atrair a simpatia e engajar muito mais gente.
Finalmente, a questão não é a de saber se José Soeiro vai desempenhar outras tarefas tão ou mais importantes que estas, mas sim a dos métodos utilizados (mesmo que sendo os mesmos de outros) e o respeito pelas pessoas que nele (e na lista tal como foi apresentada) votaram.
Zé LG a 30 de Julho de 2010 às 12:49
Muito LG. Sem dúvida um artigo de opinião bem construido e bem actual.
Pois só quem não olha para o lado, é que ainda não percebeu o drama do PCP destes últimos anos. E por mais que nos custe, parece que há muitos militantes e simpatizantes que não o faz.
Disso se tem aproveitado muito bem o Bloco de Esquerda, tendo inclusivé lhe ido buscar alguns elementos de topo, além óbviamente dos votantes.

A proposta de debate está bem construida e não me parece que o local não seja também o mais propício. Pelo julgo que é louvar e continuar a seguir aqui a evolução de todo o processo de substituição do deputado José Soeiro.
Jeremias a 30 de Julho de 2010 às 12:07
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
DEZ ANOS ALVITRANDO
10 anos de Blogs do SAPO
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Lamentar só ajuda a afundar mais. Deixemo-nos diss...
Por Muro das Lamentações deve querer dizer o blogu...
O pior é que esse muro é a realidade que a alguns...
Se ele ainda for a trabalhar para a festa do Avant...
Isto já parece o Muro Das Lamentações.
..mas há um visigodo que lhe faz a vida negra..., ...
Será mesmo este C.A. a ficar na história?Não tenho...
Mais uma verdade do Drº Frade, a ulsba mais parece...
Esta Cãmara é só festas e festas, obra nada! Este ...
Este CA fica na história do Hospital de Beja, por ...
É verdade. Apesar de eu ter posto a prémio a minha...
Faz um ano que a administração encerrou uma ala do...
A esta hora já congeminam como penalizar os que aq...
Será que alguém nesse hospital já reparou que os A...
Quem deveria andar no elevador do lixo é a Emília ...
Outras paragens
DEZ ANOS ALVITRANDO
10 anos de Blogs do SAPO
blogs SAPO