Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
05
Mar 15

D'Alcaria Coop é o nome da Cooperativa Social criada para revitalizar a aldeia de Alcaria da Serra, no concelho de Vidigueira.

030320152232-487-Alcaria.jpg

O projecto foi um dos 21 seleccionados que concorreram ao programa de apoio a empresas sociais. Os promotores ganharam uma bolsa de formação.
Com o estatuto de empreendedor, o projecto pretende revitalizar a aldeia, com 150 habitantes, a maioria idosos, através de um circuito de comercialização de produtos tradicionais e da dinamização turística de casas desabitadas. As explicações foram dadas por Sara Biscaia, Co-fundadora da Cooperativa.

publicado por Zé LG às 00:10
04
Mar 15

Margarida Silveira continua à frente da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).
O novo Conselho de Administração foi nomeado por proposta da Ministra de Estado e das Finanças e do Ministro da Saúde.
Margarida Silveira preside o Conselho de Administração e tem como vogais executivos José Gaspar, Jorge Santos (director clínico da área de cuidados de saúde primários), Emília Duro (directora clínica da área de cuidados de saúde hospitalares) e João Guerreiro (enfermeiro director).
A nova administração foi nomeada para um mandato de três anos, “renovável até ao máximo de três renovações consecutivas”, refere a Resolução de Conselho de Ministros publicada no mês passado em Diário da República.
In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6481

publicado por Zé LG às 23:56
04
Mar 15

27022015-604-cartazoficial2015.jpgCópia de 27022015-604-cartazoficial2015.jpg

publicado por Zé LG às 13:56
04
Mar 15

roca.JPGA Terras Dentro desenvolveu em 2012/2013 o Projeto "Promoção dos Produtos Locais - Cooperação com S.Tomé e Príncipe", em parceria com a Associação IN LOCO, a Associação Terras do Baixo Guadiana e a Associação Roça Mundo de S. Tomé.
Nesse âmbito foram produzidos 8 Programas televisivos sobre gastronomia típica de todos os territórios envolvidos e cujo rosto foi o João Carlos Silva, responsável pelos já conhecidos programas "Na Roça com os Tachos".
Alvito recebeu "Na Roça com os Tachos", programa gravado no Mercado Municipal e convidamos-vos a ver os programas com imagens dos nossos territórios e muitas caras conhecidas e que vão começar a ser EMITIDOS NA RTP ÁFRICA já a partir de dia 7 de Março às 12:30H - 1 programa em cada sábado à mesma hora.
In: http://www.cm-alvito.pt/pt/noticias/566/na-roca-com-os-tachos.aspx

publicado por Zé LG às 13:15
04
Mar 15

Talvez no caso de Beja e outras cidades, não seja tão importante que as autarquias assumam estas responsabilidades.
Agora no caso de concelhos por exemplo como Mértola ou Almodôvar, que andam sempre com problemas e reivindicações na saúde e até na educação. Mas sobretudo na primeira.
Trata-se de uma oportunidade única, de deixar de depender totalmente do poder central nestas competências. E ter uma palavra na resolução e apoio efetivo aos seus munícipes.
Anónimo a 23 de Fevereiro de 2015 às 09:59


Trata-se da grande oportunidade que os municípios do interior e que lutam desde sempre pela melhoria das suas condições em termos de saúde, educação e não só, têm.
Claro que há que reivindicar e negociar condições, mas à partida rejeitar todo e qualquer tipo de responsabilidades, depois de anos e anos a fazer barulho em prol desses objectivos, parece algo redundante e de difícil aceitação pelos seus munícipes.
Vamos lá ver então quais são as autarquias que têm coragem, dão o passo em frente e assumem as responsabilidades.
Anónimo a 24 de Fevereiro de 2015 às 09:11
AQUI

publicado por Zé LG às 08:53
04
Mar 15

1423178436625_scrapeenet.jpgAqui felicito todos aqueles que se teem batido por não fazer deste tema, um tabu sem discussão. Que há razões para cada opção, sem duvida que as há. Mas só colocando tudo o que se souber e estiver estudado, em cima da mesa para discussão, nos permitirá qualquer que seja a opção, decidir em sã consciência. Parabéns!
Comentário de joao paulo ramoa a 2 de Março de 2015 às 10:08, aqui.

publicado por Zé LG às 00:04
03
Mar 15

020320151216-985-Elvas3.jpgIniciativa onde participou o ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Nuno Poiares Maduro e outros membros do governo, responsáveis pelos programas operacionais temáticos: “competitividade e internacionalização”, “inclusão social e emprego”, “capital humano” e “sustentabilidade e eficiência no uso dos recursos”.
Poiares Maduro relevou a importância de se concretizar o Portugal 2020, assim como a importância que o mesmo assume na capacidade de responder a velhos desafios que a sociedade portuguesa enfrenta, de contrariar o défice demográfico e de promover a criação de emprego. Frisou, igualmente, que o governo acelerou o início de funcionamento deste programa, explicando como e porquê.
In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=5248

publicado por Zé LG às 22:51
03
Mar 15

020320152233-414-JAVR.jpgO espanhol crítico de música Juan Ángel Vela del Campo é o novo director artístico do “Terras sem Sombra”. O historiador José António Falcão, que criou o Festival em 2003, volta a assumir as funções de director-geral.
O “Terras sem Sombra” aposta este ano “numa ligação profunda à vida artística da Europa do Sul, com realce para Portugal, Espanha, Itália, França e Malta”. A música, o património e a biodiversidade continuam a ser os três pilares do Festival.
A promoção e a internacionalização dos produtos regionais constituem outras marcas de identidade do “Terras sem Sombra”. Depois do café, do azeite, do leite de burra, do pão e do vinho, a atenção do Festival vira-se este ano para a aguardente de medronho, um produto de excelência de Almodôvar e dos concelhos limítrofes.
José António Falcão fala numa “nova fase do Terras sem Sombra, cada vez mais vocacionado como Festival para dar a conhecer aquilo que o Alentejo tem de mais profundo e mais belo”. 

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6468

publicado por Zé LG às 21:32
03
Mar 15

020320152239-240-JooRocha1.JPGAs obras na A26 e no IP2 não foram retomadas em Fevereiro, conforme admitido pela Sociedade Portuguesa para a Construção e Exploração Rodoviária (SPER), subconcessionária do Baixo Alentejo.
Após conseguir financiamento, a subconcessionária garantiu ao “Jornal de Negócios” a retoma da obras paradas desde 2011, no mês passado.
João Rocha, presidente da CIMBAL e da Câmara de Beja, não se mostra surpreendido pelo facto dos trabalhos não terem recomeçado. Em seu entender é “mais do mesmo”, “mentiras atrás de mentiras”.
In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6472

 

Entretanto a Petição Publica em defesa das acessibilidades tem cerca de 400 subscritores, in: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6473

publicado por Zé LG às 08:48
03
Mar 15

010320152304-631-DSC_0255.JPGA mensagem que os empresários do distrito de Beja estão prontos para o novo quadro comunitário, e que a CCDRAlentejo conta com estes para o bom desenvolvimento do mesmo, foram as frases chaves de Filipe Pombeiro e António Dieb na muito concorrida tomada de posse dos novos órgãos sociais do NERBE, em que deputados, autarcas, representantes de partidos políticos, dirigentes associativos e empresários marcaram presença.
Ver e ouvir aqui e aqui.

publicado por Zé LG às 00:44
03
Mar 15

DSC_0056.jpg

publicado por Zé LG às 00:31
02
Mar 15

10952406_877618118949765_4625347112591314070_n.jpgO Senhor Presidente da Câmara Municipal de Beja tem manifestado a intenção do Executivo em proceder à demolição do Depósito de Água da Praça da República. Intenção contrária à anterior executivo, no âmbito do qual foi aprovado um projecto de reabilitação e valorização do Depósito e aberto concurso para a adjudicação da obra.

A deliberação de demolição do Depósito da Praça, ou a sua reabilitação são decisões que certamente não foram tomadas de ânimo leve, porque se trata de uma decisão grave que a todos interessa.
O que representa para a história da cidade esta peça do património que evoca o abastecimento domiciliário de água e o que ela representou do ponto de vista do desenvolvimento da cidade? Qual o valor desta peça de paisagem urbana que continua a ser útil ao sistema de abastecimento de água, que suporta algumas antenas, designadamente a que garante o wirless a zonas públicas da Cidade e que poderia constituir um miradouro importante para visualizar a Cidade e a sua envolvente? A peça constitui um entrave ao projecto Beja Romana? Que soluções técnicas alternativas existem? Que custos tem cada uma das abordagens? É possível uma solução de conciliação, compromisso? Quanto custa? Podemos pagar?

Assim e considerando que:
• Até agora não foram apresentados quaisquer estudos, projectos e razões que justifiquem a referida demolição;
• Uma gestão participada deve traduzir-se na promoção do debate e reflexão com os cidadãos sobre os temas que dizem respeito à cidade.
RECOMENDAMOS AO EXECUTIVO MUNICIPAL QUE antes de tomar a deliberação de mandar demolir o Depósito de Água da Praça da República:
1 – Facilite a esta Assembleia Municipal os estudos, projectos e outras razões, incluindo as vantagens comparativas relativamente à anterior deliberação de o reabilitar e valorizar, que, em sua opinião, justificam esta nova deliberação;
2 – Proceda a um debate público, tão amplo quanto possível, recorrendo a todos os meios disponíveis, para aferição da bondade e do acolhimento dessa eventual deliberação.

Beja, 23 de Fevereiro de 2015
Cristina Taquelim e Leonel Sousa, eleitos “Por Beja com Todos”, na Assembleia Municipal de Beja.

In: https://www.facebook.com/porbejacomtodos

publicado por Zé LG às 08:52
02
Mar 15

Cópia de khh4ppm.jpgCópia (2) de khh4ppm.jpgCópia (3) de khh4ppm.jpgCópia (4) de khh4ppm.jpg

khh4ppm.jpg

publicado por Zé LG às 00:16
01
Mar 15

ng1200711.jpg“… os investidores chineses… deram um grande contributo para que Portugal pudesse estar na situação em que está hoje, bastante diferente daquela em que estava há quatro anos”, disse António Costa.


Então a dívida do país não é maior da que há quatro anos? A emigração, o desemprego, a pobreza e o risco de pobreza não são maiores? As pensões e os ordenados não são mais baixos? Os trabalhadores não trabalham mais dias e mais horas por dia recebendo menos? E a lista que mostra quanto bastante “diferente” o país está poderia continuar com muitos outros indicadores…
Reparem que António Costa não disse que Portugal começou agora a registar alguma recuperação da crise em que caiu, depois de ter batido no fundo, o que se poderia aceitar. Fez a comparação com a situação de há quatro anos atrás, quando o PS era governo. Para além de ter responsabilizado os governos do seu partido pela situação a que o país chegou, o que é verdade (o que dirá Sócrates?), mostrou um grande desconhecimento da situação em que Portugal e os portugueses ainda se encontram.
O líder do PS veio depois justificar aquelas afirmações com o facto de pretender transmitir uma imagem favorável do país aos investidores estrangeiros. Fê-lo, como se pode verificar, mentindo. Ou seja, fez publicidade enganosa…
E evidente que aquelas “declarações foram aplaudidas pela direita que se congratulou pelo facto de, assim, Costa estar a reconhecer que o Governo em funções melhorou a situação do país.” E Passos Coelho veio mesmo admitir a possibilidade de constituição de um governo do bloco central com o argumento de que é mais o que os une do que os separa, o que até é verdade…
Com estas afirmações, poderá ter acabado o estado de graça de António Costa, quer a nível interno do PS quer a nível eleitorado, que, ao centro, entre o original e a cópia talvez prefira o original e, à esquerda, prefira a(s) esquerda(s) que faça(m) a diferença.

publicado por Zé LG às 00:50
28
Fev 15

11025130_10155253840145716_2317864818674673409_n.j

No dia do 111º aniversário do Benfica, a equipa fez talvez a melhor exibição da época. Extraordinário colectivo, grande eficácia, elevada nota artística!

publicado por Zé LG às 23:09
28
Fev 15

A Administração da ULSBA que explique como foi possível:
- contratar enfermeiros sem publicar critérios de avaliação;
- não publicar a lista de admitidos e excluídos;
- não entrevistar
todos os candidatos ou, pelo menos, os que tinham melhor avaliação curricular;
- que explique como é possível num processo de recrutamento haver apenas um único júri a escolher, entrevistar e a selecionar os enfermeiros que irão trabalhar para o hospital;
- não publicar a classificação da avaliação curricular e da avaliação da entrevista:
- não publicar a lista de avaliação final;
- não permitir prazos para quem quiser, reclame da avaliação ou de ter sido excluído de entrevista.
Foi tudo feito as escondidas, sem qualquer mérito. O único critério foi a “cunha”, mais nada.
João a 18 de Fevereiro de 2015 às 15:35
In: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/afinal-as-camas-reduzidas-faziam-falta-2880729#comentarios

E do caso de polícia que tem sido o recente processo de recrutamento no Hospital de Beja ninguém fala?
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2015 às 11:02
e o processo dos auxiliares parece estar a seguir caminho idêntico, mas não há ninguém que conheça um policia ?
Anónimo a 27 de Fevereiro de 2015 às 20:18
In: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/demitiram-se-os-chefes-da-urgencia-do-2887324?view=6992796#t6992796

publicado por Zé LG às 22:24
28
Fev 15

10658812_1536366173293451_8465283276410948040_o.jp

 

A freguesia de Vila Ruiva está a preparar-se para a realização de uma Feira Medieval, a acontecer já no final do próximo mês, nos dias 28 e 29 de Março. A "Chegada da Carta Foral às terras de Vila Ruiva", "A visitação de um filho da Terra Cristovão Colombo" e "Os Contributos de Além-Mar: A Festa das Especiarias" são algumas das recriações que a Feira propõe.

publicado por Zé LG às 21:53
28
Fev 15

11004413_898614946856986_68506723_n.jpg

publicado por Zé LG às 10:00
28
Fev 15

260220151750-7-IVOPRMIOIII.jpgO jovem atleta bejense Ivo Figueira recebeu da Federação Portuguesa de Pesca Desportiva o Prémio Atleta Jovem do Ano-Água Doce pelos excelentes resultados alcançados na época desportiva de 2014.
Com apenas 15 anos, Ivo Figueira integrou três vezes consecutivas a selecção nacional de pesca desportiva, no ano passado ganhou o título de melhor atleta português em competição na Holanda.
Ivo Figueira, atleta de alta competição do Sport Lisboa e Benfica, conta no seu currículo com vários títulos de campeão nacional e algumas internacionalizações.
In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=5213

publicado por Zé LG às 00:17
27
Fev 15

da27fev.jpg

publicado por Zé LG às 22:02
tags: , ,
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Passaram por cá
"Contador de visitas">Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ah, ah, ah!
Curso de coaching executive? Isso deve ser um curs...
E os que lhe convém pessoalmente e que ocasionalme...
os coveiros deste C.A. são os proprios recrutados....
As autarquias do nosso distrito teriam de gerir os...
Nesta como noutras questões, o futuro abre-se cons...
Parado não está. É como uma rosca moída: roda sem ...
O PC local há muuuuitos anos que não tem agenda. O...
Os amigos que quer e... os que merece!
Tá boa. Agoras és tu que defines os timings e agen...
LG: Muito bem em puxar este assunto para debate. N...
Pois é. Mas são poucos os agentes da economia real...
Tanta gente a querer uns tostões da Europa. Dizem ...
Cada um tem os amigos que quer e lhe apeteça. Era ...
Isto de se diabolizar as amizades parece uma defor...
Outras paragens
blogs SAPO